Assoprador de latinha dá uma força e soberano Tricolor comanda o Brasileirão. O campeão voltou?

O São Paulo precisou apenas de 45 minutos e de um empurrãozinho de sua senhoria, o assoprador de latinha Wilton Pereira Sampaio, para virar o jogo, apagar a chama do Botafogo e voltar à liderança do Brasileirão depois de quase três anos.

São Paulo x Botafogo gol Everton
Diego Souza e Everton: o Tricolor comanda o campeonato 

O São Paulo precisou apenas de 45 minutos e de um empurrãozinho de sua senhoria, o assoprador de latinha Wilton Pereira Sampaio, para virar o jogo, apagar a chama do Botafogo e voltar à liderança do Brasileirão depois de quase três anos.

O Tricolor não comandava o campeonato desde a sétima rodada do campeonato de 2015. Nesta quinta, o Tricolor torce para o Flamengo não vencer o Bahia.

O Tricolor venceu por 3 a 1 no Morumbi (25.427 presentes/R$ 547.988), obteve a terceira vitória consecutiva e manteve a invencibilidade no Brasileirão – quatro vitórias e quatro empates. Acumula 16 pontos. Marcou 13 gols e sofreu oito. A série invicta do time de Diego Aguirre já tem 11 partidas e é a maior desde que Emerson Leão conduziu o clube por 14 jogos sem derrota.

A equipe carioca saiu na frente, com um golaço de Leo Valencia, aos 15. Após troca de passes, o botafoguense arriscou um chute da meia-lua e mandou no ângulo de Sidão.

O Botafogo ainda comemorava a vantagem quando a turma do apito amigo entrou em ação. Aos 17, Igor Rabello tocou a bola para escanteio, Everton caiu e o juiz assinalou pênalti, atendendo a uma indicação do ‘poste’ ao lado da trave. Nenê empatou. Sétimo tento do atleta na temporada.

Treze minutos depois, já senhor das ações, Diego Souza marcou o segundo. Marcus Guilherme recebeu na direita, cruzou e Diego Souza, de peito, empurrou para a rede. Oitavo gol do ‘centroavante’ no ano.

O Botafogo partiu para o ataque, abriu a cozinha e levou o terceiro. Aos 48, em contragolpe fulminante, Diego Souza passou a Everton na esquerda. Ele invadiu a área e fuzilou o goleiro Jefferson: 3 a 1. Justiça ao futebol mais objetivo do Tricolor. Nada de firulas. Sempre vertical, em direção ao gol do adversário.

Com uma boa vantagem no placar, o Tricolor se acomodou no início do segundo tempo. E passou a pensar no clássico contra o coirmão Palmeiras, sábado, na mansão Allianz Parque.

Tanto que o ‘professor’ Diego Aguirre decidiu poupar Nenê e Diego Souza. O atacante foi substituído por Shaylon. A mudança provocou vaias da torcida. Antes da troca, Léo Valencia cobrou falta e Marcos Vinicius cabeceou na trave.

Já Diego Souza cedeu o lugar a Liziero. Na bacia das almas, Éverton saiu e entrou Valdivia. Aos 38, a zaga são-paulina bobeou e Rodrigo Pimpão diminuiu. Na esperança de chegar ao empate, o Botafogo tentou abafar o Tricolor e só não tomou mais gols porque os são-paulinos abusaram do preciosismo, principalmente Valdivia

###########

Pitaco do Chucky. O povo se distrai com o futebol e leva duas bolas nas costas da ‘politicanalha’.

Papo cabeça. O atacante Willian quer arrebentar na Copa da Rússia. Eleito a fera do time na Premier League pelos companheiros de Chelsea, o brasileiro contratou até um guru para superar os obstáculos da carreira. Há um ano, o ex-corintiano trabalha o corpo, a alimentação e até o sono com o ex-jogador da seleção de rúgbi Allan Josefh, que se aposentou após sofrer uma lesão antes da Rio-16. O coach acredita que Willian poderá explodir no Mundial se souber aplicar a força mental em campo, de acordo com o ‘Globo.com’. “Agora, além do que o técnico pede que ele faça nos treinos, nós estipulamos metas pessoais de dribles, finalizações, arrancadas. O atleta precisa ter metas. Willian ainda não tem noção de quem ele é”, garante Josefh, que atende famosos como a atriz Cláudia Raia e o DJ Alok, além de outros jogadores.

Zé Corneta. Palmeiras, muito comercial para pouco futebol.

Microfone. A plim plim deu cartão vermelho para Paulo César de Oliveira, Leonardo Gaciba e Renato Marsiglia. Apenas Arnaldo Cezar Coelho viajará à Russia para trabalhar como analista de videoteipe de arbitragem da Copa. A turma do fundão comentará dos estúdios da emissora na Cidade Maravilhosa das balas voadoras.

Sugismundo Freud. Nada se perde, tudo muda de dono.

‘Mata-leão’. Os anjinhos do octógono já se mexem para abocanhar parte do acordo bilionário entre UFC e ESPN. Querem receber uma boa grana, como acontece no boxe (os pugilistas chegam a beliscar até 50% do montante arrecadado). O contrato assinado com a ESPN prevê a entrada de US$ 1,5 bilhão (R$ 5,5 bilhões) aos cofres do UFC nos próximos cinco anos.

Caiu na rede. São-paulinos tiraram de letra a crise nos postos de gasolina: estão na fila há 10 anos.

Gato por lebre. Com a classificação do Peru para a Copa depois de muitos anos, os espertalhões inundaram o mercado de Lima com figurinhas e álbuns falsos. Cada pacotinho é vendido a R$ 1,33. A polícia estourou uma gráfica que poderia imprimir mais de cinco mil chapas por hora. As figurinhas mais cobiçadas são as de Farfán, Cueva, Flores e Guerrero, maior ídolo da galera, suspenso por doping. Cada uma delas é vendida por até R$ 8. A polícia estima que a falsificação continuará até o fim do Mundial.

Rosamundo, o pensador. Alguns casamentos acabam bem, outros duram a vida inteira.

Gilete press. Do blog do Paulinho: “Em julho de 2016, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) ingressou com ação de cobrança contra o São Paulo, que se recusava, desde 2006, a pagar pelo serviço em dias de jogos do clube. O calote foi calculado em R$ 11 milhões. Dois anos após, em abril, o juiz Josué Vilela Pimentel, da 8ª Vara de Fazenda Pública, julgou os valores procedentes. Em sentença, alegou que é notório que o trânsito da região se modifica em dia de jogos e eventos realizados no estádio do Morumbi, justificando a cobrança. O São Paulo recorreu com Embargos de Declaração que, desde o último dia 14, foram rejeitados. A CET deverá, nos próximos dias, iniciar a execução da dívida tricolor.” Que paulada!

Tiro rápido. É Mantuan ou ‘mãetuan’ dos colorados?

Tititi d’Aline. O gajo Cristiano Ronaldo ouriçou a turma do cinema. CR7 confessou que gostaria de atacar de ator após pendurar as chuteiras. E, com as sandálias da humildade sob um dos braços, confessou: aceitaria papéis secundários, nada de príncipe encantado. A estrela do Real Madrid disse ainda ao canal de televisão Mega que se encanta com a profissão de ator: “Sinto que posso me sair bem em pequenas participações.” The winner is…

Você sabia que… o atacante Neymar fatura parcos 4.250 euros (R$ 17,9 mil) por hora no PSG?

Bola de ouro. Warriors/Cavs. Pela quarta vez consecutiva, as equipes decidirão o título da NBA. O Golden State Warriors bateu o Cleveland Cavaliers em 2015 e 2017; o time de LeBron James venceu a equipe de Curry em 2016. A disputa começa nesta quinta (22h na ESPN), em Oakland, na Califórnia.

Bola de latão. Sasha. O atacante santista encontrou mais uma fantástica desculpa para justificar o mau momento do time: as viagens para jogar no… Pacaembu. Realmente, não é nada fácil encarar pouco mais 70 quilômetros num ônibus cinco estrelas.

Bola de lixo. Felipe Melo. O xerife adorado pelos palmeirenses lidera o cobiçado ranking dos cartões: quatro amarelos após sete jornadas do Brasileirão.

Bola sete. “O Corinthians 2018 está bem distante do competentíssimo time do ano passado, mais precisamente o do primeiro turno. Mas aquela grande fase acabou há quase dez meses” (de Mauro Cezar Pereira, no ‘Estadão’ – fato).

Dúvida pertinente. O ‘professor’ Roger Machado resistirá no comando do Peixe até a Copa da Rússia?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

Voo da alegria do chefão provoca revolta no Peixe: ‘Vem trabalhar, presidente!’

Image result for charges e desenhos voo da alegria

Nada contra, ao contrário. Mas não deixa de ser quiçá interessante e, por que não dizer, um estupendo gol contra. Enquanto o Peixe morre afogado, o poderoso chefão José Carlos Peres chefia a delegação da amarelinha desbotada em Londres.

A equipe brasileira jogará amistosamente contra a Croácia, em 3 de junho, penúltimo duelo de Tite, Neymar & Cia. antes da Copa do Mundo, na Rússia.

O voo da alegria provocou muitos protestos no aquário da Vila Belmiro e nas redes sociais. O ex-lateral Leo, ídolo da torcida, fuzilou: “Presidente Peres, por gentileza retorne ao Brasil. A Seleção Brasileira já está muito bem comandada pelo seu treinador (Tite). O Santos Futebol Clube sim precisa de um comandante.”

A metralhadora de Léo continuou a girar: “Como o senhor foi eleito democraticamente, favor exercer seu posto. Aí na seleção 90% dos atletas não sabem quem o senhor é e o que foi fazer.” O ponto final dos elogios do ex-jogador veio com a hashtag #vamostrabalhar.

Ao tomar conhecimento da saraivada de confetes de Léo e da maioria dos torcedores, Peres prometeu retornar depois da partida contra os croatas. A conferir.

O Santos ocupa apenas a 16ª posição no campeonato, a última antes da zona do agrião queimado. Aproveitamento de 33%. Só não está no subsolo do Brasileirão porque tem uma vitória a mais que Furacão e Chapecoense (2 a 1).

O Peixe completou quatro jogos sem vitória na derrota para a Raposa por 1 a 0, no Pacaembu. Não festeja um gol há 360 minutos e uns quebrados.

A pressão sobre o ‘professor’ Jair Ventura também é grande. O treinador assumiu o cargo no início de 2018. Em 30 jogos, coleciona 12 vitórias, seis empates e 12 derrotas (quatro no Brasileirão). Está no bico da cegonha sem asas.

Depois de perder do soberano Tricolor e da Raposa, o Santos tentará se reabilitar diante do Furacão, nesta quinta, fora de casa. O time dançou nos três jogos que fez como visitante: Bahêa, 1 a 0; Grêmio, 5 a 1; e Tricolor, 1 a 0.

############

Pitaco do Chucky. Corinthians, um time sem rumo da ‘ilha de Loss’.

‘Reiposa’. O pão de queijo reina nesta temporada. O time do ‘professor’ Mano Menezes tem o melhor aproveitamento entre os clubes do Brasileirão neste ano: 72,22%. A Raposa disputou 30 embates, venceu 20, empatou cinco e perdeu cinco. O Palmeiras aparece em segundo, com 69,70%. O duelo entre as duas equipes é a grande atração da oitava rodada nesta quarta.

Zé Corneta. Peixe, hoje: sem objetividade, sem criatividade e… sem time.

Tchau, Brasil! Se deixar o comando da amarelinha desbotada depois da Copa, o ‘professor’ Tite pretende reforçar o currículo com uma passagem pela Espanha ou Itália. A preferência seria por um time espanhol em razão do idioma, e os italianos, por questões afetivas. Equipe brasileira, nem pensar: quer paz, sossego e profissionalismo.

Sugismundo Freud. A grandeza nasce depois de um fracasso.

‘Cambada de corruptos’. ‘O país vive uma incompetência e uma falta de honestidade de nossos políticos” – as elogiosas palavras partiram do ‘professor’ Eduardo Baptista, do Coxa. Que gostaria muito de ver o povo discutindo política ‘pelo menos um minutinho’ por dia. Acredita que se isso acontecesse, o país poderia respirar muito melhor, deixar a UTI do caos. “Precisamos votar certo, tirar esta cambada de corruptos, de pessoas desonestas, que matam tanta gente. Eles não são ladrões, são assassinos. E é PT, PSDB, PMDB, PDT, PSB, PP, UDB, PTC, todas as siglas.” Fulminante.

Caiu na rede. O caldeirão político no Palmeiras ferve mais que panela de feijoada em escola de samba.

Zapping. Cléber Machado pode pedir música no ‘Fantástico’: domingo, narrou o GP de Mônaco de Fórmula 1, o jogo Peixe x Raposa e a decolagem do avião da amarelinha desbotada para a Europa.

Pizza RG. Depois de ser defenestrado pelo Palmeiras e emprestado ao Galo, o atacante Róger Guedes pode render 4,5 milhões de euros (R$ 19,4 milhões) aos cofres do clube paulista. O Al-Hilal, da Arábia Saudita, pretende comprar o pedaço da pizza RG que pertence ao Palestra (25% dos direitos). Se a transação for confirmada, o Galo receberá 10% (R$ 1,9 milhão) como taxa de vitrine. O Criciúma detém 75% dos direitos do jogador, vice-artilheiro do time mineiro na temporada, com nove gols em 23 partidas.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’: “Neste período de Copa, proliferam os comerciais com personagens da seleção. Há até de empresa farmacêutica. Os garotos-propaganda são, quase sempre, Tite e Neymar. No início, era interessante, mas, agora, acho uma chatice os sermões do profeta Tite. Gosto mais do treinador.” E põe chatice nisso!

Tititi d’Aline. Não foi nada fácil a viagem da amarelinha desbotada do Galeão a Londres. Com espaço para 261 poltronas, o Airbus A340, da companhia maltesa AirX Charter, foi adaptado para apenas 100 lugares, todos de primeira classe. Sofás e plantas foram espalhados ao longo do avião. Que foi fabricado em 2000, nos EUA, e pode atingir até 910 km/h. Suporta 30 toneladas de bagagem e tem autonomia para voar até 12 mil quilômetros. Em resumo, tremendo teco-teco.

Você sabia que… Peixe x Raposa cravou apenas 21 pontos no ibope da grande Pauliceia refém da bandidagem, dois a menos que Real Madrid x Liverpool na decisão da Champions?

Bola de ouro. Fla-Flu. Depois de seis anos, dois times cariocas comandam a tropa do Brasileirão. O Rubro-negro, do endiabrado Vinicius Júnior, lidera com 14 pontos, um à frente do Tricolor, do garoto artilheiro Pedro (cinco gols). Em 2012, Botafogo e Vasco eram os bambabãs após duas rodadas.

Bola de latão. Lucca. O ex-corintiano, emprestado ao Saci colorado, conseguiu uma proeza na vitória dos gaúchos no Beira-Rio. O atacante acertou o juiz de linha, o badalado cone ao lado da trave, após a cobrança de um escanteio. Bizarro.

Bola de lixo. Corinthians. Já acumula 10 derrotas nesta temporada, mesmo número de sapatadas que levou ao longo de 2017. Nos primeiros cinco meses do ano passado, a equipe havia perdido apenas dois jogos, para Santo André e Ferroviária, pelo Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago.

Bola sete. “O esporte precisa pensar um pouco no espetáculo. Provavelmente, foi a corrida mais chata da história da Fórmula 1. Temos de fazer algo para os fãs, para quitar um pouco os ingressos que pagam” (do espanhol Fernando Alonso, depois do modorrento GP de Mônaco – plim plim: 9,3 pontos no ibope).

Dúvida pertinente. Soberano São Paulo: o campeão voltou?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Soberano Tricolor mata Coelho mineiro e salva a honra dos paulistas

América-MG 1x3 São Paulo Foto: Joao Guilherme/Raw Image / LANCE!
Festa tricolor em Minas: 3 a 1 no Coelho

Pois é, o patinho feio salvou a honra dos paulistas na sétima rodada do Brasileirão. Dosquatro representantes, apenas o soberano São Paulo conseguiu vencer. Corinthians, Peixe e Palmeiras dançaram. Ou seja, dos 12 pontos em disputa, os paulistas abocanharam somente três. Que jornada!

O tricolor matou o Coelho mineiro com três cajadadas no Independência (4.360 pagantes/R$ 64.570). De quebra, obteve a primeira vitória fora de casa. Até detonar o jejum, colecionava três empates e três derrotas como visitante sob o comando do ‘professor’ Diego Aguirre.

Mais: manteve a invencibilidade no campeonato (é o único que ainda não perdeu) e pulou para a quarta posição, com 13 pontos, um a menos que o líder Flamengo. O Tricolor perde do Fluminense e Galo nos critérios de desempate.

A grande estrela do jogo foi Nenê. O meia-atacante participou de um gol e marcou dois. Diego Souza também deixou o seu, a exemplo do que aconteceu nos últimos jogos do São Paulo. Ele é o artilheiro do ano, com sete gols. O Tricolor conseguiu dois triunfos seguidos pela primeira vez na competição.

A equipe são-paulina abriu o placar com Diego Souza aos 8 minutos de jogo. Rafael Moura empatou aos 11. Nenê, de pênalti, marcou aos 46. No segundo tempo, Nenê fechou o caixão do Coelho aos 15, cobrando uma falta com maestria.

Depois de levar bucha no Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago, e na Copa do Brasil, o São Paulo não perde desde 4 de abril, quando foi derrotado pelo Furacão.

A sétima rodada também foi extremamente fértil para Palmeiras, Corinthians e Peixe. A festa começou com os periquitos em revista sendo devorados pelo Leão pernambucano na mansão Allianz Parque, em um jogo farto de gols (3 a 2 para o Sport), vaias da torcida e pênalti perdido por Keno no último minuto de jogo.

O Palestra voltou a jogar mal, principalmente Lucas Lima, substituído por Hyoran no segundo tempo. O ex-santista encarou fortes protestos da galera (25.947 pagantes/R$ 1.506.726,18). Guerra, improvisado como centroavante na ausência de Borja, também fracassou. Até o eficiente goleiro Jailson sucumbiu e falhou em dois gols.

A marcha da contagem. Keno, 1 a 0, aos 32 minutos da etapa inicial. Anselmo virou aos 5 e 27 do segundo tempo. Hyoran empatou aos 37. O ex-palmeirense Rafael Marques marcou o terceiro aos 41. O Palestra caiu para a sétima posição, com 11 pontos.

O show de incompetência dos paulistas prosseguiu no Beira-Rio, diante de 27.650 pagantes (R$ 795.765), em Porto Alegre. De virada (2 a 1), o Saci colorado deu uma rasteira no Corinthians. Que saiu na frente com um gol de Mateus Vital, aos 4 minutos de jogo.

A equipe gaúcha empatou com Leandro Damião, aos 18 do segundo tempo, e chegou à vitória com Rossi na bacia das almas, depois de uma falha inacreditável do lateral Mantuan.

Aos 47, o corintiano se atrapalhou ao dominar a bola e Rossi só teve o trabalho de empurrar para a rede. O goleiro Walter ficou estatelado no gramado após o erro de Mantuan, que saiu chorando de campo.

O ‘professor’ Osmar Loss colecionou a segunda derrota consecutiva no comando do Corinthians. Na estreia como substituto de Fabio Carille, Loss apanhou do Millonarios da Colômbia por 1 a 0, pela Libertadores.

Nas redes sociais, as cornetas já tocam contra Loss, o ‘professor’ queridinho do novo velho presidente Andrés Sanchez. Um dos acordes: colocou Pedrinho apenas no final da partida. Outro: manteve o centroavante Roger até o fim. E mais: pouco fez para evitar o sufoco do Saci colorado. Os gaúchos só não correram mais vezes para o abraço porque pararam nas luvas de Walter. O Corinthians tem 11 pontos e está em sexto.,

No Pacaembu (8.504 pagantes/R$ 349.730), mais uma bordoada. Com um gol de Bruno Silva, aos 30 minutos do segundo tempo, a Raposa jantou o Peixe. O time santista fez a quadra: quatro jogos sem vitória.

O resultado deverá aumentar a pressão sobre o ‘professor’ Jair Ventura, já que o Peixe flerta com a zona do agrião queimado. Tem apenas seis pontos. O atacante Bruno Henrique voltou ao time. Entrou no segundo tempo e foi ovacionado pela torcida. É a grande esperança do Peixe para sair da crise,

A equipe mineira conseguiu a primeira vitória fora de casa. Depois de um início nada animador, o pão de queijo chegou a 10 pontos e flutua no meio da tabela. O destaque foi o zagueiro Nenê.

                                               ############

Pitaco do Chucky. Tem muita mala sem alça que se julga bolsa de grife.

Tempo de amar. Os anjinhos manchados organizados pelo diabo soltaram comunicado informando que darão ‘uma trégua’ a Roger Machado, deixarão de pedir a cabeça do ‘professor’ antes, durante e depois dos jogos. A explicação para a mudança de atitude: “Tivemos conversas dentro da Sociedade Esportiva Palmeiras, fizemos questionamentos, fomos ouvidos, ouvimos e entendemos algumas argumentações. Não somos inimigos. Roger Machado, seguiremos ao seu lado. O seu sucesso é o nosso sucesso.” Patético!

Tempo de amar 2. Depois de Neymar ter confessado ao ex-jogador Alex que é palmeirense, a galera do Palestra anda mais metida que capanga de bicheiro. O craque do PSG abriu o coração no programa ‘Minha Rota’, da ESPN. ‘Um dos motivos de eu ser palmeirense foi você’, contou Neymar, que ficava encantado ao ver os ídolos Alex, Evair, Marcos e Rivaldo. Ele disse também que gostaria de trabalhar com Pep Guardiola: “Sempre tive vontade. É o diferente.”

Zé Corneta. Meu nome é Deyverson, mas pode me chamar de Kazim do Palestra.

Tchau, querido! A enxurrada de lágrimas de crocodilo despejada na carta de agradecimento do Corinthians ao ótimo trabalho do ‘professor’ Fábio Carille mostrou como o bicampeão paulista e hepta brasileiro era muito querido pelo novo velho presidente Andrés Sanchez, seus pares e ímpares. Palavras amabilíssimas e tórridas como um iceberg. Em resumo, ‘hasta la vista, baby’!

Sugismundo Freud. A união do rebanho obriga o leão a dormir com fome.

Oscar de Economia. Há dois anos e cinco meses, o Grêmio contratou o equatoriano Miller Bolaños por R$ 20 milhões (70% dos direitos) e agora o repassou ao Tijuana, do México, por R$ 11 milhões. Mas o clube gaúcho só embolsará R$ 7,7 milhões, porque R$ 3,4 milhões serão encaminhados ao Emelec, do Equador, dono de 30%. Em 2016, Bolaños disputou 28 jogos e marcou sete gols com a camisa gremista; em 2017, 18 partidas e oito tentos. Brigou com o ‘professor’ Renato Gaúcho e foi emprestado ao time mexicano.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Bomba! Grêmio aceita proposta europeia por Luan: ‘Ofereceram 10 galões de gasolina, não deu para recusar’.

Samba & Tango. Ponto final na fase de grupos da Libertadores: das 16 equipes classificadas para as oitavas de final da Libertadores, 12 representam Brasil e Argentina. Palmeiras (melhor campanha do torneio), Grêmio, Corinthians, Peixe e Raposa carimbaram a vaga em primeiro lugar. O Flamengo ficou em segundo no grupo 4 e por isso poderá encarar um brasileiro no bangue-bangue das oitavas. Entre os argentinos, somente o River Plate terminou em primeiro. Atlético Tucumán, Boca Juniors, Estudiantes, Independiente e Racing passaram às oitavas em segundo lugar nos respectivos grupos. Passando a régua: o mata-mata da Libertadores poderá se transformar num duelo entre brasileiros e hermanos.

Samba & Tango 2. O sorteio das oitavas deverá acontecer em 4 de junho, na Conmebol. O pote 1 terá Palmeiras, Grêmio, Libertad do Paraguai, River Plate, Raposa, Santos Corinthians e Atlético Nacional, da Colômbia. Os lanterninhas (pote 2): Cerro Porteño, Atlético Tucumán, Flamengo, Boca Juniors, Estudiantes, Independiente e Colo-Colo.

Zapping. E eis que de repente, não mais que de repente, desabrocha na plim plim o DJ Galvão Bueno: Dua Lipa, a Anitta da Inglaterra. Pode isso, Arnaldo?

Gilete press. De Lauro Jardim, no ‘Globo’: “O Conar suspendeu uma propaganda da Chevrolet estrelada por Felipe Massa. O órgão entendeu que a peça publicitária, que mostra um motorista provocando o piloto dizendo que ele está aposentado e o desafia para uma corrida, incentiva a prática do ‘racha’, na versão paulista, ou ‘pega’, na carioca. Na sequência, ambos aparecem no Autódromo de Interlagos disputando uma corrida. Apesar da defesa alegar que as cenas foram gravadas em um autódromo e com profissionais capacitados, o comercial foi suspenso por unanimidade. O relator do caso diz que o comercial não deixa claro que a corrida aconteceu apenas no autódromo, já que o final do filme mostra Massa chegando em casa. E sua empregada doméstica deixa a entender que a prática é recorrente.” Quanta presteza!

Dona Fifi. Circo Brasileiro de Futebol garante três pontos ao Sport: pernambucanos queriam adiar o jogo com o Palmeiras por causa do protesto dos caminhoneiros.

Tititi d’Aline. Do outro lado do mundo, mais precisamente na China, o fofo Ronaldo foi questionado se o Palestra poderia comemorar a boa ideia de ter conquistado o Mundial de 51. Com um largo sorriso e felicidade geral dos corintianos, Ronaldo foi rápido no gatilho: ‘O Palmeiras não tem Mundial.” Que estilingada!

Voc^e sabia que… Fluminense nunca havia derrotado a Chapecoense no Brasileirão e acumulava seis derrotas e dois empates?

Bola de ouro. Leandro Bizzio Marinho. Sua senhoria paralisou o duelo Avaí x Paysandu, pela Série B, para salvar um filhote de quero-quero que havia se machucado no campo. O SOS aconteceu no segundo tempo. Alguns pássaros se encontravam próximos à lateral quando a bola atingiu um deles. Após o final da jogada, Marinho pegou o pássaro e o entregou ao massagista do Avaí. Reiniciou a partida sob os aplausos da torcida. O time catarinense venceu por 3 a 1.

Bola de latão. CBF. O Circo Brasileiro de Futebol é uma usina de criatividade. No treino da amarelinha desbotada aberto ao público, a ínclita casa maldita do ludopédio reforçou a segurança com cozinheiros, jardineiros, eletricistas e outros funcionários da Granja Comary. Não adiantou. A bagunça imperou no pedaço.

Bola de lixo. Loris Karius. O goleiro alemão entrou para a história da Champions pela porta dos fundos. Falhou bisonhamente em dois gols do Real Madrid. Chorou muito depois da partida e pediu desculpas à torcida do Liverpool, mas Inês era morta. Os torcedores ingleses não esquecerão tão cedo a indigestão por chucrute.

Bola sete. “Uma das camisas que mais ‘fedem’ a gol no planeta vive um período de ocaso. O primeiro passo para a mudança é admitir o problema, ainda que só internamente. A carência é de ideias, mais que de peças. O Santos precisa voltar a se reconhecer em campo” (de André Rocha, no ‘Uol’ – é vero).

Dúvida pertinente. Palmeiras, muito comercial para pouco futebol?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Roletrando: Real Madrid e Liverpool lutam por caneco e `mimo` de R$ 65 mi

Os torneios organizados pela Uefa são de uma pobreza inacreditável. A Champions, a Liga Europa e a Supercopa produziram parcos 2,3 bilhões de euros (R$ 10 bilhões) nesta temporada.
Consequência do miserê: apenas 1,9 bilhão de euros (R$ 7,6 bilhões) teve como destino a conta bancária dos clubes, um aumento de 500 milhões de euros, ou R$ 2 bilhões, em relação ao triênio anterior. Já as categorias de base ganharam um reforço de 200 milhões de euros (R$ 800 milhões).
Os 32 times que começaram a Champions garantiram 12,7 milhões de euros (R$ 50 milhões), mesmo levando uma coça em todos os jogos da fase de grupos. Quem obteve triunfo papou mais 1,5 milhão de euros (R$ 6 milhões) por jogo; empate significou mais 500 mil euros (R$ 2 milhões).
As 16 equipes que se classificaram para as oitavas de final receberam mais 6 milhões de euros (R$ 24 milhões). Quem passou às quartas assegurou mais 6,5 milhões de euros (R$ 26 milhões), e os semifinalistas, mais 7,5 milhões de euros (R$ 30 milhões) cada.
Neste sábado, em Kiev, o campeão (Real Madrid ou Liverpool) levantará a taça e ainda colocará mais 15,5 milhões de euros (63 milhões) no cofrinho. O vice receberá 11 milhões de euros (R$ 44 milhões).
Nesta temporada, a Champions arrecadou 1,1 bilhão de euros (R$ 4,5 bilhões) a mais, totalizando 3,4 bilhões de euros (R$ 13,6 bilhões). Somados todos os benefícios (direitos de TV, publicidade etc.), o toma lá dá cá ao campeão pode chegar a 100 milhões de euros (R$ 400 milhões).
Se um time da pátria das chuteiras furadas ganhar o estadual, a Copa do Brasil, o Brasileirão, a Libertadores e o Mundial da mamãe Fifa colocará no bolso R$ 145 milhões. Ano passado, o heptacampeão brasileiro Corinthians mergulhou numa farra de R$ 18 milhões. Não deve mesmo ser fácil sobreviver no pobre futebol europeu.
############

Pitaco do Chucky. Loss, a primeira vez a gente nunca esquece: sapatada ‘millonaria’.

Fila de espera. Acabou o mistério. O ‘professor’ Tite revelou os 12 jogadores que ficarão na expectativa de ganhar uma chance na amarelinha desbotada se um dos 23 convocados sofrer uma lesão e for cortado da Copa. Três jogadores nunca foram chamados pelo treinador: Dedé, Maicon e o garoto Lucas Paquetá. Outros, como o Dudu e Rodriguinho, tiveram poucas chances. A comissão técnica queria evitar discussões sobre os 12 nomes para não atrapalhar o trabalho dos 23 chamados na primeira leva. Mas os nomes foram aparecendo na mídia e Tite decidiu acabar com o suspense, aposentar o papel de Alfred Hitchcock tupiniquim.

Fila de espera 2. A comissão técnica resolveu dar preferência aos jogadores que estão no país porque os ‘estrangeiros’ já estão de férias. O centroavante Willian José, que surpreendeu ao ser chamado para o último amistoso, dançou. Também Talisca ficou fora. Se algum dos 23 convocados se machucar, Tite pode substituí-lo até 16 de junho. A lista:

Neto (goleiro, Valencia)
Rafinha (lateral-direito, Bayern de Munique)
Dedé (zagueiro, Cruzeiro)
Rodrigo Caio (zagueiro, São Paulo)
Alex Sandro (lateral-esquerdo, Juventus)
Arthur (volante, Grêmio)
Maicon (meia, Grêmio)
Rodriguinho (meia, Corinthians)
Giuliano (meia, Fenerbahce)
Lucas Paquetá (meia, Flamengo)
Luan (meia-atacante, Grêmio)
Dudu (atacante, Palmeiras)

Zé Corneta. Caiu em itaquera, já era: uma vitória e duas derrotas. A Fiel sorri à toa.

Zapping. O SporTV segue na liderança do ibope entre os canais esportivos da TV paga. Fechou abril com 0,86 ponto. É o terceiro mais visto do país entre 7 horas e meia-noite, de acordo a Kantar Ibope Media. O Fox Sports cravou 0,44 ponto no 10º lugar geral das emissoras por assinatura, segundo o colunista Ricardo Feltrin, do ‘Uol’. Com 0,25, a ESPN Brasil fechou na 19ª posição.

Sugismundo Freud. O pavão de hoje pode ser o espanador de amanhã.

Casal 20: tchibum. O casamento entre o técnico Shane Tusup e a nadadora húngara Katinka Hosszu, a Dama de Ferro das piscinas, subiu no telhado. A separação ganhou destaque na mídia internacional depois de a atleta anunciar a separação. O treinador americano recorreu às redes sociais e confessou ter sido traído por Katinka com o Daniel Dudas, colega de treinamento. “Depois de dedicar 10 anos de minha vida a ela, agora fica claro que fui manipulado e enganado. Nosso relacionamento foi construído em uma grande mentira”, Tusup, o último a saber. Na Rio-16, Katinka ganhou três medalhas de ouro e uma de prata.

Caiu na rede. Flamengo, falso brilhante.

Na tela. A história dos 17 anos do goleiro Buffon a serviço da Juventus deverá virar filme. Produtores italianos acreditam que o ídolo da Velha Senhora poderá render um ótimo trabalho. Buffon despediu-se da Juve no último fim de semana.

Gilete press. De Douglas Ceconello, no ‘Globo.com’: “Em um gesto de grandeza e empatia, os capitães das seleções da França, Austrália e Dinamarca assinaram uma carta enviada à Fifa pela federação internacional dos jogadores de futebol, solicitando a liberação do peruano Paolo Guerrero para disputar a Copa do Mundo. As três seleções são rivais do Peru na fase de grupos. Mesmo que a carta não provoque o efeito esperado, mostra uma compreensão da situação e uma sensibilidade que parecem sequer passar perto de quem se deveria esperar um movimento incisivo neste sentido: as demais seleções sul-americanas classificadas para a Copa (Brasil, Uruguai, Colômbia e Argentina) e seus principais personagens.” No alvo.

Tititi d’Aline. Daqui não saio, daqui ninguém me tira: recado do zagueiro colombiano Mirna aos interessados de plantão, como o Palmeiras. O jogador garante que não pensa em deixar o Barcelona, ‘o melhor time do mundo’, apesar das poucas oportunidades que teve durante a temporada.

Você sabia que… a mamãe Fifa distribuirá US$ 210 milhões (R$ 830 milhões) aos clubes que cederem atletas para as 32 seleções da Copa?

Bola de ouro. Fabio Carille. Vai deixar saudade na Fiel. Competente e trabalhador.

Bola de latão. Deyverson. A maioria dos torcedores palmeirenses (22.831 pagaram ingressos) deixou a mansão Allianz Parque, após o empate com o Coelho pela Copa do Brasil, com uma certeza: o centroavante é o Kazim do ninho dos periquitos em revista. Deyverson falhou no domínio da bola, perdeu um gol incrível e a galera vibrou muito quando foi sacado para a entrada de guerra.

Bola de lixo. Vincenzo Iaquinta. O ex-jogador da Juventus e Azzurra foi condenado a seis anos de prisão por envolvimento com a organização criminosa Ndragueta. Ele intermediou a venda ilegal de armas e participou de negociações com a máfia. A informação é do jornal Gazzetta Dello Sport’. Iaquinta disputou as Copas de 2006 e 2010. Sagrou-se campeão no Mundial da Alemanha.

Bola sete. “Muitas coisas antigas são modernas, e muitas coisas atuais estão ultrapassadas. Como diz um tango, ‘o tempo não passa, nós é que passamos'” (do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’ – bingo).

Dúvida pertinente. O ‘professor’ Tite acertou na fila de espera (12 jogadores) da amarelinha desbotada?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

‘Titia’ Leila dá mais um passo importante para ser a rainha do Palestra

Imagem relacionada
‘Titia’ Leila subiu mais um degrau na escada para chegar ao poder

A tabelinha entre o mandachuva e raios Maurício Galiotte e a ‘titia’ Leila Crefisa voltou a funcionar no ninho dos periquitos em revista.

A dupla marcou mais um gol nos bastidores do clube: o Conselho Deliberativo aprovou a mudança do estatuto e abriu o caminho para a empresária realizar seu grande sonho, comandar o Palmeiras.

O mandato presidencial passará de dois para três anos, com uma reeleição. A alteração poderá valer já no próximo pleito, em novembro, desde que seja referendada numa assembleia de sócios, a ser marcada em breve.

Se isso acontecer, e poucos acreditam numa reviravolta, ‘titia’ Leila terá condições de reinar a partir de 2021. Antes, só poderia assumir o comando do Palmeiras em 2022.

Dos 280 conselheiros aptos a votar, 224 compareceram à mansão Allianz Parque. Depois de muito blá-blá-blá, 143 aprovaram a ideia, dois votos a mais que o mínimo necessário, enquanto 79 repudiaram a modificação. Dois ficaram em cima do muro.

Na sequência, houve a votação de uma proposta para que a mudança começasse a valer somente na eleição de 2020. Resultado: 137 votos contra, 77 a favor e 10 abstenções.

A mudança de estatuto foi batizada no clube de ‘Emenda Leila’ por permitir a ascensão da empresária em 2021.

Eleita conselheira do Palmeiras pela primeira vez em fevereiro de 2017, com maioria esmagadora de votos e em processo nebuloso, a empresária poderá concorrer ao trono quando estiver no segundo mandato, o que acontecerá no início de 2021, meses antes da eleição presidencial.

Com a mudança das regras, Galiotte e Leila conseguiram derrotar o cardeal Mustafá Contursi e o grupo do ex-presidente Paulo Nobre, defensores de dois anos para presidente.

Galiotte e Leila defenderam a alteração sob a justificativa de dar ao chefão mais tempo para governar e seguir a política dos principais clubes brasileiros. A oposição classificava a mudança como ‘golpe’.

O atual presidente deverá concorrer à reeleição contra o vice Genaro Marino. A situação dá a vitória como certa. Três anos depois, quer entregar o poder a ‘titia’ Leila Crefisa. Que investiu pesado para derrotar o ex-aliado Mustafá: bancou viagens de conselheiros em seu jatinho para assistir jogos fora de casa e jantares em hotéis seis estrelas.

Também organizou ações sociais no clube, com direito até a Papai Noel verde e branco, além de promover encontros entre associados para saber o que precisava melhorar no velho Parque Antártica. Graças ao poder econômico, Leila vem ocupando espaço no Palmeiras desde 2015, no melhor estilo é dando que se recebe.

                                                 ############

Pitaco do Chucky. Nem ‘pátria de chuteiras’ nem ‘ópio do povo’: por enquanto, a Copa só pegou para valer no álbum de figurinhas.

Fim da mamata. O vice-presidente do São Paulo, Roberto Natel, desafeto do chefão CA de Barros e Silva, trabalhou nos bastidores e conseguiu, segundo se comenta no Morumbi, acabar com a mamata de um conselheiro ocupar cargo remunerado no soberano Tricolor. Terá de optar entre a cartola e o holerite. O Conselho Deliberativo deverá votar a mudança em dois meses. Depois de aprovado pelo CD, terá de ser referendada pelos sócios.

Zé Corneta. Onze derrotas em 28 jogos: raio X mais que preocupante do Peixe do ‘professor’ Jair Ventura. As críticas ao trabalho do treinador dominam o aquário da Vila Belmiro.

King James. O Liverpool terá um torcedor muito especial na decisão da Champions contra o Real Madrid, neste sábado, em Kiev: LeBron James. A grande estrela do Cleveland Cavaliers possui 2% das ações do time inglês. Em 2011, LeBron James investiu R$ 22 milhões no clube; hoje, tem no cofre R$ 115 milhões. A fera pode ser tetra na NBA e hexa na Champions como cartola. A fortuna do astro está estimada em R$ 2,5 bilhões.

Sugismundo Freud. Tem pinguim de geladeira pedindo cobertor.

Vaquinha. De pires na mão, as meninas do time de rúgbi da Universidade de São Paulo decidiram apelar para a tradicional vaquinha a fim de arrumar dinheiro e poder disputar o Mundial de julho, na Namíbia. A equipe ganhou o campeonato nacional universitário e se classificou para o torneio na África. Sem patrocínio e apoio da USP, as atletas (15) correm atrás de R$ 45 mil para bancar as despesas – inscrição, passagens, hospedagem e alimentação. As contribuições poderão ser feitas em ‘vakinha.com.br’. Desde 2016, o esporte está no programa olímpico.

Zapping. Gol de placa do Fox Sports: acertou a participação do ótimo Jô Soares na cobertura da Copa. Ele certamente dará um molho especial ao ‘Debate Final’, que também contará com a presença de alguns ‘professores’.

Máfia. Um dos convocados para defender a Espanha na Copa, o goleiro Pepe Reina está em maus lençóis. O jogador do Napoli estaria envolvido com a Camorra. De acordo com o site ‘Gazzetta Dello Sport’, Reina manteria “inapropriadas relações de amizade” com Gabriele Esposito (já condenado por crime organizado) e seus irmãos, Francesco e Giuseppe, donos da agência de apostas Eurobet. As acusações são da Direção Antimáfia de Nápoles. O jogador passaria férias com os mafiosos e usaria seus carros esportes. Além de Reina, também foram denunciados pela comissão disciplinar da federação italiana os zagueiros Salvatore Aronica (Palermo) e Paolo Cannavaro (Sassuolo), xará do campeão do mundo em 2006.

Caiu na rede. Propaganda enganosa: a Neto’s, do youtuber Felipe Neto, promete coxinha pela metade do preço sempre que o Botafogo carioca vencer.

Gilete press. De Fábio Grellet, no ‘Estadão’: “Carlos Miranda, amigo de infância do ex-governador Sérgio Cabral (MDB) e operador do esquema de corrupção liderado por Cabral no Estado do Rio de Janeiro, afirmou à Justiça Federal que o empresário Arthur Soares Filho pagou US$ 2,5 milhões (R$ 9,2 milhões) para que quatro dirigentes africanos votassem no Rio para ser sede da Olimpíada de 2016. A eleição foi realizada em outubro de 2009, em Copenhague. Soares Filho, conhecido como Rei Arthur, é dono de firmas que mantiveram contratos de até R$ 3 bilhões com o governo do Rio durante a gestão de Cabral.” COI – corrupção olímpica internacional.

Papo pro ar. O blogueiro/colunista vai deixar a turma do contra feliz da vida: folga da companhia por alguns dias. Ninguém é de ferro. Hasta la vista!

Tititi d’Aline. Zap, a maior carta do truco: é assim que se sente o meia Thiago Neves na Raposa. Calçando as chuteiras da humildade, TN30 garante: no momento que o pão de queijo precisa, ele aparece e resolve. Ou seja, zap no adversário.

Você sabia que… o espanhol Rafael Nadal já faturou US$ 100 milhões em prêmios ao longo da carreira?

Bola de ouro. Alberto Dines (1932-2018). O grande mestre do jornalismo se foi aos 86 anos. Depois de passar por várias revistas e jornais (Última Hora, Diário da Noite, Jornal do Brasil e Folha de S.Paulo), Dines lançou o Observatório da Imprensa, uma inesgotável aula para a mídia.

Bola de latão. Raposa/Galo. A troca de farpas entre a cartolagem só coloca fogo no circo, acirra o ânimo dos anjinhos organizados pelo diabo. O diretor Marcelo Djian chegou a acusar o Galo de liberar a entrada de um condenado por homicídio num camarote ao lado do cedido à Raposa. Em 2011, Paulo Márcio Nascimento Cândido teria assassinado o conselheiro cruzeirense Antônio Pereira da Silva Filho.

Bola de lixo. Palmeiras. O tempo esquentou no ninho dos periquitos em revista. O ex-presidente Arnaldo Tirone brigou com um sócio após ser chamado de ‘ladrão’, entre outros elogios. O bafafá aconteceu no sábado. O chefão do conselho, Seraphim Del Grande, prometeu agir após tomar conhecimento do relatório da segurança.

Bola sete. “Estou com a consciência tranquila. Ele atacou minha moral e me alterei. Não sou ladrão, não estou na Lava-Jato, saí do Palmeiras com menos dinheiro do que entrei. Não vou aceitar calúnia” (de Arnaldo Tirone, ao blog do Perrone – paz e amor).

Dúvida pertinente. Soberano São Paulo: sobra disposição e falta talento?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Soberano Tricolor fisga o Peixe e volta a vencer depois de quatro empates; Corinthians empaca

São Paulo x Santos - Diego Souza se antecipa a David Braz e faz o gol da vitória tricolor
Diego Souza leva a melhor sobre David Braz e marca para o São Paulo

A torcida apostou no soberano São Paulo, compareceu em massa ao Morumbi (40.465 espectadores /R$ 954.725) e foi para casa feliz da vida.

Depois de quatro empates consecutivos, o Tricolor voltou a festeja uma vitória: 1 a 0 no Peixe, gol de Diego Souza no segundo tempo.

De quebra, o triunfo no San-São manteve a invencibilidade no Brasileirão após seis rodadas. É o único time que ainda não perdeu no campeonato.

O São Paulo coleciona agora duas vitórias e quatro derrotas em seis clássicos na temporada. O Santos tem dois triunfos, um empate e três sapatadas.

A equipe são-paulina está na sexta posição, com 10 pontos, três atrás do líder Galo. Com um jogo a menos, o Peixe soma seis, apenas um acima da zona do agrião queimado.

Na sétima jornada, no próximo fim de semana, o Tricolor jogará contra o Coelho mineiro, no Independência, enquanto o Peixe receberá a Raposa, no Pacaembu.

O Tricolor começou o clássico em alta voltagem. De cara, Diego Souza perdeu grande chance na frente de Vanderlei após boa troca de passes do ataque.

Na pressão, o time são-paulino procurou encurralar o Santos. E criou mais duas oportunidades. Aos 10, Nenê acertou a trave; três minutos depois, Militão, sozinho na pequena área, cabeceou para fora.

O Peixe só conseguiu respirar um pouco quando atacou pelo lado esquerdo, com o garoto Rodrygo. Muito estático e sem criatividade no meio de campo, já que Victor Bueno não se achou, o time santista facilitou o jogo do Tricolor, que explorou bem as descidas dos laterais Militão e Reinaldo.

Depois dos 30 minutos, o ímpeto tricolor diminuiu e o Peixe se comportou melhor. Equilibrou a partida e o ‘oxo’ se arrastou até o final do primeiro tempo, com mais posse de bola para o São Paulo: 52% a 48%.

Após alguns minutos de tico-tico sem fubá entre são-paulinos e santistas, a festa tricolor nas arquibancadas. Aos 10, Everton cruzou, David Braz falhou e Diego Souza cabeceou no canto esquerdo de Vanderlei.

Em vantagem, o São Paulo recuou a fim de surpreender o adversário nos contra-ataques. Adotou o 4-4-2. O Peixe trocou Alisson por Jean Mota. Que, aos 19, mandou um balaço e Sidão defendeu. Primeira vez em que o goleiro do Tricolor trabalhou para valer.

Na sequência, mudança no São Paulo: Diego Souza, muito aplaudido, deu o lugar para Tréllez. No Santos, Vitor Bueno por Yuri Alberto. As alterações continuaram: Reinaldo por Edimar e Everton por Liziero no Tricolor; Sasha, apagadíssimo, por Cope no time da Baixada.

Aos trancos e barrancos, o Santos tentou chegar ao empate. Não teve competência, porém, para superar o bloqueio defensivo do São Paulo, que saiu da mesmice e voltou a vencer depois de quatro empates. Na bacia das almas, o zagueiro Anderson Martins foi expulso.

Terceiro jogo do Peixe como visitante, terceira derrota. O ‘professor’ Jair Ventura que se cuide! Aproveitamento inferior a 45% desde que assumiu o controle do Santos.

No Recife (28.942 pagantes/R$ 593.910), com um time recheadíssimo de reservas, o Corinthians empatou em 1 a 1 com o Sport.

O centroavante Roger abriu o placar para os paulistas aos 9 do segundo tempo, após cobrança de escanteio. Primeiro gol do atacante a serviço da Fiel. Nove minutos depois, Rogério driblou o lateral Juninho Capixaba (péssimo) e tocou para Carlos Henrique empatar..

O Corinthians, que poderia assumir a liderança do campeonato com um triunfo, ocupa a terceira colocação, com 11 pontos. Supera o coirmão Palmeiras no número de gols (9 a 8).

Antes de a bola rolar, o ‘professor’ Fabio Carille ouviu gritos de ‘fica’ da torcida corintiana. O treinador retribuiu com acenos. Depois da partida, ele detonou ‘parte da mídia’ por criar fake news sobre sua transferência para o Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Carille garantiu que não recebeu nenhuma proposta oficial. O português Jorge Jesus, que está de saída do Sporting, pode vencer a corrida contra o técnico do Corinthians.

                                         ############

Pitaco do Chucky. Sinal amarelo: Neymar confirma viver TPM – tensão pré-mundial.

Mamma mia. O ninho dos periquitos em revista deverá pegar fogo nesta segunda. De um lado, o cardeal Mustafá Contursi; do outro, a ‘titia’ Leila Crefisa. Octógono: mansão Allianz Parque. Ex-presidente com muita força política, Mustafá repudia a reforma do estatuto (mandato de três anos, com uma reeleição); a patrocinadora quer porque quer colocar ponto final em reinado de dois anos. Se Mustafá for derrotado, o caminho para a ‘titia’ Leila chegar ao trono do Palmeiras ficará mais curto. Ela poderá sair candidata em 2021, um ano antes do previsto quando se elegeu conselheira com recorde de votos..

Mamma mia 2. O presidente Mauricio Galiotte concorrerá em novembro à reeleição e, se vencer, ficará somente até novembro de 2020, caso a regra do jogo continue a mesma. A proposta de mudança terá de ser aprovada pela maioria do conselho: metade mais um do total de 284 cartolas. Passando a régua: é mais fácil conter a ressaca do mar com um copo do que o Palestra viver em paz politicamente.

Zé Corneta. Emerson ‘Bitoca’, uma bananeira que já deu cacho.

Linha de tiro. O interesse do Al-Hilal caiu como luva no bico da chuteira de Rodriguinho, estrela do Corinthians nesta temporada. Há um bom tempo o jogador cobra uma dívida superior a R$ 2,5 milhões (direitos de imagem e luvas) e agora, com os árabes na parada, certamente forçará o Corinthians a se mexer, a pagar pelo menos uma parte do calote.

Sugismundo Freud. Torcedor fanático não muda de opinião e nem de assunto.

Vingança. O atacante brasileiro Willian deu o troco no ‘professor’ italiano Antonio Conte, que o sacou do time apesar de ter sido eleito o melhor jogador da temporada pelos companheiros de Chelsea. Na foto da equipe campeã da Copa da Inglaterra, publicada no Instagram, o ex-corintiano cobriu o treinador com emojis de troféus. Na vitória sobre o Manchester United por 1 a 0, o brasileiro entrou aos 44 minutos do segundo tempo.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Carille explica porque ainda não aceitou proposta árabe: ‘O e-mail chegou sem me darem bom dia.’

2+2= 5. Fumaça brava no Beira-Rio. Ricardo Bohrer Simões, engenheiro ligado a empreiteiras que levaram R$ 6,9 milhões do Saci colorado por obras não realizadas, trabalhou em empresas de Emídio Marques Ferreira. Que, em 2015/16, foi vice do chefão Vitorio Piffero.

Zapping. Cresce absurdamente a qualidade das mesas-quadradas na TV. Nunca se viu tanto Zé Bulaxa discutindo futebol.

Gilete press. De Luiz Gomes, no ‘Lance’: “O Palmeiras de hoje embrenha-se dentro e fora do campo na armadilha da Crefisadependência. As relações entre o clube e a patrocinadora, como muita gente previu desde o início, deslanchou para uma situação muito além dos contratos comerciais. As manobras da presidente da empresa, Leila Pereira, para ampliar de dois para três anos o mandato do próximo mandatário, nada têm a ver com a defesa da modernidade, como ela tem defendido num discurso inconsistente. Tudo não passa de mais uma cartada, talvez a decisiva, para levar a cabo suas ambições de poder no Verdão, abrindo espaço para que possa chegar, ela mesma, à presidência em 2021.” San Gennaro!

Tiro curto. Tem coluna do Malia, segunda e sexta, no ‘ultrajano.com.br’ 

Tititi d’Aline. Em visita a Krasnodar, na Rússia, o ex-jogador em atividade Ronaldinho Gaúcho deu uma solene canelada nas fotos postadas no Instagram. No melhor estilo guia turístico, publicou a da arena do Krasnodar cheia de elogios: “Conhecendo esse belíssimo estádio da Copa.” Detalhe: não será um dos 12 palcos do Mundial. A cidade ficou a ver navios como sede do torneio, ‘putin da vida’. Krasnodar fica a 1.345 quilômetros de Moscou. Desculpe a nossa falha!

Você sabia que… o Saci colorado acumula três derrotas e dois empates nos últimos cinco jogos diante da Chapecoense.?

Bola de ouro. Buffon e Iniesta. Os dois monstros sagrados roubaram a cena neste fim de semana. O goleiro italiano despediu-se da Juventus após 17 anos de ótimos serviços prestados. Muito choro nas arquibancadas, bandeirão e até homenagens de coirmãos. O mesmo aconteceu com Iniesta no Barcelona. O maestro espanhol defendeu o time durante 22 anos, sendo 15 pela equipe principal (675 jogos, 57 gols e 142 assistências).

Bola de latão. Valdivia. Começou cheio de gás e aplaudido pela torcida, mas caiu de produção e nem foi relacionado para o clássico contra o Peixe. O atacante foi emprestado pelo Saci colorado até dezembro.

Bola de lixo. Douglas Costa. O brasileiro viajou na maionese ao provocar o Napoli na festa do título italiano da Juventus. No Instagram, Douglas Costa publicou cartazes em formato de caixões com os nomes do atacante Insigne, do treinador Sarri e do jornalista napolitano Raffaelle Auriemma. Mostrou ainda uma foto de uma camiseta com a singela frase ‘Napoli merda’. Guerra à vista.

Bola sete. “Já é consenso mundial que Brasil, Espanha, Alemanha e França são as quatro seleções mais fortes. Diria até que Brasil e Espanha estão um pouquinho acima” (do pequeno grande Tostão – a conferir).

Dúvida pertinente. Soberano São Paulo tem pique para brigar pelo caneco do Brasileirão?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Palmeiras detona Bahêa em 45 minutos e pula para o terceiro lugar; Borja se manda

Palmeiras liquida o Bahêa no primeiro tempo

Os periquitos em revista precisaram de apenas 45 minutos para queimar o acarajé e fazer a festa na mansão Allianz Parque (26.351 pagantes/R$ 1.517.906). Com gols de Willian, Antônio Carlos e Borja, derrotaram o Bahêa por 3 a 0 e pularam para a terceira posição, com 11 pontos, após seis jornadas do Brasileirão.

O Galo lidera o campeonato com 13, após derrotar os reservas da Raposa por 1 a 0. O Flamengo, que empatou com o Vasco em 1 a 1, está em segundo, com 11 – supera o Palmeiras no saldo de gols, 6 a 5. O Bahêa continua com cinco e abre a zona do agrião queimado.

O duelo contra os baianos marcou a despedida de Borja numa semana incrível. Depois de marcar os três gols da vitória por 3 a 1 sobre o Junior Barranquilla, pela Libertadores, o colombiano carimbou o coirmão de Salvador e ainda deu uma assistência.

Após assinalar o terceiro tento palmeirense nos embalos de sábado à noite do Brasileirão, Borja jogou a camisa para a torcida, que devolveu o enxoval minutos depois.

O atacante recebeu o cartão amarelo e está suspenso, mas já na enfrentaria o Sport, no próximo fim de semana, porque se apresentará à seleção da Colômbia na preparação da Copa do Mundo.

A equipe paulista começou em ritmo de Fórmula 1 e abriu o placar aos 2 minutos: Keno lançou Borja, que foi à linha de fundo e rolou para Willian fazer a festa. O Palestra manteve o ritmo, explorando muito bem o lado esquerdo, e aumentou aos 32: Marcos Rocha tocou para Antônio Carlos estufar a rede do goleiro Douglas.

Aos 41, Borja fechou o caixão do Bahêa. Lucas Lima deu ótimo passe ao centroavante dentro da área. O colombiano chutou de primeira e pimba na caxirola: 3 a 0. Inês era morta.

No segundo tempo, o Palmeiras cozinhou o time baiano em banho-maria. Controlou as ações e só não marcou mais gols porque se acomodou na vantagem. Dominado, o Bahêa ainda perdeu o goleiro Douglas, lesionado. Entrou Anderson.

Com os três pontos garantidos, o ‘professor’ Roger Machado rodou o elenco: sacou Borja, Felipe Melo e Keno, e colocou Hyoran, Thiago Santos e Guerra. Aos 29 do segundo tempo, Willian perdeu um gol incrível. Sem goleiro, mandou a bola no travessão.

                                   ############

Pitaco do Chucky. O café no bule do ‘professor’ Tite fica cada vez mais saboroso. Depois de atacar como garoto-propaganda da Samsung e do Itaú, o comandante da amarelinha desbotada deve pintar com um celular na mão.

Obrigado, Mano! O ‘professor’ Mano Menezes resolveu dar uma força ao Galo e escalou os reservas da Raposa no clássico do Independência, pela sexta rodada do Brasileirão. Mano poupou os titulares para a Libertadores (o time jogará contra o Racing) e reabilitou o coirmão, que estava pressionado por causa das eliminações  na Sul-americana e Copa do Brasil. O Galo venceu com um gol de Róger Guedes, aos 16 minutos do segundo tempo, quando a Raposa já estava com 10 (Mancuello havia sido expulso aos três). Róger Guedes marcou cinco gols nos últimos cinco jogos da equipe no Brasileirão. O duelo atraiu 15.389 torcedores (R$ 629.360).

Zé Corneta. Poupar titulares no Brasileirão é tiro e queda: nenhum time venceu com os reservas.

Zebra alemã. Com uma coça de 3 a 1 no poderoso Bayern de Munique, o Eintracht Frankfurt levantou a Copa da Alemanha. O time não faturava o caneco desde 1988. O croata Rebic (dois) e Gacinovic acabaram com a pose do Bayern no estádio de Berlim. Lewandowski descontou para o hexacampeão da Bundesliga. O jogo marcou a despedida do treinador Niko Kovac, 46 anos. Ele deixará o Eintracht para comandar o… Bayern na próxima temporada. Em Wembley, com um gol de pênalti de Hazard, o Chelsea bateu o Manchester United e conquistou a Copa da Inglaterra. Salvou a temporada.

Sugismundo Freud. Não há a menor graça em levar a vida a sério.

Fora de combate. As chances de o peruano Guerrero driblar a suspensão de 14 meses (faltam oito), imposta pelo Tribunal Arbitral do Esporte, são nulas. O diagnóstico é do médico Fernando Solera, nomeado pela mamãe Fifa a maior autoridade em antidoping do país. Com o gancho, o Flamengo deixará de pagar o salário do atacante (R$ 900 mil) até o final do contrato, em agosto.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Palmeiras contrata empresa de investigação para descobrir como ganhar do Corinthians.

Numerologia. Três títulos em 17 meses; 58 vitórias, 31 empates e 23 derrotas em 112 partidas (61% de aproveitamento); 142 gols a favor e 82 contra. Esses números enlouqueceram os árabes do Al-Hilal. Fecha a conta: US$ 3,5 milhões (R$ 13 milhões) por ano, livres de despesas, ao ‘professor’ Fabio Carille para deixar o Corinthians e esquentar a cabeça no deserto.

Zapping. O ‘craque’ Xico Sá, 55 anos, é o novo reforço das mesas-quadradas da ESPN. O jornalista e escritor garante que será o representante da galera no blá-blá-blá. Nada de 4-1-4-1, 4-3-2-1, 4-4-2 e outros números de telefone. Aleluia! Xico Sá deixou o SporTV para voltar a morar em São Paulo.

Gilete press. De Lauro Jardim, no ‘Globo’: “Artilheiro do Palmeiras na temporada com 14 gols em 22 jogos, Borja será o único representante do clube na Copa da Rússia — ainda que jogando pela seleção da Colômbia. O camisa 9 está em alta: 30% das camisas vendidas na rede de lojas oficiais do clube, Academia Store, são as que Borja veste. Depois de Valdivia, em 2010, é o estrangeiro que mais vende.” Quem diria!

Tititi d’Aline. Novo ‘professor’ do PSG, o alemão Thomas Tuchel é fogo na jaca queimada. O treinador colecionou vários desafetos quando comandou o Borussia Dortmund por duas temporadas (67 vitórias em 107 jogos). É do tipo linha-dura. Adora cortar o brilho das estrelas.

Você sabia que… a Premier League fechou a temporada 2017/18 com a média de 38.269 torcedores por partida e total de 14.542.047 espectadores?

Bola de ouro. Filipinho. O brasileiro faturou pela segunda vez a etapa do Rio do Mundial de surfe. Filipe Toledo também fez a festa em 2015. Com a vitória sobre o australiano Wade Carmichael em Saquarema, Filipinho pulou para o segundo lugar na classificação do campeonato, com 18.075 pontos. Julian Wilson, da Austrália, lidera com 19.415. O brasileiro Ítalo Ferreira ocupa o terceiro lugar, com 14.995 pontos, 835 à frente do compatriota Gabriel Medina.

Bola de latão. Flamengo/Vasco. O clássico carioca terminou em grande estilo: 1 a 1 no placar e quatro expulsões (Cuellar, Rhodolfo, Breno e Riascos). O público (32.536 pagantes) merecia mais respeito.

Bola de lixo. Futebol paraibano. Dia sim e outro também a Operação Cartola descobre falcatruas envolvendo o esporte bretão na Paraíba. A corrupção vai de resultados acertados fora de campo a adulteração de súmulas. O Botafogo é um dos clubes mais envolvidos no mar de lama.

Bola sete. “Ficamos tristes com a eliminação da Copa do Brasil, era algo que não esperávamos, mas o negócio é levantar a cabeça, pois temos o Campeonato Brasileiro pela frente. Agora é arrancar até a parada da Copa, para poder brigar sempre lá na frente” (do artilheiro Róger Guedes, cinco gols, após a vitória do Galo sobre os reservas da Raposa – a conferir).

Dúvida pertinente. O Palmeiras voltou a pegar no breu?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br