Galo solta grito de campeão se times repetirem desempenho do primeiro turno

Resultado de imagem para fotos jogadores do atletico mineiro comemorando gol
Galo de Fred: 100% de aproveitamento nos últimos cinco jogos do turno

Recordar (e sonhar) é viver: se os quatro candidatos ao título do Brasileirão repetirem o desempenho do primeiro turno nas últimas cinco rodadas, o Galo voltará a ganhar o caneco depois de 45 anos.

O time mineiro chegará a 75 pontos, um à frente do Palmeiras. O Urubu voará com 73, enquanto o Peixe nadará com 71.

Líder do campeonato com 67 pontos, o Palestra faturou apenas sete nos jogos do turno contra os futuros adversários. O Flamengo, segundo com 62, beliscou 11. Já o Peixe, em terceiro com 61, papou 10, e o Galo, quarto com 60, obteve 100% de aproveitamento, 15 pontos. O balanço das horas sem ponteiros:

Palmeiras: 7 pontos – duas vitórias, um empate e duas derrotas
Saci colorado 0 x 1 Palmeiras
Palmeiras 0 x 1 Galo
Botafogo 3 x 1 Palmeiras
Chapecoense 1 x 1 Palmeiras
Palmeiras 2 x 1 Vitória

Flamengo: 11 pontos – três triunfos e dois empates
Botafogo 3 x 3 Flamengo
Flamengo 2 x 1 Coelho
Coxa 0 x 2 Flamengo
Peixe 0 x 0 Flamengo
Flamengo 1 x 0 Furacão

Peixe: 10 pontos – três vitórias, um empate e uma derrota
Santos 3 x 1 Ponte
Vitória 2 x 3 Santos
Santos 2 x 0 Raposa
Santos 0 x 0 Flamengo
Coelho 1 x 0 Santos

Galo: 15 pontos – cinco triunfos
Galo 2 x 1 Coxa
Palmeiras 0 x 1 Galo
Galo 3 x 0 Santa Cruz
São Paulo 1 x 2 Galo
Galo 3 x 1 Chapecoense
                                                       ##############

Vexame tricolor. O soberano São Paulo sonhava com a primeira trinca do campeonato (três vitórias consecutivas) e até com uma vaga no G6 da Libertadores. Sonhava. Perdeu para o Coelho por 1 a 0, no Independência, no encerramento da 33ª rodada do Brasileirão. O time mineiro ocupava a lanterna do campeonato e pulou para o 19º lugar, agora com 27 pontos. O São Paulo continua em 12º, com 42, seis acima do Vitória, primeiro time na zona do agrião queimado. Michael marcou o único gol da partida, em falha do goleiro Denis, aos 26 do primeiro tempo. Pela primeira vez em 11 jogos do Brasileirão, o Coelho derrotou o Tricolor. Antes, havia perdido sete jogos e empatado três.

Pitaco do Chucky. O saudoso Tim Maia estava certíssimo ao dizer que o Brasil é “o único país onde puta tem orgasmo, cafetão sente ciúmes e traficante é viciado”.

Moro no apito.  O ‘professor’ Argel, do Vitória, voltou a soltar os cachorros contra os assopradores de latinha. Primeiro, lembrou que futebol “também se joga fora de campo”. Depois, pediu apito honesto nas últimas rodadas do Brasileirão, já que o time baiano luta contra o rebaixamento, “ou então vamos precisar que o juiz Sérgio Moro apite os jogos do campeonato”. Argel cobra punição ao apito amigo, porque os erros são tão grosseiros que não necessitariam nem de tira-teima tecnológico: “Eles se reúnem para punir jogadores e técnicos, mas não vejo árbitro ser punido.” No empate em 2 a 2 com o Fluminense, o pernambucano Nielson Nogueira Dias marcou um pênalti vergonhoso a favor do time carioca.

Zé Corneta. É supimpa, Fiel: Corinthians não tem um artilheiro entre os primeiros 33 goleadores do Brasileirão.

Mídia caolha. É incrível a sensibilidade dos gênios, tanto na telinha quanto nas rádios. Eles chegaram à conclusão de que a situação do Palmeiras ficou complicadíssima após a derrota para o Peixe. Por muito pouco, não se utilizaram da palavra desesperadora. Plenamente viável, já que os periquitos em revista lideram o Brasileirão com apenas cinco pontos de vantagem sobre o Flamengo, faltando uma interminável maratona de… cinco jogos.

Sugismundo Freud. Antes sonhava; hoje, não durmo.

Bem, amiguinhos. Os anjinhos do octógono poderão trocar carícias mais tranquilos no card do dia 12, no Madison Square Garden. Por exigência do estado de Nova York, o UFC fez um seguro que garantirá uma indenização de até US$ 1 milhão (R$ 3,15 milhões) em caso de dano cerebral a um atleta que estará no programa.

Zapping. Corinthians x Chapecoense rendeu apenas 16 pontos no ibope da plim-plim na grande Pauliceia refém da bandidagem. Uma patinada histórica. Já Galo x Flamengo cravou 28 na Cidade Maravilhosa das balas uivantes. Cada ponto em SP representa 69 mil domicílios sintonizados; no RJ, 42 mil.

Zapping 2. Incrível a criatividade da TV paga: 48 horas depois da rodada, repetem o mesmo blá-blá-blá e as sonolentas entrevistas.

Bem, diabinhos. Campeão do mundo em 2014, o alemão Bastian Schweinsteiger vive invejável lua de mel com o gajo José Mourinho no Manchester United. Afastado do elenco pelo ‘professor’, foi proibido até de defender a equipe sub-23 dos ‘Diabos Vermelhos’. O meio-campista ganha 170 mil libras (R$ 660 mil) por semana.

Dona Fifi. Fim do mistério, segundo Mauricio Lima, de ‘Veja’: o treinador Bernardinho, papa-títulos do vôlei, sairá candidato pelo PSDB nas eleições de 2018. Falta apenas definir o cargo.

Patolino na geral. A matemática traçou a linha da esperança: quem chegar a 45 pontos permanecerá na elite do Brasileirão. Faltando cinco rodadas, o Figueira precisa de 12, o Vitória corre por nove, o Saci colorado briga por sete, o Coxa necessita de seis, o Sport luta por cinco e a Raposa busca quatro.

Zé Colmeia. O autódromo de Interlagos está praticamente pronto para receber o circo da Fórmula 1. Para atender às exigências da FIA, a prefeitura gastou R$ 160 milhões na reforma. O GP do Brasil será no dia 13. O alemão Nico Rosberg pode ganhar o título.

Gilete press. De Fábio Suzuki, no ‘Lance’: “O novo sistema adotado pela CBF para escalar os árbitros foi criticado pela Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf), que chamou o sorteio com maior número de profissionais de ‘bingo’. O novo sistema, que aumentou de dois para 10 o número de árbitros inseridos no sorteio, foi implementado por Coronel Marinho após assumir a Comissão de Arbitragem. ‘A equação era de dois para um e passou a dez para um. Como cobrar alta performance de algo que você pode se preparar o torneio inteiro e não ser sorteado?’ questionou Arilson Bispo da Anunciação, vice-presidente da Anaf para a região Nordeste.” É vero.

Tiro curto. A Raposa e o soberano São Paulo já discutem a troca do atacante Willian pelo meio-campista Thiago Mendes. O time mineiro recusou Michel Bastos.

Tititi d’Aline. A ‘Fox Sports’ perdeu um comentarista extremamente talentoso: Mauro Beting deixou o canal com a mudança da emissora para a Cidade Maravilhosa das balas uivantes. “Não troco o meu lar. Longe da minha mulher, dos meus filhos, dos meus enteados e da minha mãe. Não posso. Nada contra o Rio que amo. Mas meu sorriso eu perderia”, escreveu Beting no Facebook. Um craque da mídia. Que irá reforçar, e muito, o ‘Esporte Interativo’. Mais uma bobeada do ex-gigante.

Você sabia que… o ‘professor’ Joachim Löw renovou contrato com a federação alemã até 2020 e, assim, ficará 14 anos no comando da seleção?

Bola de ouro. Barcelona. O time catalão fechou a temporada 2015/16 com um faturamento de 679 milhões de euros (R$ 2,3 bilhões), o maior da história. Em cinco anos, o Barça espera atingir um bilhão de euros.

Bola de latão. Gabigol/Ganso. A dupla brasileira passa por maus momentos na Inter de Milão e Sevilla, respectivamente. O atacante não foi nem relacionado para a partida contra a Sampdoria. Até hoje, atuou apenas 16 minutos. Já o meia tem esquentado o bumbum no banco de reservas como espectador privilegiado.

Bola de lixo. Joinville. Representante da linha direta: caiu da Série A para a B e caminha belo e formoso para a C.

Bola sete. “Tudo o que está acontecendo por aí, que dizem ser futebol moderno, fui eu que criei” (do ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo na ‘ESPN’, calçando as sandálias da humildade).

Dúvida pertinente. Dia das Bruxas: homenagem ao ataque do Corinthians?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

Anúncios

É mais fácil Trump ser canonizado do que o Palmeiras perder o caneco do Brasileirão

Resultado de imagem para fotos donald trump
‘São’ Donald Trump?

Os números, como sempre, são implacáveis. A saber: Palmeiras perde o clássico para o Peixe (1 a 0) e uma invencibilidade de 15 jogos no Brasileirão – a última derrota da equipe de mestre Cuca havia acontecido na 17ª rodada (3 a 1 para o Botafogo, em 31 de julho).

E mais: Palmeiras não derruba tabu no aquário da Vila Belmiro: o último triunfo aconteceu em 4 de abril de 2011, com um gol de Kleber Gladiador, pelo Paulistinha – de lá pra cá, nove vitórias e dois empates.

De quebra: menino Jesus se despede dos clássicos estaduais sem correr para o abraço – em 19 jogos contra Santos, soberano Tricolor e Corinthians, passou em branco; derrota palmeirense diminui assustadoramente a diferença para o segundo colocado, o Flamengo – cinco pontos (67 a 62).

Isso posto, ao resultado final da pancada levada pelos periquitos em revista no aquário da Vila Belmiro: a cinco rodadas para o término do Brasileirão, as chances de uma volta olímpica do Palestra também foram decapitadas violentamente – passaram de 90% para… 86%.

Já o Urubu voou de 5% para 7% (haja coração!), de acordo com a matemática do ‘Infobola’, do professor Tristão Garcia. O Peixe, agora terceiro colocado, nadou de 2% para 5%, enquanto o Galo, que caiu para a quarta posição, passou de 3% para 2% – eu acredito… em duende.

No site ‘Chance de Gol’, a situação do Palmeiras também não é nada boa. Os palmeirenses navegam em um tsunami de 86,9% de probabilidades de soltar o grito de campeão, contra 5,8% do Flamengo, 5,4% do Santos e 1,9% do Galo.

Nos cálculos da Universidade Federal de Minas Gerais, o Palmeiras também deve acender velas para San Gennaro e rezar muito, porque se encontra pior do que anão em comício. O time de mestre Cuca detém apenas 85,8% de possibilidades de colocar a faixa no peito. Diferença ínfima para Flamengo (6,3%) e Peixe (6,1%). O Galo cisca em 1,8%.

Trocando a matemática em miúdos: será mais fácil o papa canonizar Donald Trump do que o Palestra perder a taça. Mestre Cuca reconhece: “As coisas estão muito bem encaminhadas. Faltam cinco jogos e três são dentro da nossa casa. Se vencermos os três… ” Avanti Verdão!

                                                       ##############

Pitaco do Chucky. ‘Professor’ Oswaldo de Oliveira está certíssimo em pedir Ibrahimovic… o paraguaio Romero precisa de sombra.

Jason em ação. ‘Leco leco’ à parte, o ‘professor’ Ricardo Gomes definiu os próximos objetivos do soberano Tricolor. Primeiro: derrotar o Coelho e engatar o terceiro triunfo consecutivo, o que ainda não aconteceu nesta temporada. Segundo: deixar o Corinthians na saudade no último clássico do ano. Até agora, em oito embates contra os principais rivais, o São Paulo ganhou apenas do Palmeiras, no primeiro turno do Brasileirão: 1 a 0, gol de Ganso, resultado que manteve uma escrita de 14 anos sem perder para o coirmão no Morumbi – o time voltou a festejar uma vitória em clássico depois de 10 partidas (três empates e sete derrotas).

Zé Corneta. Se Alexandre Kalil administrar a prefeitura de BH com a mesma mão de ferro que adotou na presidência do Galo, os mineiros sorrirão de orelha a orelha. Kalil dobrou a dívida do time, passando de R$ 265 milhões para R$ 553 milhões.

MLS x Brasileirão. A Major League Soccer bate fácil o Brasileirão no grito da arquibancada. Em 340 jogos, atraiu 7.375.287 pagantes, com a média de 21.692 por partida. Os 20 clubes da elite nacional levaram 4.735.295 torcedores em 319 confrontos, cravando 14.844 espectadores por duelo, de acordo com levantamento do ‘Sr.goool’. No torneio dos EUA e Canadá, nenhum jogo teve menos que 10 mil pagantes. Já no Brasileirão, seis partidas reuniram menos de mil testemunhas – numa delas, apareceram 660 gatos pingados.

Sugismundo Freud. Arrependimento não mata… só mostra quanto você foi imbecil.

MLS x Brasileirão 2. Time do meia Kaká, o Orlando City foi eliminado na primeira fase da MLS com a média de 31.324 torcedores por jogo, superior à de 19 times da Série A. Em 17 embates, amealhou 532.500 pessoas. Na MLS, perde apenas para o Seattle Sounders (42.636 torcedores). No Brasil, o Orlando City ficaria atrás somente do Palmeiras (31.519). Deixaria na poeira o Corinthians (29.829) e o Flamengo (22.058). Uma das razões para o sucesso da equipe de Kaká é o programa de sócio-torcedor de US$ 9 por mês.

Zapping. Ninguém aguenta mais o chororô da bela apresentadora Renata Fan na telinha por causa do Saci colorado. A graça virou chatice.

Bem, amiguinhos. O atacante Jô, 29 anos, voltará ao Corinthians com uma xepa das mais saborosas: R$ 350 mil por mês. O clube ofereceu um contrato de dois anos, mas Jô bateu o pé e acertou por três. Ele não joga desde julho, quando foi defenestrado pelo Jiangsu Suning. Em 24 jogos no time chinês, Jô marcou nove gols.

Caiu na rede. Palmeiras está jogando com 10… menino Jesus já viajou para a Inglaterra.

Bem, diabinhos. O Peixe já começou a preparar a barca que sairá depois do Brasileirão. Os atacantes Paulinho e Joel serão devolvidos ao Flamengo e Raposa, respectivamente. Rodrigão também pode zarpar do aquário da Vila Belmiro.

Dona Fifi. A fé remove montanhas e pontos. Mesmo em quarto lugar, com 60 pontos, sete atrás do Palmeiras, os jogadores do Galo apostam numa virada de jogo.

Gilete press. De Cleo Guimarães, no ‘Globo’: “Pelé não anda bem. O ex-jogador, que em 2012 passou por uma mal sucedida cirurgia de quadril — ele chegou a dizer que houve erro médico, e depois se submeteu a outra operação — não tem mais conseguido caminhar. Mesmo com a ajuda de uma bengala (como ele foi visto por aqui, em agosto, dias antes da abertura da Olimpíada), está difícil para ele andar poucos metros que seja. Pelé também tem dificuldades para permanecer em pé.”

Patolino na geral. A torcida jogou um vibrador no gramado durante a partida entre New England e Bufallo Bills, pela NFL. Os jogadores olharam o mimo, mas não se atreveram a pegá-lo. Um juiz resolveu o problema com dois chutes no objeto.

Tititi d’Aline. A princesa Bruna Marquezine está irredutível: não abre mão da carreira global para morar com Neymar em Barcelona. Sempre que o casal se encontra, o craque faz o convite à atriz. E ela não cede. Marquezine também dá pitacos: acha que o atacante deve fechar a torneira para os parças, diminuir as regalias.

Você sabia que… o ‘professor’ Renato Gaúcho acumula cinco vitórias, quatro empates e duas derrotas no comando do Grêmio?

Bola de ouro. Lewis Hamilton. O piloto da Mercedes ganhou o GP do México e chegou a 51 vitórias na Fórmula 1, empatando em segundo lugar na lista dos maiores vencedores com Alain Prost, mas a 40 triunfos do líder Michael Schumacher.

Bola de latão. Corinthians. Futebol de Romero, Pedro Henrique & Cia. lembra a turma de chuteira que desfila na Rede Viva. Ô coisinha feia!

Bola de lixo. Lusa. O clube segue colecionando problemas: estádio do Canindé apareceu no caderno de classificados do ‘Estadão’ como oferta de um leilão, produto de ação trabalhista de ex-jogadores. O leilão está marcado para 18 de novembro.

Bola sete. “A Argentina sem Messi é uma seleção banal. Quando ele não joga, podemos perder para qualquer time. Há muito tempo defendo essa tese e sempre fui criticado” (do ex-jogador Riquelme, esquentando o tango).

Dúvida pertinente. Vaga na pré-Libertadores: prêmio ou fracasso no Brasileirão?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Em jogo emocionante, Galo e Urubu morrem abraçados no Mineirão

Resultado de imagem para fotos atletico mineiro 2 x 2 flamengo fotos
O meia Diego abriu o placar no Mineirão após toque de cabeça de Guerrero

Galo e Urubu disputaram uma partida emocionante, principalmente nos últimos minutos, e morreram abraçados no 2 a 2, no Mineirão (48.157 torcedores).

O Flamengo abriu o placar aos 32 minutos do primeiro tempo. Guerrero tocou de cabeça e Diego completou para a rede. O Galo sentiu o golpe e time carioca poderia ter aumentado, mas parou nas luvas de ‘são Victor’.

No segundo tempo, com Luan no lugar de Cazares, o Galo melhorou, pressionou e aí apareceu bem o rubro-negro Muralha. Mesmo superior, a equipe mineira viveu momentos de tensão aos 14 minutos, com Erazo quase marcando contra (a bola bateu na trave).

A partir dos 35, o jogo ficou alucinante. Réver deu uma gravata em Fred ‘Slater’ na área, Robinho bateu o pênalti e tocou fogo na galera. Que, seis minutos depois, enlouqueceu com um gol de Pratto – havia substituído Leandro Donizete. Aos 44, a zaga do Galo vacilou e Guerrero não perdoou.

Estando bom para ambas as partes, fim de jogo. O Periquito agradece. Flamengo ‘cheirinho de hepta’ acumula agora 62 pontos, dois à frente do Galo.

                                                        ##############

Patacoadas da rodada. Corinthians escorrega na maionese e fica no 1 a 1 com a Chapecoense, no Itaquerão, minha casa minha vida (25.064 pagantes) – time cai para a sétima posição, com 50 pontos; Furacão bate misto da Raposa, com um gol contra do zagueiro Manoel, e entra no G6 – sexto lugar, com 51 pontos..

Zé Corneta. Está estranho, muito estranho, o comportamento dos assopradores de latinha na reta final do Brasileirão.

Lava Jato. A revelação é da jornalista Vera Magalhães, da ‘Jovem Pan’: o rei do sorriso e ex-presidente Andrés Sanchez é um dos 100 parlamentares citados na delação de diretores e funcionários da Odebrecht. O deputado federal pelo PT/SP foi incluído “na proposta de delação de um dos diretores da empreiteira, que informou que ele teria recebido recursos por meio de caixa 2 para sua campanha a deputado em 2014. Ainda não foi detalhado para a força-tarefa se o repasse fez parte de algum acordo casado com a construção da Arena Corinthians.” Sanchez negou ter recebido recursos.

Sugismundo Freud. A dúvida é o travesseiro do sábio.

Promessa tricolor. Após o empate (2 a 2) com o Vitória e as saudações de ‘time sem vergonha’ das arquibancadas, o ‘professor’ Levir Culpi mandou um recado à torcida do Fluminense: a classificação à Libertadores ainda é bem viável, o time só precisa ganhar quatro dos últimos cinco jogos. A conferir. Ou preparar os pulmões para novos inventivos à equipe.

Pitaco do Chucky. Os Correios vão descer o facão no apoio à natação, handebol e tênis. O café no bule cairá para R$ 80 milhões, metade da verba destinada às três confederações neste ano.

Bem, amiguinhos. As finais do basquete entre Flamengo e Vasco certamente entrarão para a história: arquibancadas vazias por causa dos anjinhos organizados pelo diabo –  jogos com portões fechados; gato passeou pela quadra no segundo jogo enquanto o time vascaíno atacava; e o terceiro jogo do playoff (1 a 1) ninguém sabe quando acontecerá. Haja emoção!

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Urgente: STJD suspende Edilson até Grêmio ganhar um título e jogador anuncia aposentadoria.

Bem, diabinhos. O goleiro corintiano Cássio é o titular da seleção de pernas de pau da ‘ESPN’, segundo as notas da Bola de Prata. O time: Cássio, Lucas (Raposa), Danny Morais (Santa Cruz), Matheus Ferraz (Sport) e Renê (Sport); Ernandes (Coelho), Serginho (Sport), Tiago Real (Vitória) e Éverton Felipe (Sport); Willian (Raposa) e Pedro Rocha (Grêmio).

Patolino na geral. O lateral-direito Pará investiu parte do café no bule em novo brinquedinho: comprou um Toyota diesel por R$ 220 mil.

Cadê o dinheiro? A Federação Espanhola de Futebol está no olho do furacão. Ela teria desviado 220 mil euros (R$ 755 mil) destinados às crianças do Haiti. O dinheiro deveria ser aplicado na construção de uma escolinha de futebol e num projeto para o esporte, após o terremoto que matou mais de 300 mil pessoas em 2010. Nada aconteceu, e o dindim sumiu. O Conselho Superior de Esportes da Espanha estaria cobrando explicações da federação e exigindo a devolução do dinheiro. Lá como cá, a cartolagem só quer saber de mamar.

Zapping. Depois de uma retaliação de oito meses, o Palmeiras liberou os jogadores para entrevistas ao ‘Fox Sports’. O castigo começou quando o comentarista Mano detonou o departamento médico do clube.

Gilete press. De Maurício Lima, em ‘Veja’: “Neymar acaba de comprar uma casa [R$ 28 milhões] no condomínio Portobello, em Angra dos Reis. Com 1.250 metros quadrados de área construída, a mansão tem piscina, heliponto, academia de ginástica, seis suítes… Mas o fator decisivo para a escolha foi outro: a área de pouso e decolagem do condomínio. Asfaltada, com 1.200 metros, a pista tem praticamente a mesma extensão do aeroporto Santos Dumont. Para Neymar, foi perfeito. Como queria, encontrou o lugar ideal para desembarcar com o seu Citation Sovereign de R$ 38 milhões. E o melhor de tudo: praticamente invisível. Portobello é um reduto de celebridades, com atores, jogadores de futebol e empresários. Ele e Bruna Marquezine podem curtir sem ninguém saber.” Que dureza!

Dona Fifi. A Justiça deve julgar em 7 de novembro o pedido da Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol para que seja estendida nacionalmente a decisão do Rio Grande do Norte de vetar partida às 11 horas.

Tititi d’Aline. Fecham-se as cortinas, os anéis vão embora e fica o glorioso legado olímpico: comitê da Rio-16, capitaneado com maestria pelo irrequieto Carlos ‘Rolando Lero’ Nuzman, deve mais de R$ 22 milhões à Light. O maior calote envolve o IBC, centro de transmissão dos Jogos, algo em torno de R$ 4,3 milhões. Os cortes de energia começaram pelo Engenhão (dívida de R$ 1 mi).

Você sabia que… o Real Madrid faturou 254 milhões de euros em direitos de TV na temporada 2015/16, 86 milhões de euros a mais que o Barcelona?

Bola de ouro. Falcão. O ‘rei de Roma’ entrará para o seleto grupo de estrangeiros que integram o Hall da Fama do Calcio, criado há cinco anos. Já foram homenageados: Michel Platini (2011), Van Basten (2012), Batistuta (2013), Maradona (2014) e Ronaldo (2015). A festa será em janeiro.

Bola de latão. São Paulo. O soberano tentou enrolar a mídia no último imbróglio envolvendo Michel Bastos, mas o ‘professor’ Ricardo Gomes abriu o jogo. O atleta faltou ao treino de quinta porque perdeu o horário, “por não estar focado”, e não porque foi autorizado a resolver “problemas familiares”, como informaram os Pinóquios da diretoria.

Bola de lixo. CBF. O Circo Brasileiro de Futebol confirmou a facada no bolso do torcedor: ingressos para o duelo entre a amarelinha desbotada e os hermanos custarão de R$ 200 a R$ 800. O jogo será em 10 de novembro, no Mineirão, pelas eliminatórias da Copa.

Bola sete. “Apesar de milionário, Gabigol está deprimido. Mero reserva na Inter de Milão e esquecido por Tite na seleção brasileira. A ida do jogador de R$ 91 milhões para a Itália tem sido frustrante” (de Cosme Rímoli, no portal ‘R7’ – brasileiro nem foi relacionado para jogo com a Sampdoria).

Dúvida pertinente. O ‘cheirinho de hepta’ subiu no telhado?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Caça à Libertadores: Botafogo e Corinthians comandam a corrida na matemática

Resultado de imagem para fotos de sassá botafogo
Sassá, o incrível Hulk botafoguense: 11 gols no Brasileirão

Com o Palmeiras já confirmado e Flamengo, Galo e Peixe aguardando apenas a tinta para carimbar a classificação, a briga pelas duas últimas vagas à Libertadores pega fogo. A seis rodadas para o término do Brasileirão, cinco equipes estão bem na fita, enquanto três esperam por um milagre.

O surpreendente Botafogo é o que se encontra em melhor situação, com 88% de possibilidades, de acordo com a aritmética do ‘Infobola’. A equipe carioca ocupa a quinta colocação, com 53 pontos.

Beneficiado pelo fiasco do Furacão diante do Coelho, o Corinthians permaneceu em sexto lugar, com 49 pontos, e flutua com 39% de chances. Em sétimo, com 48, o Furacão sopra com 30% de probabilidades, 5% a mais que o imortal Grêmio (oitavo, com 48 pontos).

Na sequência aparece o Fluminense, com 16%. À espera de um duende salvador estão Ponte (3%), soberano Tricolor (1%) e Chapecoense (1%).

No põe, tira, deixa ficar do ‘Chance de Gol’, o panorama indica: Botafogo – 78,5%; Corinthians – 53,8%; Furacão – 18,4%; Grêmio – 30,3%; Fluminense – 16,8%; Ponte – 2,3%; Tricolor – 0,2%; Chapecoense – 0,03%; Raposa – 0,1%.

A matemática da Universidade Federal de Minas Gerais aponta: Botafogo – 85,4%; Corinthians – 36,3%; Furacão – 34,8%; Grêmio – 24,6%; Fluminense – 16%; Ponte – 2,4%; São Paulo – 0,55%; Raposa – 0,22%; Chapecoense – 0,13%.

                                                      ##############

Túnel do tempo. O Flamengo decidiu mergulhar no passado para continuar exalando o ‘cheirinho de hepta’ na reta final do Brasileirão. Fuça daqui, mexe dali, e surge uma nova muleta de esperança: na era dos pontos corridos, iniciada em 2003, apenas uma vez o líder do campeonato na 32ª rodada não colocou a faixa no peito. Em 2009, o Palmeiras também comandava a tropa e carregava seis pontos de vantagem sobre o Rubro-negro, como atualmente. Mas os periquitos em revista dançaram.

Pitaco do Chucky. Por que mestre Cuca não está participando ativamente da montagem do Palmeiras para 2017?

Túnel do tempo 2. Sob o comando de Andrade, o Urubu voou da sexta colocação para o caneco. Nas contas do Flamengo, o Brasileirão vai pegar fogo após a jornada deste fim de semana, com a equipe derrotando o Galo, no Mineirão, e o Peixe faturando o Palmeiras, no aquário da Vila Belmiro. A diferença cairia para três pontos. “De sonhar ninguém se cansa, porque sonhar é esquecer, e esquecer não pesa e é um sono sem sonhos em que estamos despertos” (Fernando Pessoa).

Zé Corneta. Caldeirão do Corinthians ferve mais que o inferno em baile de bruxa.

Profecia. Há um mês, ‘Pai Cuca’ colocou a bola de cristal para funcionar e vaticinou, antes de o Palmeiras engolir o Corinthians no Itaquerão, minha casa minha vida: em 13 jogos, o time precisaria de oito triunfos. De lá para cá, o time foi somando pontos e, nas últimas seis jornadas, necessitará de duas vitórias e um empate para soltar o grito de campeão. Avanti Palmeiras!

Sugismundo Freud. A gente nunca se esquece de quem se esquece da gente.

Zapping. Os paulistas não se ligaram no mata-mata das semifinais da Copa do Brasil. O duelo Raposa x Grêmio cravou apenas 17,3 pontos de audiência para a plim-plim na grande Pauliceia refém da criminalidade, um dos ibopes mais baixos da temporada da bola. Cada ponto equivale a 69 mil domicílios sintonizados.

Caiu na rede (by ‘Piauí Herald’). Juiz Sérgio Moro acaba de anunciar a primeira pena a Lula: assistir ao Palmeiras ser campeão.

Pódio da vergonha. Bronze no taekwondo da Rio-16, Maicon Andrade é um poço de felicidade. Até hoje, a confederação brasileira não pagou a premiação prometida ao lutador mineiro de 23 anos. Pior: nem o reembolsou de algumas passagens aéreas. Com os bolsos vazios, Maicon reclama R$ 23 mil (R$ 12.500 da premiação e R$ 10.500 de duas viagens). O atleta cansou do calote e soltou os cachorros contra a cartolagem: “Não estou mendigando, a questão é que ganhei a medalha e mereço. É um descaso”.

Dona Fifi. Líder do Calcio, a Juventus é a única equipe que ainda não empatou no campeonato. Tem oito vitórias e dois empates. É vinagre ou vinho.

Pódio da vergonha 2. E mais: Maicon não recebe o Bolsa Atleta do governo desde o ano passado. Sobrevive com o salário de R$ 1.700, pago pela prefeitura de São Caetano. “Nada mudou após os Jogos. Se estava ruim antes, agora está muito pior.” Desde 2013, a entidade frequenta o noticiário esportivo com denúncias de corrupção, envolvendo desvio de dinheiro repassado pelo Ministério do Esporte. Laconicamente, a confederação informou à mídia que aguarda Maicon para quitar dívida..

Patolino na geral. O Flamengo quer o apoio da Amsterdam Arena, que administra o estádio do Ajax, na concessão do ‘new Maraca’.

‘Matador’ na praça. A quem possa interessar: Luis Fabiano, 35 anos, deixará o Tianjin Quanjian. O atacante foi uma das principais peças do time chinês na campanha do acesso à primeira divisão. Em 29 jogos, marcou 23 gols (média de 0,79 por jogo) e deu quatro assistências. O Tianjin faturou o título da segunda divisão e pela primeira vez estará na elite do campeonato. Quem se habilita?

Cobras & Lagartos. O milionário vôlei sofre as consequências da situação financeira do país. Que o diga Mari, ouro nos Jogos de 2008 e atleta do Bauru na Superliga: “O nível salarial caiu muito. A crise chegou pesada. Estamos na mesma situação de anos atrás. Só voltei ao Brasil por causa da família. Financeiramente, não vale a pena ficar.” Ace!

Bem, amiguinhos. Rei da prancha, o americano Kelly Slater mandou um recado aos adversários: permanecerá na ativa. Aos 44 anos e dono de 11 títulos mundiais, Kelly acredita que ainda tem parafina para queimar. “Vou tentar dar mais uma estocada. Ganhei inspiração pelo que aconteceu no segundo semestre. Então, vou preparar meu corpo e minha motivação para ter um bom ano”, afirmou Slater ao site ‘World Surf League’. Em nono lugar no campeonato, Slater faturou o último caneco em 2011.

Bem, diabinhos. A França reforçou as regras que proíbem o MMA no país. O Ministério do Esporte considera a troca de gentilezas no octógono uma ofensa à dignidade humana. A Noruega também não permite lutas.

Gilete press. De Jorge Nicola, no ‘Yahoo’: “A contratação do santista Jean Mota vai parar nos tribunais. É que o Fortaleza vendeu 80% dos direitos econômicos do meia ao Peixe, em junho, por R$ 800 mil. Porém, após o acerto, o Santos descobriu que o time cearense só tem 40%. Os outros 40% pertencem ao Pinheiros, que só aceita transferi-los ao Santos mediante pagamento dos R$ 400 mil. O Pinheiros aguarda uma ordem judicial para conseguir o dinheiro junto ao Santos.” Que maravilha!

Tititi d’Aline. As feras do Barcelona curtem Papai Noel fora de época. Cada jogador recebeu um carro da Audi, uma das principais patrocinadoras do clube. A maioria dos atletas optou por um Audi Q7, avaliado em 71 mil euros. Neymar foi o único que escolheu o modelo mais caro, o Audi RS 7 Sportback 4.0, que custa 151 mil euros (R$ 514 mil).

Você sabia que… a Chapecoense é o nono time brasileiro que se classifica para as semifinais da Sul-americana?

Bola de ouro. Chapecoense. A equipe catarinense deu um solene bico no Junior Barranquilla e carimbou vaga nas semifinais da Copa Sul-americana. Devolveu a derrota por 1 a 0, na Colômbia, com juros: 3 a 0, em SC.

Bola de latão. Michel Bastos. O meia deu o cano no treinamento e irritou a cartolagem do soberano Tricolor. O jogador alegou problemas particulares – levar a mulher ao médico. Na quarta à noite, participou de um torneio de póquer. Michel Bastos tem proposta da Raposa.

Bola de lixo. Engenhão. O estádio botafoguense segue sem luz. Clube e prefeitura não acertaram o passo. A Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas não pretende arcar com a dívida do COI, que não pagou R$ 1 milhão e a energia elétrica foi cortada.

Bola sete. “Candidato à presidência do Fluminense, o empresário Celso Barros [ex-Unimed] enfrentou recentemente uma temporada na clínica de reabilitação Clif, na Zona Sul do Rio, para livrar-se da dependência em álcool” (de Maurício Lima, em ‘Veja’).

Dúvida pertinente. Quando o Corinthians deixará de ser refém dos anjinhos organizados pelo diabo?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Visitantes Galo e Grêmio roubam a cereja do bolo nas semifinais da Copa do Brasil

Otero abriu o placar no início da partida contra o Saci colorado

Dificilmente a decisão da Copa do Brasil será uma festa caseira, um duelo entre mineiros ou gaúchos. Pelo andar da carruagem no primeiro tiroteio do mata-mata das semifinais, Galo e Grêmio devem se encontrar na hora de a onça escovar o dente.

No Beira-Rio (27.233 pagantes), o Galo bicou o Saci colorado (2 a 1) e agora pode até perder o segundo embate por 1 a 0, em BH. Já a equipe gaúcha precisa vencer por dois gols de diferença ou por um de vantagem, desde que marque três ou mais tentos. Se ganhar por 2 a 1, a classificação será decidida nos pênaltis. A segunda partida será na próxima quarta, no Independência.

O Galo saiu na frente logo a dois minutos de jogo. Após boa jogada de Pratto pela direita, Otero encaçapou o goleiro Danilo Fernandez. Daí para frente, os mineiros se fecharam defesa e trataram de garantir o placar.

Na etapa final, o Inter pressionou muito e empatou aos 23, depois de um pênalti cometido por Fábio Santos em Anderson. William cobrou forte, sem chance para ‘são Vitor’, que havia praticado alguns milagres antes do 1 a 1.

Na bacia das almas, Pratto marcou o segundo do Galo, após contra-ataque fulminante iniciado por Cazares, que havia entrado no lugar de Robinho. O argentino é carrasco do Saci colorado. Em seis jogos contra os gaúchos, Pratto assinalou quatro gols.

No Mineirão (50.715 torcedores), o pão de queijo queimou: Grêmio, 2 a 0. O resultado deixa os gaúchos com a vaga no bico da chuteira. A equipe agora pode perder por um gol de diferença no segundo confronto, na próxima quarta, em Porto Alegre. Para avançar, a Raposa terá de ganhar por três gols de diferença ou por dois, desde que faça três ou mais (3 a 1, 4 a 2…). Se devolver os 2 a 0, a vaga será decidida na marca da cal.

O primeiro gol do Grêmio foi uma pintura. Aos 19 minutos de jogo, após 22 toques na bola e com a Raposa no meio do baile, Luan tocou por cobertura e espantou a zica. Havia 12 jogos que o atacante não corria para o abraço.

No segundo tempo, os gaúchos montaram uma muralha na entrada da área, suportaram a pressão do Cruzeiro nos minutos iniciais e, aos 19, Douglas nocauteou o inimigo. Ramiro dominou na intermediária e lançou o meia, que invadiu a área e chutou de direita.

A torcida não aguentou o ‘Mineirazo’ e vaiou muito a Raposa, já que apenas o Grêmio mostrou futebol de qualidade. Mereceu o resultado e a enorme vantagem para o duelo final.

Luan marcou um golaço e espantou a zica

                                                      ############

Pitaco do Chucky. Troca à vista: são-paulino Michel Bastos pelo palmeirense Rafael Marques.

Glorioso. Time sensação do Brasileirão, o Botafogo bom e barato foi cotado em R$ 46 milhões pelo site ‘Transfermarkt’. O elenco mais valioso do país pertence ao Galo, estimado em R$ 273 milhões. A Raposa, que ainda luta contra o fantasma do rebaixamento, aparece em segundo, com R$ 270 milhões. O Palmeiras fecha o pódio, com R$ 260 milhões. A cada vitória conquistada, os jogadores botafoguenses dividem um prêmio que varia de R$ 120 mil a R$ 150 mil. A Estrela Solitária acumula 10 vitórias e três derrotas no segundo turno do campeonato. Se engolir o Coxa no dia 29, a equipe de Jair Ventura conquistará o sexto triunfo consecutivo e igualará sua maior sequência na história da competição.

Zé Corneta. O Palmeiras ainda deve R$ 110 milhões ao nobre presidente Paulo Nobre, que deixará o trono no início de dezembro. Ele será substituído por Maurício Galiotte. Nobre deverá receber a grana em suaves prestações.

Tungada. A reabertura do ‘new Maraca’ rendeu bons frutos financeiros ao Flamengo (R$ 1.593.042,84, líquidos), mas o jardim poderia ser muito mais florido. O magnânimo time da federação carioca, por exemplo, mamou R$ 158.186,38 – taxa de 5% da renda bruta. Já o custo de preparação do estádio beliscou R$ 344.191,38, enquanto o desembolso para o custo operacional chegou a R$ 414.908. A confecção de ingressos (público e promocional) atingiu mais de R$ 90 mil. Até os escoteiros e a associação dos cronistas do Rio entraram no baticundum: R$ 19.421,43 e R$ 9.710,72. Passando a régua: a renda foi de R$ 3.203.207,50, e os descontos totalizaram R$ 1,3 milhão. O futebol é uma mãe.

Sugismundo Freud. A beleza está nos olhos do observador.

Duelo de titãs. O Santa Cruz já colocou o bloco na rua para promover o sensacional embate contra o Coelho, em 6 de novembro, no Recife. Uma das providências: ingresso a R$ 5 para os sócios e R$ 10 para a arquibancada (preço único). A campanha nas ruas: ‘É pela camisa. É pelo amor. É hora de provar que nunca vou tem abandonar’. Santinha e Coelho estão de malas prontas para retornar à segunda divisão. O sócio tem ainda outra vantagem: poderá levar quantos convidados quiser se pagar R$ 10.

Zapping. A plim-plim também deve abocanhar os direitos de transmissão da Primeira Liga. Preço: R$ 60 milhões por três anos. Dos 16 clubes, só o Furacão ainda resiste.

Bem, amiguinhos. A cantora americana Mariah Carey resolveu colaborar com a caminhada do Palmeiras rumo ao caneco: cancelou o show programado para 1º de novembro, na mansão Allianz Parque, e o gramado será poupado para o futebol. Dia 6, o Palestra receberá o Saci colorado.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). CBF determina que Grenais sejam transmitidos no canal Combate.

Bem, diabinhos. O dadivoso e irrequieto Carlos ‘Rolando Lero’ Nuzman, general da banda do COB (caixinha, obrigado Brasil), comunicou em uma palestra a servidores do Senado que não pretende organizar outros grandes eventos esportivos no país. Afirmou ter chegado ao limite nos Jogos do Rio. O meu, o seu, o nosso rico dinheirinho agradece ao nobre e interminável cartola. Aleluia, irmão!

Dona Fifi. A Superliga de vôlei feminino começou com um belo saque: Jaqueline desempregada. Sheilla também está fora. Optou por um ano sabático.

Gilete press. De Ancelmo Gois, no ‘Globo’: “Beira os R$ 200 milhões o tamanho do buraco nas contas do Comitê Organizador da Rio-2016. O comitê tenta fechar a cratera apelando a COI (que encheu as burras de dinheiro com os Jogos), Eduardo Paes e Michel Temer. Pezão foi excluído do rateio por causa, bem, da falência do Estado. Da parte da prefeitura, não há problemas. Paes se compromete a honrar um compromisso de R$ 75 milhões — desde que o comitê não venha chorar as pitangas de novo. Também a Rio-2016 espera que o ministro Eliseu Padilha cumpra o que prometeu: R$ 250 milhões (até agora, Brasília só mandou R$ 70 mi).” Anéis olímpicos, algemas brasileiras.

Tititi d’Aline. Não é nada fácil sobreviver com o suor alheio no planeta das chuteiras. O empresário italiano Mino Raiola ganhou a bagatela de… 27 milhões de euros (R$ 91 milhões) com a transferência do meio-campista francês Pogba para o Manchester United. O jogador foi negociado pela Juventus por 105 milhões de euros (R$ 355 milhões).

Você sabia que… depois de 10 meses longe dos gramados o ex-goleiro palmeirense Deola assinou com o Juventus, o Moleque Travesso, para disputar a Série A2 do Paulistinha de 2017?

‘Bola de ouro’. Pep Guardiola. O espanhol do Manchester City quebrou o recorde negativo na carreira ao ser eliminado pelo Manchester United de Mourinho da Copa Inglesa: seis jogos sem vitória. A sena: três derrotas e três empates.

Bola de latão. Golden State Warriors. Prometeu uma exibição de gala na abertura da NBA e foi encestado em casa pelo San Antonio Spurs (129 a 100). Na última temporada, os Warriors sofreram a primeira paulada só depois de 24 jogos. E o primeiro revés em sua quadra veio após 36 triunfos.

Bola de lixo. Amarelinha desbotada. Até o corpo de Carlos Alberto Torres ser enterrado, apenas o menino Jesus havia reverenciado o grande capita nas redes sociais. Neymar & Cia., que tanto se utilizam das engenhocas para promover até campeonato de cuspe, simplesmente não haviam se manifestado. Lamentável.

Bola sete. “Ele [capita] não era reconhecido como deveria. Sempre falou isso. Nós sentimos falta disso. Muita gente não faz homenagem até pensando que o ex-jogador quer emprego, dinheiro ou alguma coisa. Quando falece, não pode fazer mais nada. Ele falou isso várias vezes. O ex-jogador quer carinho, ser lembrado, só isso. Do que adianta homenagear agora?” (do ex-zagueiro Edinho, pouco antes de o corpo de Carlos Alberto Torres ser enterrado – na mosca).

Dúvida pertinente. Os torcedores paulistas preferem mais a Copa do Brasil ou um filme na plim-plim?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Carlos Alberto Torres, um capitão que nunca se curvou dentro e fora de campo. Inesquecível!

Resultado de imagem para fotos de brasil 4 x 1 italia final da copa de 70
Carlos Alberto Torres levanta a taça do tricampeonato mundial

A turma lá de cima ganhou um dos maiores laterais de todos os tempos. O capitão da seleção do tri, Carlos Alberto Torres, partiu aos 72 anos. Infarto fulminante em sua casa, na Barra da Tijuca, enquanto fazia palavras cruzadas.

Um craque fantástico dentro e fora de campo. Capaz de marcar gols antológicos, como o quarto do Brasil na final contra a Azzurra no México, e comandar feras como Pelé, Gerson, Tostão, Rivelino, Jairzinho, Felix, Brito, Piazza, Everaldo e Clodoaldo – a inesquecível equipe que encantou o mundo em 1970.

E aí daqueles que desafiassem o eterno capita. O blogueiro conviveu muito tempo com Carlos Alberto Torres. Chegamos a conviver ao longo de um mês no Chile, durante um torneio internacional conquistado pelo Santos.

Também curtimos bons momentos na Chácara Nicolau Moran, velha concentração do Peixe, em São Bernardo do Campo. Capita gostava de falar sobre futebol e política. Sempre com opiniões fortes.

Revelava segredos dos companheiros. Um deles: quando Pelé acordava de bom humor e pegava a vara de pescar para passar o tempo no retiro santista, sai de baixo. Era bicho garantido. Pobre Corinthians… E o capita despejava boas gargalhadas.

Carlos Alberto Torres defendeu Santos, Botafogo, Fluminense, Flamengo e New York Cosmos. Como treinador, foi campeão brasileiro com o Flamengo, em 1983. Afastou-se do futebol por algum tempo, porque não se curvava aos empresários (‘eu cuido da minha vida’). Tentou dar alguns passos na pintura. Sem sucesso, apesar de traços interessantes.

Pai de Andrea e de Alexandre Torres, ex-zagueiro de Fluminense e Vasco, foi casado três vezes, uma delas com a atriz Terezinha Sodré. Vereador no Rio pelo PDT, entre 1989 e 1993, tinha um irmão gêmeo, Carlos Roberto, falecido há um mês.

Capita trabalhava como comentarista da ‘Sportv’. Sem papas na língua. Elogiava, quando necessário, e distribuía bordoadas na telinha, quando preciso – ‘Neymar não pode ser capitão da seleção, não tem estrutura para isso’.

“Ele não era um simples capitão. Na Copa de 70, nós o elegemos, não foi a direção. Ele tinha muita importância dentro e fora das quatro linhas. Era um verdadeiro capitão. Organizava tudo. Não era capitão como outro qualquer, para cara ou coroa. Ele era o Capita, o cara”, lembrou emocionado o ex-jogador Gerson, o canhotinha de ouro.

Carlos Alberto Torres, 1944-2016. Um capita inesquecível.

                                                        #############

Supercapitão. “Fico triste com a morte do meu amigo e irmão Carlos Alberto, nosso querido Capita. Fomos campeões no Santos, na seleção e no Cosmos. Infelizmente a gente tem que entender isso e que a vida continua” (Pelé); “Um exemplo de liderança dentro e fora de campo. Descanse em paz. Eterno capitão” (Ronaldinho Gaúcho); “Heidi [esposa] e eu estamos profundamente chocados. Carlos Alberto foi como um irmão para mim, um dos meus melhores amigos!” (Franz Beckenbauer); “Carlos Alberto era o capitão dos capitães” (Roberto Salim).

Supercapitão 2. “Carlos Alberto Torres foi exemplo de garra e liderança. Lamento a morte do capitão do tricampeonato mundial” (Michel Temer); “Mais que um amigo, era meu irmão. Nos falávamos sempre, até pelo whatsapp que criou recentemente. Fiquei paralisado quando soube. Foi um craque e o melhor capitão que já tivemos” (Clodoaldo); “Carlos Alberto foi sem dúvida um dos maiores laterais-direitos do futebol mundial. Um líder nas equipes em que atuou. Homem de muita personalidade, não tinha pudor de expressar suas ideias mesmo que contrariasse um grupo ou uma pessoa” (Carlos Alberto Parreira).

Supercapitão 3. “Perdi meu capitão. Momento triste, lamentável. Uma pessoa incrível. Deus sabe o que faz. Eu nunca vou esquecer do meu eterno capitão. Um líder nato, uma pessoa maravilhosa, que estava presente em todos os momentos. Líder não é só dentro do campo. É fora também” (Rivellino); “Ele será lembrado para sempre como o Pelé da camisa 4! Não existiu e possivelmente não existirá um lateral-direito melhor do que o nosso Capita” (Milton Neves); “Nunca ninguém negará a glória de ter sido o maior capitão do maior time de todos os tempos. A revista inglesa World Soccer elegeu o Brasil de 1970 a melhor equipe da história. Carlos Alberto eternizou o beijo na taça Jules Rimet” (PVC).

Resultado de imagem para fotos de brasil 4 x 1 italia final da copa de 70
O fantástico quarto gol contra a Itália em 70

Pitaco do Chucky. Andrés Sanchez está fazendo o que todo palmeirense gostaria de fazer, acabar com o Corinthians.

Chicotada paraguaia. O atacante Angel Romero voltou a espinafrar os críticos. Artilheiro do Corinthians na temporada, com 15 gols, ele cobrou mais respeito de parte da mídia. Garantiu ter se preparado ao longo do ano passado para ser titular e goleador em 2016, mas não consegue convencer a imprensa: “Dizem que o Romero só deve entrar no segundo tempo. O artilheiro tem de jogar sempre”. Principal ‘matador’ do Itaquerão, minha casa minha vida, com 16 gols, Romero afirmou não compreender a perseguição: “Sou esforçado. Me contrataram para fazer gol, não para fazer malabarismo no farol. Se tenho técnica ou não, é outra coisa, mas se faço gol, está bom.” Menos, menos…

Sugismundo Freud. Não há divórcio sem casamento.

Bem, amiguinhos. Depois de 15 anos na fila do gargarejo, um time do Sul poderá soltar novamente o grito de campeão em uma competição nacional. Em 2001, o Furacão ganhou o título brasileiro enquanto o Grêmio deu a volta olímpica na Copa do Brasil. O jejum pode ser quebrado por Saci colorado ou Grêmio. Os gaúchos estão classificados para as semifinais da Copa do Brasil. Enfrentarão Galo e Raposa, respectivamente.

Zé Corneta. O Brasileirão parece dálmata: está todo manchado.

Bem, diabinhos. A galera do Vasco parece ter cansado de prestigiar o time na gloriosa segunda divisão. Em 2009, quando a nau vascaína naufragou pela primeira vez, a média de público no porto de São Januário foi de 25.732 torcedores por jogo. Cinco anos depois, caiu para 14.232. Nesta temporada, é de 4.729 espectadores por embate.

Zé Colmeia. Nada menos que 1.315 testemunhas assistiram à histórica vitória do Coelho sobre o Furacão (1 a 0). Histórica porque tirou o América da lanterna depois de 22 rodadas. O Santinha recebeu o mimo.

Caiu na rede (paulista). Copa do Brasil cumpre o papel de dar oportunidade aos times do interior.

Tititi d’Aline. O australiano John John Florence, 24 anos, está na crista da onda: conquistou pela primeira vez o título mundial de surfe e acabou com o reinado dos brasileiros. Nos últimos anos, Gabriel Medina (2014) e Adriano ‘Mineirinho’ de Souza (2015) fizeram a festa. John John ganhou a etapa de Portugal. A competição termina em dezembro, em Pipeline, quintal da casa do novo campeão.

Você sabia que… os semifinalistas Grêmio e Raposa são os maiores vencedores da Copa do Brasil, com quatro títulos cada?

‘Bola de ouro’. COI. O milionário Comitê Olímpico Internacional se mandou e deixou um pendura de R$ 1 milhão. Devolveu o estádio Nilton Santos ao Botafogo e não pagou a luz. Resultado: energia elétrica cortada.

Bola de latão. Peixe. Apesar de o time ocupar a quarta posição no Brasileirão, apenas um ponto atrás do Galo (59 a 58), o ambiente fora de campo está superagitado no aquário da Vila Belmiro. Boa parte dos conselheiros e da torcida quer a cabeça do ‘professor’ Dorival Júnior. A pressão aumentou depois da eliminação da Copa do Brasil – o time perdeu a vaga para os reservas do Saci colorado.

Bola de lixo. Coaracy Nunes. A Justiça determinou o afastamento do presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos e dos diretores Luiz Soares, Sérgio Alvarenga e Ricardo Moura, suspeitos de fraude em licitação, superfaturamento e desvio de dinheiro público. Coaracy é mandachuva da CBDA desde 1988. O juiz Heraldo Garcia Vitta pediu ainda a intervenção na entidade. Tchibum.

Bola sete. “Ele estava em casa, fazendo palavras cruzadas, quando passou mal e caiu. Foi infarto fulminante. Não tinha nada, zero problema cardíaco. Parou de fumar há mais de 30 anos. Quando se fala de capitão no Brasil se fala em Carlos Alberto Torres” (do ex-zagueiro Ricardo Rocha, após a morte do capita).

Dúvida pertinente. Salve o Corinthians ou salvem o Corinthians dos nefastos cartolas?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

Cheirinho de título do Palmeiras chega a 90%; Flamengo pode desabar na tabela

Resultado de imagem para calculos matematicos dificeis

Alô, rubro-negro! Nada de jogar a toalha e/ou o vidro de perfume pela janela. O cheirinho de hepta ainda pode contaminar o Brasileirão. Lembre-se que a esperança é a última que morre. Mas não se esqueça que ela também morre…

Faltando seis rodadas para o fim do campeonato, ela repousa em berço esplêndido. O Urubu voa com 5% de chances de soltar o grito de campeão. O líder Palmeiras flutua em limitados 90%, de acordo com o matemático Tristão Garcia, do ‘Infobola’.

Antes de a bola rolar pela 32ª jornada do campeonato, os periquitos em revista acumulavam no ninho 77% de possibilidades de dar a volta olímpica depois de 22 anos, contra 19% do Flamengo.

O Palmeiras comanda a tabela com 67 pontos, seis à frente do time carioca. Em terceiro lugar está o Galo, com 59 pontos e 3% de probabilidades de caneco. Yes, we CAM: na próxima rodada, receberá o Flamengo no Independência.

O Peixe, com 58 pontos, respira 2% de possibilidades. No fim de semana, abrirá o aquário da Vila Belmiro para jogar contra o Palmeiras. Ou seja: se o Flamengo perder para o Galo e o Santos derrotar o Palestra, o time rubro-negro vai desabar para a quarta posição – ficaria com o mesmo número de pontos do Peixe (61), mas seria superado no número de vitórias (19 a 18).

Na calculadora do ‘Chance de Gol’, o Palmeiras degusta 89,5% de possibilidades, enquanto o Flamengo acumula 5,3%. O Galo bica em 2,7%, e o Peixe nada em 2,5%. Já na aritmética da Universidade Federal de Minas Gerais, os números indicam Palmeiras com 89,4%, contra 5,4% do Flamengo, 2,9% do Galo e 2,2% do Santos.

Passando a régua, som na caixa: ‘Quando surge o Alviverde imponente/No gramado em que a luta o aguarda/Sabe bem o que vem pela frente/Que a dureza do prélio na tarda… ‘ Avanti Verdão!

                                                                ############

Pitaco do Chucky. Lamentável a nota do Corinthians defendendo os animais que brigaram no ‘new Maraca’, agredindo covardemente um policial.

Zapping. Flamengo x Corinthians bombou no ibope da plim-plim na Cidade Maravilhosa dos arrastões. O clássico rendeu 37 pontos, com 60% de share (TVs ligadas). O Rubro-negro igualou seu recorde neste ano. Também amealhou 37 pontos no confronto contra o Palmeiras, com a diferença de que agora foi em um domingo, quando os índices costumam ser menores. Na grande Pauliceia dominada pela bandidagem, o duelo cravou 25, com 45% de participação. Cada ponto no RJ significa 43 mil domicílios sintonizados; em SP, 69 mil.

Zé Corneta. O cheirinho de hepta evaporou. Agora só resta o de erva de urubu.

Bugre na cabeça. A torcida do Guarani, de Campinas, está mais feliz que mulher fazendo compras no shopping. O time conseguiu virar um jogo que muitos davam como perdido. O Bugre havia levado de 4 a 0 do ABC, na primeira semifinal da Série C, e estava ‘virtualmente eliminado’ até a bola rolar no Brinco de Ouro. Ao final dos 90 minutos, pimba na caxirola: 6 a 0 para a equipe paulista, com três gols do ‘vovô’ Fumagalli, 39 anos. Agora, vai decidir o título com o Boa Esporte Clube, que despachou o Juventude. Os quatro times garantiram acesso à Série B.

Sugismundo Freud. Dinheiro na mão escorrega como sabão.

Bem, amiguinhos. Ao bicar o Figueira, o Galo não apenas encostou no Flamengo como também igualou o recorde de vitórias consecutivas em casa. O time mineiro cravou 12 jogos, mesma marca obtida pelo Peixe no Brasileirão de 2015. No ranking das maiores sequências de triunfos, a Raposa (2014) e o Corinthians (2010) aparecem em terceiro, com 10.

Caiu na rede. Moro prende Eduardo Cunha: pela primeira vez um juiz prejudica um flamenguista.

Bem, diabinhos. A coleção de pepinos cresce ao redor do comitê da Rio-16, capitaneado pelo impoluto e irrequieto Carlos ‘Rolando Lero’ Nuzman. A Justiça determinou que R$ 465 mil devem cair no caixa da Cinépolis, administradora do complexo Lagoon, que cedeu espaço na Lagoa para as provas de remo e canoagem. Dia sim e outro também, a horta de calotes recebe mais adubo.

Patolino na geral. Aos 38 anos, Emerson ‘Bitoca’ mostrou que continua o mesmo dos últimos tempos: só faz fumaça.

Dom Chicote. Mais um gol contra de Neymar: é o único brasileiro na lista dos 30 indicados ao Bola de Ouro da revista ‘France Football’. O gajo Cristiano Ronaldo e o hermano Messi são os favoritos. O corintiano Romero não emplacou.

Dona Fifi. Administradora do Castelão, em Fortaleza, a francesa Lagardére está mesmo disposta a brigar pela concessão no ‘new Maraca’. Te cuida, Flamengo!

Gilete press. Do meia Diego Souza à mídia, após o árbitro ignorar um pênalti para o Sport contra o Palmeiras: “Eu estou de saco cheio de tanto falar. Às vezes, eu fico até marcado. É a mesma coisa do que colocar nariz de palhaço. A minha vontade é sair de campo com dez minutos de jogo. Quero honrar a camisa que visto. Agora, é vergonhoso o que aconteceu. O campeonato está desenhado para o Flamengo e o Palmeiras, o resto é um campeonato à parte. O juiz tem de pagar caro pelo que aconteceu”. Brasileirão manchado?

Tititi d’Aline. O Galinho Zico estaria trabalhando nos bastidores para solidificar sua candidatura à presidência do Circo Brasileiro de Futebol em 2018. #Euapoio.

Você sabia que… o ‘sargento’ Felipão prorrogou o contrato com o Guangzhou Evergrande até 2018 após conquistar pela segunda vez o Campeonato Chinês?

Bola de ouro. Sada Cruzeiro. Uma máquina de jogar vôlei: atropelou o Zenit Kazan, da Rússia, e conquistou o tricampeonato mundial masculino. O time mineiro fechou a campanha com cinco vitórias. Perdeu apenas dois sets. Os gastos da equipe chegam a R$ 10 milhões por ano.

Bola de latão. Torcida tricolor. Quem te viu quem te vê: festejando nas redes sociais a permanência do soberano na elite do Brasileirão.

Bola de lixo. Assopradores de latinha. Um balaio de gato na reta final do Brasileirão. Nunca se viu tanta incompetência atrás do apito. E como desgraça pouca é bobagem, os jogadores ainda dão aquela força com simulações de faltas e reclamações.

Bola sete. “Algumas vezes, para as coisas funcionarem bem, é preciso promover uma desordem, uma ruptura com a ordem. Os grandes craques, como Messi e Neymar, são especiais porque, além da excepcional técnica, transgridem a ordem e fazem o que não foi planejado” (do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’ – no alvo),

Dúvida pertinente. Palmeiras, alma de periquito e espírito de porco?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br