Que se danem as cornetas! Soberano Tricolor faz negócio da China e belisca R$ 50 milhões

Resultado de imagem para fotos david neres
David Neres: oito jogos, três gols e R$ 50 milhões no caixa do Tricolor

Boa parte da torcida e da mídia caolha tricolor chora o leite derramado: o soberano São Paulo vendeu o atacante David Neres ao Ajax. O moleque de 19 anos renderá 15 milhões de euros (R$ 50,7 milhões).

O clube negociou 80% dos direitos federativos com os holandeses. Ou seja, ainda poderá ganhar mais um belo café no bule se David Neres vingar no Ajax e despertar a cobiça dos bambambãs da Europa, já que ficou com 20% dos direitos.

Nas categorias de base, o atacante ganhou a Copa do Brasil, a Libertadores, a Copa Ouro e a Copa RS. Ainda foi artilheiro da Copa do Brasil sub-20, em 2015, com seis gols. Pelo time profissional, fez oito jogos e três gols, em 2016. Atualmente, defende a seleçãozinha no Sul-americano do Equador.

Isso posto, por que descer a vara de marmelo na diretoria são-paulina? Um negócio da China. Os valores de David Neres entram para a história da equipe  do Morumbi como a quarta maior transação de todos os tempos.

A liderança pertence a Lucas, negociado ao Paris Saint-Germain, em 2012, por 43 milhões de euros (R$ 108 milhões na época, com o Tricolor faturando R$ 81 milhões). Em segundo aparece Denílson, vendido ao Betis por US$ 32 milhões (R$ 65 milhões), em 1998. Breno fecha o pódio: 19 milhões de euros (R$ 70 milhões), pagos pelo Bayern de Munique, em 2008.

Cavalo encilhado passa apenas uma vez. E olhe lá! Por que apostar e depois só ficar observando a banda passar?

Vale mais um ovo hoje do que uma galinha amanhã. Principalmente em um clube com dívida total de R$ 150 milhões e que havia estimado arrecadar R$ 60 milhões em transferências para manter o equilíbrio financeiro em 2017.

Com a venda de David Neres, agora o clube pode praticamente colocar o burro na sombra. Vale uma lembrança: o Corinthians desmantelou o time hexacampeão brasileiro e arrecadou algo em torno de R$ 110 milhões. E mais: o Flamengo vendeu o lateral Jorge ao Monaco por 8,5 milhões de euros (R$ 28,5 milhões), e o Grêmio negociou o volante Walace ao Hamburgo por 10 milhões de euros (R$ 33,5 milhões).

O mais importante, porém, é que o garoto queria se mandar para o vice-líder do Campeonato Holandês, atrás o Feyenoord. E quando um jogador quer ir embora…

Cada um sabe onde aperta o calo na pátria das chuteiras furadas. O resto é conversa fiada de quem adora procurar pelo em ovo ou queimar casco de tartaruga no sol da Praia Grande.

                                                      ############

Sugismundo Freud. Vale mais uma lágrima na derrota do que a vergonha de não ter lutado.

Tungada. O sensacional escrete da federação carioca, formado por impolutos engravatados de colarinho branco, começou a temporada como manda o figurino. Graças às taxas, a Ferj abocanhou R$ 31.848,50 do clássico Vasco x Fluminense e R$ 9.738,50 do embate Botafogo x Nova Iguaçu. Total de R$ 41.587. Do vinho para o vinagre: os dois jogos, disputados no estádio Nilton Santos, o Niltão, proporcionaram aos clubes um rombo de R$ 528.427,16. De acordo com o borderô, o Botafogo festejou um déficit de R$ 317.833,89, enquanto vascaínos e tricolores colecionaram um prejuízo de R$ 210.593,27. O Flamengo jogou com o Boavista, na Arena de Dunas, em Natal, e morreu com R$ 61.965,50. Segundo o ‘Globo.com’, por jogar fora do Rio, o Flamengo ainda teve de pagar à Ferj, de forma antecipada, uma taxa de R$ 50 mil. É uma festa.

Pitaco do Chucky. A Chapecoense é o Brasil na Libertadores.

Bad boy. O Botafogo decidiu dar um chega pra lá no atacante Sassá. Cansado das peripécias do jogador longe das quatro linhas, o clube resolveu cortá-lo dos primeiros jogos da pré-Libertadores. Artilheiro do time no ano passado, com 14 gols, Sassá andou sassaricando muito pela noite nos últimos dias. Tornou-se figurinha carimbada nas redes sociais. Em um passado recente, o jogador viveu momentos difíceis no casamento e foi morar com amigos. De quebra, bateu o carro. Também já discutiu com companheiros e chamou torcedores para um tête-à-tête. No final do último Brasileirão, esquentou o bumbum no banco de reservas. Tem contrato até dezembro, com multa de R$ 30 milhões. Qualquer semelhança com Jobson…

Zé Corneta. O New England Patriots perdeu boa parte dos torcedores brasileiros no Super Bowl contra o Atlanta Falcons: Tom Brady, marido de Gisele Bündchen, é fã de Donald Trump.

‘Mata-leão’. O careca falastrão Dana White soltou a bomba ao site ‘Flo Combat’: Ronda Rousey dificilmente voltará ao octógono depois da surra que levou da brasileira Amanda Nunes no final do ano. Ele afirmou ter conversado com a lutadora, no fim de semana, e sentiu que ela não parece disposta a brigar novamente. Aos 30 anos, Ronda está com a vida mansa: “Ela tem muito dinheiro, muito mais do que se pode gastar, a menos que comece a fazer loucuras. Se você tem a quantidade de dinheiro que Ronda tem, não precisa mais trabalhar na vida”, fofocou White. Ronda reinou no UFC entre 2013 e 2015.

Patolino na geral. Bons fluidos ao Botafogo na estreia da Libertadores contra o Colo-Colo: em oito jogos contra chilenos pelo torneio, duas vitórias, dois empates e… quatro derrotas.

Paredão inglês. Ele ficará no banco de reservas, mas certamente atrairá os holofotes. E nem poderia ser diferente: o goleiro Wayne Shaw tem 45 anos e pesa mais de 140 quilos. Defende o Sutton United, da quinta divisão e adversário do Arsenal nas oitavas de final da Copa da Inglaterra. Suplente de Ross Worner, Shaw entrou em campo pela última vez na derrota por 2 a 1 diante do Maidenhead United, em abril de 2015. O torneio reúne times de todas as divisões, alguns até amadores. Shaw começou sua trajetória no clube em 2011, como treinador de goleiros e titular da posição. Saiu um ano depois e retornou em 2013. Arrumou uma briga com a torcida do Kingstonian, que o chamou de ‘vaca gorda’, e se mandou para o Gosport. Retornou ao Sutton em janeiro de 2015. O duelo contra o Arsenal será no dia 18.

Goleiro Wayne Shaw pode encarar o Arsenal pela Copa da Inglaterra
Wayne Shaw, 45 anos e 140 quilos: que venha o Arsenal

Zapping. Os canais ‘Sportv’, ‘ESPN Brasil’ e ‘Esporte Interativo’ decidiram se mexer e mudar a grade de programação. Trocando em miúdos: mais blá-blá-blá. Nunca se falou tanto na TV.

Caiu na rede. É melhor Jadson com 33 do que dois Rodriguinhos com 28.

Gilete press. Deu em ‘Veja’: “Ex-braço-direito do empresário Eike Batista, Flávio Godinho foi o responsável pela entrada do empresário no futebol. Explica-se: Eike não gosta de esportes, e não tinha pretensões no futebol, mas assumiu a concessão do Maracanã graças a Godinho. Então alto executivo do grupo EBX, ele o convenceu a administrar o estádio por interesse próprio. Anos depois, Godinho tornou-se também vice-presidente do Flamengo. A estratégia incluiu ainda uma intermediação junto ao então governador, Sérgio Cabral.” Irmãos Metralha.

Dona Fifi. Depois de o Galo fechar com o volante Elias, a Raposa anunciou o retorno do meio-campista Lucas Silva. Negociado ao Real Madrid por R$ 45 milhões em janeiro de 2015, ele volta por empréstimo de 18 meses.

Tititi d’Aline. As marias-parafina surfam nas ondas de euforia: o campeão mundial Gabriel Medina terminou o relacionamento com a modelo Tayna Hanada, 21 anos. Eles se conhecem desde a infância, mas o love story só começou em 2015. Solteiro, Medina curtiu férias na Tailândia, além de shows de Thiaguinho. O Mundial de surfe vai começar em 14 de março, em Gold Coast, na Austrália. O desafio brasileiro acontecerá entre 9 e 20 de maio, em Saquarema, no Rio.

Você sabia que… o meia Ganso jogou apenas 644 minutos com a camisa do Sevilla e virou a última opção do ‘professor’ Sampaoli para o meio de campo?

Bola de ouro. Formiga. Aos 38 anos, o grande símbolo do futebol feminino assinou contrato por uma temporada com o Paris Saint-Germain. Será companheira da atacante Cristiane. Em dezembro, Formiga se despediu da seleção brasileira, após 20 anos a serviço da equipe.

Bola de latão. Carioquinha. Início arrasador: média de seis mil testemunhas por partida. Clássico Vasco x Fluminense atraiu 11 mil ao estádio Nilton Santos, o Niltão.

Bola de lixo. Legado olímpico. Os principais nadadores brasileiros mergulharam no desemprego após os Jogos. Bruno Fratus, Thiago Pereira, Felipe Lima e Felipe França não tiveram o contrato renovado por seus clubes. Leonardo de Deus só achou uma nova piscina, a da Unisanta, porque topou um corte salarial. Cesar Cielo, que não disputou a Olimpíada, também está à procura de um novo time.

Bola sete. “A situação está bem complicada. Tenho tentado diálogo com alguns clubes, mas o cenário não anda nada animador” (de Bruno Fratus, sobre a crise na natação brasileira – tchibum).

Dúvida pertinente. Jadson, 33 anos, R$ 450 mil por mês e R$ 4 milhões de luvas: bom negócio para o Corinthians?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Gol de placa: Flamengo dá exemplo e vence a queda de braço com a plim-plim

Imagens - Desenhos do simbolo do flamengo

Uma vez Flamengo, sempre Flamengo… Pois é, o Rubro-negro acaba de mostrar que a força de um clube supera qualquer obstáculo imposto por cartolas incompetentes e aliados sanguessugas.

O Urubu bateu asas, peitou a poderosa plim-plim e conseguiu o que desejava para fechar contrato de transmissão do Carioquinha.

A Vênus Platinada acreditava que não passava de blefe a ameaça feita pelo mandachuva e raios do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, em várias reuniões para discutir um acordo: “Se não for bom para nós, a gente não assina. Eles que passem Barra Mansa x Quissamã.”

A emissora tinha certeza de que na hora de a onça escovar os dentes e a vovó tomar garapa, o Flamengo se curvaria de joelhos, numa repetição do que vem acontecendo ao longo de anos com as solertes e desesperadas equipes nacionais.

Com o pontapé inicial do campeonato se aproximando e sentindo que poderia mesmo perder a ‘galinha dos ovos de ouro’, a plim-plim tratou de aceitar a cartilha rubro-negra. Uma das exigências do Flamengo para assinar por três anos: nada de o dindim passar primeiro pela ilustre Ferj, a federação carioca, comandada pelo carismático e totalmente dispensável Rubens Lopes, amigo de fé do capitão gancho da nau vascaína, Eu-rico Miranda.

O cartola de São Januário fez das tripas sem coração esforço hercúleo para que o Urubu quebrasse a cara, porque os demais clubes haviam assinado o contrato em agosto. E por oito temporadas, segundo línguas ferinas que desfilam pelos bastidores do esporte.

Outra reivindicação do Flamengo: cota maior do que a dos outros times (R$ 15 milhões cada). O valor é mantido em sigilo. Na última semana, o Conselho Deliberativo rubro-negro aprovou o acerto de contas com a plim-plim, que também definiu a valsa da Primeira Liga (R$ 3 milhões). O clube conseguiu ainda o direito de negociar as placas de publicidade de seus jogos.

A vitória do Flamengo comprova que a pátria das chuteiras furadas seria bem diferente se os clubes soubessem usar a força que têm, assumissem realmente o controle do esporte bretão.

Que se explodam as federações e seus engravatados de colarinho branco, usurpadores do sucesso alheio – a federação carioca, por exemplo, embolsará R$ 12 milhões da plim-plim por ter metido o nariz onde não devia… sem fazer absolutamente nada.

                                                         ###############
Pitaco do Chucky.
Incrível o mundo da bola nas redes sociais: não basta elogiar o time preferido, tem que denegrir os coirmãos.

Xeque-mate. A vingança de Rodriguinho deve ser maligna: é o que garantem conselheiros do Corinthians após a frustrada transferência do jogador para o futebol turco. Ele deixou de ganhar um café no bule dos mais saborosos do Fenerbahçe porque o clube paulista recusou a proposta dos turcos, algo em torno de R$ 10 milhões. O Corinthians tem 50% dos direitos federativos do meia, o Capivariano possui 40%, e o Coelho mineiro, 10%.

Zé Corneta. Aleluia, San Gennaro! Barrios reencontra o caminho do gol depois de quase seis meses de jejum. Ano passado, disputou 22 jogos e marcou quatro vezes. Ganha R$ 1 milhão por mês. Noves fora… deixa pra lá.

Xeque-mate 2. Feliz da vida como um leão enjaulado, Rodriguinho, 29 anos, deve aumentar consideravelmente sua pedida para renovar contrato. O acordo com o Corinthians vai até dezembro. Ou seja, em julho o atleta poderá assinar pré-contrato com outra equipe e deixar o Corinthians sem lenço, sem documento e sem um tostão furado no final da temporada. Hoje, Rodriguinho ganha R$ 180 mil por mês para a xepa.

Sugismundo Freud. Político não apresenta solução, só cria problema.

Muy amigo. O ‘professor’ Mano Menezes adora colocar panos quentes em qualquer baticundum. Na semana do clássico contra o coirmão Galo, ele não deixou por menos. Após a vitória da Raposa sobre o Vila Nova por 2 a 1, na estreia do Mineirinho, o treinador fez questão de enaltecer o triunfo atleticano sobre o América/TO, pela contagem mínima: “Nossa vitória foi limpa. Não teve pênalti duvidoso. Foi tudo certinho.” O Galo ganhou com um gol de pênalti mandrake. Tempo quente à vista.

Patolino na geral. O empréstimo de Jucilei por um ano, se sair, deverá custar R$ 2,5 milhões ao soberano Tricolor. O volante pertence ao Shandong Luneng, da China.

Mau negócio? Não deu outra: o Grêmio bateu o martelo e vendeu o volante Wallace ao Hamburgo, da Alemanha, por 10 milhões de euros (R$ 33,6 milhões). O imortal ficará com 60% (R$ 20 milhões e uns quebrados). A transferência vai dar um pouco de refresco às finanças do clube gaúcho, mais duro que japonês dançando lambada. Mas a maioria dos torcedores condenou a cartolagem por acreditar que Wallace, 21 anos, valeria pelo menos 15 milhões de euros. O atleta disputou 115 jogos pelo Grêmio e marcou cinco gols. Ganhou a Copa do Brasil.

Zapping. O empate contra a Ponte por 1 a 1, na mansão Allianz Parque, não frustrou apenas os torcedores do Palmeiras. O amistoso também não mereceu sequer uma tubaína sem gelo na plim-plim. O ibope na grande Pauliceia refém da bandidagem cravou apenas 14 pontos. A audiência foi inferior até ao BBB17 (15,9). Na Cidade Maravilhosa das balas uivantes, Fluminense x Vasco obteve 21. Cada ponto em SP equivale a 70,5 mil domicílios sintonizados; no RJ, 33 mil.

Caiu na rede. Flamengo 4 x 1 Boavista: pintou o campeão.

Zapping 2. O acordo entre ‘Sportv’ e ‘Fox’ para a transmissão da Libertadores e Copa do Brasil é de cinco anos, a partir desta temporada. Cada emissora terá direito a até 50% de jogos exclusivos, com escolhas alternadas do primeiro jogo. O rodízio terminará nas semifinais. No frigir dos ovos, azar da galinha americana: a ‘Fox’ cedeu os direitos de uma competição muito mais importante.

Dona Fifi. Mamãe Fifa garante que o Palmeiras não é campeão mundial; periquitos em revista provam por a+b+o diabo a quatro que sim. Estando bem para ambas as partes, que tal tomar uma 51?

Gilete press. De Gilmar Ferreira, no ‘Extra’: “Se estivesse num clube da moda, como Palmeiras ou Flamengo, ou até mesmo num time bem estruturado e equilibrado, como o do Santos, o vascaíno Nenê seria um personagem daqueles de se reverenciar por cervejas a fio nas rodas de botequim. Mas como defende as cores de um clube que anda ofuscado por suas próprias mazelas, o meia-atacante de 35 anos vira coadjuvante no cenário de pobreza.” Fato.

Tititi d’Alne. Fiel à religião Testemunhas de Jeová, o meia cruzeirense Alisson aproveita os momentos de folga para buscar novos discípulos. Ele e a mulher Paloma batem de porta em porta para levar a palavra de Deus. Conversam com a pessoa, entregam um folheto com uma passagem bíblica e vão embora. Em julho do ano passado, o casal foi batizado em um congresso na cidade de São José da Lapa, na região metropolitana de BH.

Você sabia que… Coca-Cola, Habib’s, Havaianas, General Motors, Ipiranga, Johnson & Johnson, McDonald’s, Mentos, Neo Química, Net, Ricardo Eletro, Sadi, Sky, Tramontina e FMU se uniram e doaram R$ 3.856.320 aos familiares das vítimas do acidente com o avião da Chapecoense?

Bola de ouro. Roger Federer. Voltou ao circuito em grande estilo. Aos 35 anos, o suíço superou o espanhol Rafael Nadal e ganhou o Aberto da Austrália. Sagrou-se campeão de um Grand Slam pela 18ª vez. Ele estava parado desde Wimbledon, em julho do ano passado, recuperando-se de uma lesão no joelho.

Bola de latão. Allianz Parque. A WTorre prometeu e mais uma vez não cumpriu: o gramado da mansão palmeirense está horrível, seco e com muita areia. Não foram poucas as caneladas no amistoso com a Macaca.

Bola de lixo. Vândalos vascaínos. Revoltados com a derrota para o Fluminense por 3 a 0, pelo Carioquinha, os anjinhos organizados pelo diabo descontaram a raiva no estádio Nilton Santos, o Niltão: destruíram banheiros e várias cadeiras (cada uma custa R$ 125). Menção honrosa: trogloditas colorados. Brigaram entre si no embate do Saci com o Veranópolis, pelo Gauchinho.

Bola sete. “Não sei se três foi justo, mas a derrota foi justa. Pela grandeza que tem o Vasco não pode perder um clássico dessa maneira” (do vascaíno Nenê, após a coça para o Fluminense por 3 a 0 – é fato).

Dúvida pertinente. Vasco, ainda um time de segunda?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

São-paulinos festejam o peruano Cueva; corintianos querem afogar Pato

Imagem relacionada
O peruano Cueva recusou R$ 600 mil por mês para jogar no Orlando City

O peruano Cueva solidificou ainda mais o cartaz de ídolo do soberano São Paulo. Antes mesmo de o clube considerar baixa a proposta de R$ 17 milhões do Orlando City, o time de Kaká nos Estados Unidos, o meio-campista havia decidido permanecer no Tricolor.

Contratado na última temporada por R$ 8,8 milhões, Cueva recusou R$ 600 mil de salário do time americano, mais bônus por metas atingidas, porque prometera ao ‘professor’ Rogério Ceni continuar no clube pelo menos até a próxima janela de transferências no meio do ano. O peruano ganha algo em torno de R$ 250 mil no São Paulo.

Também pesou muito o fato de ter sido premiado por Rogério Ceni com a camisa 10, vaga desde a saída de Ganso para o Sevilla, da Espanha.

No ano passado, Cueva jogou com a 13. “Usar a camisa 10 me traz uma grata recordação, porque meu pai [Luis Cueva] jogava com a 10. Ele atuou na segunda divisão do Peru. Além disso, vestir a camisa 10 do São Paulo tem um peso muito maior. Quero fazer história, com a conquista de muitos títulos”, disse Cueva ao site oficial do Tricolor. O meia é o 10 da seleção do Peru.

Se os são-paulinos estão radiantes com a atitude de Cueva, os corintianos simplesmente querem afogar Pato. Isso porque o atacante decidiu trocar o Villarreal pelo Tianjin Quanjian, da China.

Em 2016, o time chinês desejava contratar o jogador por 20 milhões de euros (R$ 88 milhões), mas Pato se recusou a voar para o outro lado do planeta, mesmo com a promessa de receber R$ 5 milhões para a xepa.

O Corinthians perdeu a chance de recuperar os R$ 40 milhões investidos no atleta em janeiro de 2013. Pato queria porque queria voltar ao futebol europeu.

Depois de uma passagem nebulosa do atacante pelo Chelsea, o Corinthians negociou 50% dos direitos de Pato ao Villarreal por 3 milhões de euros (R$ 11 milhões na época) a fim de salvar alguns trocados e não ficar com o mico na mão – em dezembro, Pato sairia todo pimpão sem deixar um centavo nos cofres da velha Fazendinha.

Como ainda detém 10% do jogador, o Corinthians deve embolsar 1,8 milhão de euros (R$ 6 milhões) dos 18 milhões de euros (R$ 60 milhões) que o Tianjin Quanjian pagará ao Villarreal. A galera do time espanhol também não gostou nada da saída do brasileiro.

Pato é dono de 40% da lagoa. Quén, quén, quén…

                                                 ###############

Pitaco do Chucky. Um belo sopro de esperança aos atleticanos: chineses celebram a chegada do ano do Galo.

Pitacos da rodada. Com dois de Guerrero, um do estreante Trauco e outro de Diego, Flamengo deixa Boavista de quatro na estreia da Taça Guanabara, na Arena das Dunas (9.211 pagantes), em Natal – Mosquito descontou para o time comandado pelo ‘papai’ Joel Santana;  apito amigo entra em cena logo na primeira rodada do Mineirinho, marca pênalti mandrake e Fred garante vitória do Galo sobre América/TO; Sport atropela Central, com gols de Rogério, Diego Souza (pênalti) e Lenis, pela primeira rodada do hexagonal do título do estadual; colombiano Vladimir Hernandez, 1,60m, rouba a cena no amistoso do Peixe contra o Kenitra, lanterna do Campeonato de Marrocos: marca um gol de bicicleta e dá assistência de letra – Rodrigão, Vitor Bueno (2) e Thiago Ribeiro também marcam na goleada por 5 a 1, no Pacaembu (15.330 torcedores).

Sugismundo Freud. Não dá para ganhar sempre, o importante é não perder todas.

Vitória da impunidade. Já se passou um quarto de século da morte do garoto Rodrigo Gásperi, atingido por uma bomba, mas até agora ninguém foi preso. O ‘Globo.com’ lembrou que o pequeno torcedor corintiano de 13 anos foi a primeira vítima fatal da violência dos anjinhos organizados pelo diabo na pátria das chuteiras furadas. Um crime que jamais foi resolvido. Pior: 25 anos depois, uma triste constatação. Nada menos que 303 mortes foram produzidas por animais travestidos de torcedores, que se julgam intocáveis por causa da impunidade que domina a ‘ilha da fantasia do mestre Tattoo’. Nos três anos seguintes, aconteceram mais nove mortes vinculadas ao futebol, aos vândalos que dominaram o esporte. Uma vergonha!

Zé Corneta. O Jadson que está voltando é o do São Paulo ou o do Corinthians?

Vitória da impunidade 2. Rodrigo Gásperi foi atingido por uma bomba de fabricação caseira no embate Corinthians x São Paulo, pelas semifinais da Copinha de juniores, no estádio do Nacional. Levado em estado grave ao hospital, resistiu por quatro dias. Morreu em 27 de janeiro de 1992. Seus órgãos foram doados, como queria. “Mataram meu filho como se estivessem pisando numa barata”, disse a mãe de Rodrigo, Ivone de Gásperi. Segundo a reportagem do ‘Globo.com’, o corpo do torcedor está sepultado no Cemitério da Saudade, em Caieiras. Em seu jazigo, repousa uma pedra, com um símbolo trincado do Corinthians e uma frase: “Passei como uma nuvem de sonhos, mas nunca mudaria a glória de ser corintiano desde a infância.”

Patolino na geral. O menino Jesus precisou de pouco mais de 100 minutos com a camisa do Manchester City para conquistar os ingleses. O moleque merece. É fogo na jaca. Joga muito.

Bye-bye Grêmio? Repousa nas mãos do presidente Romildo Bolzan Júnior uma proposta de 10 milhões de euros (R$ 33 milhões) do Hamburgo pelo garoto Wallace. O ‘professor’ Renato Gaúcho confirmou o interesse do time alemão pelo volante e afirmou não existir jogador inegociável. A janela de transferências fecha nesta terça. Quer dizer: ou vai, ou racha. Wallace, 21 anos, é um dos jogadores mais badalados do imortal, que detém 60% dos direitos e chegou a pedir 12 milhões de euros (R$ 40 milhões) à Lazio.

Zé Colmeia. Botafogo, uma arrancada espetacular no Carioquinha: um ponto em seis disputados contra os poderosos Nova Iguaçu (1 a 1) e Madureira (2 a 0). Estrela cadente?

Zapping. A sem sal e chatinha Domitila Becker ‘ganhou’ um ano sabático do ‘Sportv’. Ana Helena Goebel passa a comandar o programa ‘É Gol’.

Dona Fifi. A crise também pegou os games: venda de jogos em 2016 no Brasil caiu 16,6% em relação ao ano anterior. O mais vendido foi o Fifa 17.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, ao ‘Globo.com’: “Sem falsa modéstia, eu fui um grande jogador, excepcional, mas, saindo de mim e virando um analista de mim mesmo, não acho que estou no nível dos maiores da história. Não me comparo nunca a um Ronaldo, a um Neymar, ao Romário, ao Zidane, essa turma que deve chegar a uns 30. Essa é a turma de primeiro nível. Eu estou abaixo deles. Fui um grande jogador, mas repito, num segundo escalão ou até terceiro. Não tenho nenhuma ilusão. Tenho certeza absoluta que eu não tive a qualidade que tiveram os grandes jogadores.” Um gênio até na humildade.

Caiu na rede. Lateral Carlinhos troca São Paulo por Inter: um reforço de primeira para time de segunda.

Tititi d’Aline. Os tucanos estão eufóricos. Longe da seleção masculina de vôlei, o técnico Bernardinho está propenso a aceitar o convite do PSDB para disputar as eleições de 2018. Uma ala do partido acredita que Bernardinho seria pule de 10 como candidato a senador pelo Rio. No pleito de 2014, Aécio Neves tentou, sem sucesso, levar o treinador a brigar pelo trono de governador.

Você sabia que… Romário emagreceu 15 quilos após a cirurgia que fez em dezembro para controlar diabetes?

Bola de ouro. Serena Williams. A tenista americana conquistou o hepta no Aberto da Austrália. Derrotou a irmã mais velha, Venus Williams, por duplo 6/4, e entrou para a história como maior vencedora de Grand Slams na era profissional: 23 canecos. Superou Steffi Graf. De quebra, Serena ganhou um presente do ídolo Michael Jordan: um tênis com o número 23.

Bola de latão. Elias. O meio-campista retorna ao país sem deixar um pingo de saudade no Sporting. Em cinco meses, o brasileiro disputou apenas quatro jogos inteiros: dois pela Copa de Portugal e dois pela Taça da Liga. O Galo pagou 2,5 milhões de euros (R$ 8,4 milhões) por 70% dos direitos de Elias. O Sporting possui os outros 30%.

Bola de lixo. Basquete. Vasco e Flamengo disputaram o ‘Clássico dos Milhões’ sem o grito da torcida na Barra. A Liga Nacional de Basquete fechou as portas depois de a Polícia Militar comunicar que não enviaria seus homens ao ginásio. O Vasco venceu por 78 a 77.

Bola sete. “Se for julgado e absolvido ou pagar pelo que fez, Helton tem todo o direito de dar sequência à carreira. Antes disso, precisa ser tratado como criminoso e não como ‘vítima do sistema’. Milhões de brasileiros, pobres ou ricos, negros ou brancos, sonham ou sonharam em ser jogadores de futebol, mas não se pode fazer isso a qualquer custo” (de Luiz Felipe Castro, em ‘Veja’ – é vero?).

Dúvida pertinente. O que é pior no futebol: atacar de ‘gato’ ou sonegar impostos?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Mamãe Fifa decide: ‘51’ é apenas uma boa ideia. Mundial só a partir de 2000

Resultado de imagem para mundial interclubes 2000 fotos
A história começa aqui: corintianos comemoram o título mundial de 2000

A mamãe Fifa comunica a quem possa interessar: somente os vencedores dos torneios disputados a partir de 2000 são realmente campeões mundiais de clubes.

Ou seja, ‘51’ continua sendo apenas uma boa ideia, sem nenhum motivo para comemoração dos palmeirenses.

Sob a tutela de Dom Infantino, a entidade também não reconhece os títulos conquistados pelas equipes no tira-teima entre europeus e sul-americanos durante os anos 1960 e 1990, nas Copas ‘Jeep’ (Toyota) e Intercontinental.

De acordo com Jamil Chade, do ‘Estadão’, a ‘diplomática Fifa não deixa de dar certo valor aos torneios que existiam antes de 2000, mas nunca os trata como competições ou títulos oficiais”.

Isto posto, o Corinthians é o time brasileiro com mais canecos, já que deu a volta olímpica em 2000 e 2012. Soberano São Paulo e Saci colorado ganharam em 2005 e 2006, respectivamente.

Peixe de Pelé (1962/63), Flamengo de Zico (1981), Grêmio de Renato Gaúcho (1983) e Tricolor de Zetti (1992/93) soltaram o grito de campeão sem direito a carnaval com serpentina, confete e esquindolelê.

O comunicado da mamãe Fifa enviado ao ‘Estadão’:

“Na reunião em São Paulo no dia 7 de junho de 2014, o Comitê Executivo da Fifa concordou com o pedido apresentado pela CBF de reconhecer o torneio de 1951 entre clubes europeus e sul-americanos como a primeira competição de clubes a nível mundial e a Sociedade Esportiva Palmeiras como a vencedora.

A Fifa reconhece e valoriza as iniciativas de se estabelecer competições de clubes em nível mundial através da história. Esse é o caso dos torneios envolvendo clubes europeus e sul-americanos, tais como a pioneira Copa Rio, disputada em 1951 e 1952, e a Copa Intercontinental.

No entanto, só em 2000 a Fifa organizou a primeira Copa do Mundo de Clubes da Fifa, com representantes das seis confederações. Os vencedores desta competição, que se realizou anualmente a partir de 2005, são os considerados oficialmente pela Fifa como campeões mundiais.”

O Urubu já protestou: “O posicionamento da Fifa não muda os fatos: o Flamengo é campeão mundial de 1981, assim como é o campeão brasileiro de 1987”.

Os campeões mundiais, segundo a mamãe Fifa:

2000: Corinthians
2005: São Paulo
2006: Saci colorado
2007: Milan
2008: Manchester United
2009: Barcelona
2010: Inter de Milão
2011: Barcelona
2012: Corinthians
2013: Bayern de Munique
2014: Real Madrid
2015: Barcelona
2016: Real Madrid

Manda quem pode, obedece quem quer.

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Copinha goleia ‘Jogo da Amizade’ nas arquibancadas. Cadê a solidariedade?

Resultado de imagem para fotos de Brasil 1 x 0 Colombia Jogo da Amizade

O brasileiro é mesmo um povo solidário. Está sempre disposto a colaborar quando chamado.

O Circo Brasileiro de Futebol promoveu o ‘Jogo da Amizade’, entre a amarelinha desbotada e a Colômbia, em homenagem à Chapecoense, e nada menos que 18.695 torcedores compareceram ao Engenhão.

A arena tem capacidade para 46 mil torcedores. A renda atingiu R$ 1.219.675, que serão distribuídos aos familiares das vítimas da tragédia de Medellín, que dizimou praticamente o time catarinense.

Grandes estrelas da pátria das chuteiras furadas desfilaram pelo estádio Nilton Santos, sob o comando do ‘professor’ Tite, o queridinho de 11 de cada 10 Pachecos.

Mesmo assim, foram incapazes de atrair metade da lotação do estádio botafoguense. Nem o carismático imperador ostentação Del Nero deu o ar da graça. O comandante da casa maldita do ludopédio nacional optou por assistir a partida pela TV.

Poucas horas antes, Corinthians e Batatais decidiram a Copinha no Pacaembu. E os garotos atraíram 36.010 pagantes, praticamente o dobro de torcedores que foram o Engenhão.

A arrecadação no próprio da municipalidade foi de R$ 851.221. Certamente o preço dos ingressos, o horário e a cidade escolhida para o embate da amarelinha desbotada influíram negativamente no grito das arquibancadas.

Mas não se pode atribuir apenas a esses fatores a disparidade de números. Há outras razões. E uma delas, muito bem apropriada, foi dada pelo blogueiro Juca Kfouri, no ‘Uol’: “Não alcançou a solidariedade que se esperava do torcedor por um motivo: a desconfiança de que o dinheiro arrecadado pela CBF não chegue ao destino prometido.” Matou a cobra e mostrou a venenosa.

Por falar em Chape… O diretor de futebol Rui Costa garantiu que Galo, Raposa, Grêmio, Sport, Flamengo e Palmeiras foram realmente os clubes que mais ajudaram a Chapecoense, além do Atlético Nacional, da Colômbia.

“O Palmeiras foi o ponto fora da curva. O Alexandre Mattos [gerente] está sempre se mobilizando. O Palmeiras veio jogar aqui arcando com todos os custos e cedendo a renda para nós. É um parceiro”, disse Costa a ‘Folha’.

Nem tudo, porém, foi uma bênção. Muita gente tentou se aproveitar da tragédia, de acordo com Costa. “Como vivemos num mundo perverso, ouvimos coisas que beiravam o desrespeito. Não eram solidários, queriam ganhar dinheiro à custa da Chapecoense. Chegaram a oferecer atletas com problemas de saúde… ” #ForçaChape.

                                                 ###############

Pitaco do Chucky. Isto é incrível: Corinthians tem 40 jogadores no elenco, mas não tem um time.

Uma vez Flamengo… Pois é, a torcida rubro-negra viveu grandes emoções nas últimas horas. A saber: depois de perder para o Vila Nova por 2 a 1, em Goiânia, o time levou chumbo do Serra Macaense, da segunda divisão do Carioquinha, também por 2 a 1; xodó da galera, o jovem lateral-direito Jorge foi negociado ao Monaco, da França, por R$ 30 milhões (o clube ficará com R$ 21 mi); e o vice-presidente de futebol Flávio Godinho foi preso na Operação Eficiência, segunda fase da Calicute, braço da Lava Jato, acusado de ter dado propina ao ex-governador do Rio Sérgio Cabral, no valor de US$ 16,5 milhões (R$ 52,3 milhões) – o Urubu já afastou o dirigente do cargo.

Zé Corneta. Pelo andar da abóbora encantada, logo logo o casal Neymar/Marquezine será convidado para apresentar ‘The Love Scholl – escola do amor’, na Record.

Brasil sil sil… Nada contra, ao contrário. Mas não deixa de ser quiçá interessante e, por que não dizer, extremamente equilibrado. Quando a amarelinha desbotada desabou no ranking da mamãe Fifa, a lista era isso, era aquilo, e merecedora do mesmo crédito dos políticos da ‘ilha da fantasia do mestre Tattoo’. Agora, que o escrete do ‘professor’ Tite deu a volta por cima, com sete vitórias seguidas, o ranking é tão importante ou mais que uma reunião do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Não precisa explicar, vovó Mafalda só queria entender.

Sugismundo Freud. Só capim novo dá jeito em cavalo velho.

Zapping. O amistoso Brasil x Colômbia cravou 24,6 pontos de audiência à plim-plim na grande Pauliceia vítima da gatunagem. A Band obteve 2,6, enquanto a RedeTV nadou em 0,5. Mais cedo, a plim-plim marcou 17,7 pontos com Corinthians x Batatais pela Copinha. A Record, que deu um bico no jogo da amarelinha desbotada, amealhou 9,4 pontos com Gugu. Já o SBT conquistou 8,4 com Ratinho. Cada ponto em SP corresponde a 70,5 mil domicílios sintonizados.

Zé Colmeia. O grupo do Palmeiras garante estar mais fechado que porta de submarino para a disputa da Libertadores.

Dona Fifi. Fecham-se as cortinas e a Light corta a luz do ‘new Maraca’ por falta de pagamento. Dívida gira em torno de R$ 3 milhões. Empresa que administra o estádio promete pagar R$ 1 milhão nas próximas horas (contas de novembro e dezembro).

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Com Felipe Melo e Leandro Donizete, jogos Palmeiras x Santos serão transmitidos pelo canal Combate.

Gilete press. De Marluci Martins, no ‘Extra’: “Demitidos do Vasco em 28 de novembro, Jorginho e Zinho ainda não viram a cor do dinheiro. O clube nem mesmo deu baixa na carteira de trabalho do técnico e do auxiliar, contratados sob regime de CLT. Quase dois meses após a dispensa, Jorginho e Zinho ainda têm a receber o salário de novembro, 13º e férias. A dupla, que ficou 34 jogos sem sofrer derrota, chegou a São Januário em agosto de 2015 e, segundo acordo verbal feito após uma investida do Cruzeiro, a ideia era a permanência até dezembro de 2018.” Patati Patatá.

Patolino na geral. Soberano Tricolor leva bola nas costas e perde centroavante paraguaio Cristian Colmán para o Dallas, dos EUA. O ‘professor’ Rogério Ceni sonhava com o atacante ao lado de Wellington Nem.

Tititi d’Aline. Vem aí o St. George, primeiro pub corintiano. A inauguração está prevista para abril. Ele ficará na Avenida Faria Lima e pretende resgatar a origem inglesa do clube, segundo o ‘Lance’. O nome é uma referência ao santo padroeiro do Corinthians. O pub será o pontapé inicial de uma rede gerenciada pela SportFood. A empresa cuida do ramo gastronômico de outros clubes, como a Cantina Palestra (Palmeiras) e a Hamburgueria 1903 (Grêmio).

Você sabia que… a Eurocopa/16 proporcionou um lucro de R$ 3,3 bilhões à França?

Bola de ouro. Rodrigo Caio e Dudu. O zagueiro são-paulino e o atacante palmeirense foram os principais destaques da amarelinha desbotada no amistoso contra a Colômbia. Menção honrosa: ‘professor’ Tite. Sete jogos, sete vitórias, 18 gols a favor e apenas um contra.

Bola de latão. Flavio Adauto. Um dia após a molecada do Corinthians ter conquistado pela 10ª vez a Copinha, o nobre diretor de futebol deu aquele apoio moral ao grupo: dificilmente alguém será chamado para o time de cima. A cota deve ficar restrita a Carlinhos e Mantuan, que já estão integrados. Nada de Pedrinho, Del’Amore e outras boas promessas.

Bola de lixo. Saci colorado. Continua pedalando fora de campo para permanecer na elite do Brasileirão. Agora recorreu a CAS (Corte Arbitral do Esporte) para evitar o rebaixamento à Série B. Alega irregularidade na inscrição de Victor Ramos pelo Vitória. No Brasil, o STJD já arquivou a denúncia.

Bola sete. “Um jogador do Vasco tomou uma surra, na noite de terça passada, dentro de sua cobertura, num condomínio de luxo, na Barra da Tijuca. Foi agredido por um amigo, que conhece há 20 anos. É que o sujeito descobriu que o atleta estava tendo um caso com sua mulher” (de Ancelmo Gois, no ‘Globo’ – mais tarde, o ‘Dia’ informou tratar-se do meia Andrezinho).

Dúvida pertinente. Os jogadores da amarelinha desbotada doarão o bicho da vitória aos familiares das vítimas da tragédia com a Chapecoense?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Molecada do Corinthians passa com nota 10 no ‘vestibular da bola’

Garotos do Corinthians: mais uma festa na Copinha

O Corinthians é mesmo o rei da cocada na Copinha de juniores. O time derrotou o Batatais por 2 a 1, no Pacaembu (36.010 pagantes/R$ 851.221) e ganhou o torneio pela 10ª vez.

A campanha corintiana no ‘vestibular da bola’ foi perfeita: nove vitórias (100% de aproveitamento). Com os dois gols da final, o ataque atingiu 30 na competição, média superior a três por partida.

Fase de grupos

Corinthians 6 x 0 Pinheiro/MA

Corinthians 4 x 0 Operário

Corinthians 3 x 2 Taubaté 

Segunda fase

Corinthians 5 x 1 Manthiqueira 

Terceira fase

Corinthians 2 x 1 Coxa 

Oitavas de final

Corinthians 3 x 1 Saci colorado

Quartas de final

Corinthians 2 x 1 Flamengo 

Semifinal

Corinthians 3 x 0 Juventus 

Decisão

Corinthians 2 x 1 Batatais

Dois campeões já treinam na equipe principal, o volante Mantuan e o centroavante Carlinhos, artilheiro da Copinha com 11 gols. Mais três destaques da equipe de Osmar Loss devem subir: o goleiro Filipe, o zagueiro Del’Amore e o meia Pedrinho, o grande nome do torneio.

O próprio treinador também será aproveitado na comissão técnica de Fábio Carille. A partir de agora, os juniores serão comandados pelo ex-lateral-direito Coelho.

A diferença técnica entre as equipes ficou clara desde os primeiros momentos de jogo. Ciente de que não poderia encarar o Corinthians de igual para igual, o Batatais procurou se fechar na defesa e evitar as triangulações do adversário. Raramente foi ao ataque. Numa das investidas, Igor perdeu ótima chance diante do goleiro Felipe.

Com muitos erros de passe e Pedrinho, o bambambã da equipe, apagado, o Corinthians só conseguiu ameaçar para valer o Batatais depois dos 35 minutos. Em um dos ataques, Carlinhos desperdiçou boa oportunidade ao bater displicente para o gol. E na bacia das almas, Mantuan cabeceou na trave.

Disposto a levar a decisão para a marca da cal, o Batatais solidificou ainda mais a muralha defensiva, enquanto o Corinthians partiu para a pressão.

Mas somente aos 42 minutos, depois de uma paralisação de quatro por causa de imbecis que acenderam sinalizadores nas arquibancadas, o time corintiano chegou ao primeiro gol: Carlinhos de cabeça, após cruzamento da direita de Marquinhos.

Dois minutos depois, Carlinhos tocou para Marquinhos marcar o segundo. O Batatais ainda descontou, com um belo gol por cobertura de Douglas Pote, tarde demais para evitar mais uma festa dos corintianos no aniversário de 463 anos da cidade de São Paulo. O Corinthians também faturou a Copinha em 1969/70/95/99/04/05/09/12/15.

                                                           ############

Pitaco do Chucky. O imperador ostentação Del Nero é o único dos cartolas acusados no escândalo da mamãe Fifa que permanece no trono de sua confederação, o imaculado Circo Brasileiro de Futebol. Sai da rede, Brasil!

Vergonha olímpica. Lançado pela ‘ESPN’ para fiscalizar e cobrar transparência no esporte, ‘Jogo Limpo, por um esporte sem corrupção’ traz uma série de reportagens revoltantes sobre a aplicação do seu, do meu, do nosso rico dinheirinho. A saber: COB (caixinha, obrigado Brasil) utiliza R$ 3,6 milhões para bancar cartolas durante a Rio-16; natação usa dinheiro de atletas para pagar jantares, comprar bebidas alcoólicas e sorvetes; TCU compara salários de cartolas do atletismo aos de ministros do Supremo Tribunal Federal; ginástica tem equipamentos jogados em galpão, pagamentos duplicados e despesas fantasmas; rúgbi paga por aparelhos de musculação que nunca chegaram; tiro com arco não apresenta documentos originais de gastos e parcela até notas fiscais. Mergulho indispensável no ‘ESPN.com.br’.

Sugismundo Freud. Perde-se saúde para ter dinheiro, e perde-se dinheiro para ter um pouco mais de saúde.

Bye-bye. Em respeito ao passado (10º jogador que mais vestiu a camisa do clube, com 397 partidas) e aos 44,4% de aproveitamento como ‘professor interino’ no final do Brasileirão (duas vitórias, dois empates e duas derrotas), Marcão foi comunicado solenemente que… não ficaria mais no Fluminense. E isso faltando apenas um dia para voltar das férias. O ex-zagueiro integrava a comissão técnica permanente do Tricolor desde 2013. Os preparadores físicos Flávio Vignoli e Jefferson de Souza também passaram pelo RH. “A gente merecia um pouco mais de respeito”, desabafou Marcão. O clube alegou problema financeiro.

Zé Corneta. A situação está mesmo ruim no mundo encantado da mídia. Discutiu-se à exaustão o ‘gato’ do Paulista, mas ninguém foi atrás do jogador. Por trás da falsificação do documento, há muita sacanagem. O garoto é o menos culpado.

Pit stop. O tricampeão mundial Nelson Piquet atropelou a cobra e mostrou a rebimboca da parafuseta: “A Fórmula 1 é o que é hoje por causa do Bernie. E não é somente a Fórmula 1. Qualquer empresa, qualquer país, se você tiver um dirigente esperto, que saiba fazer as coisas, que saiba organizar, ela vai pra frente.” O brasileiro saiu em defesa de Bernie, demitido após reinar ao longo de 40 anos no circo mais badalado do planeta, porque algumas línguas mais ferinas detonaram o desempenho do ex-chefão nos últimos anos. A Fórmula 1 teria deixado de ser um espetáculo.

Caiu na rede. Copa São Paulo: recreio dos corintianos.

Pit stop 2. Piquet lembrou que aprendeu com o cartola que tudo precisa de início, meio e fim, sempre com muita disciplina e trabalho em equipe: “Coloquei isso dentro da minha empresa e tive enorme sucesso.” Bernie, 86 anos, perdeu o cargo após o grupo americano Liberty Media comprar a categoria por US$ 4 bilhões. Chase Carey será o novo mandachuva e raios da Fórmula 1. Os donos também colocaram Sean Bratches, ex-executivo da ‘ESPN’, como responsável pelo setor comercial, e Ross Brawn, ex-Ferrari e Mercedes, como supervisor da parte esportiva.

Dona Fifi. O ‘patrão’ Silvio Santos gosta tanto de futebol, mas tanto, que foi de Chiquititas e Ratinho durante o jogo da amarelinha desbotada contra a Colômbia. A Record não ficou atrás: substituiu Tite & Cia. por Gugu.

Pit stop 3. Novo rei da cocada, Chase Carey foi à contramão de Piquet e desceu a chave de rodas em Bernie: dirigiu o esporte como um ditador. “Bernie é um time sozinho. E isso não é uma organização eficiente nos dias de hoje”, fuzilou Carey. Que pretende aumentar o número de GPs, principalmente nos EUA. Ele quer transformar o fim de semana de uma corrida num grande show, “um esporte fantástico para os torcedores, com mais competição entre os pilotos”.

Zé Colmeia. O Palmeiras não alivia: preço dos ingressos para o amistoso contra a Ponte, neste domingo, na mansão Allianz Parque varia entre R$ 80 e R$ 170.

Patolino na geral. Os próximos cinco anos de Philippe Coutinho no Liverpool não serão nada fáceis. O brasileiro renovou contrato e terá de sobreviver com apenas R$ 795 mil por… semana.

Gilete press. De Thiago Prado, em ‘Veja’: “A transmissão do amistoso Brasil x Colômbia abriu um racha entre a Confederação Brasileira de Futebol e a Globo. A CBF tentou vender por cerca de R$ 2 milhões a transmissão para a Globo, que recusou a proposta. Há décadas a emissora transmite os jogos da seleção com exclusividade, mas a partida entre Brasil e Colômbia – marcada de maneira extraordinária – não estava prevista em contrato. Incomodada com a atitude da parceira histórica, a cúpula da CBF decidiu retaliá-la com a distribuição do sinal para seus concorrentes.” Plim-plim.

Zapping. ‘Sportv’ e ‘Fox’ seguem falando a mesma língua e deixando na poeira a ‘ESPN’. Elas chegaram a um acordo para transmitir Chape x Atlético Nacional, pela Recopa. A ‘Fox’ tinha exclusividade da partida.

Tititi d’Aline. Prepare-se para mais Neymar no mercado. O craque do Barça simplesmente vai virar um emoji, bonequinho usado com imensurável frequência nas redes sociais. O aplicativo ‘Neymoji’ deve ser lançado nos próximos dias. Ele foi desenvolvido pela Starmoji. A turma do contra chora!

Você sabia que… o atacante Ricardo Quaresma deve renovar contrato com o Besiktas, da Turquia, por dois milhões de euros (R$ 6,8 milhões) anuais, mais quatro mil euros (R$ 13,5 mil) por gol marcado?

‘Bola de ouro’. Vasco. O capitão gancho Eu-rico Miranda se vira nos 30: tem de arrumar dinheiro para pagar o salário de dezembro e uma parcela do 13º. Ou seja, no fim de semana o time poderá estrear cheio de moral no Carioquinha, contra o Fluminense.

Bola de latão. Obina. Aos 33 anos, o veterano atacante vive fase gratificante no Matsumoto Yamaga, da segunda divisão japonesa. Em 40 jogos, balançou a rede nada menos que… oito vezes.

Bola de lixo. Doping russo. Em documentário da televisão alemã ‘ARD’, o meio-fundista Andrei Dmitriev abriu o jogo sujo do esporte na Rússia: muitos treinadores suspensos por envolvimento com doping continuam trabalhando secretamente para a federação. E mais: entre 70% e 80% dos atletas russos consomem substâncias proibidas.

Bola de lixo 2. Jamaica. O Comitê Olímpico Internacional cassou a medalha de ouro da equipe de 4x100m dos Jogos de Pequim/08. O velocista Nesta Carter foi pego no antidoping, em reanálise das amostras de urina da competição. Com a decisão, Usain Bolt perderá uma de suas nove medalhas de ouro. Os outros integrantes da equipe eram Asafa Powell e Michael Frater. Quarto colocado na prova, o Brasil (Vicente Lenilson, Sandro Viana, Bruno Lins e José Carlos Moreira) herdará o bronze. Trinidad e Tobago ficará com o ouro e o Japão com a prata.

Bola sete. “O Comitê Desportivo Gay/LGBT da Bahia, fundado em 2012, quer criar eventos com novos esportes para a comunidade. São eles: arremesso de bolsa, corrida de salto alto, baleô (queimada com bola de meia de seda), bate-cabelo e ‘Baba Trans’, partida de futebol com homem vestido de mulher e mulher de homem” (de Ancelmo Gois, no ‘Globo’ – show garantido).

Dúvida pertinente. Corinthians, o Real Madrid da Copinha de juniores?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Corinthians precisa investigar denúncia envolvendo a grande estrela da Copinha

Pedrinho: a estrela cobiçada dos juniores

O novo quiproquó nas categorias de base do Corinthians, finalista pela 18ª vez da Copinha, não pode ficar restrito a uma nota oficial do clube, informando que “a promoção para o elenco principal e/ou a escalação e aprovação de jogadores – em qualquer categoria que seja – independe de o atleta ser empresariado por empresa A, B ou C. O critério adotado está diretamente ligado ao seu desempenho e mérito esportivo”.

A denúncia de Will Dantas, representante do meia-atacante Pedrinho, 18 anos, merece uma investigação profunda, se realmente o mandachuva e raios Roberto de Andrade estiver interessado em conhecer a verdade.

Pedrinho está no Corinthians há quatro anos. Ele tem contrato até dezembro de 2018, com multa de R$ 40 milhões. O Barcelona já se ligou na bola do jogador, grande arma do time para chegar ao 10º caneco na Copinha – decidirá o título contra o Batatais, nesta quarta, porque o Paulista foi eliminado no miado de um gato. O Corinthians tem 70% dos direitos do atleta.

De acordo com Dantas, que cuida da carreira do garoto desde os 11 anos, a empresa ‘Elenko Sports’ assediou Pedrinho dentro do clube. Fez diversas promessas a Pedrinho e a seus pais, que moram em Alagoas.

E também ameaças: se o menino, destaque da Copinha, não assinasse com a ‘Elenko Sports’, não poderia sonhar com uma chance entre os profissionais e muito menos com bons contratos. “Eles se acham os donos do mundo. Disseram que o Pedrinho estava ganhando muito pouco. Estão tentando fazer a cabeça dele. O nome disso é roubo”, protestou Dantas no ‘Uol’.

A empresa pertence Fernando Garcia, que negou o ataque a Pedrinho. Em 2016, a ‘Elenko Sports’ chegou a ter 10 jogadores no elenco do Corinthians. Corre à boca pequena de um jacaré que ela detém 25% dos direitos de Arana, 33% de Vilson, 25% de Walter e 16,5% de Marlone. Na passagem do ano, incorporou mais dois: o volante Marciel e o atacante Léo Jabá, ex-juniores.

Tem trânsito livre na velha Fazendinha porque já emprestou dinheiro ao clube em situações desesperadoras. Garcia é irmão de Paulo Garcia, eterno candidato à presidência do clube. Chama o Kirobo!

                                               ###############

Pitaco do Chucky. Os gringos até agora tentam entender o que aconteceu na Florida Cup, a pré-temporada com grife. Um time vence uma partida, empata a outra, marca quatro gols, soma quatro pontos e é vice-campeão; o outro empata dois jogos, acumula apenas dois pontos, não festeja um gol e levanta o troféu. O soccer é mesmo um esporte complicado.

Sugismundo Freud. Só é burro velho quem vive muito.

Fogo na jaca. O ex-vice de marketing do Flamengo Luiz Eduardo Baptista, o Bap, resolveu colocar um pouco de pimenta no doce de coco do ninho do Urubu. Revoltado com a derrota por 2 a 1 no amistoso com o Vila Nova, em Goiânia, ele batucou no Twitter: “Flamengo não pode se expor, perdendo para times inexpressivos – nunca. Jogo-treino fechado seria mais adequado. Com TV? Não tem desculpa.” Alguns torcedores não gostaram e o chamaram de ‘corneteiro’. O cartola contra-atacou: “Essa coisa de perder vicia. Os caras não pensam em mais nada… só em perder. Quando as pessoas tomam gosto pela derrota, é tão difícil de largar quanto as drogas.” Toca o hino!

Zé Corneta. Mesmo pagando 80% do salário de Cristian, o Corinthians não consegue empurrar o volante para outro clube. Ele ganha R$ 420 mil para a xepa. Ninguém topa completar o salário (R$ 80 mil). Que mico!

Só no sapatinho. Sem o mesmo oba-oba despejado pela mídia no Trio de Ferro, o Santos foi às compras e contratou o atacante Bruno Henrique, 26 anos, do Wolfsburg, da Alemanha, por 4 milhões de euros (R$ 14 milhões). É o sexto reforço. Antes, havia acertado com Cleber, Leandro Donizete, Matheus Ribeiro, Vladimir Hernández e Kayke. O Peixe cansou de morrer na praia.

Patolino na geral. Parem as máquinas: Carol Portaluppi, filha de Renato Gaúcho, brigou com o namorado e está solteira. E o Trump, ó!

Zapping. O amistoso Chape x Palmeiras rendeu 17 pontos de audiência à plim-plim na grande Pauliceia dominada pelos amigos do alheio. Na Band, a final da Florida Cup, entre soberano Tricolor e Corinthians, cravou 8,8. Já Vasco x River Plate, pelo terceiro lugar, obteve 3,1. Cada ponto corresponde a 70,5 mil domicílios sintonizados.

Zé Colmeia. O fofo Ronaldo segue conquistando o mercado chinês. Ele abriu mais uma escolinha de futebol. Acumula agora 33. O empresário Carlos Wizard é sócio do ex-jogador.

Dona Fifi. Vale sempre a lembrança: o Circo Brasileiro de Futebol abriu as portas do amistoso entre a amarelinha desbotada e a Colômbia a todas as emissoras sem cobrar um tostão. Pediu apenas que dividam o bolo do patrocínio, se venderem, com a Chapecoense. Olho vivo porque jacaré não curte escada rolante.

Gilete press. De Fábio Suzuki, no ‘Lance’: “O Palmeiras atingiu até dezembro um total de R$ 13,5 milhões com a taxa de melhoria que foi imposta aos sócios do clube (não ao sócio-torcedor) para custear a reforma do prédio administrativo. O valor corresponde a 70% dos cerca de R$ 19 milhões que o clube gastou para terminar a obra e mobiliar o prédio. Iniciativa do ex-presidente Paulo Nobre, a cobrança nas mensalidades dos sócios foi iniciada em setembro de 2015, com previsão de ocorrer por 18 meses. Dessa forma, a taxa (R$ 55 para o plano individual e R$ 88 para o familiar) deve ser cobrada até o próximo mês. A reforma do prédio foi uma das divergências do Palmeiras com a WTorre, onde o clube alegou que a obra foi entregue sem condições de uso tendo que repassar os custos para os sócios.” San Gennaro!

Tititi d’Aline. Leila Pereira, dona da Crefisa e patrocinadora do Palmeiras, pretende lançar a polêmica candidatura ao Conselho Deliberativo ao som da escola de samba da Mancha. O esquindolelê será em 1º de fevereiro, num hotel de São Paulo. O ex-presidente Paulo Nobre não será convidado para mostrar tem samba no pé.

Você sabia que… o amistoso contra o Palmeiras rendeu R$ 852.415 aos cofres da Chape?

Bola de ouro. Tom Brady. Aos 39 anos, o marido da top model Gisele Bündchen disputará pela sétima vez o Super Bowl, um recorde na história da NFL. O New England Patriots, que chegou pela nona vez à decisão do futebol americano (também um recorde), enfrentará o Atlanta Falcons. A grande final acontecerá em 5 de fevereiro, na cidade de Houston. Tom Brady lutará pelo penta. O quarterback só defendeu o New England.

Bola de latão. Ganso. O meia brasileiro continua em baixa no Sevilla. Não ficou nem no banco contra o lanterna Osasuña. Dos 31 jogos do Sevilla em 2016/17, Ganso atuou em apenas 12 (38,7%), sendo oito como titular. O clube espanhol pagou 9,5 milhões de euros (R$ 32,4 mi) pelos direitos do jogador. O Sevilla está louquinho para recuperar o investimento.

Bola de lixo. Helton Matheus Cardoso Rodrigues. O zagueiro ferrou o Paulista ao aplicar o golpe do ‘gato’ para jogar a Copinha. Ele copiou os documentos do primo mais novo, Brendon Matheus Araújo Lima dos Santos, para poder disputar o torneio. Brendon, que nasceu em 1997, está preso no Rio por envolvimento com o tráfico de drogas. Helton nasceu em 24 de março de 1994. A FPF eliminou o time de Jundiaí. O Batatais, que havia perdido para o Paulista por 5 a 1, será o adversário do Corinthians na final do torneio.

Bola sete. “O futebol está precisando de jogadores mais polêmicos. Tem que parar um pouco de ‘mimimi’, de politicamente correto, e falar o que pensa. Lembro-me de Paulo Nunes, Edilson… Eles faziam o clássico pegar foto, mas quando acabava apertavam a mão” (do novo xerifão palmeirense Felipe Melo – há controvérsias?).

Dúvida pertinente. Soberano Tricolor: muito carnaval para pouca serpentina na terra do Pateta?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br