Nem os ‘fraldinhas’ do Corinthians escapam da ação de vândalos

É inacreditável! Os vândalos travestidos de torcedores e premiados constantemente pela impunidade dominante na ‘ilha da fantasia do mestre Tattoo’ também resolveram dar o ar da (des)graça no futebol da molecada.

Os animais atacaram na 21ª Copa Brasil infantil (sub-15), em Votorantim, a 90 km de São Paulo. Constituído por 20 cretinos, um grupo não se conformou com a eliminação do Corinthians e bloqueou a saída do ônibus com os ‘fraldinhas’ do estádio.

Campeão em 2003/04 e vice em 1992/02/05/14, o time desta vez não engrenou e só levou chumbo. Perdeu do Vitória por 2 a 1, de virada, na terceira partida da primeira fase. Antes, havia sido derrotado pelo Coxa (6 a 3) e Flamengo (3 a 2), atual campeão. “O mais importante nas categorias de base é formar atletas”, lembrou o treinador Osmar Loss, da equipe sub-20, sensação da Copinha/SP.

Sob ameaças e uma enxurrada de palavrões, os garotos só conseguiram deixar o local depois da chegada da Polícia Militar. Aí os valentões enfiaram o rabo entre as pernas e viraram coroinhas do diabo.

A PM escoltou o ônibus da delegação até a rodovia José Ermírio de Moraes, em Sorocaba, distante 15 km da manifestação da tribo de bárbaros.

Que cobra crianças, mas se omite, vergonhosamente, na luta por um país melhor, livre de políticos ladrões, de uma educação sem educação, de uma saúde à beira da extrema-unção, de uma segurança absolutamente insegura e de uma corrupção avassaladora.
                                               ############

Zé Corneta. E a gritaria nas transmissões dos jogos pela TV aumentou ainda mais o tom. Insuportável. Mute neles!

Pica-Pau. Com o aval do primeiro-ministro, o capitão gancho vascaíno Eu-rico Miranda, e do popular Circo Brasileiro de Futebol, que se negou a reconhecer o torneio, a gloriosa Ferj voltou a fustigar a dupla Fla-Flu. Se rubro-negros e tricolores disputarem a Primeira Liga, receberão punição: não embolsarão a cota de TV do Carioquinha (R$ 7 milhões cada) e serão proibidos de participar das categorias de base ao longo do ano. #xoautoritarismo.

Pitaco do Chucky. ‘Pojeto’ China vai bem, obrigado: ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo já sabe falar ‘filho da p…, volta!’ em mandarim.

Bem, amiguinhos. O Brasil olímpico ferve em emoções: o evento-teste do ciclismo de pista foi adiado por causa do atraso das obras. Programado para acontecer entre 18 e 20 de março, ele só vai rolar entre 30 de abril e 1º de maio. O velódromo custará a bagatela de R$ 142 milhões. Ele deveria ter ficado pronto em dezembro de 2015.

Sugismundo Freud. O oba-oba embaça a realidade e o senso crítico.

Bem, diabinhos. O departamento de marketing da Adidas quis voar na imaginação e se deu mal. Ao lançar o terceiro enxoval do clube, em um canal do Youtube, deixou a torcida irritadíssima. Os gênios tentaram ser povão e, várias vezes, o personagem principal da peça publicitária se referiu ao clube como ‘Framengo’. A camisa é preta, com listras vermelhas nos ombros. Preços: R$ 249,99 (adulto) e R$ 219,99 (versões feminina e infantil).

Dona Fifi. Mancuello, o novo hermano do Flamengo, mostrou tremenda personalidade no primeiro papo com a mídia. Em nenhum momento procurou fazer média. Tem tudo para ser ‘o cara’.

Caiu na rede. Ão, ão, ão, a China é a salvação.

Gilete press. De Rodrigo Capelo, de ‘Época EC’: “A WTorre, empreiteira que reformou e assumiu a arena [do Palmeiras] por 30 anos, acumula dívidas. Uma pilha delas. A Real Arenas Empreendimentos Imobiliários S.A., braço criado pela construtora para administrar o estádio, registra 367 protestos em cartórios de São Paulo e Barueri. Rigorosamente todos pelo mesmo motivo: falta de pagamento. A soma dos títulos chega a R$ 14,78 milhões. As reclamações vêm de dezenas de prestadores de serviços: empresas de concreto, areia, argamassa, aço, elétrica, revestimentos, impermeabilizantes. Qualquer que seja a parte do estádio que o torcedor pise ou toque, há alguém sem receber.” San Gennaro!

Twitface. Mais magro oito quilos, o imperador Adriano, 33 anos, também pode pegar o caminho da China.

Tititi d’Aline. Vale tudo para vender o peixe: antes do amistoso contra o Tianjin Quanjian, do ‘pofexô’ Luxemburgo, o XV de Piracicaba distribuiu um press kit com informações do elenco e do clube em português e mandarim. Vai que… O XV venceu por 2 a 1.

Você sabia que… o governo federal já gastou R$ 25,6 milhões na campanha ‘Somos todos Brasil’ da Olimpíada do Rio?

Bola de ouro. Wayne Rooney. O atacante garantiu a vitória do Manchester United sobre o Liverpool, time que odeia, e entrou para a história do Campeonato Inglês como maior artilheiro por um clube na competição: 176 gols, um à frente de Thierry Henry. Nos últimos quatro jogos, Rooney correu cinco vezes para o abraço.

Bola de latão. Handebol. A federação europeia proibiu o capitão da seleção sueca, Tobias Karlsson, de continuar homenageando o movimento LGBT. Ele vinha jogando a Eurocopa com uma braçadeira nas cores do arco-íris, símbolo da causa gay. Heterossexual, Karlsson decidiu protestar contra o parlamento da Polônia, país-sede da competição, que reprovou o casamento homossexual.

Bola de lixo. Dana White. Tremendo mala. A turma apanha no octógono, mas quem leva a bufunfa e a glória é o chefão do UFC. Aparece mais na mídia que galã de novela. Sempre com baboseiras.

Bola sete. “Gostaria de ver um protesto desses vagabundos, delinquentes e covardes em caso de derrota do Vitor Belfort – se ele fosse patrocinado pelo Corinthians. Mais covarde ainda será a diretoria do Corinthians se não fizer algo contra o abuso dos marginais” (do blogueiro Menon, no ‘Uol’ – na mosca).

Dúvida pertinente. Lugano, a alma que faltava ao soberano São Paulo?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

‘Matador’ Guerrero, R$ 1,25 milhão por gol com a camisa do Flamengo

Recuperar o atacante Guerrero é um dos muitos desafios de ‘Muriçoca’ Ramalho no ninho do Urubu. O craque da camisa 9 não sabe o que é balançar as redes desde 23 de agosto de 2015 – não desencantou nem no jogo-treino com o Tigres.

O guerreiro peruano encerrou a temporada em grande estilo, com a poupança nas alturas (R$ 1 milhão mensais) e nove jogos sem correr para o abraço no Flamengo. Uma alegria imensurável para a torcida rubro-negra! Tanto que muitos já colocam em dúvida sua capacidade técnica, seu faro de gol.

Bem diferente dos primeiros momentos no Flamengo, quando marcou três tentos em três jogos. Desde que aterrissou no clube, cinco meses atrás, o peruano disputou 18 jogos e fez quatro gols. Custo/benefício até agora: R$ 1,25 milhão por gol.

Há quem garanta que, além da má fase e de algumas lesões, Guerrero também perdeu o rumo das redes por ter se rendido à beleza da Cidade Maravilhosa das balas uivantes.

Guerrero tem mais dois anos e meio de contrato com o time carioca, tempo mais que suficiente para repetir a ótima passagem pelo Corinthians. A esperança é a última que morre… mas também morre.
                                                                ############
Tropa de choque 1. O cerco à família dos Irmãos Metralha vai se intensificando. Em fevereiro, a Associação Iberoamericana de Ministérios Públicos pretende se reunir para discutir o escândalo que tomou conta da mamãe Fifa. Uma das ideias, segundo informou Vera Magalhães, em ‘Veja’, é criar uma força tarefa para apurar possíveis crimes na Conmebol.

Sugismundo Freud.  Figurinha repetida não preenche álbum.

Tropa de choque 2. O MP do Brasil confirmou presença. Quer aproveitar o encontro para se inteirar melhor sobre as investigações que correm contra a Fifa, envolvendo os samaritanos cartolas do Circo Brasileiro de Futebol. Um deles, o carismático Zé da Medalha, não conseguirá apresentar a carta de crédito de US$ 2 milhões (R$ 8 mi), exigida pela Justiça americana. Mesmo assim, dificilmente perderá o direito à prisão domiciliar em Nova York.

Pitaco do Chucky. O atacante Hernán Barcos, o pirata da perna de pau e do olho de diamante, só troca o Tianjin Teda, da China, por um clube brasileiro se receber US$ 5 milhões (R$ 20 milhões) por um contrato de três anos.

Bem, amiguinhos. O capetinha Edilson roubou a festa de 16 anos da conquista do primeiro título mundial do Corinthians. Ele apareceu no Parque São Jorge com uma faixa provocando o coirmão Palmeiras. Após um breve discurso, Edilson revelou o conteúdo da homenagem aos palmeirenses: ‘Chora Porco’. E a Fiel aplaudiu efusivamente.

Zé Corneta. A informalidade cresce na telinha. Ainda vão encerrar programa com o grito de guerra ‘todo mundo nu’. Sapatos já tiraram!

Bem, diabinhos. Vem pra Caixa você também: 19 times devem ser patrocinados pelo banco nesta temporada, sete a mais do que em 2015. A Caixa Econômica Federal pode contribuir com R$ 180 milhões. Em 2015, o carimbo da instituição no enxoval dos clubes consumiu R$ 110 milhões. Soberano São Paulo, Palmeiras, Grêmio e Saci colorado devem ficar fora do bolo.

Dona Fifi. É fantástico: Flávio Rodrigues Guerra, que dirigiu São Paulo 1 x 0 Figueira pela Copinha, estava suspenso (100 dias) e não poderia ter apitado. Detalhe: o gol da vitória tricolor saiu de um pênalti inexistente.

Gilete press. De Lúcio de Castro, da ‘Agência Pública’: “Homem de confiança do regime militar durante os anos da ditadura, o novo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) recebe um soldo mensal de R$ 14.768,00 da Força Aérea Brasileira (FAB) como anistiado, ‘vítima de ato de exceção de motivação política’. A decisão do Ministério da Justiça, assinada pelo então ministro Márcio Thomaz Bastos, concedeu ainda uma indenização retroativa de R$ 243.416,25. Porém, os anais das Forças Armadas, da Polícia Militar do Pará e a história de vida de Antônio Carlos Nunes de Lima, 77 anos, retratam um quadro oposto ao de alguém sacrificado nos anos de chumbo.” E la nave va…

Caiu na rede. Colintians troca de mascote: sai o mosqueteiro, entra o dragão.

Tititi d’Aline. O Corinthians pretendia aproveitar o ataque chinês aos hexacampeões brasileiros para tentar fechar o naming rights do Itaquerão, minha casa minha vida. Sonhava com o dindim do Alibaba, o Baidu (o Google chinês) e um banco. Nada aconteceu.

Você sabia que… o volante Gabriel, recuperado de uma lesão no joelho esquerdo, espera voltar ao time do Palmeiras em 16 de fevereiro, na estreia da Libertadores? 

‘Bola de ouro’. Brasil olímpico. O trabalho dos ecobarcos para retirar o lixo da Baía de Guanabara pode parar. Motivo: falta de pagamento da Secretaria Estadual de Ambiente. Valor da dívida: R$ 600 mil. A poluição da Baía é um dos maiores problemas da Rio-16.

Bola de latão. Copinha/SP. Se não bastasse uma maratona de jogos inúteis, de baixíssima qualidade técnica, o torneio segue um regulamento esdrúxulo. Um clube pode se classificar até com derrota na quarta fase. Criaram um mata-mata que não mata. Gênios!

Bola de lixo. Rio-16. Ligadíssimo nos Jogos, o comitê organizador do COB (caixinha, obrigado Brasil) colocou Oscar Pistorius, condenado pelo assassinato da namorada em 2013, como garoto-propaganda da venda de ingressos para a Paraolimpíada.

Bola sete. “A campanha publicitária do governo não é a de promover os Jogos, mas a de estimular na sociedade sentimentos favoráveis à presidente da República, ao seu governo e à coalizão partidária que lhe empresta sustentação” (do procurador da República Ailton Benedito, que recomendou a suspensão da campanha – há controvérsias?).

Dúvida pertinente. Olimpíada: somos todos Brasil?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Periquito milionário devora os adversários na luta por reforços

O Palmeiras deu mais uma demonstração de soberania financeira: o volante Jean, oitavo reforço da temporada, receberá R$ 400 mil por mês, mais R$ 10 mil de bônus por partida e R$ 15 milhões de luvas, diluídas ao longo do contrato – assinou até 31 de dezembro de 2019.

A Raposa chegou a sonhar com Jean, 29 anos, mas não teve bala para encarar o café no bule dos periquitos em revista. Chegou a oferecer R$ 350 mil mensais ao atleta e, depois, jogou a toalha.

O Corinthians ameaçou entrar no leilão por considerar Jean um bom substituto para Ralf, negociado com os chineses, porém ao conhecer os números apresentados, tratou de enfiar a viola no saco e sair de mansinho.

O Palmeiras ainda desembolsou R$ 4 milhões pelos direitos econômicos de Jean. Formado nas categorias de base do São Paulo, ele assinou com o Fluminense no início de 2012. Defendeu o Tricolor em 220 partidas, algumas como lateral-direito, e marcou 19 gols.

Será a sétima opção como volante. O ‘professor’ Marcelo Oliveira poderá escalar, além de Jean, Gabriel, Arouca, Amaral, Thiago Santos, Matheus Sales e Rodrigo.

Disposto a colocar os coirmãos para dançar a tarantela ao longo da temporada, o Palmeiras já anunciou o goleiro Vagner, os zagueiros Edu Dracena e Roger Carvalho, os meio-campistas Jean, Moisés, Rodrigo e Regis e o atacante Erik. De quebra, garantiu o atacante Rafael Marques por mais dois anos. O Palmeiras pagou US$ 800 mil (R$ 3, 2 milhões) ao Henan Jianye, da China. Dá-lhe, Verdão!

                                                        ############

Pega ladrão. Um dos caixas eletrônicos do Morumbi recebeu a visita dos amigos do alheio. Dez homens armados invadiram o estádio do soberano Tricolor pelo portão 7, às 5h30 desta quinta, renderam o vigia, estouraram o caixa com explosivos e fizeram o rapa. Uma segunda máquina foi danificada, mas os assaltantes não conseguiram levar o dindim.

Sugismundo Freud. Vale qualquer esforço para se pensar melhor.

Bem, amiguinhos. A torcida do soberano São Paulo está mesmo ensandecida com a volta do zagueiro Lugano. Em poucas horas, desapareceram as camisas em homenagem ao xerife. Superou o sucesso do enxoval de outros ídolos, como Rogério Ceni e Luis Fabiano. Ela traz a imagem do atleta com o nariz sangrando, em alusão ao jogo contra o Guarani, pelo Paulistinha de 2006. Tem ainda a palavra DIO5 – número do zagueiro, mais Deus em espanhol.

Pitaco do Chucky. Peruano Guerrero começa o ano como terminou: sem correr para o abraço. No jogo-treino contra o Tigres, Emerson ‘Bitoca’ garantiu os 2 a 0. Acorda, gringo!

Bem, diabinhos. O apito amigo vai bem, obrigado: Arthur Alves Júnior, presidente do sindicado dos assopradores de latinha de São Paulo, foi demitido do cargo que ocupava na FPF havia uma década. Motivo, de acordo com o ‘Uol’: assédio moral e sexual, denunciado pela árbitra Regildênia de Holanda Moura. Ele nega, mas outras mulheres também acusaram Alves Júnior. Que ainda usaria o dinheiro do sindicato para fins pessoais, além de falsificar atas de assembleias.

Zé Corneta. Colintians paga o preço da boa vida que deu a Zizao.

A vida é bela. O legado olímpico (R$ 40 bilhões investidos) chega antes mesmo de a corrida pelo pódio começar. O Ibama fechou o Zoológico do Rio por causa de condições precárias de funcionamento. Mais: a secretaria municipal de Meio Ambiente pagará R$ 1 mil de multa por dia até colocar a casa em ordem. Ou seja, o zoológico voltar a cumprir seu papel educacional, científico e de proteção aos animais. A Rio-16 é deles, o suor é nosso.

Dona Fifi. A estilista paulista Lenny Niemeyer será a responsável pelo enxoval dos brasileiros na abertura da Rio-16, em 5 de agosto.

Gilete press. De ‘Muriçoca’ Ramalho, novo ‘professor’ do Flamengo, ao ‘Globo’: “Nós, treinadores, temos que melhorar. Mas vocês (imprensa) também. Colocam um rótulo [Muricybol] e não estudam, prejudicam as pessoas. Do Santos que ganhou a Libertadores e dificilmente fazia gol de cabeça, não falavam nada. O Cruzeiro foi campeão com o time que mais levantava bola na área. Eu tenho personalidade, acredito na democracia, não vou mandar assessor reclamar. Mas, se deixar pingando, eu vou te dar uma porrada, não sou vaselina. Sabe o que é ser tricampeão num país como o Brasil e a cada ano com um time? É f…. ser técnico no Brasil. Não se ganha três Brasileiros só com bola alta.” Aqui é trabalho, meu filho!

Caiu na rede. O Cruzeiro passou de time do povo para time do roubo.

Tititi d’Aline. O gajo Cristiano Ronaldo acrescentou mais um ‘Pois É’ na garagem de sua mansão: um Porsche 911 Turbo, avaliado em R$ 850 mil. Ele já possui Ferraris e Lamborghini. O craque do Real Madrid também estaria disposto a dar um irmãozinho para o filho, mas nada de casar, só na base da barriga de aluguel.

Você sabia que… o Corinthians venceu os últimos 13 jogos da Copinha/SP (oito em 2015 e cinco neste ano)?

Bola de ouro. Marcelo Grohe. Renovou com o imortal Grêmio por mais cinco temporadas e poderá completar 20 anos a serviço do clube. O goleiro começou a carreira no time gaúcho. Aos 29 anos, é o único atleta do elenco que tem 100% dos direitos econômicos ligados ao time.

Bola de latão. Real e Atlético de Madrid. Foram proibidos pela mamãe Fifa de contratar reforços nas duas próximas janelas de transferências. Motivo: investiram em menores de 18 anos.

Bola de lixo. Atletismo. A federação internacional fracassou na luta contra o doping e a corrupção. O salutar diagnóstico é de uma comissão independente da Agência Mundial Antidoping (Wada). O principal responsável pelo vergonhoso sucesso é o ex-presidente da IAAF Lamine Diack.

Bola sete. “Uma reformulação é sempre muito difícil e requer paciência. Então, a torcida precisa estar preparada para sofrer” (do ex-jogador uruguaio Dario Pereyra, sobre o futuro do soberano Tricolor, ao ‘SPTCharges’ – na mosca).

Dúvida pertinente. Flamengo ou Fluminense, quem se reforçou melhor?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Coirmãos: Palmeiras dá aval para o Corinthians contratar reforço

O ‘professor’ palmeirense Marcelo Oliveira deu aquela força ao Corinthians na contratação de Marlone.

Antes de o clube fechar o negócio, Tite ligou para Oliveira a fim de saber se valeria a pena investir no meia, um dos destaques do Leão pernambucano no último Brasileirão.

O treinador do Palmeiras rasgou os maiores elogios a Marlone. Ele conhece o atleta desde as categorias de base do Vasco. Também trabalhou com Marlone na Raposa.

Por falar no hexacampeão… Quem te viu: Cássio, Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf, Elias, Renato Augusto e Jadson; Vagner Love e Malcom…

… e quem te vê: Cássio, Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique, Elias, Danilo e Rodriguinho; Romero e Malcom. Detalhe: Gil e Elias ainda podem sair.

A venda de Cássio aos turcos parece que subiu no telhado. O atacante Pato poderia ser uma boa opção, mas nem foi incluído na delegação que disputará a Florida Cup, nos EUA. O torneio seria uma boa vitrine para o clube negociá-lo, só que os dirigentes resolveram cortar as asas de Pato. Vai Colintians!

                                       ############

Chapéu na mão. Os clubes estão se virando nos 30 para arrumar patrocinador. Topam qualquer proposta por um carimbo no enxoval. Mas nada conseguem. Continuam com falando sozinho. E as desculpas que ouvem são as mesmas: ninguém pretende se arriscar num país com inflação de dois dígitos, governo com as contas estouradas, juros elevados, desemprego, dólar a R$ 4… PT saudações!

Pitaco do Chucky. Depois de Lugano, torcida exige a volta de Rogério Ceni para ganhar o Brasileirão de… showbol.

Bem, amiguinhos. Os chineses parecem mesmo dispostos a dar um salto de qualidade no planeta das chuteiras furadas. A turma do mandarim procura um ‘professor’ para a seleção… pela internet. Requisitos: bons conhecimentos do futebol asiático, experiência e familiaridade com o idioma. Salário a discutir. Alain Perrin foi demitido no último fim de semana. Olha o passarinho!

Sugismundo Freud. A vida e a experiência caminham juntas.

Bem, diabinhos. Brayan Jimenez, ex-presidente da federação da Guatemala, foi preso por envolvimento na corrupção que tomou conta da mamãe Fifa. Um dos integrantes da família Irmãos Metralha, o cartola estava foragido havia sete meses. Jimenez deve ser extraditado para os EUA. É acusado de lavagem de dinheiro e crime organizado.

Zé Corneta. Torcida do soberano Tricolor anda mais feliz que ganso novo em lagoa.

Gilete press. De Ancelmo Gois, no ‘Globo’: “A exemplo do que ocorreu nos Jogos de Londres, em 2012, o Comitê Rio-2016 fechou acordo com uma empresa estrangeira para vender artigos usados por atletas durante a Olimpíada. O montante arrecadado vai para os cofres do comitê. Em 2012, por exemplo, foi vendida por três mil libras (uns R$ 17 mil, na cotação de hoje) a sunga que Michael Phelps usava quando bateu o recorde de maior medalhista olímpico.” O pódio é deles, o suor é nosso.

Dona Fifi. O Fluminense passa o rodo: acertou a contratação do zagueiro Renato Chaves, ex-Ponte e revelado pelo Corinthians. É o quinto reforço do Tricolor. Antes, houve acerto com Henrique, Diego Souza, Richarlison e Felipe Amorim.

Caiu na rede. Quando vai aparecer o padre para batizar o Itaquerão, minha casa minha vida, prometido por Andrés Sanchez?

Tititi d’Aline. Enquanto a maioria dos clubes trabalha com a previsão de um ano no vermelho, o Palmeiras esnoba: espera fechar a temporada com um superávit de R$ 33 milhões. Prevê faturamento superior a R$ 300 milhões. Principal fonte de renda: direitos de TV, com R$ 135 milhões.

Você sabia que… a mamãe Fifa, enrolada num mar de lama, vai inaugurar um museu de R$ 550 milhões em Zurique, no final de fevereiro?

Bola de ouro. Torcida tricolor. Uma festa incrível na chegada do zagueiro uruguaio Lugano. Mais de 900 torcedores foram recepcioná-lo no aeroporto de Guarulhos. Só faltou carro aberto do Corpo de Bombeiros.

Bola de latão. Benecy Queiroz. O ‘faz tudo’ do Cruzeiro é um funcionário exemplar: admitiu que o clube já comprou juiz. Hoje supervisor, ele atirou a Raposa aos leões. Depois, disse que inventou a história. Inês é morta.

Bola de lixo. Jérôme Valcke. Levou um solene bico nos fundilhos da mamãe Fifa. O prepotente ex-secretário ainda pode ser suspenso do esporte por nove anos, além de ser obrigado a pagar multa de R$ 400 mil. Acusado de participar de um escândalo de desvio e revenda de ingressos na Copa de 2014, Valcke também pode ter um tête-à-tête com o FBI.

Bola sete. “Após apostarem em jogadores da Itália e França, os clubes ingleses deveriam mirar promessas como Lucas Lima (Santos), Malcom (Corinthians), Luan (Grêmio), Renê (Sport) e Otávio (Furacão)” – do jornal ‘Mirror’. Ataque à vista?

Dúvida pertinente. Neymar conseguirá driblar a Justiça espanhola em 2 de fevereiro, no depoimento sobre seu suposto envolvimento em fraude na transferência ao Barcelona?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Mandachuva do Peixe chuta o pau da barraca e quer ‘tomar de assalto’ a CBF

‘Os clubes precisam tomar de assalto a CBF se um vice ocupar o lugar de Marco Polo. Aí, chegou a hora de mudar. Não se pode reconhecer legitimidade em nenhum vice-presidente para comandar a CBF.’

O soco no queixo foi desferido pelo mandachuva e raios do Peixe, Modesto Roma Júnior, numa entrevista à rádio ‘Jovem Pan’. O cartola chutou o pau da barraca. Poucas vezes se ouviu um dirigente falar poucas e boas, sem rabo preso com ninguém.

O caminho para uma mudança de rota não é difícil, de acordo com Roma. Se Del Nero cair fora do Circo Brasileiro de Futebol (‘enquanto não se provarem as coisas ou ele desistir, é um presidente legítimo’), uma nova eleição deve ser convocada. ‘E aí os clubes, com 40 dos 67 votos, assumiriam o comando da CBF.’

Modesto Roma também detonou a Conmebol, outra entidade envolvida pela família dos Irmãos Metralha. Para ele, poderia fechar as portas e vender a sede. É plenamente dispensável. Só afundou o ludopédio sul-americano: ‘Não dá mais para continuar assim. Está na hora de passar o futebol a limpo. Chega de confederaçãozinha de fundo de quintal. Vamos fundir Concacaf e Conmebol, ter a expertise dos americanos para fazer eventos. Vamos parar com essa palhaçada da Libertadores.’

A vassourada também precisa atingir a TV, com os clubes rompendo as amarras da plim-plim. Que ofereceu R$ 60 milhões para renovar o contrato da TV fechada, a partir de 2019, quantia irrisória perto da proposta do Esporte Interativo: R$ 450 milhões.

Nove clubes estão dispostos a pegar o controle remoto para dar um zapping na Vênus Platinada: Peixe, Saci Colorado, Grêmio, Coxa, Furacão, Fluminense, Bahêa, Flamengo e soberano São Paulo.

Se apenas os nove clubes se rebelarem, o Esporte Interativo só transmitiria jogos entre eles na TV fechada. Na aberta, os direitos seguiriam com a Globo.

A pressão para que ‘pensem melhor’ já começou, com convites para um jantar. Argumento: ‘Veja o que vocês vão fazer, nós somos parceiros há tanto tempo’. Modesto Roma garantiu que não recuará: ‘Não será fácil, vamos ser criticados, crucificados. Serão anos de chumbo, mas eu vou à luta.’

Por falar no Peixe… Robinho, o rei das pedaladas enferrujadas, exige garantia salarial para retornar mais uma vez ao aquário da Vila Belmiro. Nada mais justo. Principalmente se, em troca, assegurar que também jogará em alto nível ao longo de toda a temporada. É dando que se recebe.
                                             ############

Pitaco do Chucky. Queiram ou não: o moleque Neymar tira onda e a turma do contra se borra de raiva.

Pica-Pau. O estrategista Juan Carlos Osorio conhece como poucos o bico de uma chuteira: nada de Messi, Cristiano Ronaldo ou Neymar. O colombiano adotou o rodízio e indicou Thomas Muller, Neuer e Vidal. Pelo jeito, está de olho no cargo de Guardiola no Bayern.

Dona Fifi. Corre pelos bastidores do esporte bretão: o ‘sargento’ Felipão deve trocar o Guangzhou Evergrande, campeão chinês, por um clube dos EUA.

Bem, amiguinhos. Sem representantes brasileiros, 15 times de Argentina, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai criaram a Liga Sul-americana. Eles cobram mais dinheiro da Conmebol pelos direitos de TV da Libertadores e de outros torneios internacionais. Também querem o fim da mordida de 10% da renda bruta dos jogos.

Zé Corneta. Urgente: David Luiz acaba de ganhar o troféu ‘Selfie de Ouro’.

Bem, diabinhos. A matemática é implacável: 5 por 1. Os pentacampeões brasileiros Renato Augusto, Jadson, Vagner Love, Cássio e Ralf renderam absurdos R$ 41,5 milhões aos cofres do Corinthians. Já o garoto Gerson proporcionou a bagatela de R$ 42 milhões ao Fluminense. Vai Colintians!

Sugismundo Freud. Gordo pode fazer de tudo, menos levitação.

Gilete press. Do blogueiro Menon, no ‘UOL’: “Dinheiro não compra felicidade, dizem os de alma pura. Quero ser infeliz em Paris, respondem os cínicos. E a paixão, onde fica? O torcedor não trocará nunca seu amor por clubes que existem há mais de um século, clubes com raízes populares, clubes com história. Mesmo que sejam camisas vazias ou vestidas por perebas. Elas são e serão maiores que os maiores do mundo vestindo fardamentos chineses.” Fato.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Solidário, Palmeiras quer doar jogadores para o Corinthians completar time titular.

Tititi d’Aline. O Vasco informa a quem possa interessar, mais precisamente ao Galo e Corinthians: o atacante Nenê renovou contrato até dezembro de 2018, enquanto o zagueiro Juan acertou por mais quatro anos (final de 2019).

Você sabia que… o atacante Joel será o terceiro africano a defender o Peixe?

Bola de ouro. Universidade de Alabama. Derrotou Clemson (45 a 40) num jogaço e levantou o caneco do futebol americano universitário. O time foi avaliado em R$ 2,8 bilhões, mais que Raposa (R$ 197 mi), São Paulo (R$ 181 mi), Galo (R$ 158 mi), Corinthians (R$ 142 mi) e Saci colorado (R$ 135 mi) juntos: R$ 815 milhões.

Bola de latão. Daniel Alves e Cristiano Ronaldo. O brasileiro e o gajo trocaram amabilidades depois da festa da mamãe Fifa, com direito a acusações e ofensas. Gente fina é outra coisa…

Bola de lixo. CBF. O nobre Circo Brasileiro de Futebol afastou qualquer possibilidade de o alagoano Gustavo Feijó iniciar uma rebelião: o vice-presidente para o Nordeste chefiará a amarelinha desbotada na Copa América dos EUA. O cartola também ganhou poderes para ajudar Dunga e Gilmar Rinaldi na comissão técnica. O prefeito de Boca da Mata deve receber uma xepa de R$ 50 mil mensais pelos serviços prestados.

Bola sete. “Parabéns, Wendell. O fato de você estar até pouco tempo desempregado nos lembra da necessidade de reformulação do futebol brasileiro. Talentos são perdidos todos os dias por falta de oportunidade, enquanto cartolas bandidos roubam o dinheiro que deveria ser investido no futebol de base, em projetos sociais, para gerar retorno para o esporte” (mensagem do senador pitbull Romário ao atacante Wendell Lira, dono do gol de placa da última temporada – é vero).

Dúvida pertinente. Além da torcida, a mídia tricolor também recepcionará o xerife Lugano?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Wendell Lira, a vitória da periferia na festa milionária em Zurique

Que Messi que nada. A grande estrela da festa da mamãe Fifa foi Wendell Lira, 27 anos, mesmo porque a vitória do hermano sobre Cristiano Ronaldo e Neymar, para ocupar o trono de melhor do planeta, era barbada.

Pela primeira vez na história, o gol de placa da temporada não foi para a elite do esporte bretão. Ficou com a periferia das chuteiras furadas.

Com uma meia-bicicleta, num jogo do modesto Goianésia diante do Atlético/GO, com menos de 400 pagantes, o atacante brasileiro superou Messi e o italiano Florenzi e faturou o prêmio Puskas.

Certamente Lira contou com a generosidade da torcida na eleição aberta da internet, já que o tento de Messi foi mais bonito. Mas pouco importa, o David derrotou o Golias, e estamos conversados.

Lira fez muita gente vibrar com sua humildade em Zurique. Confessou estar vivendo um grande sonho por ter levantado o troféu e conhecido craques que só via pelo videogame. Segundo a Fifa, 1,6 milhão de fãs participaram da votação. O brasileiro recebeu 46,7% dos votos, seguido de Messi (33,3%) e Florenzi (7,1%).

A história de Lira é fantástica. O atacante estava sem clube ao saber que era um dos indicados. Ficou desempregado depois de defender o Goianésia. Só recentemente acertou com o Vila Nova por algo em torno de R$ 20 mil mensais, café no bule que Messi embolsa por minuto.

Lira nasceu em Goiânia e fez parte de uma geração do Goiás que revelou o zagueiro Toloi e o lateral Douglas. Vítima de uma série de lesões, ele foi obrigado a se virar em outros clubes, como Trindade, Anapolina, Tombense e Goianésia.

Agora, está num seleto grupo de ‘reis da cocada’, ao lado de James Rodríguez, Ibrahimovic, Stoch, Altintop, Neymar e Cristiano Ronaldo. O prêmio Puskas começou em 2009.

“Quando Golias apareceu, disseram: ‘Ele é muito forte, grande, não tem como ganhar dele’. Davi afirmou: ‘Ele é muito grande, não tem como não acertar ele’. É assim que temos de enfrentar os problemas diários em nossa vida e é assim que agradeço”, disse Lira.

                                               ############

Pitaco do Chucky. Que chapeuzinho chinfrim, hein Neymar?

Bem, amiguinhos. O mestre Dunga ficou numa tremenda saia justa depois do anúncio da seleção do ano, escolhida por mais de cinco mil jogadores: Thiago Silva, defenestrado da amarelinha desbotada após o vexame da equipe na Copa de 2014, foi eleito um dos bambambãs da temporada. E, agora, como mantê-lo fora da lista dos anões? A seleção ainda contou com mais três brasileiros: Neymar, Marcelo e Daniel Alves. O time escolhido pelos atletas: Neuer (Bayern), Daniel Alves (Barça), Sergio Ramos (Real Madrid), Thiago Silva (PSG) e Marcelo (Real); Modric (Real), Iniesta (Barça) e Pogba (Juventus); Cristiano Ronaldo (Real), Messi (Barça) e Neymar (Barça). Melhor ‘professor’: Luis Enrique, do Barça , que esnobou a festa da mamãe Fifa e não foi a Zurique. Ele recebeu 31,08% dos votos, batendo Jorge Sampaoli (Chile), com 9,47%, e Pep Guardiola (Bayern), com 22,97%.

Sugismundo Freud. Só é perseguido quem está na frente.

Bem, diabinhos. Era muito bom para ser verdade: o atacante colombiano Mendoza continuará no Corinthians, ao contrário do que havia anunciado o ex-superintendente Andrés Sanchez. No início de dezembro, o cartola garantira que o clube iria faturar 3,5 milhões de euros (R$ 14,2 milhões) com a venda do atleta, depois do empréstimo ao Chennaiyin, da Índia. Conversa mole. Vai Colintians!

Zé Corneta. Graças a um excepcional aproveitamento em 2015, com três gols em 26 jogos pela Raposa, o atacante camaronês Joel foi emprestado ao Peixe. Receberá R$ 100 mil por mês.

Pica-Pau. O preço continua o mesmo R$ 40, mas a visita ao ‘new Maraca’ agora é vaptvupt. De 50 minutos, passou para 11. O ar-condicionado não funciona, o elevador e a escada rolante também estão parados e somente o primeiro piso recebe o tour – antes, ele começava pelo quinto andar. Há, porém, uma grande novidade, segundo os organizadores do passeio: uma trave foi colocada atrás de um dos gols e o turista pode chutar uma bola velha.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Flu é eliminado da Copinha e estagiário de Direito do clube entra com recurso no STJD sub-20.

Gilete press. De Luiz Zini Pires, no ‘Zero Hora’: “No teatro de marionetes da CBF, Marco Polo Del Nero trata a dócil cúpula da entidade e a grande maioria dos 27 presidentes das federações nacionais como bonecos. No palco ou nos bastidores, ao vivo ou camuflado, o dirigente paulista, que assumiu em abril de 2015 com mandato até 2019, controla 100% da entidade que manda no futebol brasileiro. É um legítimo sucessor de João Havelange e Ricardo Teixeira.” Na mosca.

Dona Fifi. Tira-teima é a grande atração da abertura da Copa do Brasil: Santos/AP x Santos/SP, no Amapá.

Tititi d’Aline. Campeão mundial em 2014, Gabriel Medina admitiu que o oba-oba fora da praia prejudicou seu desempenho na luta pelo bi. O surfista fez a mea-culpa numa visita à favela do Vidigal. Por conta de compromissos com os patrocinadores, Medina desviou o foco e levou caldo, principalmente nas primeiras etapas do campeonato. Reagiu no final e chegou a brigar pelo caneco, conquistado por Adriano de Souza, o Mineirinho.

Você sabia que… nas casas de apostas a vitória de Messi pagava 1,08 euro para cada um investido, contra 9/1 de Neymar e 15/1 de Cristiano Ronaldo, antes de sair o resultado da mamãe Fifa?

Bola de ouro. Carly Lloyd. Estrela da Copa conquistada pelos EUA, ela ganhou o prêmio de melhor jogadora do mundo. Marcou três gols na decisão do Mundial (um deles do meio-campo). Obteve 35,28% dos votos, contra 12,60% de Celia Sasic (Alemanha) e 9,88% de Aya Miyama (Japão). Melhor treinadora: Jill Ellis, dos EUA.

Bola de latão. Florida Cup. O torneio, que terá Saci colorado, Corinthians, Galo e Fluminense, está levando a maior goleada dos playoffs da NFL na mídia americana. Para cada linha do esporte bretão, mais de 100 da bola oval.

Bola de lixo. Carioquinha. A menos de 20 dias para o pontapé inicial, somente 12 dos 64 jogos da primeira fase têm o palco confirmado. Apenas três estádios estão liberados: São Januário, Los Larios (Tigres do Brasil) e Moacyrzão (Macaé).

Bola sete. “Messi é o melhor do mundo porque, para ele, não basta ser o melhor. Ele está sempre buscando se aperfeiçoar, melhorar, evoluir… E isso me inspira muito” (do moleque Neymar, sobre o hermano – fato).

Dúvida pertinente. Goleiro Cássio vendido por R$ 15 milhões: preço de banana?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Neymar, uma grande vitória mesmo sem o trono da mamãe Fifa

A turma do contra é capaz até de promover uma queima de fogos de fazer inveja ao pessoal de Copacabana se o moleque Neymar não faturar a Bola de Ouro da mamãe Fifa, em Zurique.

É incrível como ainda se coloca em xeque o talento do brasileiro. Neymar precisou apenas de dois anos e meio para conquistar os torcedores do Barcelona e o respeito dos adversários, firmar-se como uma das grandes estrelas do esporte bretão.

Só o fato de figurar entre os três finalistas, ao lado do hermano Messi e do gajo Cristiano Ronaldo, já é uma excepcional vitória, que lhe permite sonhar com a janelinha em um futuro próximo.

Dono de um inesgotável repertório de dribles desconcertantes, toques fantásticos, lançamentos primorosos e gols, Neymar certamente chegará ao trono de ‘rei da bola’. É só uma questão de tempo.

Em 60 jogos na temporada 2015, ele marcou 45 gols. Mais: assumiu o papel de protagonista do Barcelona quando Messi sofreu uma lesão e ficou bom tempo no estaleiro.

Há oito anos um brasileiro não chegava entre os três candidatos. O favorito é Messi. Luta para fazer a quina. Ganhou o prêmio em 2009/10/11/12. A hegemonia do argentino foi quebrada nos dois últimos anos por Cristiano Ronaldo. Que, desta vez, corre como zebra.

Por falar no troféu… O jornal ‘Mundo Deportivo’ garantiu que Messi vestirá um terno estampado, com o desenho de várias coroas, produzido pela Dolce & Gabbana, que patrocina o craque.

O hermano já usou terno de veludo, vinho e vermelho, numa das festas da Bola de Ouro.

O modelo com as coroas está à venda no site da grife italiana por US$ 2.967 (R$ 12 mil). Em oferta. O preço original era US$ 4.945 (R$ 20 mil).

Além da Bola de Ouro, Messi também disputa o Prêmio Puskas, de gol mais bonito. Os outros candidatos são o italiano Florenzi e o brasileiro Wendell Lira. Hoje no Vila Nova, Lira marcou um golaço quando defendia o Goianésia no Campeonato Goiano. Ele deu uma pirueta e acertou uma bicicleta contra o Atlético/GO.

No início de novembro, ao saber que estava entre os 10 finalistas, Lira procurava clube. O ex-jogador corintiano Neto bancou o terno para Lira usar na cerimônia.
                                               ############

Zé Corneta. Liderança de Lugano: se grito resolvesse, porco não morria.

Pica-Pau. O imperador ostentação Del Nero nunca esteve tão preocupado com o futuro, com as investigações do FBI e da CPI do futebol. Antes de retornar ao Circo Brasileiro de Futebol para dar posse ao coronel Nunes e, depois, pedir nova licença, Nero decidiu curtir o verão de Angra dos Reis, segundo Lauro Jardim, no ‘Globo’. O ínclito cartola foi flagrado numa tremenda lancha, recheada com um belo estoque de champanhe. Só faltou a ‘moça da capa’.

Sugismundo Freud. Nem sempre a manipulação é uma arte.

Bem, amiguinhos. O empresário e corneteiro Abílio Diniz vive dando palpites à cartolagem do soberano São Paulo, mas aplica o rico dinheirinho bem distante do Morumbi. Por módicos US$ 13 milhões (R$ 52 milhões), ele comprou um chalé em Aspen, no Colorado. A choupana tem vista para as montanhas. Nas horas de folga, Abílio adora esquiar ou descer o porrete no Tricolor.

Pitaco do Chucky. Corinthians, uma exemplar barriga de aluguel.

Bem, diabinhos. A molecada do Peixe justificou plenamente o DNA ofensivo que domina o clube: em quatro jogos pela Copinha, absurdos três gols e eliminação nos pênaltis diante do Ceará, após ‘oxo’ nos 90 minutos. Os santistas chutaram três penalidades para fora. Dificilmente um dos garotos será guindado pelo ‘professor’ Dorival Júnior para o time principal.

Dona Fifi. Uma luz no fim do túnel para a renovação do futebol carioca: Fluminense, Botafogo e Vasco caíram fora da Copinha SP. 

Gilete press. De Vera Magalhães, em ‘Veja’: “Na Olimpíada da crise, os convidados especiais não vão contar com tanta mordomia. Graças à baixa procura e ao desinteresse dos patrocinadores, o comitê organizador dos Jogos está com dificuldade de erguer camarotes para algumas modalidades. O vôlei de praia, esporte no qual o Brasil é destaque, não vai contar com a estrutura. O de tênis, no Parque Olímpico, também foi cancelado. A construção ocorre apenas se os pedidos são suficientes para compensar os custos.” O pódio é deles, o suor é nosso.

Caiu na rede. Multa rescisória no Colintians: dois pasteis e um caldo de cana.

Twitface. Gabriel Medina, rei da prancha em 2014, renovou contrato com a Oi por mais três anos. Filipe Toledo, Silvana Lima e Adriano de Souza, o Mineirinho, campeão em 2015, também falam alô pela mesma operadora… quando a linha não cai.

Tititi d’Aline. O café no bule azedou: jogadores do Corinthians esperavam começar o ano com a poupança mais polpuda, mas a cartolagem não pagou o prêmio pelo título (R$ 8,5 milhões), como havia prometido. Detalhe: o clube já beliscou os R$ 10 milhões dados pelo Circo Brasileiro de Futebol ao campeão. O ‘professor’ Tite e a comissão técnica dividirão R$ 1,5 milhão. Quando? Só São Jorge sabe.

Você sabia que… os chineses investiram mais de US$ 100 milhões em reforços na temporada 2015?

Bola de ouro. Zidane. A estreia no comando do Real Madrid foi melhor que a encomenda: 5 a 0 no La Coruña, com show de Bale. De acordo com o jornal ‘Marca’, Zidane voltou com o ‘Z de Zorro’.

Bola de latão. Lincom. Após magistrais e perfeitamente dispensáveis 33 minutos com a camisa do Corinthians, o centroavante retornou ao Bragantino. O ‘professor’ Tite nunca aprovou sua contratação.

Bola de lixo. Robinho. O rei das pedaladas enferrujadas gosta tanto do Peixe, mas tanto, que exige apenas R$ 600 mil por mês para retornar ao aquário da Vila Belmiro. Uma pechincha!

Bola sete. “Após 20 anos de trabalho, chegou ao fim a parceria entre Vanderlei Luxemburgo e Antônio Mello, o preparador físico. É que Luxa, que tem fama de admirador do vil metal, foi treinar o Tianjin, da China, e preferiu contratar um profissional mais jovem e barato. Não mandou nem bilhete ao velho amigo” (de Ancelmo Gois, no ‘Globo’ – muy amigo).

Dúvida pertinente. Com a debandada corintiana, quem é o maior favorito na Libertadores: Palmeiras, Grêmio, Galo ou soberano Tricolor?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br