Romário aplaude Tite por ter dado banana ao Circo Brasileiro de Futebol

Romário: Dunga é um treinador que não faz bem ao futebol brasileiro

O senador pitbull Romário continua com a língua mais afiada que facão de açougueiro, principalmente quando se trata do querido e nefasto Circo Brasileiro de Futebol.

Ao saber que o ‘professor’ Tite havia dado uma banana à sondagem para substituir Dunga no comando da amarelinha desbotada, o tetracampeão mundial só faltou estourar champanhe. Felicitou o corintiano pela atitude.

‘Tite, como pessoa inteligente que é, sabe exatamente o momento que a CBF vive. Não tem comando’, detonou Romário, em entrevista à ESPN Brasil.

O treinador optou por permanecer no Corinthians ao ser procurado por emissário da casa maldita do ludopédio nacional, de acordo com o ‘Globo.com’.

Romário recarregou a metralhadora e disparou: ‘Diferentemente de Dunga, Tite não passaria a vergonha de ser cobrado numa reunião por um ex-presidente.’ No início da semana, o imperador ostentação Del Nero, licenciado do cargo, puxou as orelhas de Dunga e do coordenador Gilmar Rinaldi pelo futebol chinfrim dos anões contra Uruguai e Paraguai,  pelas eliminatórias da Copa.

O Baixinho voltou a espinafrar Dunga, seu companheiro na Copa dos EUA, em 1994. ‘Sempre fui contrário ao retorno dele. Definitivamente, é um treinador que não faz bem ao nosso futebol, taticamente não acrescenta em nada. O seu diretor, Gilmar Rinaldi, também não contribui com nada.’ E o senador do PSB/RJ deu o veredito final: a CBF é a entidade mais corrupta do país.

Por falar em amarelinha… O Barcelona decidiu liberar Neymar apenas para os Jogos Olímpicos, em agosto, no Rio. Nada de Copa América nos EUA. O Circo Brasileiro de Futebol queria explorar o craque nas duas competições.

Dona dos direitos de transmissão, a plim-plim gostaria muito mais de vê-lo no torneio dos EUA, por acreditar que sem Neymar a competição poderá ser um fracasso de ibope.

A Nike também desejava o ilustre garoto-propaganda na Copa América. Por duas razões: o torneio será nos EUA e Messi, o superastro da Adidas, defenderá a Argentina.

Neymar, por sua vez, chegou a pensar numa fórmula para agradar gregos e troianos. Estaria disposto a defender a equipe na Copa América, a partir das quartas de final, e depois na Olimpíada, quando o país tentará conquistar a inédita medalha de ouro. O Barça deu cartão vermelho.

                                       ############

Pitaco do Chucky. Chega de mimimi: vamos esquecer o cai-cai Neymar e convencer o paraguaio Romero a se naturalizar para defender a amarelinha desbotada.

Pica-Pau tricolor. Parece que o soberano São Paulo adora mesmo uma saia justa. Apesar do momento de certa tranquilidade do time após a goleada de 6 a 0 no mamão com açúcar Trujillanos, pela Libertadores, fora de campo o ambiente ferve. Motivo: a campanha ‘Cadê você aí no sofá?’, cobrando a presença da torcida no Morumbi. A peça no Facebook dividiu o clube (departamentos de marketing e comunicação), irritou conselheiros e foi reprovada por boa parte da galera. Resultado: a partir de agora, nada irá para as redes sociais sem o aval da diretoria.

Zé Corneta. Guerrero, Fred ‘Slater’ e André, tudo a ver: perderam o caminho do gol.  

Nada de tocha. O comitê olímpico da Grécia informou que a presidenta Dilma Rousseff refugou e cancelou a viagem até a cidade de Olímpia para acompanhar a cerimônia que acenderá a tocha para os Jogos. Por razões óbvias: o processo de impeachment. A festa marca o início da contagem regressiva até a disputa das medalhas, em agosto. Dilma participaria do evento no dia 21, ao lado do presidente grego, Prokopis Pavlopoulos, e do chefão do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach. Quatro dias antes deve acontecer a votação do impeachment na Câmara dos Deputados. O pódio é deles, o suor é nosso.

Caiu na rede. Brasil sil sil: depois do rouba mas faz, agora é hora do não faz mas rouba pra cachorro.

Estrela Solitária. Há coisas que só acontecem mesmo no Botafogo: um time desacreditado, formado com orçamento limitado e que volta a ter resultados acima do esperado. Em cinco clássicos na temporada, uma vitória, uma derrota e três empates. Ocupa o terceiro lugar na Taça Guanabara. Está à frente do badalado Flamengo (sexto). E, com o time misto, o Botafogo derrotou o Coruripe por 1 a 0, pela Copa do Brasil. Conseguiu acabar com o jejum de vitórias em estreias no torneio (sete anos). 

Sugismundo Freud. Vale mais um burro vivo que um filósofo morto, mas é melhor morrer como filósofo do que viver como burro.

Bem, amiguinhos. Os uruguaios Peñarol (516) e Nacional (514) comandam os ataques mais positivos da história da Libertadores. O River Plate, da Argentina, fecha o pódio, com 504. O melhor brasileiro é a Raposa: 278 gols em 11º, à frente de Palmeiras (269) e soberano Tricolor (268).

Dona Fifi. A bolinha do corintiano Guilherme anda mais feia que sapato de padre.

Bem, diabinhos. A mídia inglesa mandou um ótimo recado ao Corinthians: o Chelsea não pretende ficar com Pato depois de junho. Pior: agentes do atacante tentaram convencer, sem sucesso, Tottenham e West Ham a apostar no atleta. Que deseja permanecer na Inglaterra.

A vida é bela. As bicampeãs olímpicas Jaqueline e Fabiana procuram clube. O Sesi/SP fechou o cofre e o time feminino de vôlei passará a contar apenas com atletas sub-23, em parceria com o Santo André. 

Gilete press. Nota do Flamengo, sobre o futuro do ‘new Maraca’: “Como clube de futebol com a maior torcida do Brasil, que gera as maiores receitas no Maracanã, o Flamengo manifesta interesse em participar da necessária e moralmente essencial nova licitação para a concessão do Maracanã, desde que como protagonista. Se o modelo atual for mantido, em que o clube é explorado por concessionário que não gera contrapartidas compatíveis com os altos valores de aluguéis cobrados, não irá renovar o contrato de locação para uso do Maracanã. Torcemos para que o Maracanã volte a ser o ‘templo do futebol’, com o espetáculo administrado por quem o produz.” No alvo.

Twitface. “Foi uma grande lição para todos, inclusive jornalistas. Ninguém ganha só pela camisa” – do ‘professor’ Guardiola, alfinetando o Real Madrid após a derrota para o Wolfsburg, na Champions.

Tititi d’Aline. O lobo perde o pelo, mas não o vício: brucutu na época em que jogava, Gattuso continua o mesmo. ‘Professor’ do Pisa na terceira divisão do Calcio, ele deu uma bofetada no auxiliar durante o jogo contra o líder Spal ao receber um cronômetro. Com a vitória por 2 a 1, ele cumprimentou o auxiliar como se nada tivesse acontecido. O Pisa ocupa a segunda posição do Grupo B.

Você sabia que… Barcelona x Real Madrid reuniu R$ 3,1 bilhões em chuteiras (soma do valor dos atletas) no Camp Nou, recorde na história do futebol?

Bola de ouro. Levir Culpi. Um mês do ‘professor’ no Fluminense: 10 jogos sem derrota, líder da Taça Guanabara, finalista da Primeira Liga e classificado à segunda fase da Copa do Brasil.

Bola de latão. Náutico. Uma inesquecível comemoração no aniversário de 115 anos, com direito a homenagens aos ídolos do passado: eliminado da Copa do Brasil pelo Vitória da Conquista. Em 21 participações, o Timbu caiu pela quarta vez no torneio na primeira fase. Também dançou em 1992, 2001 e 2013. A Arena Pernambuco recebeu 2.506 testemunhas.

Bola de lixo. Fernando Collor. Ícone da política nacional, o senador (PTB/AL) é um dos grandes sustentáculos da CPI do Futebol. Titular da comissão, até agora não deu as caras. E já aconteceram 24 sessões.

Bola sete. “Gilmar Rinaldi e Dunga não estão fazendo questão alguma de serem respeitados, porque com um mínimo de vergonha na cara pegariam seus bonés, voltariam para Porto Alegre e tchau. Mesmo cozinhados em fogo brando, eles fingem que não é com eles” (de Juca Kfouri, no ‘Uol’, analisando o convite ao ‘professor’ Tite para assumir a amarelinha desbotada – o corintiano recusou).

Dúvida pertinente. É melhor ter Neymar na Rio-16 ou na Copa América?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

Palmeiras depende de um milagre de San Gennaro na Libertadores

Fernando Prass, uma das principais armas do Palmeiras na Libertadores

Palmeiras e soberano São Paulo são os preclaros representantes da pátria das chuteiras furadas que se encontram no balanço do bico da cegonha sem asas da Libertadores.

A situação mais delicada é a dos periquitos em revista, que voam com possibilidades de classificação entre 21% e 26%, de acordo com os matemáticos de plantão. Na última jornada, o Palmeiras terá de vencer o River do Uruguai por uma boa diferença de gols e torcer para o Rosario quebrar a cara contra o Nacional.

O Tricolor respira entre 33% e 35%, segundo os cálculos do ‘Infobola’ e ‘Chance de Gol’. Já o Corinthians e o Galo só perdem a classificação ao mata-mata das oitavas de final se o saci marcar um gol de bicicleta.

A vaga do Grêmio também está muito bem encaminhada, com mais de 60% de chances. Até agora, apenas duas equipes respiram a certeza de estar na próxima fase do torneio continental: Atlético Nacional, da Colômbia, e Toluca, do México.

A aritmética do ‘Infobola’

Grupo 1
River Plate – 94%
The Strongest – 73%
São Paulo – 33%
Trujillanos – eliminado

Grupo 2
Nacional – 93%
Rosario Central – 84%
Palmeiras – 21%
River/Uruguai – 2%

Grupo 5
Galo – 99%
Independiente Del Valle – 84%
Colo-Colo – 17%
Melgar – eliminado

Grupo 6
Toluca 100%
Grêmio – 63%
LDU – 21%
San Lorenzo – 16%

Grupo 8
Corinthians – 99%
Cerro Porteño – 69%
Santa Fé – 32%
Cobresal – eliminado

A matemática do ‘Chance de Gol’

Grupo 1
River Plate – 95,5%
The Strongest – 65%
São Paulo – 35,5%
Trujillanos – eliminado

Grupo 2
Nacional – 98,6%
Rosario Central – 75,3%
Palmeiras – 26,1%
River/Uruguai – 0,02%

Grupo 5
Galo – 99,9%
Independiente Del Valle – 86,3%
Colo-Colo – 13,7%
Melgar – eliminado

Grupo 6
Toluca 100%
Grêmio – 78,6%
LDU – 17,1%
San Lorenzo – 4,3%

Grupo 8
Corinthians – 99,9%
Cerro Porteño – 54,5%
Santa Fé – 45,6%
Cobresal – eliminado

                                                                    ############

Pica-Pau corintiano. O atacante Lucca está se achando. Depois de Criciúma, Raposa e Corinthians chegarem a um acordo para bater o martelo e concretizar a transferência, o jogador pediu apenas R$ 400 mil mensais para a xepa, ao longo de cinco temporadas. O mandachuva e raios do Corinthians, Roberto de Andrade, quase caiu da cadeira ao conhecer a proposta do atleta. O clube ofereceu R$ 200 mil mensais. Mas pode aumentar o nível do café no bule para R$ 250 mil. Lucca está emprestado pelo Criciúma até 31 de maio. A equipe catarinense topou ceder 50% dos direitos econômicos do jogador por R$ 4 milhões. A Raposa embolsará R$ 1 milhão por 10%.

Pitaco do Chucky. O sensacional Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago, chega à última rodada da primeira fase se arrastando mais que cobra.

Zapping 1. A plim-plim abre champanhe: Santa Fé x Corinthians, pela Libertadores, obteve 30 pontos de audiência na grande Pauliceia entregue às traças, com 40% de share (TVs sintonizadas). É o melhor ibope do futebol em São Paulo, considerando-se apenas os jogos entre clubes, segundo Duda Lopes, do ‘Máquina do Esporte’. O recorde anterior pertencia ao primeiro duelo entre corintianos e colombianos, disputado no Itaquerão, minha casa minha vida, com 26 pontos. Na Cidade Maravilhosa das balas voadoras, Tombense x Fluminense, pela Copa do Brasil, conseguiu 20. Cada ponto em SP equivale a 67 mil domicílios ligados; no RJ, 42 mil.

Caiu na rede. Plim-plim perde gol do Corinthians em Bogotá: pode isso, Arnaldo?

Zapping 2. A Globo alterou o horário de São Paulo x River Plate na próxima quarta, no Morumbi. A bola vai rolar às 21h45 e não mais às 19h30. Como o embate do Corinthians contra o Santa Fé foi antecipado, a emissora ficaria sem ludopédio. O soberano vai tapar o buraco da grade. Será o primeiro jogo do São Paulo na telinha na fase de grupos. O plano era transmitir cinco confrontos do Corinthians e dois do Palmeiras. A princípio, o duelo da última quarta seria Rosario x Palmeiras.   

Zé Corneta. Cleiton ‘Cintura’ Xavier: saúde é o que interessa, o resto não tem pressa.

Bem, amiguinhos. Com o massacre de 6 a 0 no Trujillanos, o Tricolor tornou-se o time brasileiro com mais vitórias na história da Libertadores. A equipe soma 87 triunfos, um a mais que a Raposa. O Palmeiras aparece em terceiro, com 77, à frente de Grêmio (75), Peixe (63), Corinthians (58), Flamengo (54), Saci colorado (53), Galo (29) e Fluminense e Vasco (10). Os reis da cocada são os uruguaios Nacional e Peñarol, com 152 vitórias cada. O River Plate tem 149.

Sugismundo Freud. Não há calor na vitória sem a chama do entusiasmo.

Bem, diabinhos. O senador pitbull Romário ficou preocupadíssimo com as ações da dupla Dunga/Gilmar Rinaldi no STF e no conselho de ética do Senado por injúria e difamação. ‘Em relação à volta de Dunga para a seleção, eu sempre falei o que entendo: hoje, mais do que nunca, está claro que o Dunga não tem condição nem psicológica de continuar no comando, e Gilmar Rinaldi a gente continua sabendo que ele continua trabalhando como agente de futebol’, fuzilou o Baixinho. 

Dona Fifi. Depois de 44 jogos e dois gols, o atacante Fernandinho trocará o Grêmio pelo Flamengo. Ele permanecerá no Urubu até dezembro. Os clubes racharão o salário de R$ 350 mil.

Vassourada. O popular Caça-Rato, o atacante Max e mais 14 jogadores entraram na barca do Guarani após o fracasso da equipe na Série A2 do Paulistinha. O novo chefão, Horley Senna, decidiu limpar a área para o novo ‘professor’, Chamusca.

Gilete press. De Marluci Martins, no ‘Extra’: “O vice de comunicação do Flamengo, Antonio Tabet, um dos criadores do ‘Porta dos Fundos’, usou o Facebook para desabafar contra a campanha de boicote ao canal, após a publicação de um vídeo que ironiza a delação premiada. ‘Esse revanchismo bobo só fomenta o ódio. Incentivar a censura ou a intolerância nada mais é que um recibo de que você pode ser tão fascista quanto os fascistas que critica’, escreveu. Tem razão. A colocação é tão pertinente, que Tabet poderia fixá-la nas paredes da Gávea e do Ninho do Urubu, onde incentivam a censura e a intolerância contra jornalista.” Muy good.

Twitface. Pelo tilintar das moedas cada vez mais baixo na Sauber, o piloto brasileiro Felipe Nasr deve ficar a pé logo, logo.

Tititi d’Aline. O recado de ‘Muriçoca’ Ramalho já chegou à diretoria: não quer mais saber de invasão da torcida no Ninho do Urubu, como aconteceu há poucos dias. Quer tranquilidade para trabalhar. Acha que o Flamengo também deve dar exemplo e acabar com algumas regalias dadas aos anjinhos organizados pelo diabo.

Você sabia que… a Argentina roubou da Bélgica o primeiro lugar no ranking da mamãe Fifa, enquanto a amarelinha desbotada do mestre Dunga caiu do sexto para o sétimo lugar?

‘Bola de ouro’. CBF. Disposto a dar uma guinada de 360 graus na pátria das chuteiras furadas, o Circo Brasileiro de Futebol recusou os préstimos do ‘professor’ argentino Jorge Sampaoli para dirigir a amarelinha desbotada. Campeão da Copa América com o Chile, ele está desempregado desde janeiro. A casa maldita do esporte bretão optou por manter Dunga. 

Bola de latão. Mídia caolha. Anda impossível no verde-amarelo. Um dos gênios, que adora dar lição de jornalismo, considerou ‘irrelevante’ o gol impedido de Barrios diante do Rosario. Ah, se fosse contra um time brasileiro…

Bola sete. “Em todo lugar que chego, a primeira coisa que me perguntam é sobre corrupção no Brasil. Isso deixa a gente chateado. Quem vive aqui sofre. E quem sai para viajar tambêm” (de Pelé, à ‘Folha’ – Brasil sil sil).

Dúvida pertinente. ‘Rei’ Pelé, novo garoto-propaganda do Hospital Albert Einstein? 

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

Palmeiras sobrevive na Libertadores; Corinthians e Galo colocam a mão na vaga

Menino Jesus: dois gols e expulsão contra o Rosario Central

Uma superquarta sem vitória brasileira na Libertadores. Dois empates (Palmeiras e Corinthians) e uma derrota (Galo). Há, porém, o que se comemorar: os periquitos em revista ainda continuam vivos, só que não dependem apenas das próprias forças para chegar ao mata-mata. O time corintiano praticamente garantiu a classificação às oitavas de final. E a equipe mineira segue na liderança da chave.

Em um jogaço na Argentina, o Palmeiras esteve muito perto da conquista dos três pontos. Por duas vezes comandou o placar (gols do menino Jesus), mas acabou permitindo a virada ao Rosario Central (Donatti, Cervi e Marco Rubén, de pênalti). Ficou com 10 (Jesus foi expulso), não jogou a toalha e empatou com Barrios, em impedimento.

A heroica equipe do mestre Cuca acertou duas vezes a trave. Pela primeira vez o time jogou com três zagueiros, Thiago Martins, Edu Dracena e Vitor Hugo. Não agradou.

Com o 3 a 3, o Palmeiras agora precisa vencer o River Plate do Uruguai, na mansão Allianz Parque, e esperar pelo resultado de Nacional x Rosario. A classificação do grupo 2: 1) Rosario e Nacional, 8 pontos; 3) Palmeiras, 5; 4) River, 2. Nesta quinta, tem River x Nacional.

No estádio El Campín, em Bogotá, o Corinthians ficou no 1 a 1 com o Santa Fé. Depois de disputar um péssimo primeiro tempo, quando conseguiu a proeza de não acertar um chute a gol, a equipe do ‘professor’ Tite melhorou no segundo e arrancou um ponto precioso.

O time colombiano abriu o placar com Otero. Merecidamente porque dominou a partida ao longo dos 45 minutos iniciais. Em vantagem, recuou na etapa final e permitiu ao Corinthians empatar com Elias. Antes, Lucca acertara um torpedo na trave. No final, Cássio segurou o resultado.

Na última rodada do grupo 8, o time corintiano necessita de um ponto contra o fraquíssimo Cobresal, no Itaquerão, minha casa minha vida. Dependendo de outros resultados, pode até carimbar a vaga com uma derrota.

Cobresal e Cerro se enfrentam na próxima quarta. A situação da chave: 1) Corinthians, 10 pontos; 2) Santa Fé, 8; 3) Cerro Porteño, 7; 4) Cobresal, 0.

Pelo grupo 5, em Sangolqui (Equador), o Galo perdeu a invencibilidade na Libertadores: apanhou de 3 a 2 do Independiente Del Valle. O time mineiro disputou uma das piores partidas desta temporada, principalmente no primeiro tempo, quando levou três gols – Sornoza (2) e Cabezas. O Galo descontou com Lucas Pratto e Júnior Urso.

Apesar do fracasso, o time de Aguirre continua numa boa: lidera a chave, com 10 pontos. O Independiente também tem 10, mas perde no saldo (4 a 3). O Colo-Colo acumula cinco e pega o lanterna Melgar nesta quinta. Na última jornada, o Galo enfrentará o medíocre Melgar, em BH.
                                                          ############

Pica-Pau soberano 1. Mais que festejar a maior goleada da equipe em participações na Libertadores e aderir ao oba-oba da torcida e da mídia branca, vermelha e preta (‘o campeão voltou’), a cartolagem do São Paulo deveria reunir o elenco e aplicar uma bela multa. É inadmissível que o time se encontre em uma situação complicada para chegar ao mata-mata por causa do empate em 1 a 1 com o Trujillanos fora de casa. O River Plate, próximo adversário do Tricolor, deixou os venezuelanos de quatro no campo do adversário.

Pitaco do Chucky. Trujillanos, o melhor mamão com açúcar da Libertadores.

Pica-Pau soberano 2. Havia muito tempo que não se via uma equipe tão medíocre no torneio continental. Certamente ganharia uma cadeira cativa na quarta divisão do Brasileiro. ‘Não me recordo de ter visto no futebol profissional um time tão frágil. Seus jogadores pareciam ter saído de uma pelada entre casados e solteiros’, carimbou o empresário e corneteiro-mor Abilio Diniz.

Sugismundo Freud. Quem rouba um ovo roubará um boi.

Novo periquito. Mesmo com um elenco inchado, o Palmeiras continua contratando. Roger Guedes, 19 anos, é o nono reforço desta temporada. O gerente remunerado Alexandre Mattos topou comprar 25% dos direitos econômicos do atleta, mais 25% até dezembro. O Criciúma ainda receberá alguns jogadores. Mestre Cuca não pediu contratações. O Palmeiras já conta com pelo menos quatro jogadores para atuar como Roger Guedes, pelo lado do campo: Gabriel Jesus, Erik, Rafael Marques e Dudu.

Zé Corneta. Massa é só fumaça na Fórmula 1. Não anda nem com as preces turbinadas de Galvão.

Bem, amiguinhos. ‘Piscinero’ ou não, Neymar é o jogador mais caçado na Champions. Ele comanda o ranking dos que mais sofreram faltas no torneio, com 25. O levantamento é do jornal ‘Mundo Deportivo’. Na vitória do Barça sobre o Atlético de Madrid, Neymar foi agraciado com cinco infrações. Em segundo lugar aparecem Hulk (Zenit) e Willian (Chelsea), com 24. Como ficou fora de três jogos, o hermano Messi aparece com 13 faltas.

Dona Fifi. A H1N1 derrubou o ginasta Caio Souza, da seleção. Ele está internado num hospital de São Paulo.

Bem, diabinhos. Pau que nasce torto não tem jeito… Helder Alves Martins, o corintiano que assumiu a autoria do disparo que matou o garoto boliviano Kevin Espada, em 2013, foi preso no último domingo por atacar três palmeirenses após o Derby. Hoje com 20 anos, Helder e outros anjinhos organizados pelo diabo voltavam do Pacaembu em um ônibus quando foram provocados pelos palmeirenses, segundo a ‘Folha’. Eles desceram e bateram nos rivais. A PM deteve 27 pessoas. Ninguém ficou preso.

Caiu na rede (by ‘Piauí Herald’). Dilma cancela judô e caratê na Olimpíada. Não vai ter golpe.

Gilete press. De Vera Magalhães, em ‘Veja’: “O técnico Dunga e o coordenador da CBF, Gilmar Rinaldi, reagiram aos ataques feitos a eles pelo senador Romário (PSB-RJ) no ano passado e contra-atacaram em duas frentes. Valendo-se da imunidade parlamentar, o senador fez críticas pessoais e levantou suspeitas sobre a dupla, dizendo que havia interesses por trás das convocações da seleção brasileira. Agora, eles ingressaram no Supremo Tribunal Federal (STF) com duas queixas-crime contra Romário, alegando que a manifestação extrapola a atuação parlamentar, informa Leslie Leitão. A mesma reclamação foi protocolada no Conselho de Ética do Senado, por quebra de decoro.” Chama o Pluto!

Twitface. Se o Leicester ganhar o primeiro título da Premier League em seus 132 anos de história, o prefeito da cidade promete batizar ruas com o nome dos heróis.

Tititi d’Aline. O Peixe nada em um redemoinho de emoções: fechou a última temporada com um rombo de R$ 78 milhões no caixa. A escalada de sucesso: prejuízo de R$ 58,9 milhões em 2014 e de R$ 40,6 milhões em 2013. Balanço das horas sem ponteiros: mais de R$ 177 milhões no cheque especial em três anos.

Você sabia que… Pep Guardiola acumula 114 vitórias, 18 empates e 18 derrotas em 150 jogos no comando do Bayern de Munique, com aproveitamento de 80%?

Bola de ouro. Rangers. Depois de comer o pão que até o diabo recusou, o time voltou à elite escocesa. Em 2012, o clube decretou falência e foi rebaixado para a quarta divisão. O Rangers é o maior campeão escocês, com 54 canecos.

Bola de latão. Gilmar Rinaldi. O coordenador da amarelinha desbotada está no bico do corvo, mas tenta vender a imagem de que continua cheio de moral no Circo Brasileiro de Futebol. Ele e o mestre Dunga dependem de bons resultados na Copa América para seguir no comando dos anões.

Bola de lixo. Abby. Wambach. A ex-jogadora da seleção americana de futebol, bicampeã olímpica (2004/12), confessou ter usado maconha e cocaína até os 25 anos. A revelação foi feita pela ex-atleta à polícia, após ser detida no fim de semana por dirigir alcoolizada. Wambach, 35, se aposentou em outubro do ano passado.

Bola sete. “Wallace continua intocável [no Flamengo]. Vai entender… Cabeça de técnico é mesmo igual a ‘kinder ovo’, uma caixinha de surpresa” (de Aurino Leite, no ‘Lance’ – fato).

Dúvida pertinente. O Palmeiras chegará ao mata-mata?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Fecham-se os portões e termina o espetáculo: aqui jaz o futebol paulista

Anjinhos organizados pelo diabo aproveitaram o Derby do Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago, para destilar um animalesco vandalismo por vários pontos da cidade de São Paulo.

Trocaram amabilidades na estação São Miguel Paulista da CPTM (um homem que não estava envolvido na selvageria morreu baleado); na estação Brás do metrô, com direito a bombas e depredação de vagões; no bairro Jardim São Francisco, em Guarulhos; e próximo ao Metrô Clínicas.

Mais de 50 bárbaros travestidos de torcedores palmeirenses e corintianos foram detidos com pedras, paus, pedaços de ferro, bombas… Nenhum deles, porém, ficou preso. Todos ganharam a liberdade após assinatura de um termo circunstanciado e responderão judicialmente pela troca de carinhos.

Em 2014, de todos os crimes relacionados a futebol, apenas 3% foram punidos, de acordo com o sociólogo Maurício Murad.

Preocupadíssimo com a situação, que se repete ao longo de muitos anos, o governo de São Paulo decidiu vender geladeira a esquimó depois de uma reunião entre a ilibada Federação Paulista de Futebol, as Polícias Militar e Civil, a Promotoria do Estado e a Secretaria de Segurança Pública: até 31 de dezembro, os clássicos em São Paulo terão torcida única, a do clube mandante.

Outras resoluções: compra de ingressos apenas online, com o cadastro prévio dos compradores, e proibição de faixas, adereços, instrumentos musicais ou qualquer identificação nos estádios.

Passando a régua: é o reconhecimento da incompetência das autoridades, da falência do Estado, do triunfo da bandidagem. O verdadeiro torcedor que se exploda e compre camisa do Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique ou Manchester United para o filho poder passear pelas ruas do bairro.

Ou seja, na ‘ilha da fantasia do mestre Tattoo’ é sempre mais fácil punir a maioria do que enquadrar a minoria. Lei? Ora, lei…

A marcha fúnebre:

“Resolveu-se que os clássicos em São Paulo serão disputados com torcida única, como na Argentina, onde os barras bravas continuam a se matar nas ruas, como acontecerá em São Paulo” (de Juca Kfouri, no ‘Uol’).

“Transformar os transtornados estádios em guetos intolerantes é institucionalizar a intolerância. Por absoluta falência – mais uma – das autoridades” (de Mauro Beting, da ‘Fox’).

“Sem os briguentos do outro lado, o ódio vai recair contra o time visitante, arbitragem e até jornalistas. É uma medida velha e ineficaz. Fechar os portões é transferir a culpa para quem não tem culpa de nada” (de Robson Morelli, no ‘Estadão’).

“Com um mínimo de ação política e respeito às leis já existentes, daríamos um passo gigantesco para minimizar o problema. Não é difícil colocar os marginais na cadeia” (de Paulo Calçade, na ‘ESPN’).

“É covardia do Estado. Não vai adiantar nada. É a mesma coisa que chupar bala com papel” (de José Luiz Datena, na ‘Band’).

“É a falência do futebol, do Estado. O problema é social. Torcida única não foi eficaz em nenhum lugar do mundo” (Gaviões, Mancha e Independente).

“A única saída para o momento é trabalhar em uma emenda constitucional que proíba as organizadas. Elas usam o futebol de pano de fundo e viram terroristas, se juntando para matar, espalhar o medo e afastar o torcedor do estádio” (do promotor Paulo Castilho).
                                                        ############

Tricolor arrasa 1. O soberano São Paulo aproveitou o mamão com açúcar venezuelano e tirou a barriga da miséria. A equipe goleou o Trujillanos por 6 a 0, no Morumbi (18.561 torcedores). Um resultado histórico: nunca o Tricolor havia conquistado um triunfo com tantos gols no torneio continental. O recorde pertencia aos 5 a 0 contra o Jorge Wilstermann (1974) e Bolívar (2013). Em apenas 24 minutos de jogo, o time são-paulino marcou três gols na medíocre equipe da Venezuela.

Tricolor arrasa 2. A grande estrela da partida foi o hermano Calleri, com quatro gols – primeiro jogador do São Paulo a fazer a quadra na Libertadores. Kelvin e João Schmidt completaram a festa. Com o triunfo, o Tricolor subiu para a segunda colocação do grupo 1, com cinco pontos. O River Plate também tem cinco, mas um jogo a menos e perde no saldo de gols. The Strongest lidera, com sete. O Trujillanos carrega a lanterna, com um.

Pitaco do Chucky. ‘Dilma’ com um barulho desses! 

Xeque-mate. O ‘professor’ Dunga e o coordenador Gilmar Rinaldi foram abençoados pelo imperador ostentação Del Nero em reunião no Circo Brasileiro de Futebol: se a bola da amarelinha desbotada continuar murcha na Copa América, em junho, tchau e bom chimarrão às margens do Guaíba. Mesmo licenciado, Del Nero comandou o encontro. O coronel Nunes, presidente interino, limitou-se a dizer amém, no melhor estilo rainha da Inglaterra.  

Zé Corneta. Funk do imperador ostentação Del Nero: tá tranquilo, tá favorável, tá investigado, tá indiciado, tá escondido.

Bem, amiguinhos. Com dois gols de Suárez, o Barcelona derrotou o Atlético de Madrid, por 2 a 1, na abertura das quartas de final da Champions. O Atlético saiu na frente com Fernando Torres, que foi expulso ainda no primeiro tempo, facilitando a virada do Barça no segundo. Neymar foi um dos destaques do Barça, que joga por um empate na partida de volta. Em Munique, com um gol de Vidal a 90 segundos, o Bayern bateu o Benfica.  

Sugismundo Freud. Visão sem ação é sonho; ação sem visão é pesadelo.

Bem, diabinhos. Os anjinhos do octógono que se cuidem! A pedidos da Usada (agência americana antidoping), a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) deve realizar testes nos lutadores de MMA. A ordem é apertar o cerco às drogas no esporte. ‘Mata-leão’.

Dona Fifi. ‘São’ Prass e outros goleiros acabaram com a história de que pênalti é meio gol.

Que dureza! Atolado em dívidas superiores a R$ 25 milhões, o ex-piloto Emerson Fittipaldi quebra a cabeça para encontrar uma saída em Miami. Mais precisamente numa choupana de US$ 4,5 milhões (R$ 16 milhões), adquirida em 2015. A velha pensão, com 620 metros quadrados, cinco quartos e sete banheiros, está à venda por US$ 3 milhões. Bicampeão mundial de F-1, Rato responde a mais de 50 ações na Justiça brasileira. Deve até para um posto de gasolina de Araraquara, que abastecia os veículos de sua fazenda. Calote de R$ 60 mil.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Temendo perder feriados da Copa, povo vai às ruas protestar contra Dunga.

Gilete press. Deu no jornal ‘Lance’: “O pedestre, alvejado por um tiro de autor desconhecido, é a 296ª vítima ligada ao futebol desde outubro de 1988. A violência está espalhada pelo Brasil, não escolhe as cores dos clubes, sotaque das pessoas, costumes de cada local nem tamanho da rivalidade. A selvageria ocorre em todas as regiões do país. Acobertada pela impunidade, que faz com que poucos sejam presos.” Na mosca.

Tititi d’Aline. A Raposa não quer conversa. Exige R$ 8 milhões do Vasco pelos direitos econômicos do colombiano Riascos (14 gols), cedido por empréstimo até o final do Carioquinha.

Você sabia que… o Peixe não morre no aquário da Vila Belmiro há cinco anos em jogos do Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago?

‘Bola de ouro’. Barueri. Uma campanha irrepreensível na Série A3 do Paulistinha: 19 jogos, 19 derrotas (uma delas por W.O). Oito gols a favor e 78 contra. Em 2017, o time disputará a quarta divisão… se não fechar as portas.

Bola de latão. Guilherme. A Fiel aguarda com ansiedade a estreia do meia. Cansou do blá-blá-blá do ‘professor’ Tite sobre a adaptação do jogador. 

Bola de lixo. Earvin N’Gapeth. Estrela da seleção francesa de vôlei e melhor jogador da última Liga Mundial, ele foi condenado a três meses de prisão e ainda terá de pagar multa de 3 mil euros (R$ 12,3 mil) por agredir o controlador de um trem.

Bola sete. “O Brasil parece a seleção de Dunga. Cada dia com sua agonia” (de Ancelmo Gois, no ‘Globo’ – é vero).

Dúvida pertinente. Mestre Dunga deve comandar a equipe principal e a olímpica ou sair de circulação?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Campeã olímpica desce a lenha na decisão da Superliga: chega de ser refém da TV

Walewska, 10 anos a serviço da seleção brasileira de vôlei

Somos todos campeões e absolutamente simpáticos ao vôlei. Só interessa saque dentro da quadra. O importante é o entretenimento. Por isso, nada mais justo do que ignorar a bronca de uma campeã olímpica em Pequim/08.

Pouco ou quase nada se falou sobre o protesto de Walewska, do Praia Clube, ao final da Superliga contra o Rio de Janeiro, em Brasília. Aos 36 anos, a jogadora desceu o sarrafo no horário da partida (9 horas), na vaquinha de presépio em que se transformou o esporte para ter mais visibilidade na telinha.

‘A gente é muito refém da televisão. Ninguém pergunta ao atleta sobre o que é melhor’, fuzilou Walewska, 1,90m e dona de um currículo invejável de conquistas, com direito a 10 anos de ótimos serviços prestados à seleção brasileira.

Ela contou que foi obrigada a dormir por volta das 21 horas de sábado e acordar às 6 horas de domingo, porque a decisão do título começaria três horas depois. ‘É uma falta de respeito com as jogadoras. Precisa ter uma comissão de atletas para rever a situação. Nós nunca somos questionadas’, protestou Walewska.

A jogadora revelou ao blogueiro Daniel Brito, do ‘Uol’, que mudou a rotina nos últimos quatro dias, acordando de madrugada, para se acostumar com o horário determinado pela TV, a fim de aguentar o tranco em quadra. ‘Suportei bem, mas à noite vou estar quebrada’, disse a medalhista de ouro na China. Indignada, com razão. É uma vergonha a submissão do esporte (todos) aos caprichos da TV.

Por falar em telinha… Palmeiras x Corinthians, pelo Paulistinha, rendeu ótimos frutos ao ibope da plim-plim na grande Pauliceia entregue ao bangue-bangue. O Derby cravou 25 pontos. Na Band, ele atingiu seis.

Antes, a maior audiência do estadual pertencia a Corinthians x São Paulo, com 28 pontos na soma de Globo e Band. Na plim-plim, o recorde do futebol entre clubes permanece com Corinthians x Santa Fé, pela Libertadores: 26 pontos.

Na Cidade Maravilhosa das facas assassinas, Vasco x Volta Redonda decepcionou. A Globo marcou 17 pontos e a Band dois.

Já o GP de Bahrein de Fórmula 1 obteve 10 pontos, um a mais que a final da Superliga. Cada ponto em SP equivale a 67 mil domicílios sintonizados; no RJ, 42 mil.
                                                        ############

Pitaco do Chucky. Nos últimos seis anos, a marcha fúnebre tocou 113 vezes em brigas do futebol. Os coveiros da bola agradecem a impunidade na ‘ilha da fantasia do mestre Tattoo’.

Bem, amiguinhos. Suspense olímpico: o governo ainda não confirmou se a presidenta Dilma Rousseff receberá a tocha na chegada a Brasília, em 3 de maio. De acordo com o novo ministro do Esporte, Ricardo Leyser, há alternativas. Detalhe: Dilma será presidenta nesta data? Ou será Temer? O pódio deles, o suor é nosso.

Zé Corneta. Tite insiste com André, Bauza Patón com Centurión e Galvão com Massa. 

Bem, diabinhos. Não convide para um piquenique o gerente remunerado do Palmeiras, Alexandre Mattos, e o meia Lucas Lima, do Peixe. Até agora, os palmeirenses não digeriram a gozação do santista após a derrota dos periquitos para o Água Santa. Mattos fuzilou o jogador depois do triunfo no Derby: ‘A vitória também foi boa para um babaca aí, que fica falando do Palmeiras e nunca foi campeão’. Pugilato à vista!

Sugismundo Freud. Muita trovoada é sinal de pouca chuva.

Happy birthday. Meia Cleiton Xavier comemora 230 dias sem jogar. Entrou em campo pela última vez em 19 de agosto de 2015. O Palmeiras já realizou 44 jogos sem o jogador. Em seu retorno ao ninho dos periquitos em revista, Cleiton Xavier disputou 17 confrontos; na primeira passagem, 107 partidas. O nobre presidente Paulo Nobre mantém a fé: ainda dará grandes alegrias. 

Dona Fifi. Emerson Fittipaldi, uma tremenda capotada nos negócios: R$ 27 milhões em dívidas. Falência à vista! 

Caiu na rede. Após a vitória no Derby, os palmeirenses entupiram as redes sociais de incentivos aos coirmãos corintianos. A eles: ‘O que atrapalhou Tite foi a cucabilidade’; ‘Boa noite gambazada… durmam em Prass’; ‘Cuca: tomei água santa e fiz um milagre…kkkk’; ‘Prass: eu cato pênalti… Cássio: eu cato borboleta’; ‘O iceberg começou a derreter’; ‘Freguês bom é freguês fiel’. Pano rápido!

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’: “Apesar da incerteza de que a seleção melhoraria com um novo técnico, está na hora de Dunga e de Gilmar Rinaldi saírem, desde que o técnico seja Tite, mesmo com seu ‘titês’. Não pode ser qualquer um. Tite se preparou para isso. Tite deveria assumir imediatamente, com urgência. É muito difícil, mas é preciso vencer e, ao mesmo tempo, iniciar um novo futuro para o time brasileiro. Futuro não é destino. Futuro é o que será construído.” Bingo!

Twitface. A Suderj informa o placar do jejum de gols dos principais atacantes do futebol carioca: Fred ‘Slater’ 7 jogos x 5 Guerrero.

Tititi d’Aline. Bicampeã olímpica (Atenas/04 e Londres/12), a ex-jogadora da seleção americana de futebol Abby Wambach passou boas horas na cadeia. Motivo: foi presa por dirigir embriagada pelas ruas de Portland, no estado de Oregon. A estrela de 35 anos foi parada pela polícia por volta das 23 horas de sábado, depois de avançar com o carro em um sinal vermelho. Reprovada no teste do bafômetro, ela foi detida.

Você sabia que… 2013 foi o ano mais violento fora das quatro linhas nas últimas seis temporadas do ludopédio nacional, com 30 mortes?

Bola de ouro. Novak Djokovic. Rei da bolinha e do café no bule: US$ 98,2 milhões (R$ 350 milhões) em prêmios ao longo da carreira, US$ 300 mil a mais que Roger Federer, o ex-recordista em levantar grana para a xepa no tênis. 

Bola de latão. Peixe. A Justiça condenou o clube a pagar R$ 74 milhões ao grupo Doyen Sports, que emprestou a grana para a contratação do atacante Leandro Damião, em 2013. Como o jogador conseguiu a liberação do Santos e se tornou atleta livre pela Fifa, o Peixe agora tem de ressarcir a Doyen. O clube deve recorrer e oferecer o CT para penhora.

Bola de lixo. Ferroviária. É 8 ou 80: depois de ganhar as manchetes como sensação do Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago, o time de Araraquara luta contra o rebaixamento. Dos últimos sete jogos, a equipe ganhou apenas um. E o ‘professor’ português Sérgio Vieira sambou.

Bola sete. “Flamengo sonha em vender o prédio no Morro da Viúva por uns R$ 160 milhões. O desejo do clube é usar o dinheiro para construir um novo estádio, na Gávea, para 40 mil pessoas” (de Ancelmo Gois, no ‘Globo’ – chega de MST).

Dúvida pertinente. Mestre Cuca cortou o salto alto do ‘professor’ Tite?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

‘São’ Prass rouba a cena, defende 9º pênalti em um ano e Palmeiras derruba Corinthians

Fernando Prass, um paredão a serviço do Palmeiras

Mais uma vez, ‘são’ Prass roubou a cena num jogo contra o Corinthians. Ele defendeu um pênalti, cobrado por Lucca, e incendiou o Palmeiras. Que, na sequência, marcou o gol da vitória (Dudu) no Derby do Pacaembu (21.219 pagantes).

Em menos de um ano, o goleiro palmeirense defendeu nove pênaltis: Petros, Elias e Lucca (Corinthians), Marinho (Raposa), Gustavo Scarpa (Fluminense), Gustavo Henrique (Peixe), Fernández e Ramírez (Nacional) e Ruben (Rosario). Um terror para os adversários na marca da cal.

Com o triunfo, os periquitos em revista quebraram um tabu de 21 anos sem superar o Corinthians no Pacaembu. De quebra, deram importante passo à classificação para as quartas de final do Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago.

Já o time corintiano, garantido com folga na próxima fase, colecionou o quarto jogo sem vencer o coirmão. Acumula agora duas derrotas e dois empates.

Chances de gol: 1 a 1. A frieza dos números é implacável: o primeiro tempo do Derby foi de doer. O Palmeiras abusou das bolas levantadas para a área, enquanto o Corinthians tentou surpreender nos lançamentos diretos da defesa para o ataque, principalmente pela esquerda com Lucca.

Nenhuma das equipes obteve sucesso. O Palmeiras procurou tomar mais a iniciativa, com o menino Jesus se mexendo por todos os setores do ataque. Já o corintiano André foi uma figura decorativa na peça ofensiva. As defesas levaram vantagem com facilidade.

O Palmeiras voltou mais ligado no segundo tempo. E, aos 8, Cássio salvou o desinteressado Corinthians: Jesus cruzou, Alecsandro apareceu sozinho na pequena área, bateu no canto e o goleiro pegou.

Mesmo sem criatividade no meio de campo e apático na frente, o burocrático Corinthians ainda achou um pênalti, aos 27: Giovanni Augusto desceu pela direita e foi derrubado por Thiago Martins. Lucca cobrou e ‘são’ Prass defendeu. O Corinthians perdeu o terceiro pênalti em dois jogos. E a estrela de Prass brilhou novamente contra o coirmão.

A festa palmeirense continuou na sequência. Após cobrança de falta, Zé Roberto tocou de cabeça e Dudu (não estava impedido, desculpe a nossa falha), conferiu para as redes. O baixinho de 1,66m aproveitou falha do gigante Cássio, 1,95m, tocou de cocuruto.

Daí em diante, o Palmeiras tratou de garantir o triunfo, que certamente dará moral incrível ao time para o decisivo duelo contra o Rosario Central, fora de casa, pela Libertadores. É vencer ou vencer. Yes, we can.

                                                    ############
Sugismundo Freud. O palanque ainda vai desabar.

Pica-Pau das Laranjeiras. Depois de atrair 2.558 torcedores ao jogo contra o Bangu, o Fluminense voltou a despertar paixões na Taça Guanabara. O Tricolor provocou o maior engarrafamento no entorno do Moacyrzão, em Macaé. Nada menos que… 1.264 testemunhas acompanharam a vitória sobre o Madureira por 3 a 1. A renda atingiu R$ 33.200. No embate contra o time de Moça Bonita, as bilheterias amealharam R$ 52.165. Total: R$ 85.365. Ou 10 vezes menos que o salário do atacante Fred ‘Slater’. Viva o Carioquinha!

Pitaco do Chucky. Casemiro e Marcelo: gigantes do Real Madrid ignorados no mundo dos anões de Dunga.

Bem, amiguinhos. Dia sim e outro também, o imperador ostentação Del Nero recebe uma chuva de e-mails pedindo a troca de Dunga por Tite. O presidente interino, coronel Nunes, já disse que não pretende meter a colher em cumbuca alheia. Tá tranquilo, tá favorável.

Zé Corneta. Soberano Tricolor: errar uma vez é humano, duas pode ser compreensível, mas cinco de seis pênaltis é total incompetência e absoluta falta de treinamento.

Bem, diabinhos. Calma torcida são-paulina, o time do ‘professor’ Bauza Patón ainda está em construção. Faltam apenas mais 19 dos 20 andares para o hermano acertar parte da equipe. Nada que não se possa resolver até a virada do século.

Caiu na rede. Neymar, bandeirinha de escanteio no Barça: existe, faz parte do campo, mas tem pouquíssima utilidade.

Gilete press. De Luiz Zini Pires, no ‘Zero Hora’: “Quem acompanha os grandes e os pequenos times brasileiros e a Seleção ficou sem fôlego ao assistir Barcelona x Real Madrid, na Catalunha. Não se vê nada igual em nossos estádios. Não adianta tentar regular a TV. O Brasil joga em câmera lenta. Os jogadores dos dois times mais populares e ricos do mundo, todos milionários, correm muito. São intensos, ativos, múltiplos. Seguem as ordens táticas dos treinadores sem questionamentos, ao menos durante a partida. São obedientes. Não se escondem atrás do drible. Perder faz parte. Se entregar, não. Recheados de estrangeiros, os times espanhóis servem de exemplo ao futebol contemporâneo.” No alvo.

Dona Fifi. Quén, quén, quén… O Pato vai conquistando o Chelsea e o Corinthians reforça o estoque de velas a São Jorge.

Tititi d’Aline. Dono de oito títulos estaduais, o Atlético Roraima estreou no campeonato como superstar: apenas 10 jogadores contra o coirmão Baré por causa de problemas de inscrição. O lateral Zezinho foi improvisado no gol. E levou quatro. Detalhe: encarou o primeiro tempo sem luvas. O material só chegou no intervalo da partida.

Você sabia que… Fred ‘Slater’ não corre para o abraço há sete jogos no Fluminense?

Bola de ouro. Rio de Janeiro. As meninas comandadas pelo ‘professor’ Bernardinho justificaram a fama de bicho-papão, cortaram o Praia Clube (3 a 1) e conquistaram pela 11ª vez a Superliga de vôlei.

Bola de latão. Felipe Massa. Campeão de regularidade: mais um GP como coadjuvante.

Bola de lixo. CPI das Torcidas. Anda em ritmo alucinante na Câmara de São Paulo: ninguém quer nada com nada. Nas últimas cinco reuniões para discutir as amabilidades dos anjinhos organizados pelo diabo não houve quórum. Numa delas apareceu apenas um vereador. Resultado: no Derby deste domingo, houve vários conflitos entre palmeirenses e corintianos. Um homem morreu.

Bola sete. “Ninguém é ingênuo, purista, para acreditar, ou pelo menos não desconfiar, ainda mais neste momento por que passa a CBF e o país, que foi coincidência a seleção ter se hospedado no hotel do qual o ex-jogador Lúcio é sócio e, ao mesmo tempo, a CBF convidá-lo para ser o auxiliar pontual nos dois últimos jogos. Não estamos na Noruega” (do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’ – fato).

Dúvida pertinente. Mestre Cuca deu um nó tático no ‘professor’ Tite?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

De virada, Real Madrid acaba com a pose do Barcelona diante de 100 mil torcedores

Cristiano Ronaldo marcou o segundo gol do Real na virada sobre o Barcelona

O palco do Camp Nou estava armado para uma grande exibição do Barcelona, invicto há 39 jogos. Nada menos que 99.264 torcedores, o trio MSN (Messi, Suárez e Neymar) em ponto de bala, o argentino correndo atrás do gol de número 500 em ‘um cenário perfeito’, como chegou a dizer antes de a bola rolar, e uma vontade incrível de homenagear o ídolo holandês Johan Cruyff.

Os catalães, porém, se esqueceram de avisar o Real Madrid, principalmente o trio BBC (Bale, Benzema e Cristiano). Resultado: de virada, o time do ‘professor’ Zidane acabou com a pose do Barcelona. Benzema e Cristiano Ronaldo marcaram os gols de uma equipe muito bem armada, preenchendo todos os espaços do campo.

Contou ainda com excelente atuação de Marcelo, o lateral desprezado por Dunga na amarelinha desbotada, e Casemiro, um leão no meio de campo.

Com o resultado, o Barça estacionou nos 76 pontos e, agora, está a apenas seis do Atlético de Madrid, que goleou o Betis por 5 a 1. O Real Madrid, que havia perdido os dois últimos clássicos para o Barça, ocupa a terceira posição, com 69. A briga pelo título está aberta.

O primeiro tempo de ‘El Clasico’ não agradou. Excesso de faltas e poucas emoções. O Real Madrid entrou mais preocupado em se defender e tentar surpreender no contra-ataque. O Barcelona, por sua vez, procurou acuar o coirmão, com triangulações rápidas, principalmente pela esquerda.

Apesar de ter mais posse de bola, a equipe catalã criou apenas uma grande chance, aos 9 minutos de jogo: Neymar tocou para Luis Suárez, que furou na cara do gol. Aos 23, depois de jogada individual, Messi foi derrubado por Sergio Ramos na área, reclamou pênalti, mas o juiz Alejandro Hernández nada marcou.

Com o ex-volante são-paulino Casemiro se destacando no meio de campo, o Real Madrid só começou a oferecer perigo nos minutos finais, quando passou a explorar as avançadas do lateral Marcelo pela esquerda. Porém, sem exigir muito trabalho do goleiro Bravo.

O panorama não mudou no início do segundo tempo. O Barcelona continuou pressionando o Real Madrid. Aos 8 minutos, Navas operou um milagre num chute de Messi no ângulo esquerdo. Dois minutos depois, após cobrança de escanteio. Piqué apareceu de cabeça e abriu o placar.

O Real Madrid deixou a defesa de lado e, aos 16, Benzema empatou. Marcelo, um dos melhores em campo, tocou para Kroos, que bateu forte. A bola tocou na zaga, subiu e o centroavante conferiu de meia-bicicleta. Um golaço!

A equipe do Barça sentiu o golpe. O Real Madrid cresceu e passou a dominar as ações. Aos 35, Bale marcou, mas inexplicavelmente o juiz anulou. Na sequência, Cristiano Ronaldo recebeu na esquerda, chutou e a bola bateu na trave.

O Real Madrid não perdeu o pique nem quando ficou com 10 – Sergio Ramos foi expulso. Um minuto depois, aos 39, Bale cruzou da direita, Cristiano Ronaldo matou no peito, após falha de Daniel Alves, e fuzilou para o gol.

No desespero, o Barcelona procurou o empate, mas o trio MSN (Messi, Suárez e Neymar), sem inspiração, nada conseguiu. E o Barcelona sucumbiu diante do Real Madrid no dia em que homenageou um de seus maiores ídolos, o holandês Johan Cruyff, que morreu vítima de câncer.

                                                           ############

Flamengo empaca. O Urubu completou seis jogos sem vitória ao empatar com o Botafogo (2 a 2), em Juiz de Fora (16.150 pagantes). O Rubro-negro continua fora da zona de classificação na Taça Guanabara: sexta posição, com seis pontos. O Bota está em terceiro, com oito. Joel Carli abriu o placar para o Bota. Alan Patrick empatou. No segundo tempo, Rodrigo Lindoso fez o segundo da equipe botafoguense. Marcelo Cirilo livrou o Flamengo da derrota. Acorda, ‘Muriçoca’!

Pitaco do Chucky. Simplesmente de arrepiar as homenagens ao inesquecível Johan Cruyff antes do clássico espanhol. O futebol reverenciou o mito: ‘Gràcies Johan’.

Quén, quén, quén… E o Pato, hein? Mergulhou com a camisa do Chelsea pela primeira vez no Campeonato Inglês e confirmou a fama pé quente em estreias. O atacante brasileiro estufou a rede em cobrança de pênalti, sofrido por ele, na goleada sobre o lanterna Aston Villa. Pato também deixou sua marca quando debutou no Saci colorado, Milan, Corinthians e amarelinha desbotada. Só não correu para o abraço no primeiro jogo pelo soberano Tricolor. Pato começou no banco e entrou aos 22 minutos de jogo, no lugar de Rémy, lesionado. Além do tento, ele participou da jogada de outros dois. Pato foi emprestado pelo Corinthians ao time inglês no início do ano e virou motivo de piada na mídia por demorar a mostrar serviço. Sempre foi a terceira ou quarta opção do ‘professor’ holandês Guus Hiddink. O Corinthians sonha vendê-lo por R$ 40 milhões, mas topa negócio por menos.

Sugismundo Freud. Não há grandes realizações sem grandes riscos.

Bem, amiguinhos. Depois de deixar o Palmeiras de quatro, o Água Santa sofreu a maior goleada do Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago. A equipe perdeu de 7 a 2 da Ponte, no estádio Moisés Lucarelli (8.835 torcedores), em Campinas. A estrela do jogo foi Wellington Paulista, com quatro gols. Com o resultado, a Macaca, que estava ameaçada de rebaixamento, assumiu a liderança do grupo B, com 19 pontos, mesma pontuação do Ituano. O Palmeiras caiu para terceiro, com 18.

Zé Corneta. Robinho, mais três gols pelo Galo (7 a 2 no Villa Nova): pedaladas só para consumo interno? 

Bem, diabinhos. O Barcelona já avisou o Circo Brasileiro de Futebol: sente-se honrado com a presença de Neymar nos Jogos Olímpicos, em agosto, mas não admite cedê-lo também para a disputa da Copa América, nos EUA, entre 3 e 26 de junho. ‘É impossível liberá-lo para as duas competições. Neymar precisa descansar após duas temporadas muito fortes’, disse o presidente do Barça, Josep Bartomeu. E estamos conversados. Chora, Dunga!

Dona Fifi. O ‘professor’ Andrade, campeão brasileiro pelo Flamengo em 2009, completou um ano desempregado.     

Gilete press. Do treinador Guus Hiddink à ‘BBC’, explicando por que Pato demorou 63 dias para estrear no Chelsea: “Ele estava contando os dias e batendo na porta. Eu podia ter colocado depois de 14 dias ou três semanas, mas isso teria sido irresponsável. Ele não estava forte o suficiente para disputar a liga. Pato tinha de lidar com a competitividade e finalmente conseguiu dar esse passo.” Papo furado!

Caiu na rede. Casemiro matou a ‘Pulga’ argentina.

Tititi d’Aline. O coordenador da amarelinha desbotada, Gilmar Rinaldi, está tão preocupado com o futuro no Circo Brasileiro de Futebol, mas tão preocupado, que usou as redes sociais para informar que passaria o fim de semana na paradisíaca Ilhabela. ‘Pode não ser o paraíso, mas é bem parecido’, lembrou o solerte Rinaldi. Que, a exemplo do amigo de fé Dunga, balança mais no cargo que pau de arara.

Você sabia que… o Palmeiras fechou fevereiro com um lucro de R$ 6 milhões?

Bola de ouro. Fernando Diniz. O ‘professor’ já merece uma chance num grande time. O Audax, classificado para as quartas de final, é uma das raras equipes que abominam os chutões. É o rei do tiki-taka tupiniquim. A vaga foi garantida com uma vitória sobre o São Bento por 2 a 1, de virada. O triunfo foi conquistado aos 50 do segundo tempo, levando Diniz à loucura: comemorou com uma voadora no alambrado.

Bola de latão. Conmebol. A magnânima confederação continua ignorando o pedido dos clubes: mostrar os contratos de transmissão e de publicidade da Libertadores. Eles acreditam que recebem migalhas, enquanto a entidade enche a burra.

Bola de lixo. Fórmula 1. Os gênios transformaram o treino de classificação em uma das coisas mais ridículas do circo, com pilotos eliminados fora da pista, para não gastar pneus, e bandeirada final com carros nos boxes. Corrida de tartarugas é bem mais emocionante.

Bola sete. “Tite será o técnico da seleção brasileira depois da Libertadores” (do narrador Rogério Assis, da rádio Bandeirantes – a conferir).

Dúvida pertinente. Água Santa 4 x 1 Palmeiras e Ponte 7 x 2 Água Santa: dá para explicar?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br