Às viúvas de Felipão: humilhação da Copa resistirá uma eternidade

As viúvas do ‘sargento’ Felipão já estão saindo da toca. Após a classificação do Guangzhou Evergrande para as semifinais do Mundial da mamãe Fifa, sugerem que o ‘professor’ começou a recuperar o prestígio perdido no histórico vexame da Copa de 2014.

O time chinês se classificou ao despachar o América do México, por 2 a 1, com um gol do ex-corintiano Paulinho na bacia das almas, e vai encarar o Barcelona.

Sem dúvida, um feito. Principalmente para um país que só agora parece ter aberto os olhos para o esporte bretão. Mas há que se considerar: os mexicanos abusaram da soberba. Rebolaram e dançaram. Sentiram-se os reis da cocada antes de a bola rolar e, depois, deixaram a panela queimar.

Certamente Felipão e seu fiel escudeiro Murtosa engordarão, e muito, a poupança na volta à China. Nem o presidente do clube esperava ver a equipe entre as quatro melhores do torneio. Missão cumprida, com louvor.

Que venha o sonho: eliminar o poderoso Barcelona e decidir o título no Japão. Se conseguir tal façanha, Felipão será guindado a herói. Merecidamente.

No entanto, ainda será muito pouco, quase nada, para apagar a inesquecível humilhação proporcionada pela amarelinha desbotada em BH, quando os alemães transformaram Felipão e sua tropa de soldadinhos de chumbo em gato, sapato e tamborim.

Devagar com o andor que o santo é de barro. O caminho é longo. A procissão para chegar à redenção ainda vai demorar… uma eternidade. Por muito menos, o goleiro Barbosa foi condenado ‘à prisão perpétua’ depois da Copa de 1950.
                                     ############

Sugismundo Freud. A precisão supera a força. 

#OcupaCBF. O Bom Senso, movimento de libertação do ludopédio nacional, promove nesta terça um ato de protesto contra o Circo Brasileiro de Futebol, no Rio. Já confirmaram presença Raí, Alex, Paulo André, Afonsinho, Djalminha, Paulo Autuori e Paulo Cézar Caju. Na ordem do dia, repudiar a corrupção na CBF, com a renúncia imediata de Marco Polo Del Nero; condenar a manobra do grupo de Del Nero para que se mantenha no poder; defender eleições livres e democráticas para a presidência da CBF, com o fim da cláusula de barreira, que impede o surgimento de oposições independentes.

Dona Fifi. O Flamengo informa: Guerrero só deixará o clube se aparecer alguém com US$ 20 milhões, valor da multa contratual.

Bem, amiguinhos. O hermano Maradona adora mesmo provocar os brasileiros. Em meio aos protestos contra o governo no domingo, El Pibe disparou nas redes sociais: ‘Quero enviar meu apoio à senhora Presidenta Dilma Rousseff. Meu coração está com você.’ PT saudações.

Zé Corneta. Renovação no Furacão: Petraglia, mais quatro anos mandando prender e soltar.

Bem, diabinhos. A simpática Conmebol esfrega as mãos de felicidade: logo, logo voltará a pingar nos cofres os 10%, limpos, das rendas da Libertadores. O Circo Brasileiro de Futebol beliscará 5%, e a federação local, mais 5%. Arbitragem, bolas e outros ingredientes ficarão por conta dos milionários clubes. Ninguém é de ferro.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Com 13 segundos, reprise da luta de José Aldo será transmitida no Instagram.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’: “Dunga criticou os que não comparecem, quando convidados, aos eventos realizados pela CBF, pois, segundo ele, são oportunidades para ajudar o futebol brasileiro. Não aceitei ir a encontros entre campeões do mundo, comentaristas e a comissão técnica porque quero manter distância da CBF e porque não acredito em reuniões esporádicas, em que todos se abraçam, se elogiam, e cada um diz uma frase, geralmente um lugar-comum. É muito blá-blá-blá e pouca ação. O que o futebol brasileiro precisa é de profissionais competentes, independentes e transparentes, para exercer os cargos técnicos e de gestão.” No queixo.

Tititi d’Aline. O nobre presidente Paulo Nobre recusou proposta de R$ 9,5 milhões pelo atacante Cristaldo. O palmeirense pediu R$ 12 milhões ao Rubin Kazan, da Rússia. O hermano foi contratado por R$ 8 milhões. Nobre detém os direitos de Cristaldo, Tobio, Allione e Mouche, dados para pagar dívida do clube com o cartola.

Você sabia que… o meia Lucas Lima também pode pegar o avião para a China, com o Peixe recebendo R$ 70 milhões.  

Bola de ouro. Serena Williams. A tenista americana foi eleita a esportista do ano pela revista ‘Sports Illustrated’. Ela superou Messi, Usain Bolt, Ronda Rousey e Stephen Curry, entre outros atletas.

Bola de latão.  Cardenas. Pelos ótimos serviços prestados ao Galo, o colombiano será devolvido ao Atlético de Medellín. Ele disputou 29 jogos e não marcou nenhum gol. Se quisesse ficar com Cardenas, o time mineiro teria de pagar a bagatela de R$ 10 milhões.

Bola de lixo. Basquete brasileiro. Envolvido numa terrível crise, principalmente no feminino, está à beira de uma gloriosa cesta de… lixo.

Bola sete. “As eleições na confederação brasileira ou são vencidas pelos mais velhos ou pelos mais velhacos” (de Mauro Beting, no ‘Lance’ – no alvo).

Dúvida pertinente. CM Aidar ou Rogério Ceni, quem merece mais crédito no soberano São Paulo? 

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

Corintiano avaliza retorno do ‘xerife’ Lugano ao soberano Tricolor

Depois de Rogério Ceni, o dono da noite, ninguém foi mais ovacionado no Morumbi por 60 mil torcedores que o zagueiro Lugano.

Na verdade, desde que o Tricolor entrou em ebulição, dentro e fora de campo, o nome do uruguaio é cantado em prosa e verso pela arquibancada.

Lugano está louquinho para retornar ao soberano São Paulo. Entregou a missão à cartolagem, já que tem contrato com o Cerro Porteño, do Paraguai.

O mandachuva e raios Carlos Augusto de Barros e Silva, o rei do ‘leco leco’, prometeu se esforçar para atender o pedido da galera, mas está empurrando com a barriga a contratação do ‘xerife’, porque alguns de seus pares e ímpares são contra.

Eles alegam que, aos 35 anos, Lugano já deu frutos. ‘Que nada! Ele ainda pode ser muito útil’, afirmou o corintiano Cristian. Parceiro de Lugano no Fenerbahce, da Turquia, o volante aposta todas as fichas em Lugano.

‘É um grande líder. Quando está fora de campo é muito tranquilo, um tremendo boa praça. Mas se transforma ao colocar a chuteira. Vira um leão. Grita sem parar. Não gosta de perder nem dois toques’, contou Cristian no programa de Benjamin Back, no ‘Fox Sports’.

O corintiano tem certeza de que o São Paulo não se arrependerá se investir no retorno de Lugano. ‘Falam da idade, mas ele se cuida muito. Possui um físico privilegiado. E, mais importante, é são-paulino mesmo.’ Chega de ‘leco leco’: mãos à obra, Barros e Silva!

############

Pratos limpos 1. O ex-presidente CM Aidar resolveu carregar a metralhadora e disparar para todos os lados, dois meses depois de ter renunciado ao trono do soberano Tricolor. Abriu fogo contra Rogério Ceni, Juan Carlos Osorio e Milton Cruz. O fuzilamento começou pelo M1to, que se despediu na sexta-feira. Para Aidar, o ex-goleiro devia ter parado no ano passado. Segundo ele, Ceni sempre impediu o surgimento de novos líderes: ‘O Dória, por exemplo, batia de frente com ele. O Rogério também não gostava do Pato pelo fato de ganhar muito. Sempre marginalizou outras lideranças’, disse Aidar ao ‘Diário de S.Paulo’. Quanto a Osório, classificou o ‘professor’ colombiano de ‘marqueteiro’.

Sugismundo Freud. Não existe limite para o fundo do poço.

Pratos limpos 2. CM Aidar confessou ainda estar arreendido de não ter mandado o eterno auxiliar Milton Cruz conversar com o RH depois da contratação do zagueiro Luiz Eduardo. ‘Quem descobriu com olhos clínicos foi o Milton Cruz. E quem fez o agenciamento? O filho do Milton. Eu deveria ter mandado embora o Milton, o Ataíde e mais um monte de gente do futebol no começo do ano’, afirmou o ex-chefão, que se arrependeu der abandonado o barco. Acredita que o melhor caminho teria sido pedir licença. Só jogou a toalha porque houve pressão da família. ‘Pode parecer a alguns que foi um ‘quem cala consente’.’ Há controvérsias.

Zé Corneta. Sai Jadson, entra Marrone: a Fiel chora… e reza.

Bem, amiguinhos. O Saci colorado encontra-se numa sinuca de bico: ou abre o cofre e deposita um caminhão de dinheiro na poupança do goleiro Alisson, a fim de mantê-lo por mais algumas temporadas, ou ficará a ver navios na metade do próximo ano, quando o atleta poderá assinar um pré-contrato com outra equipe. O jogador recebe um dos salários mais baixos da equipe gaúcha. A Roma já teria oferecido oito milhões de euros pelos direitos de Alisson.

Dona Fifi. E o imperador ostentação Del Nero, hein? Pelos ótimos antecedentes, rubricados com louvor pelo FBI, pretende voltar ao trono do Circo Brasileiro de Futebol no próximo ano, após o final da licença. Xô, satanás!

Bem, diabinhos. O Ministério Público enquadrou o Corinthians. O clube assinou o Termo de Ajustamento de Conduta, comprometendo-se a não dar um centavo para os anjinhos organizados pelo diabo. Nada de café no bule para ingresso, transporte e hospedagem. O Corinthians ainda terá de suspender do programa sócio-torcedor aquele que arrumar bafafá no estádio ou entorno. Se não conseguir domar os vândalos, multa de R$ 50 mil.

Caiu na rede (by ‘Futebol da Depressão’). A luta do Aldo foi mais rápida que a passagem do Flamengo pelo G4.

Gilete press. De Cleo Guimarães, no ‘Globo’: “Holly Holm, a boxeadora que em novembro fez a então ultracampeã de MMA Ronda Rousey ver estrelas, é a grande aposta do UFC para o ano que vem. Para torná-la mais famosa por aqui, o plano é trazer Holly para fazer uma social, ‘encontrar a mídia’ e se aproximar dos fãs em março, antes da luta que deve ter Vitor Belfort e Anderson Silva se engalfinhando no octógono.” Vale tudo pelo show.

Twitface. No fim de semana dos goleiros, com o adeus de Ceni e a inauguração do busto de ‘são’ Marcos, Aranha também entrou em cena e anunciou: chegou ao fim sua passagem pelo ninho dos periquitos em revista. Ele disputou apenas uma partida pelo Palmeiras.

Tititi d’Aline. Além de M1to, Rogério Ceni também é capaz de operar milagres. Perseguido pelas vaias da torcida sempre que entrava em campo para defender o time tricolor, Richarlyson foi ovacionado por 60 mil são-paulinos no adeus do goleiro, no Morumbi. ‘É engraçado, não gritavam meu nome e me vaiavam, mas eu cheguei à seleção. Tinha algo errado nisso.’ Preconceito.

Você sabia que… o brasileiro José Aldo ganhou R$ 1,5 milhão pela luta contra McGregor, ou R$ 100 mil por segundo, até ser nocauteado?

Bola de ouro. Guangzhou Evergrande. O time chinês do ‘sargento’ Felipão despachou o América do México (2 a 1), com um gol do ex-corintiano Paulinho na bacia das almas, e disputará as semifinais do Mundial contra o Barcelona. Os mexicanos rebolaram e dançaram.

Bola de latão. Aston Villa. Performance invejável na Premier League: lanterna, com uma vitória em 16 jornadas. É o Íbis inglês.

Bola de lixo. Rio-16. Estourou o orçamento em apenas R$ 665 milhões. O comitê organizador dos Jogos, sob o comando do irrequieto Carlos ‘Rolando Lero’ Nuzman, já decidiu: cortará canapés, vinho e uísque.

Bola sete. “Fico irritado quando dizem para ter colhão, que não temos amor à camisa. Chegamos à final da Copa do Mundo e da Copa América e parece que não fizemos nada” (desabafo do hermano Messi, revoltado com as críticas da mídia argentina – fato).

Dúvida pertinente. Quando o capitão gancho Eu-rico Miranda embarcará para a Sibéria?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

São Paulo, 11 de dezembro de 2015: AC/DC, antes de Ceni, depois de Ceni

‘Se você pensar, 25 anos em uma mesma empresa, em que você se expõe publicamente para ser julgado quarta e domingo, é bastante tempo. É uma carreira toda, uma vida, e chegar aos 42 anos jogando é muito difícil.’

Rogério Ceni, o M1to, disse adeus ao esporte bretão. Certamente jamais será esquecido até pelos corintianos. Que falta aos oito minutos do segundo tempo, em Barueri! É cem, cem, cem…

Mais um gol de placa numa enxurrada de números sensacionais. Inigualáveis para quem entra em campo a fim de abortar o orgasmo do adversário e a corrida para o abraço.

Jogos: 1.237, recorde mundial por um mesmo clube. Gols: 131, recorde mundial (61 de falta, 69 de pênalti e um de bola rolando). Pênaltis: 102 cobrados, 51 defendidos – dois deles contra o Rosário Central, em 2004, duelo que considera seu maior jogo.

Seleção: 17 partidas (13 como titular). Títulos pelo clube: 18. Minutos em campo: 110.639. Curtições: cozinhar, ouvir rock, comida japonesa, chocolate e jogar vôlei.

‘Todo time tem um goleiro, só o São Paulo tem Rogério Ceni’ – da torcida tricolor.

‘Rogério Ceni é uma lenda viva’ – do ex-goleiro Chilavert, outro especialista em cobranças de falta e pênalti.

‘Leônidas da Silva, Raí e Rogério Ceni formam a chamada Santíssima Trindade do São Paulo’ – de Juca Kfouri, no ‘Uol’.

‘Se ele escolhesse jogar em outra posição, também teria dado certo por causa da determinação. Ele nasceu para ser um líder’ – do pai Eurydes.

‘Rogério Ceni é um gigante. E quando um gigante abandona o futebol, o futebol sofre. O futebol se apequena’ – de Menon, no ‘Uol’.

‘Um monstro na meta e em busca de outras. Sai de cena Rogério. Mitando. Não vai conseguir entrar outro imitando’ – de Mauro Beting, no ‘Lance’

‘A história que o Rogério fez, independentemente de o São Paulo ser ou não o nosso maior rival, ficará marcada para sempre. Fez uma carreira impecável. É um exemplo. No futebol brasileiro, não existe a cultura de você ficar só em um clube durante quase toda a carreira. Ele fez isso e virou ídolo, o maior da história do São Paulo’ – do gigante corintiano Cássio.

‘Seja bem-vindo a nova fase, M1to!! #Respeito’ – de ‘são’ Marcos, que tomou quatro gols de Ceni, três a menos que Fábio, da Raposa, a maior vítima.

‘No Brasil, basta ter opinião para ser polêmico. Posso ter muitos defeitos como ser humano. Mas me orgulho do profissional que sou, da camisa que visto, da minha dedicação diária. O São Paulo nunca foi somente um emprego para mim, é minha vida. Minha seleção sempre teve três cores, vermelho, preto e branco. O sucesso, para mim, não se mede pela vitória e sim pela entrega, por fazer o melhor a cada dia’ – do M1to são-paulino.

São Paulo, AC/DC – antes de Ceni e depois de Ceni. The end.
############
Vingança. Por não ter os direitos de transmissão da partida, a plim-plim simplesmente boicotou a despedida de Rogério Ceni. O ‘Globo Esporte’, por exemplo, abordou Palmeiras, Tite, UFC, Stock Car, handebol e surfe, mas não falou nada sobre o M1to. Se precisasse, mostraria até campeonato de cuspe.

Sugismundo Freud. Quem comemora vaga é flanelinha.

Bem, amiguinhos. A mansão Allianz Parque é uma das armas do Palmeiras para fuzilar os inimigos no mata-mata da Libertadores, se o time passar pela fase de grupos. Os periquitos em revista estão invictos em tira-teima no alçapão: sete triunfos e um empate pelo Paulistinha e Copa do Brasil.

Zé Corneta. Michel Temer, a dona Lúcia de Felipão na política. 

Bem, diabinhos. Gloriosos integrantes da segunda parte da incrível festa do Troféu Barca Furada/16: César, Airton, Edu Dracena, Luis Eduardo e Moledo; Pierre, Wesley e Ronaldinho Gaúcho; Kleber Gladiador, Damião e Alecsandro.

Caiu na rede.  Em 425 anos como titular do São Paulo, Rogério Ceni não fez metade das burradas que Denis em sete ou oito partidas. 

Gol da Alemanha. O empresário e bilionário Abílio Diniz recusou convite para ser candidato a vice-presidente do Circo Brasileiro de Futebol e, depois, assumir o comando. Prometeu apenas colaborar para ‘livrar o futebol brasileiro da prisão’. A cartolagem vibrou. Tudo continuará na mesma.

Dona Fifi. Uefa distribuirá R$ 1,3 bi em prêmios na Euro/16, com o campeão levando R$ 115 mi. Que dureza! 

Gilete press. De Diogo Dantas, no ‘Extra’: “A diretoria do Flamengo encaminhou ao Conselho Fiscal, depois da eleição do presidente Eduardo Bandeira de Mello, uma solicitação de empréstimo no valor de R$ 14 milhões. A quantia tem como destino as contas de fim de ano. Sem o aporte de um dos patrocinadores, a Viton 44, que atrasou parcelas, o clube precisa do dinheiro para honrar os últimos compromissos, incluindo salários do futebol.” Jingle bells.

Tititi d’Aline. Há que se reconhecer: o Palmeiras acertou na mosca ao contratar Cleiton Xavier para substituir o mago Valdivia – uma temporada de chinelinho.

Você sabia que… ‘são’ Marcos ganhará um busto neste fim de semana na sede social do Palmeiras?

Bola de ouro. Handebol feminino. Com um gol de Dara do meio da quadra, a quatro segundos do fim da partida, as meninas do Brasil bateram a França (21 a 20) e fecharam o grupo C do Mundial em primeiro lugar. A equipe, que luta pelo bi na Dinamarca, venceu quatro duelos e empatou um na fase inicial. Marcou 118 gols e tomou 95. 

Bola de latão. Borges. Mais rodado que prato de micro-ondas, o atacante de 99 gols no Brasileirão comanda a barca da Ponte.

Bola lixo. Raposa. Roeu a corda e caiu fora da Primeira Liga. O mandachuva e raios Gilvan Tavares alegou que o torneio não seria rentável. Na verdade, não gostou de saber que teria de dividir o trono da presidência com Mário Petraglia, do Furacão.

Bola sete. “Ele resolveu dar força para quem está enquadrado pelo FBI como quadrilha, ajudar os investigados, ir contra quem quer mudar o futebol brasileiro” (de Alexandre Kalil, CEO da Primeira Liga, sobre o cruzeirense Gilvan Tavares – há controvérsias?).

Dúvida pertinente. O soberano Tricolor precisa contratar um substituto para Rogério Ceni ou pode confiar em Denis e Renan Ribeiro?

O que você achou?  jr.malia@bol.com.br

Soberano São Paulo: até agora, só muito ‘leco leco’ nos holofotes

O tempo passa, o tempo voa, e o soberano São Paulo solidifica o otimismo que domina a torcida: ainda está à procura de um ‘professor’ para a sala de aula do Morumbi.

Já se passou uma eternidade desde a demissão de Doriva, convidado a bater um papo com o RH em 9 de novembro.

O novo mandachuva e raios, Carlos Augusto de Barros e Silva, prometeu uma solução em poucos dias, mas até agora só apareceu nos holofotes com muito ‘leco leco’.

De produtivo mesmo, absolutamente nada. E que não se espere um top de linha. O clube só admite pagar R$ 300 mil mensais, um terço do que teria pedido o mestre Cuca.

Também nada se viu, ou melhor, se ouviu sobre a gravação bomba, feita por Ataíde ‘Tyson’ Guerreiro, que provocou a demissão do então chefão CM Aidar, poucos dias depois de ser nocauteado com um direto do vice.

Há sempre uma desculpa na ponta da língua da cartolagem para tentar justificar o injustificável, o silêncio sobre um dos maiores escândalos da história do Tricolor.

Quer porque quer esconder a sujeira sob um corroído tapete branco, vermelho e preto. Que, maravilhosamente respeitado, já deixou de ser estendido para Rogelio Ceni, Luis Fabiano, Pato e outros menos votados.

Mas poderá servir de passarela para as estrelas Luis Ricardo, Caramelo, Carleto e Ademilson, que retornam de empréstimo.

Passando a régua: um ótimo prefácio para o próximo e emocionante livro ‘Pré-Libertadores’, com lançamento previsto para fevereiro.
                                   ############

Brasil sil sil… Qualquer semelhança entre o Congresso e o Circo Brasileiro de Futebol não é mera coincidência, é Brasil mesmo. Que o digam Cunha, Del Nero, Delcídio, Zé da Medalha e outros baluartes da inigualável ‘ilha da fantasia do mestre Tattoo’, primeira e única!

Sugismundo Freud. Aos navegantes: não basta ler, tem que entender.

Operário padrão. O coordenador de seleções Gilmar Rinaldi está tão preocupado, mas tão preocupado, com a situação política no Circo Brasileiro de Futebol que se nega a tecer qualquer comentário. Adotou silêncio ensurdecedor. Em meio ao mar de lama que domina os corrompidos bastidores da pátria das chuteiras furadas, ele só fala sobre a amarelinha desbotada. Funcionário nota 10, padrão Fifa.

Zé Corneta. Telinha em moda: informalidade demais, muita gritaria, excesso de gracinhas e pouquíssima informação.

Bem, amiguinhos. As delegações de EUA, Canadá, Egito, França, Grã-Bretanha, Irã, Iraque, Israel, Rússia e Síria merecerão atenção especial da segurança nos Jogos Olímpicos do Rio. Também serão bem vigiadas Alemanha, Austrália, Dinamarca, Espanha, Holanda, Jordânia e Noruega. O fantasma do terror assusta o COI.

Caiu na rede. ‘Juju’, um exemplo de presidente: amado por säo-paulinos, odiado pelos adversários.

Bem, diabinhos. O ‘tanque’ Karim Benzema, do Real Madrid, deve ficar um bom tempo sem cantar a Marselhesa. A federação francesa decidiu afastá-lo da seleção, até segunda ordem, por estar envolvido num caso de extorsão. O atacante é investigado porque teria tentado achacar o companheiro Valbuena por conta de um vídeo erótico.

Dona Fifi. O excelente garçom Jadson deve trocar o Corinthians pelo Tianjin Songjiang, equipe chinesa do ‘pofexô’ Luxemburgo. Salário: R$ 1,5 milhão por mês. Explica-se, assim, por que o Corinthians deseja Marquinhos Gabriel, que defendeu o Peixe por empréstimo.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’: “Rogério Ceni é o goleiro mais habilidoso com os pés que já vi atuar. Ele não tem a altura, a velocidade nem a eficiência para fazer a cobertura dos zagueiros, como o alemão Neuer, mas possui muito mais domínio da bola e do passe. Saber jogar fora do gol é hoje fundamental, pois os zagueiros costumam marcar mais à frente e sobram espaços em suas costas. Não sei quais são suas intenções, mas ele tem grandes chances de se tornar um ótimo treinador, diretor-técnico, dirigente, comentarista ou fazer bem qualquer outra atividade.” Bingo!

Tititi d’Aline. Miss Rio 2015, Nathalia Pinheiro confirma: os brutos também amam. Ela está apaixonada por Rodrigo Minotauro, fera do MMA. ‘Foi amor à primeira vista. Tinha imagem dele batendo e pensava que era um ogro, mas é superdoce, sensível e parceiro’, garante Nathalia. O namoro começou há cinco meses. O casal está em Las Vegas para assistir ao combate José Aldo e McGregor.

Você sabia que… Pep Guardiola acumula 100 vitórias em 136 jogos no comando do Bayern de Munique, com 75,7% de aproveitamento?

Bola de ouro. Marta. A rainha marcou cinco no massacre sobre Trinidad e Tobago (11 a 0), pelo torneio de Natal, e deixou Pelé na saudade: é a maior artilheira da seleção brasileira, com 98 gols, três a mais que o rei.

Bola de latão. Mídia caolha. Embarca, sem pestanejar, nos balões de ensaio dos exploradores do sangue alheio, os agentes de boleiros. Não checa nada e manda a notícia para frente.

Bola de lixo. Eu-rico Miranda. O capitão gancho continua fazendo o Vasco de gato e sapato. Já passou da hora de pegar o avião para a Sibéria.

Bola sete. “É uma alta montanha para escalar, mas estou muito motivado para aceitar o desafio. Eu quero superar o Michael Jordan e ser o melhor” (do baixinho Stephen Curry, a grande estrela do Golden State Warriors – a conferir).

Dúvida pertinente. Rogério Ceni ou Marcos, quem foi o melhor?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

Peixe corre atrás de dinheiro para evitar ‘quebra’ do aquário

Depois da tempestade (perda da Copa do Brasil e da vaga na Libertadores), o Peixe mergulha na bacia das almas. Precisa arrumar um caminhão dinheiro para manter os principais jogadores, mas poucos acreditam que terá condições para resistir aos ataques de coirmãos e  gringos.

No aquário da Vila Belmiro poucos confiam na permanência de Lucas Lima, Marquinhos Gabriel e Gabi gol. Com o fracasso do time na reta final da temporada, o clube deixou de ganhar R$ 7 milhões em prêmios.

Café no bule que serviria para amenizar o problema com o trio ofensivo. Agora, está com a guarda aberta.

O armador Lucas Lima, maior destaque do time, quer se mandar para a Europa. O Santos detém apenas 10% dos direitos econômicos do jogador. O restante pertence a empresários.

Já o empréstimo do meia Marquinhos Gabriel está terminando. Ele pertence ao Al Nassr, da Arábia Saudita, que deseja negociá-lo por R$ 15 milhões. Não admite novo empréstimo. O Corinthians está na parada.

E o atacante Gabigol interessa aos europeus. Ou seja, não será nada fácil ao mandachuva e raios do Santos, Modesto Roma Júnior, desejar um ótimo Natal e próspero ano novo à torcida, sem medo de ver o nariz crescer.

xxxxxxxxxxxxxxxx

Xô, Galo! Com a volta do Coelho à elite do Brasileirão, a torcida do América/MG colocou nas redes sociais uma ordem de despejo para o Galo: ‘O legítimo proprietário do estádio Independência vem por meio desta comunicar ao Atlético Mineiro que, a partir de 2016, usará sua casa na Série A. Assim sendo, retirem-se, e limpem’. O Coelho sugeriu como opção a Arena do Jacaré.

Sugismundo Freud. Meia verdade também é uma grande mentira.

Luto. O ludopédio perdeu Juvenal Juvêncio, 81 anos, vítima de câncer de próstata. Uma figuraça nas entrevistas e uma raposa nos bastidores do esporte, capaz de qualquer coisa para permanecer no poder, até rasgar o estatuto do clube. Presidiu duas vezes o soberano São Paulo, com direito a uma coleção de canecos, destacando-se o tri brasileiro (2006/07/08).

Zé Corneta. O turista que se prepare para os Jogos: uma garrafinha de água na Cidade Maravilhosa das balas uivantes já passou dos R$ 10.

Bem, amiguinhos. A turma do rúgbi está cheia de prosa. Um dos ícones das chuteiras douradas, o aposentado David Beckham confessou preferir assistir a um duelo da bola oval do que um jogo de futebol. Para ele, os torcedores do rúgbi se preocupam apenas em acompanhar o espetáculo, não há guerra nas arquibancadas. No futebol, bastam alguns erros, e as pessoas já começam a vaiar.

Dona Fifi. Palmeiras confirma o peso da cereja do bolo: jogadores dividirão prêmio de R$ 6 milhões pelo tri da Copa do Brasil.

Bem, diabinhos. O Circo Brasileiro de Futebol deu uma banana à pretensão do Uruguai, que desejava encarar a amarelinha desbotada, pelas eliminatórias da Copa, em Porto Alegre. O duelo será no Recife, em 24 de março. A partida marcará o retorno de Luis Suárez ao ataque da Celeste depois de uma longa suspensão. Os uruguaios queriam o jogo no sul porque permitiria a presença de mais torcedores, já que a data do confronto coincide com um feriado no país.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Polêmica: forçar filho a se tornar vascaíno será considerado crime inafiançável.

Gilete press. De Igor Siqueira, no ‘Lance’: “O canal Fox Sports transmitirá com exclusividade a despedida do goleiro Rogério Ceni, nesta sexta, no Morumbi. O fato de o capitão do São Paulo ter feito um acordo que impede a transmissão do último jogo dele na carreira irritou outras emissoras (canais abertos e fechados) que também tinham o interesse no evento. A questão é que a Fox agiu mais rápido, chegou antes que a concorrência e ofereceu o contrato, fechando a exclusividade.” Bobeou, dançou.

Twitface. Único representante mineiro na Série B em 2016, o Tupi corre para arrumar dindim e pagar novembro e o 13º aos jogadores. O time subiu este ano. Cadê você, Papai Noel?

Tititi d’Aline. A Rio-16 informa: cada quiosque de Copacabana ganhará uma bandeira de um país participante dos Jogos Olímpicos e servirá comidas típicas. Mas a água de coco e o açaí não poderão ser colocados para escanteio, muito menos outros petiscos nacionais.

Você sabia que… nada menos que 11 clubes superaram a barreira dos 20 mil torcedores por jogo na MLS, contra sete no Brasileirão?

Bola de ouro. Torcida palmeirense. Ainda em êxtase com a conquista da Copa do Brasil: nunca as lojas oficiais do clube venderam tantos produtos. Em quatro dias, mais de três mil camisas foram comercializadas, a maioria de ‘santo’ Prass.

Bola de latão. Manchester United. Apesar de ter investido mais de R$ 1,4 bilhão em reforcos, o time inglês deu vexame na Champions, levou bala do Wolfsburg e, agora, terá que se contentar em disputar a Liga Europa. Louis van Gaal, ‘professor’ holandês dos Diabos Vermelhos: muito confete e serpentina para pouco carnaval.

Bola de lixo. Vasco. Por falta de documentos e que tais, empresa contratada para colocar os pingos nos is no porto de São Januário não pôde concluir a auditoria. No último balanço publicado pelo clube, a dívida girava em torno de R$ 680 milhões.

Bola sete. “O futebol tem mais mídia que o presidente, mas só se fala em campo e bola. Ninguém aproveita o espaço para abordar também economia, educação, política” (do ‘professor’ René Simões – no alvo).

Dúvida pertinente. Ralf, 31 anos, R$ 350 mil mensais por mais duas temporadas, além de luvas: bom negócio para o Corinthians?

o que você achou? jr.malia@bol.com.br

Futebol paulista solta o grito de independência: Del Nero é nosso rei

Pois é, o futebol paulista finalmente decidiu pegar o boi a unha e soltar o grito de independência: ‘Ão, ão, ão, Del Nero é nosso ganha pão’.

Reunidos na sede da FPF, Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Peixe, Ponte, Bragantino e Oeste tomaram uma decisão histórica, abençoada pelo diabo que os carregue.

Os sete magnânimos representantes de São Paulo (cinco da elite do Brasileirão e dois da segundona) foram devidamente convencido$ pelo mandachuva e raios da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, que de carneiro não tem nada, que o melhor caminho para a vitoriosa e ilibada pátria das chuteiras furadas seria apoiar o coronel Nunes a vice-presidente do Circo Brasileiro de Futebol.

Antônio Carlos Nunes de Lima é um jovem de ideias revolucionárias que comanda a poderosíssima federação do Pará. Por ter apenas 79 anos, ele passará a ser o primeiro da lista de sucessão do licenciado imperador ostentação Del Nero. Que continua mandando prender e soltar na casa maldita do esporte bretão.

O coronel Nunes é amigo de fé e irmão camarada do carismático trio parada dura Ricardo Teixeira, Zé da Medalha e Del Nero, responsável por façanhas que despertaram incrível interesse do FBI para uma troca de juízos.
A eleição está marcada para o dia 16. Pela primeira vez em mais de um século, contará com mais eleitores entre os clubes (40) do que entre as federações estaduais (27). Uma ótima chance para os verdadeiros responsáveis pelo espetáculo tomarem as rédeas da casa, o poder do Circo Brasileiro de Futebol.

Mas como na encantadora ‘ilha da fantasia do mestre Tattoo’ manda quem pode e obedece quem deve, nada acontecerá. Mudar pra quê?

‘A gente somos inútil’. Polegar devidamente carimbado: Roberto de Andrade (Corinthians), Paulo Nobre (Palmeiras), Ataíde Gil Guerrero (São Paulo), Modesto Roma Jr. (Santos), Vanderlei Pereira (Ponte) e Marquinhos Chedid (Bragantino).
############

Zé Corneta. Mesa quadrada na TV: vale tudo pelo ibope. Menos jornalismo.

Sexo e cocaína. O ex-tenista Bjorn Borg tomou um ace fulminante da ex-mulher Loredana Berté. Casada com Borg por três anos, ela lançou sua biografia e revelou que ele era viciado em sexo, adorava orgias e consumia grandes quantidades de cocaína, ‘parecia um aspirador’. A italiana, que fez sucesso como cantora de rock nos anos 80, contou ainda que, antes da separação, Borg passou a chamar prostitutas e chegou a envolvê-la na festa do vale tudo. Borg foi um dos maiores tenistas de todos os tempos. Conquistou 64 títulos – 603 vitórias e 127 derrotas. Liderou o ranking mundial por 109 semanas.

Sugismundo Freud. O sonho da utopia é a porta do pesadelo. 

Trono. Tudo como dantes no quartel de Abrantes: Eduardo Bandeira de Mello foi reeleito para mais três anos no comando do voo do Urubu, de 2016 a 2018. A massa rubro-negra compareceu em peso. Dos 35 milhões de torcedores, nada menos que… 1.652 garantiram a vitória de Bandeira sobre Wallim Vasconcelllos (834) e Cacau Cotta (259). Referendou o ótimo trabalho do cartola como administrador do clube (reduziu a dívida de R$ 750 milhões para R$ 500 milhões), porque como CEO das chuteiras ele foi um inferno. Primeira providência para mudar a rota: aqui é trabalho, ‘Muriçoca’ Ramalho.

Dona Fifi. O goleiro Vagner, do Avaí, e o volante Jean, do Fluminense, são os primeiros alvos do Palmeiras para 2016.

Bem, amiguinhos. Depois de muito pesquisar, a coluna anuncia o cobiçado Troféu Barca Furada/16: Aranha, Reinaldo, Victor Ramos, Réver e Armero; Cristian, Cleiton Xavier e Anderson; Cirino, Dagoberto e Centurión.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Uniforme de árbitro em 2016 terá escudo de campeão brasileiro e será vendido na loja oficial do Corinthians.

Bem, diabinhos. A torcida do soberano Tricolor canta parabéns: sete anos sem conquistar um título de prestígio. O último foi o Brasileirão de 2008. A volta olímpica na Sul-americana de 2012 não merece crédito. 

Gilete press. De Jamil Chade, no ‘Estadão’: “Marco Polo Del Nero está sendo investigado na Fifa por suspeita de ter recebido propina na Copa de 2014 no Brasil. Os detalhes são mantidos em sigilo pelo Comitê de Ética da Fifa, que argumenta não poder dar informações para não prejudicar a apuração e comprometer as denúncias que recebeu. Mas, se comprovado, o dirigente brasileiro seria banido para sempre do futebol. Um dos pontos investigados é a suspeita de que o cartola recebeu suborno de empresas para facilitar o acesso ao Comitê Organizador Local da Copa (COL). Durante a Copa, mais de mil contratos foram assinados.” Chama o Kirobo!

Twitface. Raposa ouve atletas e confirma o ex-jogador Deivid como substituto do ‘professor’ Mano Menezes. 

Tititi d’Aline. E o gigante Dida, hein?  Depois de reinar absoluto na goleira do Saci colorado, foi perdendo espaço para os irmãos Alisson e Muriel e fechou a temporada com oito meses só na torcida. Aos 42 anos, deve anunciar a aposentadoria.

Você sabia que… o GP Brasil de Fórmula 1 levou 136 mil pessoas a Interlagos nos três dias de motores roncando, um dos menores públicos da temporada?

Bola de ouro. Procter & Gamble. A empresa colocou ponto final no patrocínio da Gillette ao Circo Brasileiro de Futebol. Motivo: os escândalos que corrupção.

Bola de latão. Eu-rico Miranda. Um ano de bravatas do capitão gancho a bordo da nau vascaína, com epílogo emocionante: terceiro rebaixamento. 

Bola de lixo. Corinthians. O hexacampeão brasileiro ignorou a manifestação do Bom Senso pela renúncia já do imperador ostentação Del Nero. Ninguém cruzou os braços antes de a gorduchinha rolar contra o Avaí. Papelão.

Bola sete. “Financeiramente não foi tão melhor como os outros [clubes que fizeram proposta], mas estou numa fase da vida que preciso de desafios” (de ‘Muriçoca’ Ramalho, a caminho do ninho do Urubu – super-homem?).

Dúvida pertinente. ‘Muriçoca’ Ramalho colocará o Flamengo novamente nos eixos?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Cidade Maravilhosa cheia de desgraças mil…

O capitão gancho Eu-rico Miranda estava certíssimo ao comemorar a conquista do Carioquinha com a mesma euforia de um ganhador da Mega-Sena.

Os frutos da inominável façanha do Vasco brotaram aos borbotões no jardim encantado de São Januário: três ‘professores’ (Doriva, Celso Roth e Jorginho), uma baciada de inúteis reservas, R$ 4 milhões a menos de bilheteria, queda de R$ 8 milhões no marketing e rombo de R$ 30 milhões na receita bruta do ludopédio.

De quebra, exibições de gala no Brasileirão, com direito a mergulho no caldeirão do diabo pela terceira vez em oito anos.

Um show de horrores que dignificou nesta temporada, com maestria incontestável, o desempenho dos solertes representantes da Cidade Maravilhosa cheia de desgraças mil. Eles conseguiram galhardamente 40% dos pontos.

Com o Urubu batendo asas em 12º lugar, uma posição à frente do amigo de fé Fluminense, pela primeira vez na história do campeonato nenhum carioca fechou no top 10.

Melhor representante do exército Brancaleone, o poderoso Flamengo ficou apenas 32 pontos atrás do hexacampeão Corinthians. Entrou de férias com um saldo negativo de oito gols, contra 40 (positivo) do time corintiano. Aproveitamento: 43% a 71,1%.

Mas como não existe nada que não possa ficar ainda pior, mais duas ervas daninha foram cultivadas no inesquecível desempenho carioca: o Macaé foi rebaixado para a terceira divisão, e o Madurera caiu para a quarta.

Parabéns, portanto, ao carismático e reconhecidamente inútil Rubens Lopes, ínclito senhor dos anéis sem dedo da federação carioca.

############
Zapping. Goiás x São Paulo, pela última rodada do Brasileirão, rendeu 18 pontos à plim-plim na grande Pauliceia refém das milícias. A Band obteve quatro. Coxa x Vasco cravou 24 pontos à Vênus Platinada na Cidade Maravilhosa das balas uivantes. A emissora paulista amealhou três. Cada ponto em SP equivale a 67 mil domicílios sintonizados; no RJ, 42 mil.

Sugismundo Freud. Internet, a maternidade dos covardes.

Pente fino. O presidente do soberano Tricolor, Carlos Augusto de Barros e Silva, decidiu fazer uma auditoria nas contas do clube nos últimos cinco anos. Todos os contratos serão revistos. O período abrange a gestão de ‘Juvenal Antena’, entre 2011 e 2014, e a de CM Aidar, até sua renúncia. A dívida do São Paulo já teria superado os R$ 300 milhões.

Zé Corneta. O Corinthians correu 38 jogos para ganhar uma taça… o Palmeiras só precisou de oito.

Mico gaúcho. Por alguns momentos, os colorados se sentiram na Libertadores durante o embate com a Raposa, no Beira-Rio. A festa explodiu quando uma rádio anunciou, erradamente, um gol do Goiás no soberano São Paulo. Até os jogadores entraram na dança. O meia Alex chegou a questionar se o juiz havia anulado gol, após o silêncio que se abateu no estádio. 

Dona Fifi. Quantos cartolas de clubes brasileiros passariam por um pente fino do FBI? 

Bem, amiguinhos. A Major League Soccer (MLS) parece fadada ao fracasso. O campeonato atraiu apenas 7.721.430 torcedores, com a média de 21.629 pagantes por jogo. O badalado Brasileirão conquistou um total de 6.376.941 fãs, com 17.051 de média, de acordo com levantamento do ‘sr.goool’. Mesmo fora das finais, o Seattle Sounders liderou com 43.754 pagantes por partida, enquanto o hexacampeão Corinthians atingiu 34.150. 

Dona Fifi. O jejum começou em 2005 e vai continuar: Brasileirão/16, mais um ano sem time do Norte. O último foi o Paysandu.

Bem, diabinhos. O comitê olímpico, capitaneado pelo irrequieto Carlos ‘Rolando Lero’ Nuzman, resolveu economizar uns trocados na montanha de bilhões de reais investida na Rio-16. Os pratos quentes que estão programados para quem vai trabalhar nos Jogos poderão ser substituídos por sanduíches e biscoitos. Que beleza!

Gilete press. Deu na coluna ‘Gente Boa’, do ‘Globo’: “Vai muito mal a venda de ingressos para os Jogos Paralímpicos do Rio. Para se ter uma ideia, em Londres foram vendidos mais de um milhão de bilhetes na primeira semana de venda. Por aqui, o número não ultrapassou os 200 mil. Já o Comitê Rio 2016 notificou a Vivara por uso indevido de imagem. É que a empresa estampou os anéis olímpicos num pingente sem autorização. O aviso exige que a empresa retire a imagem da joia sob o risco de ser processada.” O pódio é deles, o suor é nosso.

Caiu na rede (by Flamengo). Um excelente domingo aos rubro-negros em todo o mundo. Menos na Sibéria. Afinal, lá já é segunda…

Tititi d’Aline. O ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo entrou em acordo com um cassino de Las Vegas para quitar uma dívida de R$ 515 mil. Ele já pagou R$ 150 mil e dividiu o restante em seis parcelas. Há quem diga que o ‘mestre dos mestres’ teve de fazer o acordo para poder viajar à China, a fim de comandar um time da segunda divisão.

Você sabia que… o Golden State Warriors, de Curry e Leandrinho, acumula 22 triunfos consecutivos na NBA, recorde em início de temporada?

Bola de ouro. Renato Augusto. Eleito o melhor jogador do Brasileirão pela revista ‘Placar’ e ‘ESPN’. A seleção do ‘Bola de Prata’: Marcelo Grohe (Grêmio); Galhardo (Grêmio), Gil (Corinthians), Geromel (Grêmio) e Douglas Santos (Galo); Elias (Corinthians), Rafael Carioca (Galo), Renato Augusto (Corinthians) e Jadson (Corinthians); Luan (Grêmio) e Lucas Pratto (Galo). Chuteira de ouro (artilheiro): Ricardo Oliveira. Revelação: Gabigol. 

Bola de latão. Carlos Alberto. O veterano meia do Figueira merecia uma suspensão exemplar pela criminosa entrada que deu em Léo Pelé, do Fluminense. O samaritano CA arrumou cinco pontos no joelho do adversário.

Bola de lixo. Futebol chileno. Uma pancadaria generalizada entre vândalos no estádio Elías Figueroa, em Valparaíso, antes de Colo Colo x Santiago Wanderers, estragou a festa do 31º título chileno do Colo Colo. O confronto foi cancelado pelo juiz Enrique Osses.

Bola sete. “Eu amo e vou continuar amando o Vasco eternamente. Agora, as pessoas que estão lá não merecem o meu sofrimento. O Vasco é muito maior do que as pessoas que estão no comando” (do ex-jogador Edmundo, após o terceiro rebaixamento do time – no alvo).

Dúvida pertinente. Quando Neymar, Kaká, David Luiz, Daniel Alves e outros jogadores da seleção adotarão o discurso do Bom Senso, exigindo a renúncia do imperador ostentação Del Nero?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br