Flamengo, tricampeão da Copinha. A bola agora fica com os ‘professores’ Tite e ‘Muriçoca’

Garotada do Flamengo festeja o tri (foto Rodrigo Corsi/FPF)

Não deu outra: deixaram o Flamengo chegar, sai de baixo. É pimba na caxirola: tricampeão da Copinha/SP, o maior vestibular das chuteiras.

Mesmo prejudicado pelo apito amigo de Rafael Gomes Felix da Silva, o Urubu devorou o Corinthians nos pênaltis (4 a 3), após empate de 2 a 2 no tempo normal, na ex-casa da Fiel, o Pacaembu (30 mil torcedores), no dia do aniversário de 462 anos de São Paulo.

Detalhe: o time corintiano, que lutava pelo décimo caneco, abriu 2 a 0, gols de Gabriel Vasconcelos e Matheus Pereira, no primeiro tempo.

O Rubro-negro reagiu no início do segundo e, depois de ser prejudicado pela arbitragem, que anulou um gol legal de Paquetá, marcou dois em apenas oito minutos: Trindade e Matheus Sávio.

Na marca da cal, o goleiro Thiago brilhou ao defender dois pênaltis, embora tenha desperdiçado a sua cobrança. Já Matheus Pereira (‘cavadinha’), Gabriel e Claudinho colocaram o salto alto e mandaram o sonho corintiano para o espaço.

Fim da festa. É hora de recolher os presentes, de apostar nos moleques que apresentaram qualidades ao longo do campeonato e, consequentemente, são merecedores de uma chance entre os profissionais.

O ‘professor’ Tite correu para o estádio depois de chegar dos EUA a fim de conferir a bola dos garotos Maycon, Léo Jabá, Gabriel Vasconcelos, Guilherme Romão, Claudinho e Matheus Pereira.

Pequeno problema: Tite não se liga muito em lançar o pessoal da base, a não ser por extrema necessidade. Que o diga o volante Marciel, 20 anos!

Canhoto, com qualidade no passe e boa saída de bola, foi trocado por Willians, um brucutu de 29 anos. Deivid, ‘professor’ do pão de queijo, vibrou muito com o negócio (empréstimo de um ano).

No ninho do Urubu, ‘Muriçoca’ Ramalho deve abrir os olhos para o atacante Felipe Vizeu, vice-artilheiro da Copinha, com sete gols, eleito o melhor jogador do torneio. Como Tite, o treinador também não dá muita atenção à base.

Outros destaques do time carioca: Ronaldo, Paquetá, Matheus Sávio, Thiago e Cafu.

Ou seja: tanto no Corinthians quanto no Flamengo dá para se fazer um ótimo garimpo. Pé de chuteira não falta.

                                                  ############

Zé Corneta. Corinthians, campeão moral… Uma segunda do barulho para os coirmãos. 

Bem, amiguinhos. O bochicho percorre os subterrâneos do esporte bretão: os chineses do Tianjin Quanjin pretendiam levar Ricardo Oliveira e não Luis Fabiano. O negócio caminhava bem até o jogador do Peixe mandar dois pastores para discutir o contrato com o time da China. Aí o ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo brecou a transação. Ficou com receio de futuras reuniões do evangélico atacante do outro lado do mundo.

Sugismundo Freud. O amor é cego e pensa que ninguém o vê.

Bem, diabinhos. A volta de Robinho ao aquário da Vila Belmiro está bem mais fácil. O imortal Grêmio desistiu das pedaladas enferrujadas do atacante. O Peixe deve acertar com Robinho por algo em torno de R$ 650 mil mensais, mais uma carta garantindo que o mês terá rigorosamente 30 dias. Na segunda passagem pelo Santos, Robinho ficou até seis meses sem ver a cor do dinheiro. 

Pitaco do Chucky. Uma vez Flamengo, três vezes Flamengo.

Pancadaria. O atacante Kleber Gladiador voltou às manchetes policiais. O jogador do Coxa foi acusado por um PM e um segurança da boate Wood’s, em Foz do Iguaçu, de agressão. Mais 12 atletas do time paranaense entraram no bafafá. O tempo esquentou quando os jogadores começaram a incomodar os clientes. Eles foram convidados a se retirar e o pau quebrou. Depois, saíram sem pagar a conta (mais de R$ 2.500). O Coritiba realizava pré-temporada em Foz. Às 21 horas de sábado, os atletas foram liberados. 

Dona Fifi. Nada é tão ruim que não possa ficar ainda pior: eterno rei da bolinha, Ricardo Teixeira voltou a dar as cartas no Circo Brasileiro de Futebol.

Happy birthday. Soberano São Paulo em festa: 86 anos de fundação. A data foi festejada com uma missa na sede social, um bolo e a bênção ao novo gramado do Morumbi.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’: “Os times brasileiros, mesmo com enormes dívidas e déficits, contratam demais e pagam absurdos salários a jogadores comuns e a treinadores. Os elencos são enormes, com muitos atletas encostados, que, quando entram, atrapalham. Chegam mais para subtrair que para somar, como os atletas gostam de dizer.” Na mosca.

Caiu na rede. Raposa consegue importante reforço: emprestou o meia Marinho ao Vitória, da Bahia.

Tititi d’Aline. Falcão, o ‘rei de Roma’, foi uma das atrações do amistoso Sport x Argentinos Juniors. O ‘professor’ pintou no gramado com um look diferente: chapéu panamá, óculos escuros, camisa azul estampada e calça jeans. Normalmente, Falcão adota um estilo bem mais sóbrio.

Você sabia que… o Shakhtar Donetsk recusou R$ 160 milhões do Liverpool pelo brasileiro Alex Teixeira, autor de 22 gols em 15 jogos do Campeonato Ucraniano? 

Bola de ouro. Fernando Prass. Apesar da baciada de reforços nos últimos tempos, o Palmeiras continua o mesmo: Prass e mais 10. O goleiro pega tudo e ainda mostra como se bate pênalti.

Bola de latão. Canoagem. A menos de 200 dias para a Olimpíada, a confederação brasileira está sob investigação, por causa de uma série de irregularidades, como malversação de verbas e promessas de Pinóquio.

Bola de lixo. Cambistas. Deitaram e rolaram na final da Copinha. Com a conivência dos cartolas e da polícia, tomaram conta do espetáculo, vendendo ingresso por R$ 60, o dobro do valor normal. Honra ao mérito: os anjinhos organizados pelo diabo que usaram sinalizadores na torcida corintiana.

Bola sete. “Desperdiçar talentos que brotam no ‘terrão’ é pecado mortal que o Corinthians vem cometendo” (de Ricardo Perrone, no ‘Uol’ – no alvo).

Dúvida pertinente. Corinthians: cavalo paraguaio da Copinha com louvor?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

Um fim de semana de segunda com times de primeira. Fla, a maior decepção

Resultado de imagem para fotos do amistoso santa x flamengo
Grafite começou a reação do Santa

Tudo bem que as equipes ainda estão se acertando, já que voltaram recentemente ao batente, mas o fim de semana deixou muitos torcedores com um elefante atrás da orelha.

Nenhum dos chamados bambambãs conseguiu festejar uma vitória. Ou seja, uma rodada de segunda com times de primeira: Flamengo, Botafogo e Palmeiras (nos pênaltis) perderam, enquanto Corinthians, Peixe e Grêmio ficaram no empate.

A grande decepção foi o voo do Urubu na Taça Chico Science, no Arruda. O time carioca começou bem, com Willian Arão (um dos poucos que se salvaram) abrindo o placar, mas tomou a virada do Santinha: 3 a 1. Grafite (pênalti), João Paulo e Arthur garantiram a festa do Cobra Coral sob uma temperatura de quase 40º (sol das 11h).

O Flamengo continua em jejum nesta temporada. Na última quinta, empatou em 3 a 3 com o Ceará (perdeu nos pênaltis por 4 a 3), na estreia do treinador ‘Muriçoca’ Ramalho. Mais uma vez, o peruano Guerrero passou em branco. Não corre para o abraço desde agosto de 2015.

Em Montevidéu, na calada da noite de sábado, o Palmeiras ficou no ‘oxo’ contra o Nacional, num jogo tão emocionante quanto uma sopa de chuchu. Nos pênaltis, apesar de a estrela de Fernando Prass brilhar (pegou duas cobranças e converteu uma), os periquitos em revista tombaram por 4 a 3 na final da Copa Antel. Dudu, Allione e Gabriel Jesus erraram os pênaltis.

O Palmeiras voltou a exibir as mesmas falhas do ano passado, com muitos erros na passagem da defesa para o ataque. Os melhores momentos foram em contragolpes. O time palmeirense voltará a encontrar os uruguaios no grupo 2 da Libertadores.

Nos EUA, mais um ‘oxo’: Corinthians x Fort Lauderdale Strikers, em amistoso ‘fantasma’ – pouco mais de duas mil pessoas no estádio. O ‘professor’ Tite escalou apenas reservas para iniciar a partida. E eles corresponderam à expectativa: nenhum chute a gol.

No segundo tempo, entraram Rodriguinho, Romero, Danilo e Bruno Henrique. A equipe melhorou e criou algumas chances. Aí apareceu o goleiro Bruno, ex-Palmeiras.

O Peixe foi até Salvador e escapou da derrota diante do Bahêa na bacia das almas. Gabigol abriu o marcador na Fonte Nova. Hernane Brocador empatou e, depois, colocou os baianos em vantagem, cobrando pênalti. Aos 46, um golaço de Serginho deixou tudo igual.

A bola ainda rolou para Grêmio 1 x 1 Danúbio, em Porto Alegre, num jogo muito pegado e pouco técnico. O imortal saiu na frente, com Everton. Kadu, contra, marcou para os uruguaios. Já em Cariacica, o Botafogo perdeu para a Desportiva Ferroviária por 2 a 1. Willyan marcou os dois da equipe capixaba e comemorou com chororô. Gegê descontou para os cariocas.

                                                         ############

Pitaco do Chucky. ‘Professor’ Marcelo Oliveira, de volta à rotina: vice-campeão em Montevidéu.

Pica-Pau. O atacante Fred ‘Slater’ ganhou mais pontos com a torcida ao se negar a defender o Fluminense na Florida Cup por causa da presença de Ronaldinho Gaúcho. A falta de condições físicas não passou de nhenhenhém dos cartolas para justificar a bronca do centroavante. Fred ‘Slater’ leva o futebol a sério. Circo é em outra freguesia.

Sugismundo Freud. Pense bem antes de abrir boca: as palavras podem virar bumerangue.

Bem, amiguinhos. Nada contra, ao contrário. Mas não deixa de ser interessante: badalado publicitário faz qualquer negócio para ganhar uns trocados, mas detona os jogadores que aceitaram a transferência para a China ‘apenas por dinheiro’.

Zé Corneta. TV entra em parafuso e Fiel fica livre de assistir a um show de horrores em Fort Lauderdale.

Bem, diabinhos. Time chinês do ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo continua encantando: Taubaté, 4 a 2. Tianjin Quanjian coleciona três derrotas em três jogos.  Luis Fabiano desencantou e marcou o primeiro gol com a camisa chinesa. Aleluia!

Dona Fifi. Um sucesso a passagem do Corinthians pelo Lockhart Stadium: nada menos que 2.151 testemunhas acompanharam o ‘oxo’ contra o Strikers, time que pertence ao fofo Ronaldo.

Caiu na rede (torcida do Íbis). Atenção! Em breve tem a taça Íbis, vamos convidar o Flamengo. Quem sabe assim ele ganha um troféu.

Gilete press. De Lauro Jardim, no ‘Globo’: “Os cartolas que comandam o futebol brasileiro esperam apenas uma espécie de senha da Fifa para começar a guerra pela presidência da CBF. É dado como certo pela cartolagem que, em muito breve, Marco Polo del Nero será banido do futebol pela Fifa. A partir daí, o jogo da sucessão começa. Até Ricardo Teixeira tem se movimentado. Conversa principalmente, mas não só, com Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, que, candidatíssimo, tem vindo ao Rio com mais frequência.” Nada é tão ruim que não possa ficar pior.

Tititi d’Aline. O ‘xerife’ Lugano está com sede de bola. Mesmo liberado para descansar, o uruguaio apareceu neste domingo, no CT do soberano São Paulo, para treinar. Ele fez atividades aeróbicas e fortalecimento muscular. Também trabalhou na piscina.   

Você sabia que… as seleções masculina e feminina de basquete dos EUA devem ficar hospedadas em um navio durante a Olimpíada?

Bola de ouro. Rafaela Escalante e Jovelina Melo. A chefe da torcida organizada e a servidora municipal devem assumir o comando do glorioso Plácido de Castro, que disputa o Campeonato Acreano.

Bola de latão. Kadu. Uma estreia inesquecível na zaga do Grêmio: um golaço… contra no empate com o Danúbio.

Bola de lixo. Alan Mineiro. Reforço de peso para o Corinthians: precisa perder apenas cinco quilos para começar a brigar por um lugar no time.

Bola sete. “Mesmo sendo amistoso, teve aquela deixada de pé, aquela deixada de mão. Um pouco de catimba. A gente já começou a sentir o clima de Libertadores” (do goleiro palmeirense Fernando Prass, após o jogo com o Nacional – é vero).

Dúvida pertinente. A FPF dividirá a renda da final da Copinha entre Corinthians e Flamengo ou ficará com tudo?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Na terra do canguru, tenista revela segredo das viradas: ‘Eu sou boa por trás’

Resultado de imagem para fotos da tenista Daria Gavrilova
Daria Gavrilova: gafe na Austrália

A tenista russa naturalizada australiana Daria Gavrilova proporcionou ótimas gargalhadas à torcida depois de vencer a francesa Kristina Mladenovic, pela terceira rodada do Grand Slam da terra do canguru.

Questionada sobre o segredo das viradas em vários jogos, Gavrilova não titubeou e sapecou: ‘I’m good from behind’ – ‘Eu sou boa por trás’.

Ao perceber a gafe, a tenista colocou a mão na boca, enquanto a galera caía na risada.

Depois, Gavrilova tentou sair pela tangente: “Eu não tenho nada na minha cabeça. Estou realmente muito empolgada e gostaria de dar um abraço em todo o estádio.”

A tenista ainda está se familiarizando com o inglês. É a nova queridinha dos australianos. Na próxima rodada, ela vai encarar a espanhola Carla Suarez Navarro.

Por uma daquelas coincidências que só Peter Pan conseguiria explicar, depois das declarações da tenista não houve entrevista em vários jogos do torneio, quebrando uma tradição.

                                       ############

Zé Corneta. Apresentadores e comentaristas se divertem na corrida pela informalidade – o telespectador acha um saco.

Pica-Pau. A revelação do acordo entre o Peixe e o Doyen Sports, feita pelo site ‘Football.Leaks’, envolvendo a divisão dos direitos econômicos de Geuvânio, mostra que o clube vendeu a alma ao diabo. Pouco ou quase nada poderá fazer, a não ser dar R$ 18 milhões ao fundo.

Pitaco do Chucky. Corinthians e Flamengo decidem o caneco: é a espanholização na Copinha.

Bem, amiguinhos. O ex-campeão mundial dos pesados Mike Tyson cansou da choupana de US$ 1,5 milhão (R$ 6 milhões) em Las Vegas e resolveu vendê-la. Colocou mais US$ 1 milhão e comprou outra na vizinhança. A nova cabana tem dois andares, seis quartos, piscina, lareira, piso de mármore e outras mordomias. Há 12 anos, Tyson ganhou as manchetes por estar ‘quebrado’.

Sugismundo Freud (by Ultraje a Rigor). O sucesso nem sempre dura, mas a mediocridade não tem cura.

Bem, diabinhos. O Ministério Público convocou o presidente do soberano São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, para explicar seu ‘leco leco’ com os anjinhos organizados pelo diabo. O cartola confessou que dá ingressos (1.500 em jogos no Morumbi) e uma boa ajuda financeira (R$ 150 mil) para o pessoal desfilar no sambódromo. O MP vai propor ao dirigente dar um basta à vergonhosa relação com a horda.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Rebaixado na Copa Disney, Fluminense entra com recurso para não disputar Copa Beto Carrero em 2007.

Gilete press. De Cleo Guimarães, no ‘Globo’: “O Comitê Olímpico tem um bloco de carnaval para chamar de seu. Com cerca de três mil integrantes, o ‘Atocha e não pira’ se concentra na quadra da Estácio de Sá no dia 27. O bloco ainda depende de autorização da prefeitura para desfilar pelas ruas do Estácio — caso não consiga, fica só na quadra mesmo.” Mamãe eu quero…

Dona Fifi. O volante colombiano Gustavo Cuéllar deve assinar com o Flamengo por quatro anos. É o nono reforço do Urubu. Antes dele, chegaram Juan, Rodinei, Alex Muralha, Arthur Henrique, Chiquinho, Arão, Antônio Carlos e Mancuello.

Tititi d’Aline. Toma lá, dá cá: o jornal ‘Suddeutsche Zeitung’ revelou que o FBI investiga uma transferência de 6,7 milhões de euros (R$ 29,6 milhões) da samaritana Federação Alemã para os cofres da mamãe Fifa. A polícia americana quer saber de onde brotou o misterioso café no bule do comitê organizador da Copa de 2006, realizada na Alemanha, para a rainha do esporte bretão.

Você sabia que… os jogadores brasileiros poderão encarar até -17ºC na China?

Bola de ouro. Sarah Menezes. A judoca começou o ano olímpico com medalha de ouro no Grand Prix de Havana. Ano passado, a campeã em Londres/12 colecionou uma série de resultados ruins.

Bola de latão. LeBron James. O astro do Cleveland Cavaliers está sendo apontado como responsável pela demissão do treinador David Platt. Amigo de LeBron, o auxiliar Tyronn Lue foi promovido a técnico principal.

Bola de lixo. FPF. A ínclita federação paulista resolveu meter a mão no bolso da torcida. Preço dos ingressos para a final da Copinha: R$ 30 a arquibancada e R$ 50 a numerada, apenas três vezes mais do que em 2015.

Bola sete. “Quando entrei em depressão, há cinco anos, comecei a beber muito e a experimentar drogas para ver se aquela dor sumia. Não se entreguem. Vocês têm de se olhar no espelho e dizer, todos os dias: eu sou guerreiro, eu vou vencer” (da ex-nadadora Rebeca Gusmão, em palestra a dependentes químicos, exibida pela ‘Record’).

Dúvida pertinente. Palmeiras e Galo, os principais candidatos brasileiros a soltar o grito de campeão na Libertadores?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Corinthians joga a ressurreição do time nas costas do ‘professor’ Tite

 

Tite colocado no paredão pelo gerente Edu Gaspar (foto esportesR7)

E as doces bordoadas da cartolagem na Fiel prosseguem. Dia sim e outro também, uma ripada e uma limpada de armário no hexacampeão brasileiro. Sem dó nem piedade.

Jadson, Renato Augusto, Ralf, Vagner Love e Gil: uma debandada jamais vista, produto da competência do ‘professor’ Tite & Cia. dentro das quatro linhas e da absoluta incapacidade da diretoria em administrar o clube.

Que era um dos grandes favoritos a conquistar a América pela segunda vez e agora, a menos de um mês para a estreia na Libertadores, é apenas mais um sério candidato a morrer antes do mata-mata.

Com a guarda aberta (multas irrisórias), o Corinthians foi facilmente nocauteado, principalmente pelos chineses. Mas como depois da tempestade vem a bonança, o gerente remunerado Edu Gaspar tratou de aliviar a dor dos corintianos: o clube aposta que o raio cairá duas vezes no mesmo lugar.

Ou seja, nada de correr atrás de reforços à altura dos que saíram. ‘O Gil não era o melhor quando chegou. O Renato veio contestado por lesões. O Jadson era inconstante. O Ralf, como ele veio? Por que não podemos fazer isso de novo? Por que não formar um novo Gil?’, argumentou.

Contestado pela torcida por aparecer muito mais diante dos holofotes do que a serviço do departamento profissional, além de pouco se lixar para as categorias de base, Edu Gaspar ainda jogou o fardo nas costas de Tite: ‘Temos o melhor treinador do Brasil, que pode assumir a reponsabilidade de montar novamente um grande elenco.’

Tite pode ser (e é) o melhor, mas só São Jorge faz milagre sem boas peças de reposição.
                                               ############

Mensalinho. Os engravatados de colarinho branco que comandam as federações foram aquinhoados com um presentinho do Circo Brasileiro de Futebol, agora sob o comando do coronel Nunes: a mesada da bola passará de R$ 50 mil para R$ 75 mil, segundo a ‘Folha’. Nos últimos três meses, com a aproximação da chegada do Papai Noel, a grana para o caviar sobe para R$ 100 mil. E deixa rolar a festa…

Sugismundo Freud. Grandes encrencas, nenhum negócio.

Bem, amiguinhos. Pelo segundo ano consecutivo, a Cidade Maravilhosa ficará só assistindo a banda passar: nenhum representante na elite do surfe. Dos 10 brasucas que cairão na água, sete são paulistas (Gabriel Medina, Miguel Pupo, Adriano de Souza, Caio Ibelli, Filipe Toledo, Wiggolly Dantas e Alex Ribeiro), dois potiguares (Jadson André e Italo Ferreira) e um argentino radicado catarinense (Alejo Muniz). Aos cariocas, água de coco e guarda-sol. Consolo: Lucas Silveira ganhou o título mundial júnior, em Portugal.

Zé Corneta. Gil fez um péssimo negócio ao trocar o Corinthians e a amarelinha desbotada pelo Shandong Luneng. Em quatro anos, engordará a poupança nossa de cada dia em R$ 75 milhões. Ô coitado!

Bem, diabinhos. Saravá, pé de pato, mangalô três vezes: o peruano Guerrero deve procurar com urgência um terreiro. Ele não conseguiu balançar a rede nem cobrando pênalti no amistoso do Flamengo contra o Ceará, no Castelão (34.498 pagantes). O ‘matador’ sem balas está em jejum desde agosto.

Pitaco do Chucky. Cleiton Xavier se machuca mais do que o pessoal do UFC.

Rei do chuá 1. Nem Stephen Curry nem LeBron James. O jogador mais votado para disputar o All-Star Games, o ‘Jogo das Estrelas’ da NBA, foi Kobe Bryant. O ala de 37 anos, que abandonará a cesta ao final da temporada, recebeu 1,9 milhão de votos e será titular da equipe da Conferência Oeste. Kobe disputará o duelo pela 18ª vez, a 16ª como titular, um recorde na história do embate.

Caiu na rede. Pato está sem mercado porque jogou em time pequeno nos últimos dois anos.

Rei do chuá 2. Outras marcas da fera: é o cestinha do All-Star, com 280 pontos, e o jogador com mais arremessos convertidos (115). Curry obteve 1,6 milhão de votos, enquanto LeBron amealhou 1,1 milhão (líder da Conferência Leste). A 65ª edição do All-Star será disputada em Toronto, no dia 14 de fevereiro.

Dona Fifi. O badalado Goytacaz pode ficar fora da Série B do Carioquinha. Não arrumou patrocinador para bancar o time – R$ 60 mil mensais.

Gilete press. De João Carlos Assumpção, no ‘Lance’: “A diretoria palmeirense acha que o clube tem elenco suficiente para chegar à final da Libertadores. A avaliação é que o time tem praticamente dois bons jogadores para cada posição e o único temor é que todos queiram jogar e acabem batendo de frente com os titulares e/ou com o treinador, Marcelo Oliveira. Avalia ainda que, do Trio de Ferro, é o único que tem chances de chegar lá. Depois do desmanche, acredita que o Corinthians será apenas figurante, assim como o São Paulo, que não conseguiu os reforços necessários para a Libertadores e enfrenta sérios problemas de caixa. Dos brasileiros o Verdão crê que o Atlético/MG pode ser um forte adversário. O Grêmio é outro que também pode dar trabalho. A conferir.” Dá-lhe, Verdão!

Tititi d’Aline. O senador pitbull Romário curte a solteirice em Nova York. Ele terminou o namoro com a cantora Dixie Pratt e se mandou para os EUA. Ponto obrigatório: a boate Brooklyn Bowl.

Você sabia que… 420 dos 790 estádios listados pelo Circo Brasileiro de Futebol têm capacidade para menos de cinco mil torcedores?

Bola de ouro. Roger Federer/Maria Sharapova. O suíço alcançou a 300ª vitória em Grand Slams ao bater o búlgaro Grigor Dimitrov na terra do canguru. Recorde na ATP. Já a musa russa superou a americana Lauren Davis e alcançou seu 600º triunfo como profissional, o 183º em Grand Slams.

Bola de latão. Mídia caolha. É inacreditável o poder de observação dos amigos da imprensa. Alguns clubes jogaram apenas uma vez, mas eles conseguem analisar minuciosamente a equipe, coisa impossível até para atletas e treinadores.

Bola de lixo. CBF. O glamoroso Circo Brasileiro de Futebol soltou o Cadastro Nacional de Estádios, e pimba na caxirola: o campo do Corinthians está localizado na ‘cidade de Itaquera’. Como saiu do bairro da zona leste, ninguém sabe ninguém viu. De quebra, foi batizado de ‘Itaquerão’, para felicidade da cartolagem, desesperada atrás de um naming rights.

Bola sete. “Às vezes, eu durmo diante da televisão, porque, depois de uma volta, você já sabe que piloto vai ganhar a corrida” (de Gerhard Berger, ex-companheiro de Ayrton Senna, sobre as inesgotáveis emoções da F-1).

Dúvida pertinente. Brasil, a China dos argentinos?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Chineses lançam isca de R$ 53 mi e fisgam Geuvânio no aquário da Vila Belmiro

Resultado de imagem para fotos geuvânio do santos

Não tem choro nem vela. Muito menos cara feia. Se os chineses abrirem os olhos para um jogador, sai de baixo.

O Peixe resistiu até onde pôde, mas acabou cedendo aos milhões de euros do Tianjin Quanjian, do ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo, Jadson e Luis Fabiano.

A equipe da segunda divisão acertou a compra do atacante Geuvânio (foto SemprePeixe) por 12 milhões de euros (R$ 53,7 milhões). Que serão divididos em três partes: 35% para o Peixe, 35% para o Doyen Sports e 30% para empresários.

O ‘Caveirinha’ da Baixada, 23 anos, receberá R$ 1 milhão por mês, livres como um passarinho na floresta. Acertou por três anos. No Peixe, Geuvânio vinha embolsando R$ 115 mil para a xepa. Ele defendeu 114 vezes o time santista e marcou 24 gols.

Negócio fechado, o Santos agora aguarda a resposta da Justiça ao pedido para anular a transação da parte dos direitos econômicos de Geuvânio para o Doyen.

O toma lá, dá cá foi realizado a preço de banana pelo ex-chefão Odílio Rodrigues no final do mandato. Envolvido em dívidas até com uma floricultura que abastecia o aquário da Vila Belmiro, Odílio cedeu 35% ao grupo por algo em torno de R$ 1,5 milhão.

O Santos teria a obrigação de repassar R$ 19 milhões ao Doyen. Mas o presidente Modesto Roma Júnior, seus pares e ímpares não reconhecem o negócio. Alegam que houve várias irregularidades e por isso procuraram a Justiça.

Até o final do imbróglio, o Peixe pode depositar o café no bule em juízo e trocar mensagens em mandarim com Geuvânio.

                                       #############

Pitaco do Chucky. No Iraque e na Síria, EI (Estado Islâmico); aqui, EP (estado de pânico).

Boi de piranha. O moleque Neymar é o jogador mais caçado do trio MSN. Apanha mais que cigarro em boca de bêbado. Em 19 jogos na temporada 2015/16, ele sofreu 72 faltas. De acordo com levantamento do Barcelona, a dupla Luis Suárez e Messi recebeu 63 faltas. O uruguaio levou 37, e o hermano, 26. Messi atuou só em 16 confrontos.

Zé Corneta. O esporte bretão é fantástico: a oposição não toma posição.

Bem, amiguinhos. Seis garotos brasileiros estão na lista das 50 maiores promessas sub-18 do ludopédio mundial. Negociado pelo Fluminense à Roma, Gerson aparece na sexta posição. O corintiano Malcom ocupa o nono lugar. Também foram incluídos o palmeirense Gabriel Jesus (12º), o pontepretano Leandrinho (40º), o gremista Lincoln (43º) e o santista Thiago Maia (46º). O top 3 do portal ‘Goal.com’: o belga Tielemans, do Anderlecht, o suíço Embolo, do Basel, e o goleiro italiano Donnaruma, titular do Milan.

Sugismundo Freud. Se não tem solução, nada de desespero… não tem solução mesmo.

Bem, diabinhos. A venda de ingressos para os Jogos Paraolímpicos continua deixando o pessoal do COB (caixinha, obrigado Brasil) de cabe em pé. Dos três milhões de bilhetes à disposição dos torcedores, apenas 300 mil foram comercializados. O comitê organizador pretende fazer uma campanha para incrementar as vendas. Uma das ideias: mostrar que o time do Brasil pode brigar pelo top 5. Na Rio-16, a situação é bem diferente: 2,5 milhões de entradas já foram reservadas.

Dona Fifi. Conselheiro e torcedores estão ligadíssimos no gerente corintiano Edu Gaspar. Fala muito e faz pouco.

Gilete press. De Cleo Guimarães, no ‘Globo’: “Concentrados no Portobello, em Mangaratiba, os jogadores do Flamengo não aguentaram ficar tanto tempo longe dos salões de beleza e resolveram improvisar um no quarto do hotel. Eles passaram uma tarde sob os cuidados de um cabeleireiro especializado nesses cortes estranhos que você costuma ver na TV, numa das suítes à beira-mar. ‘Era uma fila de homem que entrava no quarto de cabelo meio desgrenhado e saía todo estiloso’, diz um hóspede.” Que beleza!

Caiu na rede. Atlético, um exemplo de time mimimineiro.

Tititi d’Aline. Não está nada fácil a vida do Real Madrid. Pela 11ª vez consecutiva, fechou uma temporada como o clube mais rico do mundo: 577 milhões de euros de receita (R$ 2,5 bilhões). O levantamento é da empresa de consultoria financeira Deloitte. Houve um aumento de 27,5 milhões de euros em relação a 2014. O Barcelona ficou em segundo, com 560,8 milhões de euros (R$ 2,4 bilhões), à frente do Manchester United (R$ 2,3 bilhões).

Você sabia que… Arsene Wenger é o treinador mais antigo no cargo na Inglaterra, com mais de mil jogos em 19 anos à frente do Arsenal?

Bola de ouro. Lleyton Hewitt. Aos 34 anos, o australiano despediu-se da bolinha na derrota para David Ferrer. Além de vários títulos, Hewitt entrou para a história ao ganhar o ATP de Adelaide em 1978: tenista mais jovem a conquistar um título desse nível, com apenas 16 anos e 10 meses. Quatro anos depois, assumiu a liderança do ranking. Ficou no topo durante 75 semanas – é sexto jogador a ficar mais tempo no comando da tropa.

Bola de latão. Thomaz Bellucci. O brasileiro manteve a regularidade no Aberto da Austrália. Ao levar uma raquetada do americano Steve Johnson, fez a quina na terra do canguru: pela quinta vez foi para o espaço na segunda rodada.

Bola de lixo. Mascherano. O hermano do Barcelona foi condenado a um ano de prisão por fraude fiscal na Espanha. O volante tentou dar um chapéu de 1,5 milhão de euros (R$ 6,6 milhões) no Leão. Mascherano pediu à justiça para trocar a cadeia por multa de 21,6 mil euros (R$ 96 mil). Ele já devolveu a grana da fraude. A decisão sairá nos próximos dias. Ele aguardará o resultado em liberdade.

Bola sete. “Não foi por falta de melhor oferta do Besiktas que o goleiro Cássio ficou no Brasil em vez de ir para a Turquia. Foi por causa do compreensível temor causado pelo Estado Islâmico na região” (do blogueiro Juca Kfouri, no ‘Uol’ – nada como morar na paz de São Paulo…).

Dúvida pertinente. 2016, pior que o 7 a 1?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Trio de Ferro dá conta do recado e fatura gringos na pré-temporada

O Trio de Ferro paulista se mandou pelo mundo e não decepcionou. Corinthians, Palmeiras e soberano São Paulo deram conta do recado e saíram vitoriosos de campo.

Nenhuma atuação de encher os olhos, mesmo porque as equipes estão voltando agora, mas pelo menos deixou o torcedor sorridente.

Em um jogo pegado, parecendo de campeonato, o Corinthians se recuperou na Florida Cup e bateu o Shakhtar Dontesk, por 3 a 2, com dois gols de Romero e um do ‘vovô’ Danilo. Taison e Kovalenko descontaram para os ucranianos.

A equipe corintiana esteve bem no primeiro tempo, quando abriu 3 a 1, mas depois tomou sufoco. Aí apareceu o goleiro Cássio, garantindo a primeira vitória do Corinthians na temporada depois do desmanche. Na estreia da Florida Cup, o time perdeu para o Galo por 1 a 0.

Na outra partida pela Florida Cup, o Saci colorado superou o Fluminense por 1 a 0 (Eduardo Sasha), em Fort Lauderdale. Ronaldinho Gaúcho, por exigências contratuais, defendeu o Fluminense no segundo tempo.

Em Montevidéu, o Palmeiras voltou ao batente com um triunfo sobre o Libertad por 2 a 0, gols de Allione e Moisés, que iniciaram a partida no banco. O embate no estádio Centenário foi morno, sem muitas oportunidades de gol e com pouca torcida.

O estreante Moisés foi um dos destaques do campeão da Copa do Brasil. O atacante Erik também correspondeu quando entrou em campo. Neste sábado, o Palmeiras decide o caneco do Torneio de Verão. Vai encarar o Nacional, que superou o Peñarol por 3 a 1 no jogo principal do Centenário. Palmeiras e Nacional são rivais no grupo 2 da Libertadores.

Em Assunção, no estádio Defensores del Chaco, o ‘professor’ Egdardo Bauza estreou com vitória no comando do soberano São Paulo: 1 a 0 no Cerro Porteño, gol do volante Thiago Mendes. O amistoso serviu para pagar a transferência de Lugano para o Tricolor.

O jogo mostrou que Bauza pretende montar um time compacto, com muitos cuidados defensivos. Na bacia das almas, o zagueiro Breno foi expulso após confusão com Valdez.

                                       ############

Pitaco do Chucky. Ronaldinho Gaúcho, cada vez mais um ex-jogador em atividade.

Bem, amiguinhos. Aos 36 anos, o lateral Índio, campeão mundial pelo Corinthians em 2000, jura ter muita lenha para queimar em defesa do Palmeira/RN no campeonato estadual. Ele atribui a longevidade no esporte, com poucas lesões ao longo da carreira, a uma garrafada, bebida normalmente preparada por curandeiros. Os ingredientes da eterna juventude: raiz de maconha e casca de madeira Imburana. O coquetel é preparado em Alagoas. ‘É bom demais. Dá muita vitalidade e força física’, festeja Índio, que pretende se aposentar aos 40 anos.

Caiu na rede. A China nunca mais será a mesma depois da passagem do ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo.

Bem, diabinhos. O gigante Dida não joga a toalha. Nada de aposentadoria. Aos 42 anos, o ex-paredão de Corinthians, Raposa, Milan, Saci colorado e seleção está à procura de um clube. Ano passado, Dida disputou apenas uma partida pelo Inter, na vitória sobre o Passo Fundo por 2 a 0, pelo Gauchinho. Ainda dá caldo?

Sugismundo Freud. Também há competição e suor fora das quatro linhas de um campo.

Dona Fifi. O Galo levantou a bola e o soberano Tricolor estufou a rede: garantiu o atacante Calleri, do Boca Juniors, por seis meses. Quebrou o bico dos mineiros.

Gilete press. Do presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, à ‘Folha’, sobre o apoio aos anjinhos organizados pelo diabo: “A gente ajuda no Carnaval e nos ingressos. O que a gente dá [1.500 bilhetes para cada jogo no Morumbi e 500 fora, além de R$ 150 mil para o Carnaval] é muito pequeno no contexto, porque eles podem fazer muito estrago. É uma relação difícil, mas não chega a ser chantagem. Não nos submetemos a nada. Mas tem de fazer algumas concessões. Não tem como cortar.” Lamentável.

Zé Corneta. Campeonato fantasma: Brasileiro feminino.

Tititi d’Aline. O New York Knicks é o clube mais valioso da NBA, com US$ 3 bilhões (R$ 12 bilhões). Ele está à frente do Los Angeles Lakers, que foi avaliado em US$ 2,7 bilhões (R$ 10,8 bilhões). O Golden State Warriors, atual campeão, aparece na sexta posição, com U$$ 1,9 bilhão.

Você sabia que… Jorge Sampaoli deixou a seleção do Chile após 27 vitórias, oito empates e oito derrotas, além do título da Copa América de 2015?

Bola de ouro. Neymar. O moleque brasileiro segue conquistando o planeta. Ele já ocupa o terceiro lugar no ranking dos jogadores que mais venderam camisa no ano passado, de acordo com levantamento do portal especializado ‘World Soccer Shop’. Neymar ficou atrás de Messi (líder) e Cristiano Ronaldo. Em 2015, ele não apareceu nem entre os 10 mais.

Bola de latão. Tianjin Quanjian. O time do ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo, com Jadson e Luis Fabiano, caiu de quatro diante do fraco Bragantino, num jogo-treino em Atibaia. No fim de semana, havia perdido do XV de Piracicaba por 2 a 1.

Bola de lixo. São Paulo. O mandachuva e raios do soberano, Carlos Augusto de Barros e Silva, deixou o ‘leco leco’ de lado e confirmou que o clube é refém dos vândalos travestidos de torcedores. Isto é uma vergonha, diria Boris Casoy.

Bola sete. “O torcedor quer ver o time voando, mas não pode esquecer que foi o primeiro jogo da temporada. Foi uma estreia muito boa. O time ainda está preso, enferrujado” (do nobre presidente Paulo Nobre, sobre a vitória do Palmeiras diante do Libertad – fato).  

Dúvida pertinente. Caixa Econômica Federal: patrocínio ou paitrocínio?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

Cartola palmeirense checa multas após tsunami devastar o Corinthians

O sinal de alerta acendeu no Palmeiras após o tsunami que devastou o coirmão Corinthians, hexacampeão brasileiro.

Os R$ 32 milhões auferidos com a venda de Renato Augusto, Jadson, Ralf e Vagner Love assustaram o nobre presidente Paulo Nobre.

Muito pouco, já que as transações envolveram os dois principais destaques do último Brasileirão, um ídolo da Fiel e um artilheiro.

Preocupado com um possível ataque ao ninho dos periquitos em revista, em especial dos chineses, o mandachuva e raios palmeirense despachou uma ordem ao departamento profissional: checar a multa dos principais jogadores do elenco.

Resultado da pesquisa: um largo sorriso. E braços abertos para receber os amigos do outro lado do planeta.

O Palmeiras não corre risco de negociar atletas a preço de banana, como aconteceu com o Corinthians, refém de multas irrisórias. “Se os chineses nos procurarem, vamos conversar. Ninguém é inegociável no Palmeiras. Basta pagar a cláusula”, garantiu Nobre, em entrevista ao ‘Fox Sports’. “Vi o Roberto [de Andrade, presidente do Corinthians] falar que eles chegam, convencem o jogador com um salário absurdo, pagam a multa e levam. O Palmeiras está tranquilo.”

O chefão palmeirense mandou um recado à torcida: depois da contratação de oito jogadores, o clube só irá às compras se aparecer um negócio da China. O cartola acredita que o plantel, hoje, está em condições de brigar por qualquer caneco.

Nobre revelou ainda uma superstição: sempre que a chuteira aperta na disputa de um jogo decisivo, ele sai do camarote, se refugia num canto do vestiário do Allianz Parque e reza. Deu certo contra o Saci colorado, o Fluminense e o Peixe na reta final da Copa do Brasil. San Gennaro!

############

Pitaco do Chucky. Corinthians AC/DC – antes da China e depois da China. Chora, Fiel!

Ippon. A bela Luana Pinheiro desistiu do quimono. Desiludida com o judô, ela sonha transformar-se em ‘a Ronda brasileira’. Trocou o tatame pelo octógono. Vai encarar o MMA. A musa paraibana optou pela mudança após ficar fora da seleção brasileira que disputará a Olimpíada do Rio.

Zé Corneta. Chineses voltam a atacar o Corinthians: querem alugar o Itaquerão, minha casa minha vida para uma feira de pasteis.

Bem, amiguinhos. Se já não bastasse o excepcional desempenho como rainha da Inglaterra, o presidente interino do Circo Brasileiro de Futebol, o popular coronel Nunes, ganhou um zíper na boca do imperador ostentação Del Nero: não pode dar entrevista. Calaaaada!

Sugismundo Freud. Não há glória que não seja discutível.

Bem, diabinhos. A plim-plim deu um zapping na Florida Cup. Nada de Corinthians x Shakhtar Donetsk e Fluminense x Saci colorado. O horário da bola será ocupado pelo filme ‘Noé’ nesta quarta. A emissora deu um bico no ludopédio porque o Galo bateu os corintianos no fim de semana e levantou o caneco. Assim, Corinthians, Fluminense e Inter cumprirão apenas tabela. Sopa de chuchu.

Caiu na rede. Cruzeiro justifica ausência na Florida Cup: ‘Comprar juiz americano com o dólar a quatro reais não dá’.

Gilete press. De Fábio Suzuki, no ‘Lance’: “A diretoria do Palmeiras projeta um lucro de R$ 91,6 milhões com o departamento de futebol profissional para a temporada de 2016, segundo consta na previsão orçamentária do clube. Num ano em que o time volta a disputar a Libertadores, a estimativa é que o futebol palmeirense gere receitas de R$ 299,6 milhões e despesas de R$ 208 milhões. Em 2015, a estimativa era de R$ 77,4 milhões de lucro, sendo que até o mês de novembro o saldo do departamento de futebol profissional era positivo em R$ 30 milhões.” Viva San Gennaro!

Dona Fifi. Os ex-corintianos Ralf e Renato Augusto vestiram pela primeira vez o uniforme do time chinês e ficaram muito bem de verde.

Tititi d’Aline. Torcedores do Palmeiras pensam dar um banho de sal na camisa 10. Contratados para substituir Valdivia, que vivia de chinelinho no departamento médico, Cleiton Xavier e Fellype Gabriel também estão sendo ‘vítimas da maldição’. Cleiton Xavier atuou apenas 17 partidas desde fevereiro de 2015, enquanto Fellype Gabriel jogou somente 20 minutos nos últimos oito meses. Em sua última temporada, o mago chileno apareceu 10 vezes em campo – foi vendido na metade do ano passado.

Você sabia que… o moleque Neymar ganhou US$ 1 milhão para ser garoto-propaganda de um xampu na Ásia?

‘Bola de ouro’. Galo e Raposa. Passando o chapéu, os mineiros toparam assinar contrato com a Caixa por R$ 12,5 milhões, metade do que embolsará o Flamengo pelo carimbo no enxoval.

Bola de latão. Douglas. O Barcelona quer emprestar o ex-lateral do São Paulo de graça, mas ninguém topa. O barato sai caro.

Bola de lixo. Matthew Dellavedova. O australiano do Cleveland Cavaliers foi eleito por jogadores e treinadores da NBA o ‘mais sujo’ do melhor basquete do mundo. Steve Adams, do Oklahoma, e Andre  Bogut, do GS Warriors, completaram o pódio dos anjinhos.

Bola sete. “Estou muito feliz por chegar ao topo do futebol brasileiro. Estou ansioso para estrear e encontrar essa torcida maravilhosa” (do meia Guilherme, 27 anos, contratado pelo Corinthians por R$ 5,7 – a conferir).

Dúvida pertinente. Globo, Flamengo e Corinthians, tudo a ver?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br