Corinthians sai na frente, perde pênalti e toma virada; Palmeiras, campeão da ‘Copa Mickey’

Luan em ação contra o Atlético Nacional
Luan domina a bola na derrota do Corinthians

O ‘professor’ Tiago Nunes sofreu a primeira derrota na casamata do Corinthians. A equipe perdeu do Atlético Nacional, da Colômbia, por 2 a 1, de virada. Pior: ouviu os gritos de ‘é campeão’ da torcida do Palmeiras na Florida Cup, mais conhecida como ‘Copa Mickey’. O coirmão bateu o New York City por 2 a 1.

O Palestra, que disputou o torneio pela primeira vez, terminou com cinco pontos. O Atlético Nacional ficou em segundo, com quatro, um a mais que o Corinthians. O City beliscou a lanterna, com zero. O Palmeiras obteve um triunfo e um empate, mas conquistou um ponto extra ao vencer os colombianos nos pênaltis, após ‘oxo’ na primeira rodada. Primeiro titulo de Vanderlei Luxemburgo.

Pela quarta vez em seis edições da competição um time brasileiro faturou o caneco. Além dos periquitos em revista, também venceram Galo (2016), soberano São Paulo (2017) e Flamengo (2019). Outros ganhadores: Colônia/Alemanha (2015) e Atlético Nacional (2018).

O Corinthians poderia ter liquidado a partida no primeiro tempo. Abriu o placar com Ramiro, aos 6, após cruzamento de Lucas Píton. Aos 25, Boselli desperdiçou um pênalti cometido em Fagner (o goleiro Cuadrado defendeu). Aos 39, o atacante argentino chutou na trave. Na bacia das almas, o time foi castigado. Gustavo Torres, de cabeça, empatou.

A equipe paulista voltou do vestiário com Sidcley e Vagner Love. Saíram Lucas Píton e Boselli. De cara, o artilheiro do amor perdeu uma ótima oportunidade. Depois de receber de Ramiro, arrematou e Quintana defendeu parcialmente. No rebote, Love chutou para fora.

Aos poucos, o Atlético Nacional foi equilibrando as ações e Sebastian Gomez cabeceou na trave. Tiago Nunes mexeu por atacado na equipe. Sidcley e Love perderam novas chances. Aos 37, Walter saiu do gol para combater Duque, que recuou para Sebastian Gomez marcar o gol da vitória colombiana.

Ramiro, Camacho e Cantillo foram os melhores do time. Luan não brilhou como na estreia, quando marcou dois gols. Walter, por sua vez, entregou o ouro na virada do Atlético Nacional. Boselli e Love também foram mal.

No jogo de abertura, o campeão Palmeiras sofreu para derrotar o New York City por 2 a 1, de virada. Willian Bigode e Gabriel Menino foram os destaques da equipe em Orlando. O centroavante Luiz Adriano também agradou.

Já Felipe Melo decepcionou como zagueiro e merecia ser expulso após falta em Jasson. Também os laterais Marcos Rocha e Victor Luís não corresponderam.

A equipe americana fechou o primeiro tempo em vantagem, com um gol na bacia das almas. Jasson deixou Ramires na saudade, cruzou e De Rosario concluiu de cabeça, antecipando-se a Felipe Melo. Ramires havia entrado no lugar de Bruno Henrique, que sentiu dores na virilha no início do embate.

O New York City trocou toda a equipe depois do intervalo. O ‘professor’ Vanderlei Luxemburgo só colocou Willian no ataque, sacando Raphael Veiga (fraquíssimo). A partir dos 17 minutos, mudou o restante do time.

Aos 10, o Palestra empatou. Lucas Lima cruzou, Willian atrapalhou o goleiro e a bola morreu no fundo da rede. O gol da vitória saiu aos 27. Zé Rafael tocou para Willian, que bateu sem chance para o goleiro. Os americanos sentiram o golpe e o Palmeiras controlou a partida até o final.

Edu Dracena levanta o título do Torneio da Flórida — Foto: Gledson Tavares / Estadão Conteúdo
Edu Dracena levanta o caneco: jogadores já estavam no aeroporto

Pitaco do Chucky. Palácio, Congresso e adjacências, um gigantesco sacolão de jujubas contaminadas.

Fla empata. Apesar de criar boas chances, o Flamengo ficou no ‘oxo’ com o Macaé, na abertura do Carioquinha (Taça Guanabara). O Rubro-negro atuou com um time sub-20 e outros atletas que estouraram a idade, já que a equipe principal ainda será de férias por conta do Mundial da mamãe Fifa em dezembro. A torcida prestigiou os moleques. Nada menos que 27.205 pessoas compareceram ao ‘new Maracanã’. A renda atingiu R$ 617.161,50. No estádio Raulino de Oliveira, o Botafogo, com um time reserva, perdeu para o Volta Redonda por 1 a 0, gol de Saulo no segundo tempo, diante de 4.188 torcedores (R$ 80.160).

Zé Corneta. Flamengo faz ‘arrastão’: atacantes Michael, Pedro Rocha e Pedro, zagueiro Gustavo Henrique e volante Thiago Maia. O resto que se exploda!

Quén, quén, quén… A cartolagem do soberano Tricolor está uma fera com o atacante Pato. O clube recebeu uma proposta de US$ 3 milhões (R$ 12,5 milhões) do Shaba Al Ahli, de Dubai, pelo jogador e pretendia fechar o negócio, mas Pato não topou. Além de pagar à vista, a equipe árabe daria US$ 4,5 milhões (R$ 19 milhões) por temporada ao atleta. Que optou por ficar mais perto dos pais e irmãos. Em junho de 2019, ele se casou com Rebeca Abravanel, filha de Silvio Santos, em junho. Desde março do ano passado na lagoa do Morumbi, Pato nadou em 22 jogos e marcou cinco gols.

Sugismundo Freud. Privilégio é produto de políticos exclusivamente para políticos.

Fraldinhas em risco. A Federação Escocesa de Futebol pretende proibir a garotada de cabecear a bola antes dos 12 anos. Motivo: riscos de demência na idade adulta. De acordo com a BBC, a norma deverá vigorar até fevereiro. Os Estados Unidos adotaram a medida em 2015. A Escócia seria a primeira na Europa. Em outubro de 2019, um estudo da Universidade de Glasgow concluiu que ex-jogadores são mais propensos a morrer de uma doença neurodegenerativa do que a média dos esportistas.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Deyverson cava falta durante voo para Espanha após aeromoça entrar com o carrinho.

Mega da Virada. O Papai Noel foi extremamente generoso com o jovem Charles Leclerc. A Ferrari renovou o contrato do piloto de 22 anos por 9 milhões de euros (R$ 40,7 milhões). Em 2019, o monegasco beliscou 3,5 milhões de euros (R$ 15,8 mi). De acordo com o jornal Corriere dello Sport, o café no bule de Leclerc ainda é bem mais aguado que o de Sebastian Vettel, companheiro de equipe. O alemão embolsou 45 milhões de euros (R$ 202 mi). É o segundo piloto mais bem pago do grid, atrás do hexacampeão Lewis Hamilton – 56,5 milhões de euros (R$ 256 mi). No último Mundial, Leclerc obteve mais poles (7 a 2), vitórias (2 a 1) e pontos (264 a 240) do que Vettel.

Zapping. O SporTV deve desligar a MotoGP da programação. Até agora, a emissora não fechou acordo para a transmissão da principal categoria de motovelocidade do mundo. O canal já dispensou o narrador Guto Nejain e o jornalista Fausto Macieira.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na Folha: “A revista France Football formou uma seleção mundial dos últimos dez anos, com Casillas no gol, os defensores Lahn, Sergio Ramos, Van Dijk e Marcelo, os armadores Xavi, Iniesta e Modric e, no ataque, Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar. Eu colocaria Neuer no gol e outro meio-campista no lugar de Modric. Poderia ser Kroos, Schweinsteiger, Pogba ou De Bruyne. Daniel Alves foi excepcional, mas Lahn foi superior. Há outros zagueiros do nível de Sergio Ramos, como Piqué e Thiago Silva.” É vero.

Tititi d’Aline. A boleirada já se coça. ‘Frente e Verso’, autobiografia de Rita Cadillac, deve ser lançado até julho. A ex-chacrete promete muitas revelações sobre sua vida, ‘uma bomba atômica’. Em 1975, por exemplo, curtiu uma de rainha ao lado de Pelé. Cadillac foi apresentada ao ‘rei’ pela transformista e atriz Rogéria, morta em 2017. ‘É bom para o moral… ‘Vu le’, ‘vu le’, dance dance, pra frente e pra trás…’

Você sabia que… o Flamengo pode disputar até 82 jogos nesta temporada?

Resultado de imagem para fotos casemiro real madrid
Casemiro: dois gols contra Sevilla

Bola de ouro. Casemiro. O volante está jogando muito no Real Madrid. Marcou os dois gols da vitória sobre o Sevilla por 2 a 1, na abertura da 20ª rodada do Campeonato Espanhol. O brasileiro de 27 anos já acumula três tentos na temporada – também fez a festa contra o Levante, em setembro. ‘O Casemiro é peça importantíssima na equipe’, elogiou o ‘professor’ Zidane.

Bola de latão. Legado olímpico. Cerca de 900 pessoas, entre atletas (seleção feminina de basquete) e alunos de cursos gratuitos oferecidos à população, ficaram a ver navios com a interdição das instalações do Parque Olímpico da Barra e do Complexo Esportivo de Deodoro. O juiz da 17ª Vara Federal, Eugênio Rosa de Araújo, determinou o fechamento dos portões por irregularidades na documentação – vistoria do Corpo de Bombeiros e ‘habite-se’. Apenas o Parque devorou mais de R$ 2 bilhões para receber os Jogos em 2016. Depois da competição, abrigou o Rock in Rio e o show da dupla Sandy & Junior, mas nenhum grande evento esportivo.

Bola de lixo. Mídia caolha. Dedica espaços quilométricos ao falastrão irlandês Conor McGregor, do UFC, e ignora a terrível situação do ex-goleiro Manga. Sem dinheiro e doente, o brasileiro recebeu ajuda de torcedores do Nacional para se tratar em Montevidéu, de acordo com Bruno Rodrigues, da ‘Folha’. Titular da seleção na Copa de 1966, o maior goleiro da história do Botafogo e do Saci colorado é um zero à esquerda no milionário Circo Brasileiro de Futebol, comandado pelo ‘presidente fantasma’ Rogério Caboclo.

Bola sete. “Estou muito motivado no Palmeiras, me sentindo um garoto em começo de carreira. Vou beliscar coisa grande nesta temporada” (do ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo, durante a ‘Copa Mickey’ – soberba?).

Dúvida pertinente. Jesualdo (Peixe), Diniz (Tricolor), Luxemburgo (Palmeiras) ou Tiago Nunes (Corinthians): quem vai cair primeiro?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

2 comentários em “Corinthians sai na frente, perde pênalti e toma virada; Palmeiras, campeão da ‘Copa Mickey’”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s