De virada, Flamengo despacha árabes e tenta conquistar o mundo após 38 anos

Flamengo x Al Hilal Diego Willian Arão Mundial de Clubes
Diego e Arão festejam a vitória do Flamengo

Depois de um primeiro tempo pífio, quando sofreu o gol do Al Hilal, o Flamengo reagiu e ganhou por 3 a 1, no estádio Khalifa, em Doha, no Catar. Com o triunfo, o Rubro-negro se classificou para a decisão do Mundial da mamãe Fifa. Sábado, enfrentará o vencedor de Liverpool x Monterrey. O Flamengo brigará pelo caneco após 38 anos. Em 1981, Zico & Cia. deram um show de bola no Liverpool (3 a 0).

Apenas 21.588 torcedores assistiram a sofrida vitória dos cariocas. Bruno Henrique, Rafinha, Diego Alves e Rodrigo Caio foram os destaques do Urubu. Que virou o placar com Arrascaeta, Bruno Henrique e Al-Bulayhi (contra). Al-Dawsari marcou para os árabes.

Nenhum chute em direção ao gol, nervos à flor da pele, criatividade zero no meio de campo e falhas na marcação, principalmente pelo setor de Filipe Luís. Resultado: 1 a 0 para o Al Hilal. Merecidamente.

A equipe rubro-negra simplesmente não entrou em campo nos 45 minutos iniciais. E foi uma presa fácil para o time árabe, muito bem armado e sem um pingo de receio de encarar o ‘bicho-papão’ brasileiro, o rei da América.

O Al Hilal dominou as ações, criou boas chances e encaçapou o goleiro Diego Alves, aos 17: o lateral Al-Buryak recebeu na direita, cruzou e Al-Dawsari arrematou. A bola desviou em Mari e estufou a rede. Dois minutos antes, Diego Alves havia operado um milagre.

A única boa chance do Flamengo aconteceu aos 8. O goleiro Al-Muaiouf saiu mal de soco após escanteio, a bola sobrou para Gerson, que finalizou para fora.

No segundo tempo, o Flamengo precisou apenas de três minutos para empatar e tomar conta do espetáculo. Gabigol passou para Bruno Henrique na grande área. Ele entregou de bandeja para Arrascaeta concluir: 1 a 1.

Daí em diante, o Urubu, mesmo sem apresentar um grande futebol, colocou o Al Hilal no bolso do calção. Acelerou as jogadas e aumentou a intensidade. Mas só conseguiu marcar o segundo aos 32. Rafinha recebeu de Diego, que havia substituído Gerson (fraquíssimo), e cruzou na cabeça de Bruno Henrique.

Quatro minutos depois, o time árabe foi a nocaute. Diego tocou para Bruno Henrique na esquerda. O camisa 27, um dos destaques do time, tentou cruzar para Gabigol e Al-Bulayhi marcou contra. Na sequência, Carrillo foi expulso por dar um pontapé em Arrascaeta.

Fatura resolvida, o ‘professor’ Jesus trocou Bruno Henrique por Vitinho e Arrascaeta por Piris da Mota. E deixou o tempo passar. O Flamengo voltará a brigar por um título mundial depois de 38 anos. ‘Ô Liverpool, pode esperar, a tua hora vai chegar?’

Pode, se o time inglês eliminar o mexicano Monterrey, nesta quarta, e o Flamengo reencontrar o ótimo futebol mostrado no Brasileirão e na Libertadores.

Flamengo x Al Hihal, Mundial de Clubes
Festa rubro-negra em Doha

Pitaco do Chucky. Pirralhos informam: só 12,1% dos jovens apoiam o governo Bozo.

Roda a roda. Estava na cara e no bolso a superioridade do Flamengo sobre o Al Hilal. Enquanto o elenco do Urubu está avaliado em R$ 665 milhões, o plantel árabe gira em torno de R$ 210 milhões, de acordo com o site especializado Transfermarkt. A pérola rubro-negra é o garoto Reinier, 17 anos, cotado a R$ 115 milhões. O peruano Castillo é a joia do Al Hilal: R$ 32 milhões. O Liverpool é o senhor dos anéis do Mundial da mamãe Fifa. O elenco vale R$ 5,3 bilhões. Já o Monterrey, do México, está cotado em R$ 386 milhões. Ingleses e mexicanos jogarão nesta quarta.

Zé Corneta. Novo Congresso, apenas um pão envelhecido.

Haja coração. Pelo jeito, o ‘professor’ Abel Braga adorou mergulhar no tsunami que domina boa parte do ludopédio nacional. Depois de viver grandes emoções na rebaixada Raposa, colecionando três triunfos, oito empates e três coças, Abelão topou dirigir o Vasco na próxima temporada. Substituirá o ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo (acertou com o Palmeiras). Comandará um time sem lenço e sem documento.

Sugismundo Freud. Na Europa, o futebol é entretenimento entre classes; no Brasil, é guerra.

Ding dong corintiano. Nada contra, ao contrário. Mas não deixa de ser quiçá interessante e, por que não dizer, um terrível quebra-cabeça até para São Jorge: o Corinthians pede fiado até em Black Friday, mas paga R$ 22 milhões por 50% dos direitos do meia Luan, ex-Grêmio, e oferece a mesma quantia por Michael, a revelação do Goiás. A situação financeira do clube está tão complicada que virou piada entre coirmãos: Andrés ‘Desmanchez’ foi ao caixa eletrônico, quis saber o saldo e apareceu na telinha ‘não é da sua conta’. Desce o pano!

Caiu na rede. Negócio suspenso: Sampaoli pediu um Mundial ao Palmeiras.

Aposentadoria. Aos 66 anos, Levir Culpi decidiu trocar a casamata pelo bem-bom da vida. Vai gastar a poupança que amealhou ao longo de três décadas como ‘professor’. “A situação está definida. Eu encerrei a minha carreira. Chega, vou cuidar dos netinhos e viajar com a mulher”, anunciou o agora ex-treinador. Que já está com saudade da mordomia do futebol: “Você vai pegar o ônibus, ele já está esperando. Você tem o ticket de voo, já tem hotel, quarto. Agora, estou apavorado, porque não terá nada resolvido.” Levir Culpi entregará à missão para a mulher.

Papo na padoca. Por uma daquelas incríveis coincidências que só mesmo a Fada Madrinha poderia explicar, o ‘pofexô’ Luxa e a ‘titia’ Leila Crefisa têm o mesmo assessor, Olivério Júnior.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na Folha: “É preciso melhorar a formação de jogadores. O futebol mudou bastante nos últimos 15 anos. Não há mais lugar para volantes que só sabem marcar, centroavantes estáticos, zagueiros colados à grande área, laterais que avançam e só sabem jogar a bola na área, meias que só atuam em pequenos espaços e goleiros que só sabem jogar debaixo das traves. Existe ainda o perigo de haver relações conflitantes, promíscuas, entre dirigentes, treinadores e empresários.” Bingo!

Zapping. Fox Sports Flamengo pergunta: Van Dijk/Lovren (Liverpool) ou Rodrigo Caio/Pablo Mari, qual é a melhor dupla de zaga? Resposta em ‘A Praça é Nossa’.

Tititi d’Aline. As mulheres abriram mais um cadeado machista. O mandachuva e trovoadas da Ferrari, Mattia Binotto, garantiu que elas participarão da Ferrari Driver Academy. A última vez que uma piloto esteve no comando de um carro de Fórmula 1 foi há 43 anos: a italiana Lella Lombardi dirigiu um Williams durante 12 provas. Depois de 1976, três mulheres sonharam, mas nunca pisaram no acelerador em um GP. Ano passado, Tatiana Calderón trabalhou como piloto de testes da Sauber.

Você sabia que… Luxemburgo já dirigiu o Palestra em 373 jogos, com 226 vitórias, 81 empates e 66 derrotas.

Bola de ouro. Rogério Ceni. O ‘professor’ mandou a cartolagem incompetente pegar vaga-lume no deserto e renovou contrato com o Fortaleza. Também deu uma bela lição a muitos treinadores que deixam o trabalho pelo meio do caminho apenas para ganhar status e holofotes.

Bola de latão. Sampaoli. O hermano é craque na casamata, arranca leite de pedra, mas também é inquestionável: adora quiproquó nos bastidores. Depois de abrir guerra ao Peixe na rescisão contratual, o ‘professor’ acertou os ponteiros com o Palmeiras e voltou atrás na hora do jamegão. Pediu R$ 2 milhões por mês ao Palestra, mais uma batelada de mordomias.

Bola de lixo. Palmeiras. O mandachuva e raios Maurício Galiotte prometeu novos tempos, um time à imagem e semelhança do Flamengo, deixou a torcida saltitante, mas sucumbiu ao som das cornetas no ninho dos periquitos em revista. Meia-volta volver: o ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo comandará a equipe pela quinta vez. O oxigênio da modernidade foi para o beleléu.

Bola sete. “Vanderlei Luxemburgo foi contratado por pressão de antigos conselheiros do Palmeiras. Entre eles, seu amigo pessoal, o presidente do Conselho Deliberativo, Seraphim del Grande (…) O Palmeiras com seu milionário elenco caiu no colo de Vanderlei” (de Cosme Rímoli, no R7 – fato).

Dúvida pertinente. O Flamengo é Monterrey ‘desde criancinha’?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s