Flamengo coloca Palmeiras na roda e provoca vassourada no Parque: Mano e Mattos demitidos

Palmeiras x Flamengo
Flamengo: festa no Parque

De um lado, um time com a faca nos dentes, sangue nos olhos e preparado para uma inexplicável batalha, já que o inimigo havia vencido a guerra do Brasileirão com extrema facilidade sob o comando do general Jesus. De outro, uma equipe disposta apenas a se divertir, transformando a mansão Allianz Parque em mais um playground da bola.

Um espetáculo que se instalou no esporte bretão nacional desde a chegada de Jesus ao ninho do Urubu. Resultado: Palmeiras 1 x 3 Flamengo. Consequência: Mano Menezes na fila do desemprego. Em 20 jogos na casamata dos periquitos em revista, o ‘professor’ saboreou 11 triunfos, cinco empates e quatro derrotas. O gerentão Alexandre Mattos, ex-Mittos, também dançou, para felicidade da torcida.

A passagem de Mano Menezes durou menos de quatro meses. Ele tinha contrato até dezembro de 2021, com multa rescisória de um salário, algo em torno de R$ 800 mil. Substituiu o ‘sargento’ Felipão, também demitido depois de uma derrota para o Flamengo (3 a 0 no primeiro turno).

O Palmeiras completou a quina contra o Urubu: dois empates e três pauladas. Ou seja, faturou dois pontos em 15 possíveis. O Palestra tem 68 pontos, 19 a menos que o campeão Flamengo. Ocupa o terceiro lugar, atrás do Peixe. Uma cadeira foi arremessada no gramado e o clube poderá ser punido.

Mano Menezes antes do duelo entre Palmeiras e Flamengo - Bruno Ulivieri/AGIF
Tchau, fratello Menezes!

Mesmo no campo do inimigo e sem torcida, vetada por MP, PM e CBF, o Flamengo passeou no Allianz Parque (22.219 espectadores/R$ 1.291.119,45). Arrascaeta e Gabigol (dois) construíram a vitória da máquina carioca. Matheus Fernandes descontou.

O ataque do Rubro-negro alcançou 80 gols, recorde na era dos pontos corridos com 20 times, iniciada em 2006. Gabigol (24 tentos) também se tornou o maior artilheiro em uma edição nesse período.

Gostar ou não é um direito de qualquer pessoa. Mas ninguém pode deixar de reconhecer, nem mesmo o torcedor mais fanático do Palmeiras, que o Flamengo amassou o coirmão desde o primeiro tempo.

A superioridade do campeão brasileiro e da Libertadores foi traduzida em gol logo aos 4 minutos de jogo. O Rubro-negro tocou a bola com tranquilidade até abrir o placar com Arrascaeta, que recebeu de bandeja de Gabigol.

O Flamengo puxou um pouco o freio de mão, o Palmeiras cresceu, mas não o suficiente para ameaçar o goleiro Diego Alves. A partir dos 20, o time carioca retomou o controle da partida e obrigou Jailson, substituto de Weverton (suspenso), a operar dois milagres.

Aos 46, a casa palmeirense desabou pela segunda vez. Após cruzamento de Rafinha, Arrascaeta serviu Gabigol, que bateu de primeira no canto esquerdo. A revolta tomou conta dos palmeirenses nas arquibancadas: ‘Time sem vergonha….’. Antes, o treinador ‘fratello’ Menezes havia sido homenageado com sonoros palavrões.

O Palestra voltou do vestiário com Gustavo Scarpa no lugar de Ramires (inútil)). Jesus trocou Bruno Henrique por Diego. Nos primeiros movimentos, Vitor Hugo errou feio na saída de bola, Gerson entregou a Gabigol, e pimba na caxirola: 24º gol do centroavante no Brasileirão.

As esperanças de uma possível reviravolta na chamada ‘marcha da contagem” foram para o espaço na casa dos três porquinhos. O gol praticamente mandou o Palmeiras a nocaute. De nada adiantaram as substituições de Felipe Melo por Matheus Fernandes e de Lucas Lima por Willian.

Os periquitos em revista só produziram mais quando o Flamengo decidiu deitar na vantagem e Rodinei entrou na lateral (saiu Rafinha) e Pires da Motta no meio de campo (Vitinho deixou o setor). Em ritmo de dois toques, o Urubu foi surpreendido aos 38: Matheus Fernandes se infiltrou entre os zagueiros e diminuiu.

O Flamengo conseguiu a primeira vitória na mansão do Palestra. Antes, havia perdido três vezes e empatado uma. Com 23 triunfos consecutivos no Brasileirão, o Rubro-negro igualou a marca do Palestra. Em 2018, o time do ‘sargento’ Felipão enfileirou uma sequência de 23 partidas rumo ao caneco.

Como desgraça pouca é bobagem, o Palmeiras também levou chumbo do Flamengo (3 a 0) no sub-20 e perdeu o título brasileiro. Yuri César, Wendell, de pênalti, e Guilherme Bala marcaram os gols em Cariacica, no Espírito Santo.

Na Vila Belmiro, o Peixe devorou facilmente a rebaixada Chapecoense por 2 a 0. Lucas Veríssimo e Evandro assinalaram os gols, um em cada etapa. O Santos agora tem 71 pontos, na segunda posição, três à frente do Palmeiras. A Chape, com 28, é a penúltima colocada. Suspenso, o hermano Sampaoli assistiu o jogo de um camarote. O auxiliar Jorge Desio orientou o time. Sampaoli é forte candidato a substituir Mano Menezes no Palmeiras.

Em Porto Alegre, com gols de Luciano (dois, um de pênalti) e Vitor Bueno (contra), o Grêmio derrubou o soberano Tricolor por 3 a 0. Após um primeiro tempo de poucas emoções, o imortal precisou somente de seis minutos (dos 10 aos 16) para liquidar a fatura. O Grêmio, com 62 pontos, está garantido na fase de grupos da Libertadores. O Tricolor (57) ainda briga.

No Independência, o Galo bicou o Corinthians (2 a 1) e se livrou do fantasma do rebaixamento. Cazares abriu o placar e Janderson empatou ainda na primeira fase. Fábio Santos, de pênalti, definiu o triunfo dos mineiros (45 pontos). Estacionado nos 53 pontos, o Corinthians depende de uma vitória nos últimos dois jogos para se classificar à pré-Libertadores.

Outros jogos: Avaí 1 x 1 Fluminense, Goiás 1 x 2 Fortaleza, CSA 1 x 2 Bahêa.

XXXXXXXXXXXXXXX

Pitaco do Chucky. Black Friday no Palmeiras, São Paulo e Corinthians: pague um e leve uma baciada.

CBF no paredão. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, colocou em xeque o Circo Brasileiro de Futebol às vésperas de os deputados aprovarem o projeto que incentiva clubes a virarem empresas. Segundo Gabriel Mascarenhas, do Globo, Maia teve uma dura conversa com Walter Feldmann, secretário da casa maldita do ludopédio nacional, que trabalhou como pôde para derrubar a proposta. Se o Circo não tirasse o time de campo, transbordariam das gavetas da Câmara matérias contrárias aos interesses da entidade. É dando que se recebe.

Zé Corneta. A Fiel já pode sentir o dedo do ‘professor’ Tiago Nunes (e não Santos, desculpe a nossa falha) na montagem do time de 2020. Ele pediu a volta do zagueiro Pedro Henrique e do volante Camacho. O treinador trabalhou com os atletas no Furacão. Haja emoção!

Barca verde. O ninho dos periquitos em revista queima mais que sol de meio-dia no deserto. A cartolagem torce para aparecer interessado em Borja, Deyverson e Carlos Eduardo. Os três atacantes estão fora dos planos da próxima temporada. O problema será recuperar o investimento. Borja custou R$ 40 milhões, Deyverson consumiu R$ 20 milhões e Carlos Alberto veio do Egito por R$ 25 milhões. Noves fora: R$ 85 milhões em frustrações no Parque Antártica. Hyoran, Raphael Veiga e Edu Dracena também estão na barca alviverde.

Sugismundo Freud. Não reclame do domingo, pois sem ele já chegaria a segunda.

Fila do gargarejo. Depois da conquista do Flamengo, que soltou o grito de campeão após 38 anos, a Raposa assumiu a liderança do ranking dos vencedores da Libertadores há mais tempo na fila da esperança. O pão de queijo curte 22 anos de jejum. Depois aparecem Vasco (21), Palmeiras (20), soberano Tricolor (14), Saci colorado (9), Peixe (8), Corinthians (7), Galo (6) e Grêmio (2).

Papo na padoca. Tira-teima prova: Alviverde imponente vira impotente. Nenhum caneco em 2019.

Image result for fotos gp de abu dhabi 2019"

Barba, cabelo e parafuseta. O inglês Lewis Hamilton (foto), da Mercedes, fechou a temporada do circo a 300 km/h. Hexacampeao mundial, ganhou o GP de Abu Dhabi de ponta a ponta; bateu o recorde de mais pontos conquistados em uma temporada, com 413 – a marca anterior (408) pertencia a ele, obtida em 2018; obteve a 11ª vitória no campeonato; chegou a 84 triunfos na carreira, apenas sete atrás do hepta Michael Schumacher; e pontuou nas 21 provas do Mundial/19.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Torcida joga objetos no gramado e Cruzeiro estreará na Série B com portões fechados.

Gilete press. De André Rizek, no SporTV: “Flamengo jogou uma insana final em Lima, ficou dois dias na cachaça e jogou com tudo para golear o Ceará (mesmo sem precisar). Palmeiras descansou seus titulares, deu leitinho a quem enfrentou o Flu e… perdeu! Depois, querem me convencer que Jesus não trouxe ‘nada de novo’!” Fato.

Tititi d’Aline. O casamento do piloto Valtteri Bottas com a nadadora Emilia Pikkarainen subiu no telhado depois de três anos. Eles começaram a namorar em 2010. Bottas, 30, está na Fórmula 1 há uma década. É companheiro de Lewis Hamilton na Mercedes. Emília, 26, participou da Rio 2016. Chegou em 11º lugar com a equipe finlandesa no revezamento 4x100m medley.

Você sabia que… o elenco do Flamengo está avaliado em 143,7 milhões de euros (R$ 671 milhões), contra 105,1 milhões de euros (R$ 490 milhões) do Palmeiras?

Bola de ouro. Coxa e Atlético/GO. Completaram a quadra de ases da série B que integrará a elite do Brasileirão em 2029. Na última rodada do campeonato, o Coritiba bateu o Vitoria por 2 a 1, no Barradão, e garantiu o terceiro lugar com 66 pontos. O time de Goiás ficou no ‘oxo’ com o Sport, em casa, e fechou a disputa na quarta colocação, com 62. Bragantino (campeão) e Sport (vice) já haviam carimbado vaga.

Bola de latão. Manchester City. O time de Pep Guardiola entrou em parafuso na Premier League. Em 14 rodadas, acumula cinco tropeços – dois empates e três coças. Soma 29 pontos, 11 a menos que o líder Liverpool (está invicto há 31 partidas no campeonato).

Bola de lixo. CBF, PM e MP. Mataram mais um pouco o esporte bretão nacional. Simplesmente estapafúrdia a proibição de torcedores rubro-negros no embate com o Palmeiras sob a alegação de ser ‘um jogo de risco’. Decretaram a falência da segurança pública.

Bola sete. “Meu sonho é que o olhar se volte para o conteúdo e não para o rótulo. A questão não é ser estrangeiro e sim ter ideias ofensivas de jogo e, mais do que isso, saber operacionalizá-las através de uma boa metodologia de treinamentos. Espero que os dirigentes saibam fazer a avaliação correta do que funcionou de verdade em 2019” (de Marcel Capretz, no Lance – é vero).

Dúvida pertinente. Vem aí um Palmeiras clone do Flamengo, com gringo de ‘professor’?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Um comentário sobre “Flamengo coloca Palmeiras na roda e provoca vassourada no Parque: Mano e Mattos demitidos”

  1. Sabe o que eu observei nesses anos sobre treinadores brasileiros??? Que quando eles tem uma semana para treinar, o time piora, e durante a parada para as diversas Copa América, alguns acabam com o time, será que não sabem o que fazer com o tempo??

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s