Peixe de Sampaoli devora mais uma vez o acovardado Corinthians de Carille e assume a ponta

Soteldo recebe a marcação de Bruno Méndez
O baixinho Soteldo entorta a defesa do Corinthians 

O Peixe entrou de ‘férias’ na liderança do Brasileirão pelo menos até o Palmeiras entrar em campo para encarar o Avaí na mansão Allianz Parque. Ao derrotar o Corinthians por 1 a 0, no aquário da Vila Belmiro, o Santos chegou a 20 pontos, um à frente do Palestra (não estão computados os três pontos do triunfo sobre o Botafogo, em disputa no tapetão). O único gol do clássico foi assinalado por Eduardo Sasha.

A equipe corintiana tem 12 pontos e ocupa a 10ª posição depois de nove rodadas. Mais uma vez, Fabio Carille & Cia. foram presas fáceis do Santos. Sem criatividade, muitos erros na troca de passes, excessivamente defensivo e com raro poder ofensivo (chutou somente duas vezes a gol), o Corinthians foi engolido pelo adversário.

O Santos continua invicto na Vila. Em sete partidas, ganhou seis e empatou uma. Marcou 12 gols e tomou dois. Neste ano, em cinco embates contra os corintianos, faturou dois, empatou dois e perdeu um.

O Peixe surpreendeu ao adotar um futebol mais cauteloso, ao contrário de outros jogos, em que se mostrou mais agudo, procurando pressionar o inimigo. Tanto que reforçou o meio de campo com três volantes.

Mesmo assim, o Santos dominou o primeiro tempo, já que o Corinthians optou por se fechar na defesa, à espera de um contra-ataque mortal. Só Vagner Love deu um pouco de trabalho à zaga santista. Clayson, Jadson e Ramiro nada acrescentaram.

Os corintianos até que começaram bem, chegaram a ficar com a bola até os 20 minutos, mas depois ‘saiu de campo.

A equipe santista explorou muito bem as laterais, ora com Marinho pela direita, ora com Soteldo pela esquerda. Marinho venceu quase todas as disputas contra Danilo Avelar. Ao final da etapa, o placar das finalizações mostrava bem a superioridade do Peixe: 9 a 1.

Apesar do fraquíssimo desempenho do Corinthians no primeiro tempo, o ‘professor’ Fabio Carille manteve o mesmo time. O Peixe, por sua vez, aumentou as estocadas pelas pontas. E foi acuando o coirmão até abrir o marcador, merecidamente.

Aos 13, Marinho tocou para Pituca. O meio-campista passou para Jorge, que rolou para Soteldo na grande área. O baixinho devolveu para Jorge. O lateral não dominou, mas a bola sobrou para Eduardo Sasha estufar a rede de Walter. Quinto gol de Sasha no Brasileirão.

Nove minutos depois, Carille ‘acordou’ e trocou Jadson por Everaldo. Treinador Jorge Sampaoli também mexeu: Alison por Carlos Sanchez. Depois, Jean Lucas, lesionado, deu o lugar a Felipe Jonatan.

No Corinthians, aos 33, Ramiro por Gustagol – uma alteração que deveria ter sido feita no intervalo. Nessa altura do embate, o placar dos chutes a gol apontava apenas 15 a 2 para o Santos.

Na sequência, a última modificação do Peixe: Marinho por Luis Felipe. E no Corinthians: Júnior Urso (apagadíssimo) por Sornoza.

O Peixe, com direito a gritos de ‘olé’ da torcida, não se apequenou. E só não fez o segundo porque a trave evitou mais uma festa de Sasha. Após a partida, irritado com a marcação de um impedimento do bandeirinha Carlos Berkenbrock, Carille discutiu com a arbitragem e tomou um cartão amarelo.

No intervalo do clássico, o garoto Rodrygo se despediu da torcida santista. Com pouco mais de um ano e meio de profissionalismo, o atacante foi negociado ao Real Madrid por 45 milhões de euros (R$ 193 milhões). O valor foi dividido duas parcelas: uma no meio do ano passado e outra na metade desta temporada.

Rodrygo participou de 82 confrontos com a camisa do Peixe, deu oito assistências e marcou 17 gols. Estreou com 16 anos. Ele se apresentará ao time espanhol após a Copa América.

“Eu sempre dei o máximo. Não conquistei nenhum título, mas não saio frustrado. Em um dos momentos mais difíceis da história (financeira) do clube, pude ajudar. Temos que ser honestos aqui. Sem querer me gabar, foi um dos maiores títulos que eu pude dar”, afirmou Rodrygo.

Outros resultados: Botafogo 1 x 0 Grêmio; Fortaleza 2 x 1 Raposa; Saci colorado 3 x 1 Bahêa; CSA 0 x 2 Flamengo. Nesta quinta: Vasco x Ceará, Galo x São Paulo, Chape x Fluminense, Goiás x Furacão e Palmeiras x Avaí

O que você achou? jr.malia@bol.com.br 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s