Palmeiras mantém rotina de líder, soberano Tricolor volta a decepcionar e Peixe rouba cereja do Vozão

Chapecoense x Palmeiras
Mais uma festa palmeirense no Brasileiro

O Brasileirão já vai para a oitava rodada e nada muda: o Palmeiras do ‘sargento’ Felipão simplesmente continua nadando de braçadas no campeonato. Mesmo sem contar os três pontos do triunfo sobre o Botafogo (os cariocas pedem anulação da partida no STJD), o Palestra mantém a liderança do torneio, agora com 16 pontos – no encerramento da sétima jornada, derrotou a Chape por 2 a 1, na Arena Condá (10.615 torcedores/R$ 453.315). O time catarinense tem sete, um à frente da zona da degola.

A equipe palmeirense está invicta há 30 partidas no Brasileirão, contando o embate com os botafoguenses. É a terceira maior marca do campeonato. Perde apenas para o Botafogo (42 jogos) e Santa Cruz (35), marcas obtidas entre 1977 e 1978.

Nos primeiros minutos, a Chape ameaçou com estocadas de Rildo pela esquerda. O atacante superou Weverton num arremate, só que estava impedido. Depois, os periquitos em revista dominaram a partida. Mas só conseguiram abrir o placar aos 31 minutos. Após boa jogada de Zé Rafael, Dudu estufou a rede da Chape.

A alegria dos palmeirenses durou pouco. Três minutos depois, Deyverson meteu o braço na bola e fez pênalti. Até Felipão reconheceu a infração. Porém sua senhoria, o assoprador de latinha Rodolpho Toski Marques, só apontou a marca da cal depois de consultar o VAR. Everaldo cobrou e deixou tudo igual.

Na bacia das almas da etapa inicial, mais precisamente aos 45, o lateral Marcos Rocha assinalou um golaço. Ele aproveitou um rebote e mandou a bola no ângulo. O goleiro Tiepo só teve tempo de virar o rosto.

No segundo tempo, o Palmeiras procurou levar a Chape em banho-maria. Mesmo assim, poderia ter aumentado o placar nos contra-ataques se caprichasse um pouco mais no último passe.

Mais uma vez, Dudu foi o grande destaque, até ser substituído por Scarpa no final da partida. Antes, Felipão havia trocado Zé Rafael por Hyoran e Lucas Lima por Moisés. A Chape assustou em chutes de fora da área, com Everaldo, ou em cruzamentos de Rildo. Muito pouco para complicar a vida do líder Palmeiras.

Na casa alugada do Pacaembu (7.853 pagantes/R$ 297.639), o soberano São Paulo voltou a decepcionar a torcida. A equipe apenas empatou em 1 a 1 com a Raposa e completou o quinto jogo sem festejar um triunfo. E deve agradecer o pontinho na tabela ao goleiro Tiago Volpi. Ele pegou muito, principalmente no segundo tempo.

Após o apito final, a torcida protestou com gritos de ‘time sem vergonha’, ‘ô Raí, pede para sair’ e ‘fora Leco’. Uma rotina que acompanha a equipe. Com o resultado, o Tricolor chega a 12 pontos. O pão de queijo colocou ponto final numa sequência de três derrotas, atingiu sete, mas ainda flerta com a zona do agrião queimado.

O São Paulo saiu na frente, com um gol de Pato aos 14 minutos do primeiro tempo, depois de receber bom passe de Reinaldo. Na etapa final, a Raposa empatou aos 22, numa excepcional cobrança de falta de Thiago Neves, no ângulo esquerdo de Tiago Volpi. Que, depois, evitou a derrota do Tricolor operando alguns milagres.

Na bacia das almas, Igor Vinícius puxou a camisa de David e foi expulso. Antes de a bola rolar, uma briga entre anjinhos independentes organizados pelo diabo na entrada do estádio deixou vários feridos. A PM prendeu 40 vândalos.

São Paulo x Cruzeiro
Pato comemora o gol contra a Raposa

No Castelão, o Peixe roubou a cereja do bolo do Ceará, que completou 105 anos. A equipe paulista colocou água no chope do Vozão com um gol de Sasha, aos 6 minutos do segundo tempo. O time voltou a comemorar um gol depois de três partidas.

Com o resultado, o Santos pulou para 14 pontos, permanecendo no G-4. O Ceará estacionou nos nove. O ‘professor’ Jorge Sampaoli completou cinco meses na casamata santista. Balanço do hermano: 32 jogos, 17 vitórias, oito empates, seis derrotas, 50 gols marcados e 27 contra.

O Santos não teve Soteldo, Pituca e Gustavo Henrique, suspensos, além do moleque Rodrygo. O atacante chegou a viajar para Fortaleza, mas o Circo Brasileiro de Futebol não o liberou para jogar, já que foi convocado para defender a seleçãozinha no mequetrefe Torneio de Toulon.

Os atacantes Uribe (ex-Flamengo) e Marinho (ex-Grêmio) estrearam no Peixe. Uribe foi titular, não agradou e saiu na etapa final – entrou Alison. Marinho saiu do banco aos 34 da etapa final, substituiu Sasha e quase marcou – Diogo Silva fez ótima defesa.

A melhor chance do Ceará aconteceu aos 16 do segundo tempo: Thiago Galhardo tentou um chute por cobertura, aproveitando saída ruim de Éverson, e acertou o travessão. O empate seria uma injustiça, porque o Peixe dominou o jogo.

XXXXXXXXXXXX

Pitaco do Chucky. Mestre Cuca perdeu a mão. Mexe, mexe, mas não consegue arrumar a casa são-paulina. Chama o Mancini!

Vasco ‘virgem’. O Botafogo, com um belo gol de Diego Souza aos 12 minutos do segundo tempo, afundou ainda mais o Vasco no Brasileirão. O time do ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo continua atrás da primeira vitória no campeonato. Carrega a lanterna com três pontos. O ‘mestre dos mestres’ culpou os salários atrasados e a briga política no clube pela dramática situação do time. O Botafogo chegou a 12 pontos na tabela – quatro vitórias e três derrotas, contando o fracasso diante do Palmeiras. O embate atraiu 16.829 pagantes (R$ 644.632) ao Engenhão.

Zé Corneta. Se Jesus não salvar o Flamengo, quem salvará?

Força rubro-negra. Mais de 50 mil ingressos já foram vendidos para o segundo duelo entre Flamengo e Corinthians pelas oitavas de final da Copa do Brasil, nesta terça, no ‘new Maraca’. Só restam bilhetes para os setores Oeste Inferior e Leste Superior – o preço varia de R$ 108 a R$ 240. Um empate garante a classificação do Urubu às quartas, já que venceu o primeiro confronto por 1 a 0 no Itaquerão, minha casa minha vida. O Corinthians precisa ganhar por dois gols de diferença. Se faturar por apenas um, a disputa irá para os pênaltis.

Sugismundo Freud. Quando o dinheiro fala, a verdade se cala.

Conversa fiada. Apesar da frieza dos números apontar apenas cinco pontos conquistados em 21 possíveis (uma vitória, dois empates e quatro pauladas), o ‘professor’ Renato Gaúcho mantém a pose no Grêmio. ‘Continuo afirmando que o Grêmio joga o melhor futebol do país. Daqui a pouco vocês (jornalistas) estarão batendo palmas para o Grêmio na Libertadores, na Copa do Brasil e na recuperação do Brasileiro’, vociferou o treinador após a derrota para o Bahêa por 1 a 0. Uma ladainha que não é digerida por boa parte dos torcedores. O imortal repousa na zona do agrião queimado.

Caiu na rede. Palmeiras prioriza a Libertadores, Corinthians a Sul-americana, Peixe a Copa do Brasil e São Paulo… a sobrevivência.

Luto. Maior artilheiro da história do América, com 311 gols, Luisinho Lemos, 66 anos, o Luisinho Tombo, morreu em Nova Iguaçu, depois de passar uma semana internado no Hospital Geral. O ex-jogador sofreu infarto quando comandava o Ameriquinha em 25 de maio, na estreia da equipe na segundona do estadual do Rio. Luisinho nasceu em 3 de outubro de 1952. Ele foi campeão pelo clube da Taça Guanabara de 1974. Irmão de César Maluco e Caio Cambalhota, Luisinho também defendeu Flamengo (160 jogos e 95 gols) e Botafogo.

Zapping. Dona dos direitos, a ESPN ainda mantém suspense sobre o acordo com a Band, que deseja transmitir a Premier League. A emissora de TV aberta acredita num final feliz, porque as negociações caminham para o champanhe.

Gilete press. Do blogueiro Menon, no Uol: “Por que um sujeito novo [Neymar], considerado bonito por muita gente, famoso e multimilionário, usa apenas o último item para se relacionar amorosamente com alguém? Conhece no Instagram, troca mensagens, convida para Paris. Paga passagem e hotel. Que amor arrebatador!!! Ou é a solidão em Paris? Não conhece ninguém, então chama uma garota brasileira que acabou de conhecer? Delivery Combo avião + hotel + sexo. Consensual? Forçado? A Justiça decide.” No alvo.

Tititi d’Aline. A odisseia corintiana até chegar ao último tijolinho do Itaquerão é o tema do documentário ‘A história de um sonho – todas as casas do Timão’. O filme, dirigido por Ricardo Aidar e Marcela Coelho, deve estrear na rede Cinemark em 6 de junho. Ele conta a trajetória do clube por vários estádios, com destaque para três invasões da Fiel: 1930, no aquário da Vila Belmiro; 1976, no Maraca; e 2012, em Yokohama, na decisão do Mundial da mamãe Fifa. A velha Fazendinha e o Pacaembu também são lembrados no longa. As sessões terão preço especial: R$ 12.

Você sabia que… Nick Nurse, treinador do Toronto Raptors, finalista da NBA, é casado com a pernambucana Roberta Nurse, ex-jogadora de vôlei, com quem tem três filhos?

Bola de ouro. Taça das Favelas. Um show no Pacaembu. A galera compareceu em massa. As meninas do Complexo da Casa Verde superaram as garotas de Paraisópolis por 2 a 0 e levantaram o caneco. Já os moleques do Parque Santo Antonio derrotaram a Favela do 1010 por 3 a 2 e soltaram o grito de campeão.

Bola de latão. Torneio de Toulon. Uma competição que só interessa mesmo a sanguessugas de pé de obra, de garotos que podem render ótimos frutos financeiros. Nas arquibancadas, há mais empresários que torcedores.

Bola de lixo. Sport. O presidente Milton Bivar demitiu 70 dos 100 funcionários ligados aos esportes olímpicos do clube, de acordo com Gabriela Máxima, do Jornal do Commercio. O facão atingiu treinadores, preparadores, pessoal da piscina, base…

Bola sete. “Isso aqui para mim é muito gratificante, pois passei por uma depressão e pensei em me matar. Alguma coisa me dizia o tempo todo para eu tirar a minha vida, mas, do outro lado, tinha alguém que me falava para não desistir. Estar aqui hoje é uma redenção” (da atacante Mineira, do Complexo da Casa Verde, uma das artilheiras do campeonato, com seis gols – uma guerreira).

Dúvida pertinente. O Vasco do ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo já traça o caminho do quarto rebaixamento?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br 

Um comentário sobre “Palmeiras mantém rotina de líder, soberano Tricolor volta a decepcionar e Peixe rouba cereja do Vozão”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s