Soberano Tricolor ‘entrega’ a bola e sai de campo com a vitória na abertura do Brasileirão

Everton comemora gol em São Paulo x Botafogo
Everton festeja o primeiro gol do Tricolor

O São Paulo adotou a tatica do momento, ‘entregou’ a bola ao Botafogo (66% de posse para o time carioca), mas saiu festejando a vitória por 2 a 0, no Morumbi (26.533 torcedores/R$ 1.011.231), na abertura do Brasileirão. Everton e Hudson garantiram os três pontos. O São Paulo quebrou uma sina: nos últimos seis jogos no Morumbi, havia colhido cinco empates em 0 a 0. Só marcara no triunfo diante do Ituano por 2 a 1, pelas quartas de final do Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago.

Pato reestreou com a camisa Tricolor. Jogando como centroavante, teve uma atuação discreta. Tchê Tchê também atuou pela primeira vez com o enxoval são-paulino e foi bem melhor que o atacante.

O São Paulo fez o dever de casa porque procurou sempre o ataque, com muita velocidade, a fim de surpreender o Botafogo, inferior tecnicamente. Porém, só conseguiu marcar aos 40 minutos. Tchê Tchê arrancou, a bola chegou ao garoto Antony, que cruzou para o baixinho Everton completar de cabeça.

No segundo tempo, mestre Cuca pediu para Pato sair mais da área e procurar a infiltração. Logo aos 5, o atacante fez boa e por pouco Tchê Tchê não aumentou o placar. O Botafogo continuou com mais posse de bola. No entanto, sem criatividade e jogadas capazes de preocupar os säo-paulinos.

Cuca colocou Hernanes e sacou Igor Gomes. Também trocou Tchê Tchê por Victor Bueno e Pato por Toró. Aos 37, Hudson fechou o caixão do Botafogo, com bom arremate de fora da área, depois de jogada entre Tchê Tchê e Hernanes.

No Botafogo, a novidade foi o ‘professor’ Eduardo Barroca, substituindo o demitido Zé Ricardo. A equipe estava sem jogar desde 11 de abril. Centralizou demais o jogo e praticamente não ameaçou o goleiro Tiago Volpi. Só levou perigo numa cobrança de falta de Valencia no final da partida.

Na segunda rodada, o Tricolor jogará com o Goiás, quarta, no Serra Dourada, enquanto o Botafogo receberá o Bahêa, quinta, no Nilton Santos, o Niltão.

XXXXXXXXXXXX 

Pitaco do Chucky. Ninguém aguenta mais o chororô do ‘sargento’ Felipão.

Reinado sem coroa. CA de Barros e Silva, o carismático Leco, vibra com a numerologia: desde outubro de 2015 no trono tricolor, tem o pior aproveitamento como presidente neste século. Sem contar amistosos, o soberano São Paulo entrou em campo 223 vezes, obteve 89 vitórias, 64 empates e 70 coças, aproveitamento de 49,5% dos pontos. Leco come poeira Carlos Miguel Aidar, Juvenal Juvêncio, Paulo Amaral e Marcelo Portugal Gouvêa. O melhor de todos foi JJ, com 64,4%. O reinado de Leco terminará em dezembro de 2020.

Reinado sem coroa 2. De acordo com a Folha, oito ‘professores’ reforçam o currículo de Leco em três anos e meio no poder, sem contar os interinos: Doriva, Edgardo Bauza, Ricardo Gomes, Rogério Ceni, Dorival Júnior, Diego Aguirre, André Jardine e agora mestre Cuca – média de um troca-troca a cada cinco meses.

Zé Corneta. O maior adversário do Flamengo na Libertadores é Abel.

Messi decacampeão. Com Messi em campo, não há placar em branco: o hermano saiu do banco no segundo tempo, substituiu Philippe Coutinho e assegurou o 26º título espanhol ao Barcelona. A equipe derrotou o Levante por 1 a 0, no Camp Nou, e fez a festa diante de 90 mil torcedoras com três jornadas de antecipação. O triunfo levou o Barça a 83 pontos, nove a mais que o Atlético de Madrid (bateu o Valladolid por 1 a 0). O time da capital espanhola pode até igualar a pontuação do Barça, mas ficaria atrás no critério confronto direto. Artilheiro do torneio com 34 gols, Messi conquistou o decacampeonato. O maior vencedor da Liga é o Real Madrid, com 33 taças. Porém, neste século, o Barça leva vantagem: 10 a 6.

Sugismundo Freud. Você não quer chegar na velhice, mas não sabe o quanto será feliz por ter chegado lá.

PSG samba. Daniel Alves e Neymar (foto) marcaram dois belos gols, antes da metade do primeiro tempo, mas o PSG se acomodou, o Rennes reagiu e empatou com Kimpembe (contra) e Mexer. Nos penaltis, depois de 30 minutos de prorrogação, com Mbappe expulso quase no fim, o PSG perdeu a Copa da França por 6 a 5. Nkunku cobrou para fora a sexta cobrança. O Rennes conquistou o torneio pela terceira vez. Tambem foi campeão em 1965 e 1971. Tinha perdido quatro finais. Neymar mostrou novamente que precisa controlar a cabecinha. Perdeu a calma com adversários e foi punido com cartão amarelo por falta no ataque.

Daniel Alves e Neymar comemoram gol do PSG

Zapping. Ainda abalada com a enxurrada de críticas nos Jogos de 2016, no Rio, Glenda Koslowski se recusou a narrar a Copa do Mundo das mulheres, em junho. Galvão Bueno será o comandante. A plim plim pretendia montar uma equipe só de mulheres na transmissão do torneio.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Atlético-MG foi eliminado na primeira fase da Libertadores e surpreendeu um total de zero pessoas.

Xepa. O Corinthians já faturou mais de R$ 15 milhões em premiações neste ano. A saber: título paulista – R$ 5 milhões; Sul-americana – R$ 2,4 milhões (eliminou o Racing); quatro fases da Copa do Brasil – R$ 8,1 milhões.

Gilete press. De Ricardo Feltrin, no Uol: “O setor de TV por assinatura segue em queda livre no país, pressionado pela crise econômica, o desemprego e a concorrência dos serviços de streaming menos caros. O Brasil fechou março com 17,23 milhões de assinantes, perto de 3 milhões a menos que no final de 2014 (quase 20 milhões). Nos últimos 12 meses a TV paga encolheu 4,27% (-767,97 mil assinantes).” Plim plim.

Tititi d’Aline. O senador Major Olimpio (PSL/SP) provou por a+b+o diabo que o carregue ser merecedor da medalha conquistada na festa dos tricampeões do Corinthians. Na verdade, se houvesse justiça, ele deveria ter levantado o troféu no lugar do goleiro Cássio. Méritos não lhe faltariam: nomeou como assessor parlamentar Carlos Alberto Ires de Jesus, um ex-soldado que foi condenado por tortura, cumpriu pena e acabou expulso da corporação. Salário: R$ 11.471,87, para servir como interlocutor dos eleitores.

Você sabia que… somente o Peixe (1962/63) ganhou o Brasileirão e a Libertadores no mesmo ano?

Bola de ouro. Vitorino Hilton. Aos 41 anos, o zagueiro brasileiro renovou contrato por mais uma temporada com o Montpellier. Capitão do time, ele é o jogador mais velho do Campeonato Francês. Desde janeiro de 2004, Hilton atua na França. Já defendeu Bastia, Lens e Olympique de Marselha.

Bola de latão. Paris Saint-Germain. Mais um vexame para a coleção: perdeu a Copa da França para o primo pobre Rennes. Saiu ganhando (2 a 0), permitiu a reação e levou chumbo nos pênaltis (6 a 5).

Bola de lixo. CBF. O Circo Brasileiro de Futebol é um fomento de bizarrices. O jogo de abertura do Brasileirão deveria ser Palmeiras x Fortaleza, campeões das séries A e B, como aconteceria em qualquer liga com um pingo de lucidez, mas ele simplesmente fechou a primeira rodada. Bastaria pedir à Conmebol para antecipar o duelo do Palestra com o Melgar pela Libertadores. ‘Jênios’!

Dúvida pertinente. O verdadeiro Brasileirão só vai começar depois da Copa América?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s