Corinthians dá o troco na Chape e garante classificação na Copa do Brasil; Peixe perde, mas também chega lá

Boselli comemora o gol sobre a Chape
Boselli desencanta e comemora primeiro gol do Corinthians

O carnaval da Fiel continua. Depois de festejar o tricampeonato paulista, a torcida agora comemora a classificação do Corinthians às oitavas de final da Copa do Brasil. Em sua melhor apresentação neste ano, o time superou a Chapecoense por 2 a 0, gols de Boselli e Mateus Vital, no Itaquerão, minha casa minha vida – 33.582 pagantes/R$ 1.269.891,50. No jogo em Chapecó, havia perdido por 1 a 0. Machucados, Henrique, Gustagol e Avelar assistiram o confronto num camarote.

Necessitando de um triunfo por dois gols de vantagem para escapar da decisão no pênaltis, o Corinthians foi ao ataque desde o início da partida.

Pressionou a saída de bola da Chape, adotou a velocidade nos passes e explorou bem as descidas pelas laterais, principalmente pela direita com Fagner, o destaque da vitória, ao lado de Ralf.

O Corinthians mandou a postura defensiva para escanteio e tomou conta do embate. Finalizou cinco vezes, coisa rara em muitos jogos do Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago.

Aos 15 minutos, pimba na caxirola: Ralf lançou Boselli, que dominou no peito, saiu da marcação de Eduardo e chutou no canto direito de Tiepo. A Chape sentiu a pancada e só incomodou Cassio numa cabeçada de Everaldo no fim da primeira etapa.

Pouco depois de Boselli marcar o gol, um drama: Elicarlos precisou ser sacado depois de dividida com Ramiro. O volante deixou o estádio em uma cadeira de rodas. Está hospitalizado com suspeita de fratura na bacia.

O Corinthians manteve o pique no segundo tempo. Aos 6, Fagner fez grande jogada, cruzou e Boselli chegou atrasado para concluir a gol. Na sequência, Ralf arrancou, invadiu a área e chutou por cima quando estava cara a cara com Tiepo. A Chape assustou numa cabeçada de Everaldo, aos 12.

O gol da merecida classificação saiu aos 24. Em mais uma ótima avançada de Fagner pela direita, Mateus Vital, que havia entrado no lugar de Pedrinho, pegou a sobra na área e bateu com força.

A Chape tentou reagir, sem sucesso. E quase sofreu o terceiro, com Vagner Love chutando por cima. O ‘artilheiro do amor’ substituiu Ramiro. Nos minutos finais, a equipe catarinense partiu para o tudo ou nada, mas parou na sólida defesa corintiana.

O adversário da próxima fase sairá em sorteio, a ser marcado, no Circo Brasileiro de Futebol.

Jorge festeja o gol do Santos
Jorge festeja o gol do Santos

Em São Januário (8.556 pagantes/R$ 181.098), o Peixe perdeu do Vasco por 2 a 1, mas carimbou a vaga para as oitavas de final da Copa do Brasil. Isso porque venceu o primeiro duelo por 2 a 0, no aquário da Vila Belmiro.

Certo de que havia conquistado uma boa vantagem na Baixada, o Santos entrou meio de salto alto e quando acordou o Vasco já vencia por 2 a 0, mesmo com uma equipe inferior tecnicamente. Um resultado que levaria a decisão para a marca da cal.

Antes de abrir a vantagem no placar, o Vasco ficou sem o zagueiro Leandro Castan, lesionado. Aos 12 minutos, o santista Aguilar errou na saída de bola, Maxi Lopes deu um toque para Raul, que estufou a rede.

O drama do Vasco com as contusões aumentou aos 24, com a saída do goleiro Fernando Miguel. Na bacia das almas, aos 38, Ricardo Graça, que entrara no lugar de Castan, desviou de cabeça e ampliou o marcador.

A equipe santista voltou para o segundo tempo com o baixinho Soteldo no lugar do volante Alison. Aumentou a força ofensiva e diminuiu aos 8. O ex-flamenguista Jorge pegou rebote e acertou um petardo, sem chance para o goleiro Alexander. Primeiro gol de Jorge no Santos.

O time paulista diminuiu o ritmo após o tento. E, aos 34, o ‘professor’ Jorge Sampaoli foi expulso por reclamação. O Vasco foi para o abafa. Aos 47, Ricardo Garça chegou a marcar de cabeça em saída errada de Everson, mas estava impedido. Na sequência, Máxi Lopes desperdiçou uma chance incrível de levar o jogo para os pênaltis.

XXXXXXXXXXXX

Pitaco do Chucky. STF atira primeiro e pergunta depois.

Vingança palmeirense. A troca de amabilidades entre o Palmeiras e a impoluta FPF prosseguiu na festa do Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago. Ninguém do Palestra pintou no pedaço. O clube comandado por Maurício Galiotte foi o único que não participou da votação. O ‘sargento’ Felipão e o volante Bruno Henrique ignoraram o convite feito aos treinadores e capitães dos times para indicar os bambambãs. Um dos escolhidos, o atacante Dudu não foi receber o troféu. A picuinha entre Palmeiras e FPF começou na decisão com o Corinthians em 2018.

Zé Corneta. O Flamengo apenas cumpriu a obrigação ao faturar o Carioquinha. Enquanto torra mais de R$ 12 milhões por mês com as chuteiras, os coirmãos, somados, não atingem o mesmo valor: Botafogo (R$ 3,5 mi), Fluminense (R$ 3,5 mi) e Vasco (R$ 4 mi). Nesta quarta, tomou virada da LDU (2 a 1) na Libertadores e se complicou.

Esqueceram de mim. O Fox Sports marcou um tremendo gol contra. Um dos convidados do programa ‘Jogo Sagrado’, o atacante Pedro Rocha cansou de esperar para entrar no ar (mais de 40 minutos) e chutou o pau da barraca. Considerou a atitude uma falta de respeito, mandou a turma da emissora deixar sua casa e prometeu não aceitar mais convites do Fox. O jogador da Raposa, campeão mineiro, levou um chá de cadeira porque a TV paga optou por entrevistar o ‘professor’ Dorival Júnior e mostrar a festa do tricampeonato corintiano. Ou seja, Pedro Rocha foi colocado para escanteio.

Sugismundo Freud. O mundo não simpatiza com os delatores, nem com os moralistas.

Roubado é melhor? Que o VAR é um tremendo pé no saco sem barreira por abortar felicidade, ninguém discute. Mas há menos injustiças no ludopédio. Cartão vermelho, com louvor, ao ‘roubado é mais gostoso’. É necessário apenas aprimorar a aplicação da engenhoca, como mais rapidez no tira-teima. Xô adoradores do caos!

Dona Fifi. A festa do caqui já começou: Vasco vende mando de campo do duelo com o Corinthians, pela terceira jornada do Brasileirão, em 4 de maio, para o governo do Amazonas. Duelo será em Manaus.

É dando que se recebe. Por uma daquelas coincidências que só mesmo o capitão Gancho conseguiria explicar, Neymar pai foi recebido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, poucos dias depois de o jogador manifestar apoio ao presidente Bolsonaro na visita a Israel. O pai do atleta foi discutir um processo de sonegação fiscal envolvendo Neymar. Antes do encontro, esteve com Bolsonaro. No fim de semana, o presidente curtiu um passeio de moto pelo Guarujá com uma camisa do … atacante do PSG. Que deve irrisórios R$ 70 milhões ao Leão.

Caiu na rede. Tríplice coroa do Galo: Leonardo Silva, Victor e Ricardo Oliveira.

Zapping. Os ‘vovôs’ deram cartão vermelho para a apresentadora Fernanda Gentil em pesquisa da plim plim. Resultado: o programa da moça poderá sair apenas em 2020. A maior parte do público dos canais abertos, principalmente durante a faixa diurna, é de 50 anos para cima.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na Folha: “Os estaduais, que não precisam acabar, mas que deveriam ser mais curtos, são como as novelas. Os capítulos são longos, repetitivos e tediosos, à espera do grande final, da festa emocionante. Parece até que, na média, as partidas foram excelentes. Já o Brasileiro seria como os grandes romances. Ainda mais se for bem jogado. As belíssimas tramas perpassam todos os capítulos, sem depender do final, que pode ser emocionante ou apenas um complemento. Assim é também a vida. A existência é muito mais interessante que o fim, sem graça e sem escolha.” Na mosca.

Tititi d’Aline. A bicampeã olímpica de vôlei Paula Pequeno, 37 anos, e o marido Alexandre Folhas, ex-jogador de handebol, participarão do reality show ‘Power Couple’, da TV Record. O casal e outros participantes ficarão confinados numa mansão em Itapecerica da Serra. A estreia será no dia 30.

Você sabia que… o ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo está há mais de 540 dias desempregado, desde que levou um bico do Sport?

Bola de ouro. Stéphanie Frappart. Aos 35 anos, ela entrará para a história como a primeira mulher a apitar um jogo da primeira divisão francesa. Ela comandará o duelo Amiens x Strasbourg. Stéphanie trabalha desde 2014 na segundona. É a única mulher a exercer o papel de árbitra. Ganha salário e bônus por embate.

Bola de latão. Natação. Sem a grana da Lei Piva e dos Correios, a gloriosa Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos fechou a sede na avenida Presidente Vargas para economizar água, energia e outras cositas más. Os funcionários (21) estão trabalhando em regime ‘home office’ – direto da própria casa.

Bola de lixo. Gonzalo Carneiro. O atacante uruguaio do soberano São Paulo foi flagrado no antidoping (cocaína) após o duelo com o Palmeiras, pela primeira fase do Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago. Carneiro está suspenso preventivamente. Desde o ano passado, ele participou de 24 jogos pelo Tricolor e marcou apenas um gol.

Bola sete. “Hernanes não deve ser titular com Cuca. O volante representa tudo aquilo que o treinador do São Paulo não quer no time. O grande ponto é como equilibrar essa questão, já que Hernanes é dono de um dos maiores salários do Brasil” (de Jorge Nicola, no Yahoo – a conferir).

Dúvida pertinente. Galo sem lenço, sem documento e sem rumo?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s