São Paulo quebra tabu de oito anos e conquista a Copinha, o vestibular das chuteiras

Larrisa também comemorou o título do São Paulo

Depois de oito anos, o São Paulo voltou a soltar o grito de campeão da Copinha, o grande vestibular da bola tupiniquim. Mas haja coração! O soberaninho abriu dois gols de vantagem, se acomodou, permitiu a reação do bom time do Vasco e só deu a volta olímpica no Pacaembu depois da decisão na marca da cal: 3 a 1. O goleiro Thiago Couto defendeu dois pênaltis e saiu de campo como herói do tetra.

O Tricolor havia faturado o caneco pela última vez em 2010, quando contava com Casemiro, hoje no Real Madrid, e Lucas, do Tottenham. Na decisão, derrotou o Santos nos pênaltis por 3 a 0 após empate em 1 a 1. O Vasco vive um jejum desde 1992. Na final, bateu justamente o São Paulo.

A galera do Tricolor chegou a gritar ‘olé’ depois de Antony marcar o segundo gol, aos 7 minutos da etapa final. Gabriel Novaes abriu o placar aos 38 do primeiro tempo. No início da jogada, Wellington cometeu falta em João Pedro, mas sua senhoria, o assoprador de latinha Douglas Marques da Flores, nada marcou.

Sob forte chuva, o Vasco partiu para cima do time paulista depois de tomar o segundo gol. E diminuiu com Lucas Santos aos 30, batendo falta, após a equipe perder duas ótimas chances. Oito minutos depois, Tiago Reis empatou.

Na decisão por pênaltis, Ed Carlos, Morato e Tuta marcaram para o São Paulo. Marcos Júnior chutou para fora. No Vasco, Lucas Santos fez o primeiro, Thiago Couto pegou as batidas de Tiago Reis e Riquelme, e Gabriel bateu no travessão.

Galeria dos campeões

Corinthians: 10

Fluminense: 5

São Paulo, Saci colorado e Flamengo: 4

Peixe e Galo: 3

Ponte, Nacional-SP e Lusa: 2

Juventus-SP, Raposa, Guarani, Vasco, América-SP, Paulista, America-MG, Roma, Barueri, Marília, Santo André e Figueirense: 1

xxxxxxxxxxxxx

Pitaco do Chucky. Paulistinha, às 11 horas de domingo: 6 minutos de futebol e 84 de parada técnica.

Gol de placa. Campeões da Copinha, os garotos do São Paulo também marcaram um golaço fora de campo. Antes do embate contra o Vasco, eles decidiram raspar o cabelo em homenagem a Larissa, torcedora de seis anos que luta contra um câncer no cérebro. A menina conheceu os atletas no duelo contra o Mirassol, pelas oitavas de final. O time resolveu adotá-la como mascote. A equipe recebeu Larissa no vestiário do Pacaembu antes da final. Pé quente.

Zé Corneta. Palmeiras pode formar até três times; Corinthians não consegue montar um.

Pinóquio da Fiel. A máscara caiu poucos dias depois de o Corinthians anunciar aos quatro ventos do moinho sem hélices o patrocínio de R$ 30 milhões anuais do BMG. Em ata de reunião do conselho de administração, o banco informou que o carimbo no enxoval corintiano é de R$ 12 milhões por ano, menos da metade do que o clube embolsou no último cântico ‘Vem pra Caixa você também’ até abril de 2017. Mas os cartolas reafirmaram que a parceria poderá render até R$ 50 milhões.

Sugismundo Freud. Não julgue ninguém, apenas análise os erros.

Donos da mortadela. O Real Madrid lidera o ranking dos clubes que mais faturaram na temporada 2017/18, de acordo com levantamento da consultoria britânica ‘Deloitte’. O time espanhol comanda a ‘Football Money League’ com 750,9 milhões de euros (R$ 3,2 bilhões). Pela 12ª vez o Real ocupa o topo da pesquisa, realizada há 22 anos. Depois aparecem Barcelona, com 690,4 milhões (R$ 2,9 bilhões), e Manchester United, com 666 milhões (R$ 2,8 bilhões). No geral, os 20 times mais ricos do mundo geraram 8,3 bilhões de euros (R$ 35,6 bilhões) de receita, novo recorde.

Vale tudo. Se não tem tu, vai tu mesmo: no último jogo do Coxa pelo Paranaensezinho, a bola era do Carioquinha. A Topper fornece o material para os dois campeonatos.

Gilete press. De Maria Fortuna, no Globo: “O presidente da Fifa, Gianni Infantino, quer vender os direitos das competições da Federação por US$ 25 bilhões, incluindo a Copa do Mundo e todo o seu arquivo. A compradora seria a Fifa Digital Corporation, empresa recém-criada na Suíça, presidida por ele. Se isso acontecer, a companhia ganhará os direitos dos jogos por 30 anos e Infantino, um salário maior do que os já robustos US$ 2 milhões anuais de hoje.” Que mamata.

Caiu na rede. Ser vice é um aprendizado que vem desde a base do Vasco.

Tititi da Aline. Ronaldinho Gaúcho, o ET das chuteiras, continua causando. O brasileiro gravou dois comerciais para uma casa de apostas da Sérvia, em Belgrado, ao lado da modelo local Angjelka Tomasevic. Em um deles, Ronaldinho Gaúcho fica preso no elevador com a top. Ela sugere ‘algo mais excitante’ para aproveitar o tempo, e pimba na caxirola: o ex-jogador pega o smartphone e abre o aplicativo da casa de apostas. Em poucas horas, mais de meio milhão de visitas no Youtube.

Você sabia que… mais de US$ 1,2 bilhão em apostas esportivas foram movimentados apenas em Nova Jersey nos últimos sete meses?

Bola de ouro. Thiago Couto, Caio Felipe, Tuta, Morato, Wellington, Sena, Diego, Rodrigo Nestor, Vitinho, Paulinho, Marcos Junior, Antony, Fasson, Gabriel Novaes, Edcarlos, Fabinho e Weverton. Sob o comando de Orlando Ribeiro, a molecada do soberaninho Tricolor levantou a Copinha.

Bola de latão. Thierry Henry. O carrasco da amarelinha desbotada na Copa de 2006 e integrante da comissão técnica da Bélgica em 2018 dançou no Monaco. O time luta contra o rebaixamento no Campeonato Francês e foi liminado da Copa da França. Henry chegou ao Monaco em outubro de 2018 para assumir a vaga de Leonardo Jardim, demitido. Comandou o time em 20 jogos – quatro vitórias, cinco empates e 11 derrotas, com 15 gols a favor e 36 contra. Franck Passi vai dirigir a equipe.

Bola de lixo. Flavio Rodrigues de Souza. O ínclito assoprador de latinha deu uma aula de apito na mansão Allianz Parque: fechou os olhos para três pênaltis a favor do Botafogo e abriu para um do Palmeiras que não houve. Pode pedir música no ‘Fantástico’.

Bola sete. “Eu não vou pagar o Nenê para jogar no Fluminense e nem o Diego Souza [para jogar no Vasco]. Eu pago o jogador para defender o São Paulo” (do presidente CA de Barros e Silva, colocando ponto final no blá-blá-blá dos cariocas).

Dúvida pertinente. A lua de mel entre Fiel e Fabio Carille resistirá a mais um tropeço do Corinthians?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s