Cássio pega dois pênaltis e despacha o soberano São Paulo pela quarta vez; Corinthians e Palmeiras decidem

Cássio defende o pênalti cobrado por Liziero e garante a classificação

E o gigante Cássio manteve o tabu: despachou pela quarta vez o soberano São Paulo em mata-mata de competições oficiais. Ou seja, continua ‘virgem’.

Na decisão por pênaltis no Itaquerão, minha casa minha vida (43.062 pagantes/R$ 2.603.440,11), o goleiro pegou as cobranças de Diego Souza e Liziero, e garantiu o Corinthians nas finais do Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago. Triunfo nos pênaltis por 5 a 4.

Cássio já havia superado o Tricolor nos estaduais de 2013 e 2017 e na Recopa Sul-americana de 2013. Sempre soltou o grito de campeão. Agora, decidirá o caneco contra o Palmeiras.

O primeiro tiroteio da final será neste sábado, às 16h30, no Itaquerão. O duelo foi antecipado porque o Palmeiras jogará pela Libertadores na terça. O time receberá o Alianza Lima, às 21h30, na mansão Allianz Parque. O segundo embate deverá acontecer no dia 8, às 16 horas, na casa palmeirense. A última decisão entre corintianos e palmeirenses aconteceu em 1999.

No tempo normal, o Corinthians derrotou o São Paulo por 1 a 0, gol de Rodriguinho na bacia das almas, mais precisamente aos 47 minutos do segundo tempo, superando a retranca tricolor. O meia poderia ter saído como vilão, já que desperdiçou sua cobrança no tira-teima dos pênaltis.

O São Paulo surpreendeu o Corinthians nos primeiros minutos do clássico. Mesmo com a vantagem do empate, pressionou o adversário, apertando a marcação e forçando o erro corintiano. De cara, Nenê quase marcou na cobrança de um escanteio.

Após um pequeno quiproquó entre os jogadores por causa de uma entrada de Gabriel em Tréllez quando a bola já estava parada, o Corinthians cresceu, aproveitando o recuo do Tricolor, que passou a explorar os contra-ataques. Emerson ‘Bitoca’ perdeu uma chance ao chutar para fora uma sobra na área.

Até os 40 minutos, muita luta e pouca técnica, com exceção de Clayson, levando vantagem sobre Militão. Aí começaram os melhores momentos. Primeiro Cássio evitou o pior numa dividida com Tréllez na meia-lua. Depois, Emerson ‘Bitoca’ arrematou para fora da marca de pênalti. E, finalmente, mais uma boa defesa de Cássio em chute de Militão.

Apesar da fraca apresentação de alguns jogadores, como Mateus Vidal, Maycon e Rodriguinho, o ‘professor’ Fabio Carille manteve o time até os 15 minutos do segundo tempo. Para alegria da Fiel, colocou o garoto Pedrinho e sacou Gabriel. O São Paulo trocou Nenê, lesionado, por Lucas Fernandes.

O Corinthians partiu para o ataque, mas, sem um centroavante de verdade, tornou-se uma presa fácil para a sólida defesa tricolor. Que mexeu mais duas vezes: Tréllez por Diego Souza e Marcos Guilherme por Caíque. No Corinthians, entraram Mantuan e Danilo, saíram Fagner e Emerson ‘Bitoca’.

Depois de muito insistir nos cruzamentos, sem sucesso e consagrando o zagueiro Arboleda, o time corintiano chegou ao empate, aos 47. Após cobrança de escanteio, o baixinho Rodriguinho cabeceou, e pimba na caxirola: 1 a 1.

Decisão na cal: Mateus Vital, Clayson, Pedrinho, Maycon e Danilo (na série 1 x 1) conferiram para o Corinthians. Rodriguinho perdeu (Sidão defendeu). Lucas Fernandes, Bruno Alves, Reinaldo e Militão marcaram para o Tricolor. Diego Souza e Liziero consagraram Cássio o herói da noite.

                                             ############

Urubu samba. Com um gol de Luiz Fernando no primeiro tempo, o Botafogo derrotou o Flamengo por 1 a 0, no ‘new Maraca’ (28.215 pagantes/R$ 808.555), e agora vai decidir o título do Carioquinha contra o vencedor de Fluminense x Vasco. Na comemoração do tento, o atacante botafoguense colocou a mão no nariz, numa referência ao ‘cheirinho do hepta’ que dominou a torcida rubro-negra em 2016. A galera do Fla perdeu a paciência ao final do jogo e gritou ‘time sem vergonha’. O Urubu precisava apenas de um empate para garantir a classificação.

Pitaco do Chucky. Jailson é mesmo um goleiraço: até quando perde sai ganhando.

Herança. O presidente do Conselho Deliberativo da Raposa, Zezé Perrella, convocou os sócios para um encontro em 16 de abril. Ele promete mostrar o auspicioso resultado da auditoria contratada para elaborar um raio X dos seis anos de gestão do ex-mandachuva Gilvan de Pinho Tavares. Entre 2011 e 2017, ele multiplicou o número de papagaios do pão de queijo, aumentando a dívida de R$ 120 milhões para mais de R$ 400 milhões. Uma ninharia.

Zé Corneta. ‘Futebolcídio’, o ludopédio praticado no país do penta. Que o digam os estaduais!

Luvas de R$ 255 mi. A Roma mandou um recado ao poderoso Real Madrid: topa discutir a venda do goleiro Alisson, 25 anos, titular da amarelinha desbotada. Até convidará os espanhóis para degustar uma bela massa se aparecerem dispostos a pagar 60 milhões de euros (R$ 250 milhões) pelos direitos do paredão brasileiro. Possibilidade de uma redução: incluir o meia Mateo Kovacic na transação. O Liverpool também está de olho em Alisson.

Sugismundo Freud. As fofocas são criadas por invejosos e aceitas por idiotas.

Zapping. O embate entre alemães e brasileiros rendeu 27 pontos ao ibope da plim plim na grande Pauliceia entregue à marginalidade. Na Cidade Maravilhosa das balas assassinas, a vitória da amarelinha desbotada cravou 30. Esses índices representam um aumento de 14 pontos nas duas praças, em comparação à audiência da faixa nas terças anteriores. Cada ponto em SP representa 71,8 mil domicílios sintonizados; no RJ, 44 mil.

Dona Fifi. Diego Aguirre, a próxima vítima?

La Cumparsita. O ‘professor’ Jorge Sampaoli certamente viajou no cheiro da meia velha e furada ao considerar o bico da chuteira dos hermanos muito mais brilhante do que o dos brasileiros, apesar da diferença de títulos mundiais – 2 a 5. Em seu novo livro, ‘Mis latidos’ (Minhas batidas), o treinador garante que o futebol argentino “é, historicamente, o melhor do mundo’. Que o diga a Espanha. Olé!

Caiu na rede. É placar agregado ou placar cunhado?

Gilete press. De Luiz Felipe Castro, em ‘Veja’: “A Espanha também tem seu Tite: Julen Lopetegui assumiu o cargo em 2016 com a missão de reestruturar o time após as eliminações precoces da equipe de Vicente Del Bosque no Mundial do Brasil (primeira fase) e na Euro-2016 (oitavas de final). Pouco conhecido mundialmente, o treinador de 51 anos, com passagens pelas seleções espanholas de base, conseguiu recuperar a confiança e o ânimo das estrelas de Barcelona e Real Madrid e propôs uma mescla interessante entre jovens e atletas maduros. Está se aproveitando de um eficiente projeto de renovação e de uma filosofia de jogo muito definida: o fino trato da bola.” Tiki-taka, o retorno.

Tititi d’Aline. O deputado Tiririca comandou a torcida dos parlamentares no tradicional cafezinho da Câmara durante a vitória da amarelinha desbotada sobre a Alemanha. Gritou, soltou palavrões e cornetou o time. Já outros companheiros de lazer optaram pelo silêncio. Nada de chamar a atenção da mídia, já que estavam em horário de trabalho na capital da ‘ilha da fantasia do mestre Tattoo’.

Você sabia que… o Palmeiras disputou oito jogos como mandante e tem a melhor média de público do Paulistinha, com 29.940 pagantes?

Bola de ouro. Douglas Costa/Fred. O atacante e o meio-campista aproveitaram os amistosos contra Rússia e Alemanha, e carimbaram o passaporte para a Copa. Ganharam a confiança do ‘professor’ Tite nos minutos que estiveram em campo e nos treinamentos da amarelinha desbotada.

Bola de latão. Oswaldo de Oliveira. Desempregado desde que foi demitido no Galo, o ‘professor’ pintou no SporTV e lançou a ideia: os jornalistas devem tirar um ano sabático, fazer uma reciclagem na mídia europeia. Acredita que assim os treinadores terão paz e o ludopédio nacional ficará melhor. É um gozador!

Bola de lixo. Amanda Lemos. A lutadora peso-galo foi flagrada no antidoping por uso de esteroides num exame surpresa em 8 de novembro de 2017. A atleta paraense pegou um gancho de dois anos. Amanda Lemos, 30 anos, brigou apenas uma vez no UFC, em julho do ano passado. Apanhou de Leslie Smith.

Bola sete. “Nosso treinador é competente pra caralho. Quem não conhecia o Fabio, ficou conhecendo agora. Ele falou pra gente não perder a calma até o final. O Fábio provou que é muito bom” (do atacante Emerson ‘Bitoca’, após a classificação do Corinthians para a final – alfinetada em Diego Aguirre).

Dúvida pertinente. Palmeiras x Corinthians: tem favorito?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

2 comentários em “Cássio pega dois pênaltis e despacha o soberano São Paulo pela quarta vez; Corinthians e Palmeiras decidem”

  1. Ei Malia, o Técnico Oswaldo de Oliveira, contou que ano passado estava nesta situação, desempregado, foi no “Resenha ESPN”, o Presidente do Atlético MG viu ele lá, lembrou dele e ligou na mesma hora, convidou-o e o mesmo aceitou imediatamente o emprego em Minas. Agora sua aparição na TV, sempre falando como um ex-profissional, não rendeu um emprego, mas acho que ele só aceitará lá por setembro ou outubro, é o típico Técnico tampão!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s