Renovação: fraldinha Júlio César, sub-38, retorna ao ninho do Urubu

Julio Cesar Flamengo Apresentação (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Júlio César: contrato até o fim do Carioquinha

A profunda renovação no esporte bretão tupiniquim prossegue alucinadamente. Enquanto o Peixe aposta todas as fichas no atacante Rodrygo, um veterano de 17 anos, o Flamengo abriu novamente as portas para o goleiro Júlio César, um fraldinha de apenas 38 anos.

Revelado no Urubu em 1997, ele retorna com um pequeno currículo no par de luvas: titular da amarelinha desbotada nas últimas duas Copas do Mundo, com direito a uma histórica marca – goleiro que mais sofreu gols em Mundiais com a camisa nacional.

Depois de deixar o Rubro-negro em 2004, Júlio César passou pelas traves de Chievo, Inter de Milão, Queens Park Rangers, Benfica e Toronto. Faturou cinco vezes o Campeonato Italiano, uma Champions e um Mundial pela Inter, além de ter sido tricampeão pelo Benfica.

Ele havia anunciado a aposentadoria no fim de 2017, com a camisa do clube português, mas deu meia volta volver para realizar um sonho: encerrar a carreira com o manto sagrado rubro-negro. Júlio César assinou contrato por três meses, até a bola parar no Carioquinha. Usará a camisa 12 para homenagear a torcida. Vai brigar por uma vaga no time com Diego Alves, que aterrissou no ninho do urubu na última temporada.

Júlio César foi contra o desejo da família. A vontade da mulher, a ex-atriz Suzana Werner, era continuar morando em Lisboa. Já o filho Cauet, 15 anos, vibrou com a decisão do pai. Ele é torcedor fanático do Flamengo. O goleiro disputou 284 jogos com a camisa do time carioca.

Ganhou a Copa Mercosul de 1999, a Copa dos Campeões de 2001 e o tricampeonato carioca também em 2001. “Não há a possibilidade de estender meu contrato. É um projeto de três meses, nada mais”, garantiu Júlio César, que receberá um ‘salário simbólico’, de acordo com a cartolagem – algo em torno de R$ 20 mil.

                                             ############

Pitaco do Chucky. Brasil: a lei é para todos?

Palmeiras: ibope em baixa. O futebol do Palmeiras anda em alta no Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago, mas vem tropeçando no ibope da plim-plim. O duelo contra o Bragantino, pela quarta rodada, cravou apenas 18 pontos na grande Pauliceia refém da bandidagem. Na partida contra o Botafogo, o Palestra rendeu 19 pontos. Na quarta, Mirassol x São Paulo amealhou 23,4. O melhor ibope continua com Corinthians x Ponte, na abertura do campeonato: 26. Cada ponto representa 70,5 mil domicílios  sintonizados.

Zé Corneta. Soberano São Paulo perdoa Cueva: frigideira já começa a ferver para receber o ‘professor’ Dorival Júnior, o grande derrotado.

Bye-bye. Pelos ótimos serviços não prestados (nove jogos, um gol e oito meses beliscando R$ 300 mil para a xepa), o atacante Maicosuel, 31 anos, foi convidado a limpar o armário no soberano Tricolor. Outra marca do atleta: comportamento nada recomendável fora de campo.

Sugismundo Freud. Ninguém perde o que nunca teve.

Papo firme. O atacante Vagner Love, 33 anos, prometeu ao Flamengo que faria das tripas sem coração um esforço hercúleo para convencer o Alanyaspor a liberá-lo, e não deu outra: assinou com o Besiktas, também da Turquia, que vai enfrentar o Bayern de Munique nas oitavas de final da Champions. Love jogará ao lado de três brasileiros: o lateral Adriano, o zagueiro Pepe e o meia Talisca. Receberá R$ 1 milhão por mês.

Caiu na rede. Ripa na chulipa: Kazim e Rodrigão só conseguem matar a bola com um revólver.

Festa de arromba. Paris deve ferver em 5 de fevereiro. Neymar comemorará 26 anos e decidiu fechar uma das boates mais chiques da capital francesa para o ‘parabéns a você’. Traje de gala. A rainha Bruna Marquezine e a família do jogador recepcionarão os convidados. O time do PSG deve comparecer em peso. O cantor Thiaguinho, o casal Luciano Huck e Angélica e outras estrelas rechearão o rega-bofe.

Rosamundo, o pensador. Ninguém dorme de janela aberta num submarino.

Super-Flu. A torcida do Fluminense curte momentos inesquecíveis no Carioquinha. Na vitória por 2 a 1 sobre o badalado Madureira, o Tricolor das Laranjeiras atraiu nada menos que… 448 testemunhas ao simpático e cheio de formigueiros estádio Los Larios, na Baixada Fluminense. A massa falida ficou tão empolgada com o tico-tico sem fubá da equipe que fez questão de elogiar o presidente Pedro Abad com um festival de #%^*+€£~¥.

Gilete press. Do ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo, 65 anos, ao ‘Estadão’, sobre o preconceito quanto aos treinadores mais velhos: “Os jovens de hoje estão mudando os conceitos que sempre existiram no futebol brasileiro. O que é moderno hoje? Na verdade, é só uma mudança de nomes, de ponta para extrema, de contragolpe para transição. Pegam esses nomes para dizer que é moderno. Deixamos de ser referência para o mundo para buscar referências na Alemanha, Espanha e Itália. Naquele futebol pragmático. Ficam falando que o Luxemburgo está ultrapassado, que o Levir está ultrapassado… Quando cheguei, com 40 anos, o Telê Santana tinha mais de 60 e não era ultrapassado nem o Zagallo. Por que agora nós estamos superados?” Respostas com Carille, Jair Ventura, Zé Ricardo, Renato Gaúcho, Roger Machado…

Tiro curto. Tem coluna do Malia, segunda e sexta, no ‘ultrajano.com.br’ 

Resultado de imagem para fotos modelo izabel goulart

Tititi d’Aline. A top model brasileira Izabel Goulart (foto), namorada do goleiro Kevin Trapp, companheiro de Neymar no PSG, revelou que o casal costuma virar os olhinhos quatro ou cinco vezes por semana, porque ‘a gente se ama bastante’. Mas o frenético ritmo pode transformar-se numa marcha fúnebre se o PSG perde um jogo importante. A modelo confidenciou ao youtuber Matheus Mazzafera que não adianta nada estar gatíssima, de lingerie e cheia de ideias: “Facílimo, dias sem sexo. Mas se ele ganha, ninguém dorme.” Como raramente o PSG decepciona desde a chegada de Neymar…

Você sabia que… o Palmeiras faturou R$ 531 milhões em 2017, um recorde, e teve superávit de R$ 57 milhões?

Bola de ouro. Matias Almeyda. O hermano baixou uma ordem no Chivas Guadalajara: quem não estudar ficará fora do time. O ‘professor’ cobra a presença dos atletas mais jovens na escola porque o clube paga tudo. “Não quero que chutem apenas uma bola. Há vida depois do futebol”, justificou Almeyda, 44 anos. Ele defendeu River Plate, Parma, Lazio, Sevilla, Inter de Milão e seleção argentina.

Bola de latão. Borja. Os primeiros acordes das cornetas contra o colombiano já estão de volta no ninho dos periquitos em revista. Não vai demorar muito para o ‘professor’ Roger Machado ser pressionado a colocar Borja no banco.

Bola de lixo. São Paulo. Mais uma vez o soberano se curvou ao indisciplinado Cueva. O peruano apronta uma atrás da outra, mas segue como rei da cocada no Tricolor. O chefão CA de Barros e Silva e o gerente Raí deram um bom exemplo aos demais atletas.

Bola sete. “Maior jogador de todos os tempos, Pelé vai anunciar a criação de uma fundação com seu nome na edição do Fórum Econômico Mundial, que será realizada em março, na capital paulista” (de Maurício Lima, em ‘Veja’ – gol de letra).

Dúvida pertinente. Peixe, o primeiro grande teste do super-Palmeiras?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s