‘Operário’ mantém 100% de aproveitamento do Palmeiras; joia garante virada do Peixe

Palmeirenses festejam o primeiro gol de Thiago Santos

Pouco badalado no milionário Palmeiras, o meio-campista Thiago Santos foi um dos heróis da vitória sobre o Red Bull por 2 a 1, de virada, na mansão Allianz Parque. Quando ele foi anunciado no time, em substituição ao ídolo Felipe Melo, que ficou no banco, a torcida (26.559 pagantes/R$ 1.520.285,80) torceu o nariz. Mas o ‘operário’ deu conta do recado, com louvor.

Thiago Santos marcou os dois gols e garantiu o 100% de aproveitamento do Palestra no Paulistinha, a pré-temporada com ingresso pago, depois de três rodadas. A equipe comanda o grupo C, com nove pontos, dois à frente do São Bento. O Red Bull segue sem vencer no campeonato. Está em terceiro na chave D, com dois pontos.

Outro grande destaque do Palmeiras foi o goleiro Jailson. Operou um milagre no início da partida, num chute à queima-roupa de Rodrigo Andrade. E, no segundo tempo, pegou um pênalti cobrado pelo meio-campista do Red Bull, aos gritos de ‘Jailson, Jailson’ nas arquibancadas.

Além de Thiago Santos no meio de campo, o ‘professor’ Roger Machado promoveu mais duas mudanças no time. O lateral Marcos Rocha e o atacante Willian deram o lugar para Mayke e Keno, respectivamente.

O Red Bull saiu na frente, com um gol de cabeça de Deivid, aos 23 minutos de partida. Aos trancos e barrancos, o Palmeiras empatou com Thiago Santos, aos 47, após cobrança de falta de Lucas Lima. O palmeirense estava poucos centímetros à frente da zaga, impedimento que fica claro apenas na TV.

Na volta do segundo tempo, o Palestra continuou apático e apresentando muitos problemas, deixando a torcida preocupada porque o futebol não fluía com Lucas Lima, Dudu e Borja. Preocupado, Roger Machado colocou Bruno Henrique, Willian e Guerra. Saíram Tchê Tchê, Keno e Borja.

Aos 29, apareceu Jailson para salvar a pátria e defender o pênalti mal cobrado por Rodrigo Andrade, que pouco depois foi expulso. Aos 44, festa palmeirense: o ‘operário’ Thiago Santos aproveitou cruzamento e venceu o goleiro Júlio César.

Em Campinas, o garoto Rodrygo, a nova promessa do clube, garantiu a virada do Peixe sobre a Ponte por 2 a 1, no estádio Moisés Lucarelli (3.032 testemunhas/R$ 51.100). Rodrygo, 17 anos, substituiu Arthur Gomes aos 33 minutos do segundo tempo e correu para o abraço aos 46.

O gol de empate foi marcado por Eduardo Sasha, o primeiro do atacante com a camisa santista. Ele também saiu do banco. Aos 21, entrou no lugar de Rodrigão e fez a festa sete minutos depois, após receber passe de Copete.

A Macaca abriu o placar no início da partida, com o meia Léo Arthur, aos 8. O Santos decepcionou na etapa inicial. Errou muitos passes, não teve criatividade e arriscou poucos chutes a gol. A equipe cresceu de produção no segundo tempo, principalmente após as entradas de Sasha e Jean Mota (Matheus Jesus foi sacado).

Sasha deu mais velocidade ao ataque, enquanto Mota melhorou a saída de bola no meio-campo. Já o centroavante Rodrigão voltou a decepcionar. Vilão da derrota para o Bragantino ao perder um pênalti na bacia das almas, Rodrigão quase não pegou na bola.

O Peixe jogou desfalcado de Bruno Henrique, Lucas Veríssimo e Renato, lesionados. A Ponte sofreu a segunda derrota seguida em casa. No fim de semana, sucumbiu diante do Linense (1 a 0). O Peixe lidera o grupo D, com seis pontos. A Macaca ocupa a segunda posição na chave B, com três.

                                           ############

Pitaco do Chucky. Brasileiro, vítima de bandos refugiados em partidos.

Alô, São Tomé! O peruano Cueva sentiu que a barra estava pesando para o seu lado no soberano São Paulo e pediu desculpas à torcida pelo quiproquó envolvendo seu nome nos últimos dias. O jogador culpou um funcionário pela postagem em sua rede social dizendo que pretendia deixar o clube porque não aceitava a reserva. Garantiu ter mandado o empregado embora. Cueva prometeu lutar para recuperar a posição no meio de campo, além de cumprir o contrato até o fim. São Tomé já está de prontidão: quer ver para crer.

Sugismundo Freud. Quem nasce para vencer não desanima diante de uma derrota.

‘Santista e cruel’. A torcida do Peixe pode preparar a voz para soltar novamente ‘Menino da Vila, santista e cruel, vai para cima, Gabriel!’. Depois de passagens fraquíssimas por Inter de Milão e Benfica, Gabigol está de volta. O Santos pagará ao time italiano 1,7 milhão de euros (R$ 6,6 milhões) por um empréstimo até dezembro. Ele pediu e vestirá a camisa 10. Em pouco mais de três anos no profissional do Peixe, Gabriel, 21, disputou 157 partidas e marcou 57 gols. Na Inter de Milão, foi tão mal que acabou sendo eleito ‘o pior estrangeiro da temporada’. Emprestado ao Benfica, foi dispensado seis meses antes de terminar o acordo.

Zé Corneta. Fluminense conclui a reforma dos vestiários nas Laranjeiras. Agora, só falta montar um time.

Gol contra. O novo presidente do Peixe, José Carlos Peres, incluiu o tricampeão mundial Clodoaldo na visita de 300 funcionários ao RH. Corró, um dos maiores ídolos da história do Santos, trabalhava como consultor administrativo desde 2016. O cartola justificou: o ex-volante ganhava muito, algo em torno R$ 25 mil por mês. Pouco tempo depois, Peres confirmou a contratação de Gabigol, que receberá parcos R$ 600 mil para a xepa.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Base não fica no cheirinho e torcida flamenguista se revolta: ‘Não honraram a tradição’.

Óleo de peroba. Eterno rei da bola, Ricardo Teixeira acionou o advogado Michel Assef Filho para processar os governos de Estados Unidos e Espanha por danos morais. O sorumbático cartola está envolvido até o pescoço na corrupção que tomou conta do esporte bretão, mas jura inocência. Garante que não recebeu propina no acerto de amistosos da amarelinha desbotada, nem miou nas negociatas de torneios. Um santo!

Zapping. A transmissão da Copa do Nordeste rende bons frutos ao SBT e já ameaça a liderança da plim plim na região.

Gilete press. De Maria Fortuna, no ‘Globo’: “O futebol brasileiro será pela primeira vez representado no World Gay Games, em Paris. O Beescats, time de futebol do Rio, está confirmado na competição de agosto, uma autêntica Olimpíada, realizada de quatro em quatro anos, desde 1982. São 15 mil atletas de 70 países, divididos em 36 modalidades esportivas e artísticas, inclusive boliche e dança.” Força, Beescats!

Patolino na geral. O gerente Paulo Autuori prometeu se mandar do Fluminense caso o clube não pague os atrasados aos atletas até o início de fevereiro.

Tititi d’Aline. Salva-vidas mais famosa do cinema, a atriz Pamela Anderson, 50 anos, deixou os EUA para fazer respiração boca a boca com o jogador Adil Rami, 32, do Olympique. Segundo o site TMZ, o casal está morando na cidade francesa de Marseille. Eles se conheceram no GP de Mônaco de Fórmula 1, em maio do ano passado. Pamela estaria alugando sua choupana em Malibu, na Califórnia, por US$ 40 mil.

Você sabia que… o River Plate gastou 55 milhões de euros (R$ 212 milhões) para montar o atual elenco?

Bola de ouro. Garotada do Fla. Cheirinho que deu certo: tetracampeã da Copinha, o vestibular das chuteiras. Bateu o São Paulo (1 a 0) e fez a festa no Pacaembu. O Flamengo manteve uma tradição: chegou quatro vezes à decisão e em todas levantou a taça: 1990, diante do Juventus; 2011, contra o Bahêa; 2016, diante do Corinthians; e agora sobre o Tricolor.

Bola de latão. CA de Barros e Silva. O presidente do soberano São Paulo foi saudado com efusivas vaias e palavrões pela torcida do clube ao ser convidado para entregar as medalhas aos garotos na final da Copinha. O cartola ficou tão sensibilizado com a manifestação que sequer encontrou palavras para dar entrevista.

Bola de lixo. Fluminense. Três jogos na Taça Guanabara, primeiro turno do Carioquinha, e nenhuma vitória. Levou chumbo do Boavista (3 a 1) e empatou com Botafogo (0 x 0) e Portuguesa (0 x 0). Disputou nove pontos e faturou dois. Time carrega a gloriosa lanterna do grupo C. Classificação às semifinais depende de um milagre do Cristo Redentor.

Bola sete. “O aniversário é de São Paulo, mas a festa no Flacaembu costumeiramente é nossa! #ABaseVemTetra“ (do Twitter oficial do Flamengo – chora tricolor).

Dúvida pertinente. Por que o cachorro da Crefisa é preto e branco nas peças de publicidade?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s