Palmeiras sofre, vira sobre Vitória com ajuda do apito amigo e fica só 14 pontos atrás do Corinthians

Dudu marcou dois e comandou a vitória do Palmeiras

O torcedor do Palmeiras voltou a sorrir no café da manhã do Brasileirão, com 36.623 convidados na mansão Allianz Parque e arrecadação de R$ 2.712.846,15. É verdade que passou por momentos de tensão, mas foi embora com muita vontade de degustar o macarrão da mamma na hora do almoço.

Depois de três derrotas consecutivas (uma pela Libertadores e duas pelo Brasileirão), o Palestra voltou a vencer: 4 a 2 no Vitória. O atacante Dudu foi a grande estrela do jogo. Marcou dois gols e colaborou para o tento de Mayke. O assoprador de latinha Bruno Arleu de Araújo deu uma força ao Palestra.

Apesar da dramática situação na tabela, com apenas 12 pontos na penúltima colocação, o Vitória mostrou que o Palmeiras ainda precisa melhorar muito para atingir o status de ‘bicho-papão’. O time de mestre Cuca continua insistindo muito na bola área e adora dar oportunidades aos coirmãos.

Com um pouco mais de qualidade técnica, a equipe baiana poderia ter retornado a Salvador com um pontinho na bagagem. Os periquitos em revista chegaram a 22 pontos, apenas 14 atrás do líder Corinthians. No meio da semana, enfrentarão o Flamengo na ‘Ilha do Urubu’. Já os baianos receberão o Grêmio no Barradão.

O Vitória saiu na frente. Aos 9 minutos de jogo, após falha de Felipe Melo, que voltou ao meio de campo, Uillian Correa tabelou com Neilton, acertou uma bomba e correu para o abraço. O Palmeiras sentiu o golpe e passou a explorar inúteis cruzamentos, para desespero da torcida.

Aos 36, alívio e festa nas arquibancadas: em pênalti mandrake sobre Mina (subiu e desabou no gramado), assinalado pelo apito amigo de Bruno Arleu de Araújo, Roger Guedes empatou. “O Palmeiras ganhou um pênalti em lance normal em Mina. Não houve nada”, escreveu o palmeirense Mauro Beting, no ‘Uol’. Aos 45, a virada: Dudu aproveitou uma sobra na área e faturou.

O Vitória começou o segundo tempo na pressão. Aos 13, o assoprador de latinha ignorou um pênalti do palmeirense Egídio em Patric. Pouco depois, Neilton perdeu ótima chance na cara de Fernando Prass. E, aos 20, Wallace cabeceou na trave.

A torcida já pensava no pior quando, aos 25, terminou o sufoco. Dudu arrancou pela direita, deixou dois adversários na saudade e lançou para a área. A bola sobrou para Willian, que acertou a trave. No rebote, Mayke fez 3 a 1. Aos 31, Dudu marcou o quarto, depois de boa jogada de Michel Bastos, que havia substituído Guerra.

O Palmeiras se acomodou, vacilou e David diminuiu para o Vitória, aos 39. O triunfo, porém, já estava consolidado. Um resultado que espanta o fantasma da crise do velho Palestra, mas que não apaga os erros, e muitos, do time.

Em Chapecó, no estádio Condá (10.742 pagantes/R$ 220.290), mais um capítulo da melancólica participação do soberano São Paulo no Brasileirão. A equipe perdeu por 2 a 0 da Chape e completou nove jogos sem vencer. O Tricolor soma apenas 12 pontos em 42 possíveis e continua mergulhado na zona do agrião queimado.

Contratado para o lugar do ‘professor’ Rogério Ceni, Dorival Júnior conseguiu apenas um ponto em duas partidas – estreou com empate em 2 a 2 contra o lanterna Atlético/GO, no Morumbi. Com o triunfo, a Chape distanciou-se do subsolo do campeonato. Tem agora 18 pontos na tabela.

O time catarinense voltou a ganhar depois de um jejum de seis partidas. Túlio de Melo, aos 17 minutos do segundo tempo, e Lucas Marques, aos 46, garantiram a festa da Chape em um jogo de baixo nível técnico. Na próxima rodada, a equipe de SC jogará contra o Peixe, no aquário da Vila Belmiro, enquanto o Tricolor receberá o Vasco, no Morumbi.

No estádio Nilton Santos, o Niltão, com portões fechados, por causa da interdição de São Januário, Vasco e Peixe maltrataram a bola e ficaram no ‘oxo’. O resultado manteve o Santos na terceira colocação. Acumula 24 pontos. A nau vascaína tem 20 e luta para chegar ao G6.

Em meio a um festival de erros, o time carioca foi quem mais procurou o ataque. Arriscou 17 finalizações, contra apenas quatro do Peixe. Que jogou com o terceiro goleiro, João Paulo, 22 anos, porque Vanderlei e Vladimir estão machucados. A equipe santista terminou com 10. Daniel Guedes foi expulso aos 38 minutos do segundo tempo. O Peixe fechou a quadra: quatro jogos sem derrota no Brasileirão.

                                        ############

Pitaco do Chucky. Na teoria a prática é outra: quarta força é a primeira.

Eldorado já era. O sonho de muitos jogadores foi para o vinagre. Os chineses decidiram trancar o cofre e investiram apenas 28 milhões de euros (R$ 102 milhões) em reforços na janela de inverno, fechada na última sexta. De acordo com o site ‘Transfermarkt’, não houve nenhuma contratação de impacto. Os clubes gastaram 13 vezes menos do que em 2016. Só o meia brasileiro Oscar custou 58 milhões de euros (R$ 209 milhões) ao Shanghai SIPG. No total, os times chineses aplicaram 386 milhões de euros (R$ 1,3 bilhão) na compra de jogadores no ano passado. Uma das razões para o baixo investimento: o governo criou um imposto de 100% sobre as contratações de estrangeiros.

Zé Corneta. O gerente remunerado Alexandre Mattos saiu da toca e garantiu: o Palmeiras não está à deriva, tem comando. Dona Leila Pereira, da Crefisa, certamente ficou lisonjeada.

Ói nóis aqui traveis. Rei das jogadas nos bastidores do ludopédio nacional, o Fluminense estuda entrar com ação contra o Vasco no STJD. O coirmão teria escalado irregularmente o volante Douglas no clássico de 27 de maio. O Tricolor perdeu por 3 a 2. Os argumentos do time das Laranjeiras para afundar a nau vascaína no tapetão: Douglas, negociado com o Manchester City, teve o contrato rescindido em 24 de maio e assinou novo acordo um dia depois, com maior tempo de duração e multa rescisória, mas a alteração só foi publicada em 30 de maio. Assim, ele teria atuado sem registro no Circo Brasileiro de Futebol. Pena: seis pontos perdidos. O Fluminense já levantou toda a documentação, porém ainda não decidiu se irá ao tribunal. Que, diga-se de passagem, raramente refuta um desejo tricolor.

Sugismundo Freud. A ambição é uma péssima conselheira.

‘Tá de brincation uite me?’ Graças ao domínio perfeito do idioma inglês, ‘papai’ Joel Santana deve assumir o comando do Black Gold Oil, recém-fundado para disputar a UPSL (United Premier Soccer League), liga semiprofissional dos EUA, criada em 2011, com sede na Califórnia. O time pertence ao empresário brasileiro Wilson Bellissi. Joel Santana ainda não assinou contrato. Ele está parado desde o final do Carioquinha, quando dirigiu o Boavista. O time tem jogadores africanos, sul-coreanos e italianos. ‘Anderistendi?’.

Tá na rede. Temer ou São Paulo, quem vai cair primeiro?

Zapping. Leão vai rugir como comentarista do ‘Esporte Interativo’. O treinador participará do programa ‘+90’, de Alex Muller. Empresa responsável pela emissora, a Turner cortou 25 pessoas, entre as quais a apresentadora Mariana Fontes. O narrador André Henning segue firme e forte.

Patolino na geral. A Roma está disposta a pagar 15 milhões de euros (R$ 55 milhões) pelo lateral corintiano Guilherme Arana, que também interessa ao Bordeaux e à Inter de Milão?

Gilete press. De Ancelmo Gois, no ‘Globo’: “Carlos Arthur Nuzman, presidente do COB, sofreu derrota, na Justiça, em ação que move contra o querido coleguinha Juca Kfouri. O eterno presidente do COB afirma ter sido alvo de acusações e insultos no blog do jornalista e exigiu indenização de R$100 mil. Mas a 13ª Câmara Cível do Rio negou o recurso alegando que: ‘A imprensa tem a tarefa basilar de informar ao público sobre os atos praticados pelo COB e, por consequência, fiscalizar e denunciar eventuais irregularidades que venham surgir’.” Há esperança!

Rosamundo, o pensador. Compro, logo existo.

Tititi d’Aline. Se as Sereias da Vila conquistarem a classificação para a Libertadores, a atacante Marta defenderá o time na competição. Ela será emprestada por três meses pelo Orlando Pride, dos EUA, já que estará de férias. Marta receberá uma ajuda de custo de… R$ 150 mil mensais. O torneio acontecerá em novembro, no Paraguai. A equipe santista decide a vaga contra o Corinthians nas finais do Campeonato Brasileiro. Ganhou o primeiro confronto do mata-mata por 2 a 0.

Você sabia que… o Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) destacou um efetivo de 102 homens para Vasco x Peixe, apesar dos portões fechados ao público no estádio Nilton Santos, o Niltão?

Bola de ouro. Marcelo Melo. Ao lado do polonês Lukasz Kubot, o brasileiro encarou uma maratona de 4h40 na final e conquistou o torneio de duplas de Wimbledon. Eles derrotaram o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic por 3 sets a 2, com parciais de 5/7, 7/5, 7/6 (7-2), 3/6 e 13/11. Melo entrou para a história como primeiro brasileiro a vencer em Wimbledon. Antes dele, somente Maria Esther Bueno havia levantado o troféu em Londres – oito vezes, somando simples e duplas. Menção super-honrosa: Roger Federer. O suíço levantou o caneco de simples pela oitava vez. Varreu o croata Marin Cilic (6/3, 6/1 e 6/4).

Bola de latão. Jadson. É craque, mas está jogando com o nome no meio de campo do Corinthians. Vive momento ruim. Tem errado muitos passes e raramente acerta um cruzamento. Jadson parece enfrentar problemas físicos. Não aguenta o pique de 90 minutos. É peça-chave no andar da carruagem corintiana, que trocou a humildade pela soberba em vários momentos do jogo com o Furacão. Como Jadson, o time jogou com displicência, certo de que poderia resolver a parada tranquilamente. Perdeu dois pontos.

Bola de lixo. Saci colorado. O primo rico da Série B colecionou mais um vexame: perdeu do CRB por 2 a 0, em Maceió. Recompensa: caiu para a sétima posição, com 21 pontos, cinco atrás do líder Guarani. Até agora, o Saci colorado não justificou uma vez a fama de ‘favoritaço’ ao título.

Bola sete. “Mina se jogou na área e o árbitro marcou um dos pênaltis mais mentirosos de todos os tempos. E para piorar a situação, o mesmo árbitro não marcou um pênalti claro para o Vitória, que foi garfado contra o Palmeiras” (de Milton Neves, no ‘Uol’ – fato).

Dúvida pertinente. Título em jogo de duplas é prêmio de consolação no tênis?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s