Decisão da Champions derruba o Brasileirão no ibope da telinha: 25 pontos a 21

Imagem relacionada

A Champions não está com nada na pátria das chuteiras furadas. Torneiozinho bem mequetrefe. Que o digam os índices de audiência da final entre Real Madrid e Juventus, no País de Gales! Foram pífios, dignos de uma partida da Série C do Brasileiro numa noite chuvosa em um feriado.

A plim-plim abocanhou míseros 18 pontos na grande Pauliceia entregue à bandidagem. Já a Band conseguiu sete e ocupou a vice-liderança do horário. Noves fora, 25 pontos no ibope. Ou quatro a mais que o duelo Ponte x São Paulo, pela quarta rodada do Brasileirão.

Na Cidade Maravilhosa das balas voadoras, a goleada do Real Madrid sobre a Velha Senhora obteve 21 pontos. Tanto em São Paulo quanto no Rio houve um crescimento de cinco pontos em relação à faixa horária das 15h45 às 17h40.

Já a troca de gentilezas dos anjinhos do UFC rendeu 14 pontos à Vênus Platinada no ibope da capital paulista na madrugada de domingo. No Rio, faturou 17. Um crescimento de cinco e sete pontos, respectivamente, em relação à faixa horária nas quatro últimas semanas.

Na RedeTV, a sensacional porfia entre Vila Nova e Guarani, pela Série B do Brasileiro, bombou: 0,2 no ibope. Cada ponto em São Paulo significa 70,5 mil domicílios sintonizados; no RJ, 44 mil.

Por falar na telinha… Festa na ‘ESPN’: audiência da temporada regular da NBA neste ano aumentou em 64%, de acordo com o Kantar Ibope. A emissora detém os direitos do campeonato no Brasil até 2024/25. No último torneio, 4,2 milhões de pessoas acompanharam os jogos. ‘ESPN/ABC’ e ‘Turner’ compraram os direitos de transmissão por US$ 24 bilhões. Os números das finais entre Golden State Warriors e Cleveland Cavaliers ainda não conhecidos.

                                                        ############

Pitaco do Chucky. A vida é bela: corrupção abocanhou 29 dias de trabalho de cada brasileiro, segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação. No total, o brasileiro trabalhou 153 dias para pagar impostos. Sai da rede, Brasil!

Fla investe R$ 26 mi. O Urubu decidiu voar alto e contratou Everton Ribeiro, 28 anos, por 6 milhões de euros (R$ 22 milhões). O atleta deixa o Al Ahli, dos Emirados Árabes, após três temporadas e assinará com o Flamengo até dezembro de 2021. Palmeiras e soberano Tricolor chegaram a sonhar com o meia. O Rubro-negro também acertou com o zagueiro Rhodolfo, 30 anos. O clube carioca pagou R$ 4 milhões ao Besiktas, da Turquia. Rhodolfo retorna ao Brasil após dois anos.

Sugismundo Freud. Quando a fome aperta a vergonha afrouxa.

Dá-lhe, Chape. Okay, okay: muita pedra ainda vai rolar sob a ponte até sair o grito de campeão. Apenas quatro rodadas foram disputadas. Faltam 34. Mas não se pode ignorar a liderança da Chapecoense, com 10 pontos ganhos – três vitórias e um empate. O time catarinense renasceu com incrível competência após ser dizimado num desastre aéreo no fim de 2016, quando viajava para a Colômbia. Dificilmente chegará ao título, porém não viverá momentos de tensão com a possibilidade de rebaixamento à segundona. A Chape tem garrafa vazia suficiente para vender e sonhar mais alto, com uma vaga na próxima Libertadores. O time acumula sete jogos sem derrota. O último fracasso aconteceu há um mês, na final da Recopa Sul-americana, contra o Atlético Nacional: 4 a 1, em Medellín. A Chape tomou apenas três gols: 1×1 Corinthians (Brasileirão); 2×1 Lanús (Libertadores); 1×0 Palmeiras (Brasileirão); 2×1 Zulia (Libertadores); 2×0 Avaí (Brasileirão); 0x0 Cruzeiro (Copa do Brasil); e 2×0 Cruzeiro (Brasileirão).

Zé Corneta. Nada machuca mais um ‘professor’ do que a gota d’água depois de um resultado ruim.

Dá-lhe, Chape 2. O ‘professor’ Vagner Mancini está radiante com o desempenho da equipe. “O Leicester (campeão inglês) é uma de nossas inspirações. Há outros exemplos, como o Once Caldas, que chegou à Libertadores desconhecido e foi campeão. O próprio Paulista de Jundiaí, que eu dirigi em 2005, foi campeão da Copa do Brasil. É lógico que ainda é um início de campeonato, mas temos que falar do que está acontecendo, da realidade. Não posso tirar o mérito de uma equipe que é líder do Campeonato Brasileiro”, afirmou Mancini. Nesta quarta, a Chape terá mais um desafio pela frente: o Grêmio, um dos melhores times atualmente. O jogo será na Arena do Condá.

Patolino na geral. As festas ‘Jôninas’ nunca brilharam tanto pelos lados da zona leste.

Ói nóis aqui… O meia chileno Valdívia informa a quem possa interessar, principalmente aos periquitos em revista: está livre no mercado, “basta ligar que eu vou”. O mago deixou o Al-Wahda, dos Emirados Árabes, no fim de maio. Aos 33 anos, Valdívia ainda acredita ter muita lenha para queimar. O jogador já passou duas vezes pelo Palmeiras. Disputou 241 jogos, marcou 41 gols e ganhou o Paulistinha de 2008, a Copa do Brasil de 2012 e a Série B de 2013. Também curtiu boa parte de chinelinho, entregue ao departamento médico do Palestra, sempre ganhando um belo dindim para a xepa. No começo da temporada, o Peixe chegou a pensar em Valdívia para a Libertadores.

Caiu na rede. ‘Professor’ Fabio Carille, a versão Tite 2.0.

Clássico das moscas. Os gênios do Circo Brasileiro de Futebol são imbatíveis. Relaxados em uma luxuosa sala com ar-condicionado, eles conseguiram a proeza de levar nada menos que 8.887 testemunhas ao clássico Flamengo 0 x 0 Botafogo no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Se não bastasse o local, ainda colocaram o jogo no café da manhã da quarta rodada do Brasileirão. Conhecem tudo de tabela.

Gilete press. De Paulo Cezar Caju, no ‘Globo’: “Há uns dois dias estava assistindo ao jogo de despedida do Totti, na Itália, e me emocionou a festa preparada para ele. O Mendonça, ídolo do Botafogo, vive lamentando que não teve jogo de despedida. Ninguém imagina o que o Mendoncinha sofreu por não ter conquistado um título por seu time de coração. Por anos encheu a cara e, agora, está internado num hospital de Acari, o mesmo em que morreu, sem plano de saúde, o rubro-negro Paulo Henrique, ex-jogador e técnico campeão da Copinha pelo Flamengo. Os clubes se esquivam e ajudam só no limite do limite do limite, principalmente se for render alguma matéria em tevê.” No alvo.

Tiro curto. Tem coluna do Malia, segunda e sexta, no ‘ultrajano.com.br’ 

Tititi d’Aline. Quem fica parado é estátua: o lutador José Aldo, fera do UFC, aplica o rico dinheirinho numa rede de hamburguerias. Inaugurou a primeira Famous Burger há quase um ano, no Rio. Prepara agora o lançamento de mais três, em Copacabana, Norte Shopping e Vila Valqueire.

Você sabia que… o Corinthians acumula 35 triunfos, 14 empates e quatro derrotas no Itaquerão, minha casa minha vida, com mais de 75% de aproveitamento?

Bola de ouro. Golden State Warriors. O time de Stephen Curry e Kevin Durant entrou para a história da NBA ao vencer o segundo embate contra o Cleveland Cavaliers por 132 a 113. Pela quarta vez na história, desde 1947, uma equipe conseguiu marcar 245 pontos ou mais em dois triunfos seguidos pelos playoffs finais. Antes, o feito foi conseguido por Boston Celtics (246 pontos, na temporada 1958/59, e 271, em 1964/65), Philadelfia 76ers (267, em 1966/67) e Los Angeles Lakers (267, em 1986/87).

Bola de latão. Palmeiras. Atacou de joão-sem-braço para desviar o foco das críticas às últimas apresentações do time: apresentou o zagueiro Luan, 24 anos, ex-Vasco, há somente dois meses no clube.

Bola de lixo. Conca. O baixinho bom de bola fez biquinho por não ter sido relacionado para o confronto do Flamengo com o Botafogo, domingo, e faltou ao treino de sábado. Recebeu uma advertência do clube. Conca foi contratado em janeiro do Shanghai, da China, ainda em recuperação de uma cirurgia no joelho. Os clubes acertaram que o Urubu só começaria a pagar o salário do hermano quando ele entrasse no time.

Bola sete. “Quando surge um jogador como Vinicius Jr., todo mundo torce contra, fica com inveja do moleque, já falando que não vai dar em nada. Isso é muito triste. Espero que ele possa arrebentar no Real Madrid. Não é um clube fácil de jogar. Ele precisa ter cuidado e se preparar muito” (de Robinho, que fracassou no time espanhol e hoje defende o Galo – abre o olho, garoto!).

Dúvida pertinente. O Peixe acertou ao demitir o ‘professor’ Dorival Júnior?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

2 comentários em “Decisão da Champions derruba o Brasileirão no ibope da telinha: 25 pontos a 21”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s