Trio MSN coloca River para dançar o tango e garante tri mundial ao Barça

O trio MSN fez novamente a diferença. Messi, Suárez e Neymar derrubaram o River Plate, em Yokohama (66.853 torcedores), e garantiram o tricampeonato mundial de clubes ao Barcelona.

A ‘Pulga’ argentina abriu o placar e Suárez completou a dança. O moleque brasileiro atacou de garçom e deu o passe para dois gols.

Neymar entrou para um seleto grupo de jogadores que venceu a Champions, a Libertadores e o Mundial de clubes. Antes dele, haviam conseguido o feito os brasileiros Dida e Cafu e os argentinos Tevez e Samuel.

Apesar da contundente derrota, os torcedores do River (20 mil) deram um show nas arquibancadas. Em nenhum momento pararam de incentivar o time com bandeiras, batucada e até os proibidos sinalizadores. Cantaram o tempo inteiro.

O River resolveu encarar o bicho-papão de frente no primeiro tempo e até que se saiu bem. No início, procurou marcar o Barcelona na base da pressão, a fim de evitar o excelente toque de bola dos espanhóis. Depois, montou duas linhas de quatro na defesa e tentou surpreender no contra-ataque.

Às vezes, recorreu às faltas para segurar o adversário. Também contou com um milagre do goleiro Barovero, num chutaço de Messi, para segurar o ‘oxo’ até os 36 minutos, quando a casa caiu. Daniel Alves cruzou, Neymar ajeitou de cabeça e Messi desviou para o gol. Os hermanos reclamaram, com razão, de um toque do compatriota antes de concluir a jogada.

Tecnicamente inferior, o River só incomodou o time espanhol em arremates de longa distância. O Barça teve 66% de posse de bola na etapa inicial e finalizou oito vezes (quatro no gol). O River chutou três (duas no alvo) e cometeu 17 faltas, contra seis do Barça.

No começo do segundo tempo, o River tentou sufocar o Barça. Sonhou com o empate, mas viveu um pesadelo. Aos quatro minutos, Iniesta tocou para Busquets, que lançou Luis Suárez. O ‘matador’ uruguaio ganhou na corrida de um zagueiro e chutou para as redes.

Os argentinos sentiram o golpe e, aos 23, foram a nocaute. Neymar cruzou e Luis Suárez tocou de cabeça: 3 a 0. Com o título garantido, o Barça puxou o freio de mão. Mesmo assim, comandou o espetáculo, com belas jogadas. Só não aumentou o placar porque abusou do preciosismo. Missão cumprida: tricampeão do Mundial da mamãe Fifa (2009/11/15).

O poderoso time espanhol se isolou como o maior vencedor de Mundiais da Fifa – o Corinthians tem dois, enquanto São Paulo, Saci colorado, Milan, Manchester United, Inter de Milão, Bayern de Munique e Real Madrid conquistaram um cada.

Considerando também a antiga Copa Intercontinental, o Barça fica atrás de Milan e Real Madrid (quatro títulos cada) e empata com Tricolor e Inter de Milão (três cada).

De quebra, a vitória ainda valeu a Luis Suárez a artilharia do torneio, com cinco gols. Paulinho (Guangzhou Evergrande) e Douglas (Sanfrecce Hiroshima) marcaram dois cada. Na decisão do terceiro lugar, o Sanfrecce venceu o Guangzhou do ‘sargento’ Felipão por 2 a 1.

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

Anúncios

Neymar receberá reajuste porque ‘ganha pouco’ no Barça: R$ 42 milhões por ano

Não está mesmo nada fácil a vida do moleque Neymar no Barcelona. Tanto que, para felicidade geral da turma do contra, o presidente do clube catalão, Josep Maria Bartomeu, já decidiu: o brasileiro merece ser mais bem remunerado porque se trata do futuro da equipe.

Não pode continuar ganhando ridículos 10 milhões de euros (R$ 42 milhões) por temporada, limpinhos. É a segunda maior remuneração do elenco. Neymar só perde para o superstar Messi – 21,2 milhões de euros (R$ 89 milhões).

O contrato do brasileiro se encerra em 2018. A multa gira em torno de 200 milhões de euro (R$ 840 milhões), mas não assusta alguns coirmãos. O Manchester United, por exemplo, já insinuou pela mídia inglesa que poderia bancar a rescisão.

O mandachuva e raios do Barça revelou que procurou Neymar para antecipar a renovação porque ele ganha menos do que merece. ‘Sua evolução desde que chegou ao clube pede isso’, disse Bartomeu, em entrevista ao jornal ‘Mundo Deportivo’.

A equipe espanhola pretende estender o acordo com o brasileiro até 2019. Neste domingo, Neymar pode colecionar mais um troféu: Barça e River Plate brigarão pelo título mundial da mamãe Fifa, no Japão.

Se a situação de Neymar anda complicada no Barcelona, a de Robinho é das mais invejáveis no Guangzhou Evergrande, do ‘sargento’ Felipão. Nos próximos dias, ele será convidado a passar pelo RH do time chinês para acertar as contas.

Em cinco meses, o clube queimou R$ 20 milhões no bico da chuteira do rei das pedaladas enferrujadas. Um negócio da China.
############
Bufão 1. O deputado federal (PT) e primeiro-ministro do Corinthians, Andrés Sanchez, subiu nas tamancas e decretou: se a Conmebol não melhorar a premiação da Libertadores, o clube dará uma banana ao torneio. Para o eterno rei do sorriso, é uma ‘vergonha’ a confederação sul-americana pagar menos que o Paulistinha, a Copa do Brasil e o Brasileirão. Ele também quer espaço no Itaquerão, minha casa minha vida para explorar patrocínios – exclusividade da Conmebol na competição.

Pitaco do Chucky. Tem cartola mais perdido que Tiririca lendo a enciclopédia.

Bufão 2. O cartola pretende dar um xeque-mate na reunião que discutirá a Libertadores nesta terça, em Assunção. Hoje, os clubes que participam da competição recebem US$ 120 mil (R$ 480 mil) por partida como mandante na fase de grupos. O Corinthians sonha com US$ 300 mil (R$ 1,2 milhão). São Tomé já está de prontidão para conferir a promessa.

Sugismundo Freud. Pessoas bonitas são mais fáceis de odiar.

Bem, amiguinhos. O gajo Cristiano Ronaldo resolveu mergulhar em um novo projeto: a construção de quatro hotéis com a marca CR7. O atacante do Real Madrid se associou a um grupo de empresários. O investimento deve chegar a 75 milhões de euros (R$ 315 milhões). A primeira choupana seis estrelas será inaugurada em Funchal, na Ilha da Madeira, terra do jogador. Nova York também está na rota.

Zé Corneta. Até agora nenhum clube brasileiro deu um bom presente de Natal à torcida.

Bem, diabinhos. A Lusa ganhou um belo champanhe para degustar na passagem do ano: a Câmara Municipal autorizou a prefeitura a negociar o terreno onde se encontra o Canindé. O clube agora terá de vencer uma licitação para continuar numa área de 56 mil metros quadrados. O terreno foi cedido pelo ex-prefeito Paulo Maluf. Ele custa mais de R$ 40 milhões.

Dona Fifi. O Coelho mineiro já mandou o recado aos interessados: a multa do atacante Richarlison é de R$ 20 milhões. Não tem desconto. 

Gilete press. De Cleo Guimarães, no ‘Globo’: “Diretor de ‘Mais forte que o mundo — A história de José Aldo’, filme sobre o lutador brasileiro que estreia no ano que vem, Afonso Poyart diz ter sido ‘um choque’ ver Aldo sendo derrotado em 13 segundos na luta em que defendeu o cinturão, em Las Vegas. ‘Mas para o filme, isso não muda nada. Ele não fala sobre vitória. Fala sobre cair e levantar, que foi o que o Aldo sempre fez. Ele tem uma história de vida fascinante, com dramas familiares e muita luta. Essa derrota não apaga tudo o que ele já fez’, contou Poyart.” ‘Mata-leão’.

Caiu na rede. O Havaí é aqui.

Tititi d’Aline. As marias-parafina tomaram um caldo de Adriano de Souza, o Mineirinho, novo rei da prancha: vai se casar com a modelo Patrícia Eicke em janeiro. A cerimônia será em Floripa, onde mora a família da noiva. Mineirinho, ‘se a Patrícia colaborar’, pretende ter quatro filhos.

Você sabia que… Diego Souza disputou 69 partidas, marcou cinco gols e ganhou o Carioquinha de 2005 em sua primeira passagem pelo Fluminense?

Bola de ouro. Flamengo. Reduziu a dívida em R$ 113 milhões desde dezembro do ano passado. O Urubu garantiu que pagou R$ 189 milhões em papagaios entre janeiro de 2013 e junho de 2015. O rombo diminuiu 25%. Hoje, o clube deve R$ 574 milhões.

Bola de latão. Primeira Liga. Caminha para o telhado. Cartolas ainda não conseguiram vender o torneio, com representantes do Rio, Sul e Minas para a TV. Muito menos acertar patrocínios. O CEO Alexandre Kalil caiu fora.

Bola de lixo. Handebol feminino. A oito meses da Rio-16, a equipe feminina vive uma crise. O ‘professor’ Morten Soubak, que levou o time ao título mundial em 2013, esculhambou a estrutura do esporte e deve ser demitido pela confederação brasileira. O treinador chutou o pau da barraca depois da eliminação da seleção nas oitavas de final da Copa, na Dinamarca.

Bola sete. “José Maria Marin tem tido frequentes acessos de choro em seu exílio no 52º andar do Trump Tower, em Nova York” (de Lauro Jardim, no ‘Globo’ – ô pena!).

Dúvida pertinente. Edgardo Bauza, um novo Gareca?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Troca-troca tricolor: hermano Bauza, o 18º ‘professor’ em 13 anos

Nada como a velocidade de uma tartaruga master: depois de apenas 38 dias sem ‘professor’, o soberano São Paulo estufou o peito debilitado por uma temporada de lambanças, com direito a miado de gato na troca de amabilidades entre ínclitos cartolas, e anunciou: ‘habemus treinador’.

O hermano Edgardo Bauza, 57 anos, acertou contrato até o final de 2016. Bicampeão da Libertadores (LDU/08 e San Lorenzo/14), Bauza deve ser apresentado na próxima semana.

Ele aterrissará no Morumbi com fama de estrategista ‘pragmático’, bem diferente do DNA ofensivo do colombiano Osorio. É linha-dura com os atletas. Cobra empenho até em minuto de silêncio. Não tem nhenhenhém.

Bauza será o 18º ‘professor’ do Tricolor desde 2003. O troca-troca no sólido e absolutamente mutável Morumbi:

2003: Oswaldo de Oliveira e Roberto Rojas
2004: Cuca e Leão
2005: Leão e Paulo Autuori
2006: ‘Muriçoca’ Ramalho
2007: ‘Muriçoca’ Ramalho
2008: ‘Muriçoca’ Ramalho
2009: ‘Muriçoca’ Ramalho e Ricardo Gomes
2010: Ricardo Gomes, Sérgio Baresi e Carpegiani
2011: Carpegiani, Adilson Batista e Leão
2012: Leão e Ney Franco
2013: Ney Franco, Paulo Autuori e ‘Muriçoca’ Ramalho
2014: ‘Muriçoca’ Ramalho
2015: ‘Muriçoca’ Ramalho, Milton Cruz, Juan Carlos Osorio, Doriva e Edgardo Bauza
                                            ############

Pitaco do Chucky. Na briga Aidar x Guerreiro, só o soberano São Paulo foi nocauteado.

Brasil olímpico. E o pulo do gato chegou aos Jogos do Rio: a Procuradoria-Geral da República descobriu dois casos de pagamento de propina ligados à Olimpíada. O atleta é deputado federal e presidente da Câmara: o polivalente Eduardo Cunha. Os esquemas são denunciados no pedido para que Cunha seja desclassificado. Ele trabalhou diuturnamente na concessão de benefícios a empreiteiras olímpicas. Em um deles, teria reforçado a xepa da família em R$ 1,9 milhão. Cunha considerou as acusações ‘ridículas’.

Zé Corneta. Tem jogador mais agarrado no clube que vovó em passeio de moto.    

Bem, amiguinhos. Põe, tira, deixa ficar, e passa a régua: Jadson embolsará algo em torno de R$ 40 milhões no Tianjin Quanjian, da segunda divisão chinesa, treinado pelo ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo. Ele ficará do outro lado do mundo até dezembro de 2017. Os chineses pagaram a multa de R$ 21 milhões. O Corinthians beliscou R$ 6 milhões. 

Sugismundo Freud. Malandro mesmo é o canguru: já nasce com o bolsa família.

Bem, diabinhos. O Peixe ficou enrolando com muito blá-blá-blá e levou um chapéu do Palmeiras: o meia Régis, 23 anos, foi contratado por empréstimo até dezembro de 2016. Ele se destacou no Sport (58 jogos e 14 gols). É o quarto reforço palmeirense. Os outros: o goleiro Vagner, o zagueiro Roger Carvalho e o volante Rodrigo.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Whatsapp contrata advogado do Fluminense e é desbloqueado no tapetão. 

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’: “Quem joga bem e bonito, em altíssimo nível, é o Barcelona, a união dos talentos individual e coletivo. O coletivo, sem o individual, é tedioso. O individual, sem o coletivo, é um brilho anárquico, incompreensível.” Bingo!

Dona Fifi. Brasil é River Plate na final do Mundial contra o Barcelona. Xô, Messi, Suárez, Neymar e companhia bela!

Tititi d’Aline. Rafaella Santos, 19 anos, irmã do craque Neymar, será um dos destaques da Grande Rio no carnaval. A escola carioca homenageará a cidade de Santos. O jogador deve sambar no asfalto.

Você sabia que… o gajo José Mourinho foi o 10º ‘professor’ demitido pelo magnata russo Roman Abramovich no Chelsea desde 2003?

Bola de ouro. Adriano de Souza. O Mineirinho paulista de 28 anos simplesmente arrebentou na prancha e conquistou o título mundial de surfe. Missão dada, missão cumprida – é o lema do campeão, também chamado de ‘Capitão Nascimento’, personagem de Wagner Moura em ‘Tropa de Elite’. Jamais jogou a toalha. Havia 10 anos que perseguia a coroa.

Bola de latão. Peixe. Prestigiadíssimo pela torcida, o Santos fechou o Brasileirão com a média de 8.691 pagantes por jogo. Ficou à frente de Avaí (8.477), Goiás (7.971) e Ponte (6.281).

Bola de lixo. Bolsa Atleta. Das 12 parcelas prometidas pelo governo, somente cinco caíram na conta do pessoal. O cano chega a R$ 50 milhões. Mais de 6.500 atletas estão vendo a banda passar. Que venha a Rio-16!

Bola sete. “Precisamos de um zagueiro, um meio-campista e um centroavante. O time também deve melhorar o sistema defensivo, não pode continuar tomando muitos gols” (recado do ‘professor’ Bauza aos são-paulinos – agora só falta arrumar o dindim).

Dúvida pertinente. Edgardo Bauza colocará novamente o soberano São Paulo na linha?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Zebras atacam no Mundial do Japão: Barcelona e River decidem o título

Yokohama, urgente. Os deuses da bola resolveram pregar mais uma inesquecível peça e, contrariando nove de cada 10 catedráticos do badminton, Barcelona e River Plate decidirão o Mundial da mamãe Fifa neste fim de semana.

A primeira grande zebra aconteceu na quarta. Os hermanos, com o apoio de 15 mil torcedores, derrotaram os japoneses do Sanfrecce Hiroshima e carimbaram a classificação.

Vinte e quatro horas depois, uma das maiores surpresas da história do torneio: o Barcelona teve de suar sangue, em ritmo de treino regenerativo, para vencer o superfavorito Guangzhou Evergrande, time chinês do ‘sargento’ estrategista Felipão, com três gols de Luis Suárez.

(Treino regenerativo consiste em corrida, caminhada ou outras atividades de baixa intensidade, e tem a função de fazer a recuperação muscular; evita lesões, pois é considerado um descanso ativo do corpo)

O alucinante embate entre chineses e espanhóis foi tão difícil, mas tão difícil, que o Barça teve mais de 70% de posse de bola. Alugou o meio de campo. E nem precisou de Neymar e Messi.

Bastou o ‘S’ do trio ofensivo MSN para acabar com a festa no Japão. Justiça seja feita: o ‘professor’ Felipão evoluiu barbaridades desde o vexame da Copa de 2014, quando os alemães pintaram o sete diante da amarelinha desbotada em BH.

Desta vez, apanhou apenas de três, razão mais que suficiente para as viúvas encherem de elogios o trabalho do treinador à frente do poderosíssimo Guangzhou Evergrande.

Desenterraram até frases poéticas ligadas ao ludopédio: ‘Felipão caiu de pé’ e ‘Felipão cumpriu bem a missão’. Só faltou a tradicionalíssima ‘futebol é mesmo uma caixinha de surpresas, tudo pode acontecer’.

O treinador também entrou na dança: ‘Perder de 3 a 0 para o Barcelona não é diferente do que acontece com outros clubes grandes. Pelo menos não fizeram 4 a 0 como no Real Madrid.’

Depois do 7 a 1 no Mundial, Felipão também não perdeu as sandálias da humildade: ‘Não estou em dívida com a torcida.’

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

Craques da amarelinha desbotada adotam o poderoso grito da omissão

Nada contra, ao contrário. Mas não deixa de ser quiçá interessante e, por que não dizer, uma fantástica lição de cordeirinhos a serviço de sua majestade, o cartola.

No manifesto exigindo a renúncia da cúpula do Circo Brasileiro de Futebol, o grito de alforria do esporte bretão, nenhum craque da amarelinha desbotada se dignificou a assiná-lo.

Os gigantes anões do ‘professor’ Dunga optaram pelo caminho mais seguro, o tradicional e supercampeão ‘não me comprometas’.

Enquanto Chico Buarque de Hollanda, Luis Fernando Veríssimo, Wagner Moura, Jô Soares, Zico, Tostão, Tite, Paulo Autuori, Dorival Júnior, Mancini, Ricardo Gomes, Rogério Ceni, Fernando Prass, Paulo André, Bernardinho, Ana Moser, Magic Paula, Tiago Spliter, Fernando Meligeni e Falcão (futsal) resolveram empunhar a bandeira da moralidade, Neymar, Kaká, Daniel Alves, David Luiz, Willian, Marcelo, Oscar e outros ídolos de barro adotaram o poderoso grito da omissão.

Eles acolheram fielmente a sugestão do coordenador Gilmar Rinaldi e do ‘mestre’ Dunga: se está bom para mim, por que arrumar sanar para se coçar?

Uma rebelião exemplar, merecedora de respeito incalculável dos cartolas e que já trouxe ótimos frutos ao bico das chuteiras contaminadas pela corrupção.

Antônio Carlos Nunes, o coronel Nunes, foi eleito novo vice-presidente da casa maldita do futebol. Candidato único, o rei da cocada queimada da poderosa Federação Paraense de Futebol ganhou apoio maciço de federações e clubes das Séries A e B.

Nunes assumirá o posto deixado pelo íntegro Zé da Medalha, preso desde que estourou a roubalheira na mamãe Fifa. Dos 67 votos possíveis, recebeu 44.

A vitória de Nunes representa um triunfo do licenciado mandachuva e raios Del Nero, o imperador ostentação. Com 77 anos, o coronel passa a ser o mais idoso entre os vices e sucessor natural em caso de saída forçada ou renúncia do aliado Del Nero.

A marionete já arregaçou as mangas para defender o mestre: “Nunca vi corrupção no futebol. Falam muito por aí, mas a verdade é que a governança de Del Nero é muito boa.”

############

Pitaco do Chucky. Corintianos respiram aliviados: Tolima está fora da Libertadores.

Desmanche do hexa. Não há nada que não possa ficar ainda pior: depois de perder Jadson para o Tiajin Quanjian, da segunda divisão chinesa, oCorinthians corre risco de ficar sem Renato Augusto, mais uma das estrelas do hexacampeonato brasileiro. Schalke 04 e Bayer Leverkusen, clube que ele defendeu por quatro temporadas, entre 2008 e 2012, estão dispostos a contratá-lo. O Schalke poderia pagar até R$ 42 milhões.

Sugismundo Freud. As aparências enganam e, muitas vezes, assustam.

Bem, amiguinhos. O elenco do Barcelona vale apenas 5,8 vezes mais que o Guangzhou, adversário dos espanhóis nas semifinais do Mundial. As feras do clube catalão, somadas, atingem R$ 2,8 bilhões, enquanto o time chinês do ‘sargento’ Felipão crava R$ 180 milhões. O levantamento é do site “Transfermarket”. Messi é o mais valioso do Barça, com R$ 492 milhões. O brasileiro Ricardo Goulart é o mais caro do Guangzhou: R$ 49 milhões. 

Zé Corneta. A tartaruga ninja anda mesmo elétrica: fala pelos cotovelos e se acha o máximo. Zapping nela!

Bem, diabinhos. ‘Leco leco’ pra cá, ‘leco leco’ pra lá, e nada de o soberano São Paulo sair do meio do furacão. Parece a Petrobras: a cada dia surge um novo escândalo. Na alça de mira, agora, José Francisco Mansur, vice-presidente de Comunicação e Marketing, e Gustavo Vieira de Oliveira, filho de Sócrates e diretor executivo, que estariam envolvidos em negócios com o empresário Eduardo Uram.

Dona Fifi. Emerson ‘Bitoca’, 37 anos: 25 jogos, cinco gols e, como prêmio, mais uma temporada com a camisa do Flamengo. Na poupança, R$ 450 mil mensais.

Gilete press. De Priscila Bertozzi, no ‘Máquina do Esporte’: “Tanto no Rio quanto em São Paulo o Brasileirão teve média de 22 pontos de audiência, 1,8 acima da temporada passada. O domingo, considerado o dia mais apropriado para assistir ao esporte na TV, teve audiência menor do que os jogos no meio da semana. Na média, São Paulo registrou 24 pontos às quartas-feiras, enquanto o Rio cravou 23. Todos os recordes foram anotados pelo Corinthians: 29 pontos de média contra Inter, Atlético/MG, São Paulo e Vasco. O melhor desempenho no Rio foi do Flamengo contra o Inter, em julho, com 28 pontos no Ibope.” Plim-plim.

Caiu na rede. A situação no soberano Tricolor está mais enrolada que linguiça de pacote.

Tititi d’Aline. O bochicho percorre as alamedas do aquário da Vila Belmiro: Lucas Lima e Rafaela Santos, irmã de Neymar, estariam se conhecendo melhor. O casal curte férias na Disney, em Orlando, ao lado de amigos.

Você sabia que… Pep Guardiola recusou R$ 85 milhões por ano para renovar contrato e deixará o Bayern de Munique depois da Bundesliga?

Bola de ouro. Ana Marcela Cunha e Isaquias Queiroz. A nadadora e o canoísta foram eleitos os melhores do ano na entrega do Prêmio Brasil Olímpico. Além do troféu, cada um embolsou excepcional cheque de… R$ 30 mil, cinco vezes menos do que recebe, mensalmente, boa parte da turma do alto escalão do COB (caixinha, obrigado Brasil).

Bola de latão. Brasil olímpico. Dos R$ 677 milhões que papou da Lei Piva, entre 2009 e 2012, o COB destinou somente R$ 250 milhões às confederações, responsáveis pela preparação das equipes.
Bola de lixo. Roma. Fracasso histórico na Copa da Itália: equipe foi eliminada nas oitavas de final pelo La Spezia, da segunda divisão. Depois de ‘oxo’ no tempo normal e na prorrogação, caiu nos pênaltis no estádio Olímpico: 4 a 2 

Bola sete. “CBF, vergonha nacional e mundial. Esse seria o momento de os clubes se unirem, criarem uma liga nacional e abandonarem as promíscuas amarras, para mudar a estrutura da CBF e do futebol brasileiro. Lamentavelmente, a maioria dos dirigentes é comprometida com a entidade” (do grande Tostão, na ‘Folha’ – no alvo).

Dúvida pertinente. Quem pode salvar a pátria das chuteiras furadas?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

#OcupaCBF: clubes balançam o rabo entre as pernas e ficam na moita

Aos fatos, sem choro nem vela. Muito menos chorumelas. Fundo do poço. #foradelnero.

Com um ex-presidente preso (Zé da Medalha) e dois ex-mandachuvas no caderninho de ouro do FBI (o imperador ostentação Del Nero e Ricardo Teixeira), Raí não tem dúvidas: a pátria das chuteiras furadas foi devorada pelo tsunami da vergonha.

Mas não se deve jogar a toalha, de acordo com o xodó dos são-paulinos. É também uma ótima chance para mudança, para dinamitar o feudo da cartolagem que tomou conta do Circo Brasileiro Futebol e levantar a bandeira da moralização.

‘É um sistema viciado, que precisa ser quebrado. O futebol brasileiro está paralisado, capengando, sem força de reação. Ficando cada vez mais para trás’, disse Raí em entrevista à ‘BBC’.

O protesto do ex-jogador encontrou ensurdecedor eco nos grandes clubes. Na convocação #OcupaCBF, nenhum deles se fez presente.

Ávidos por revolucionárias mudanças no status quo que esvazia dia sim e outro também a gorduchinha nacional, a cartolagem balançou o rabo entre as pernas e engoliu, covardemente, a possibilidade de começar a soltar o grito de independência, num dia extremamente importante para a história do país, com bandidos acordando às 6 da manhã para dividir o café com a Polícia Federal. Sem direito a açúcar.#LavaJatojanaCBF.
############

Xô, corrupção. Em meio ao protesto na frente da casa maldita do futebol, o ex-jogador Raí leu uma manifesto assinado por feras do esporte, como Tite e Zico, e artistas, como Chico Buarque, Faustão e Jô Soares. O grito de revolta:

“Brasil, dezembro de 2015

A Confederação Brasileira de Futebol vive a maior crise de sua história.

Seus últimos três presidentes são réus em investigação policial internacional por fraude na CBF e na Fifa. José Maria Marin está preso desde maio, Ricardo Teixeira e Marco Polo Del Nero estão indiciados pela Justiça dos EUA desde o dia 3 de dezembro.

Compreendemos que a sucessão determinada por um estatuto viciado, que foi arquitetado e aperfeiçoado para a manutenção do poder nas mãos dessa mesma linhagem, é ilegítima e imoral.

Exigimos a renúncia definitiva de Marco Polo Del Nero e sua diretoria, seguida da convocação de eleições livres e democráticas para o comando da CBF, sem a atual cláusula de barreira, mecanismo que impede a aparição de posições independentes ao sistema vigente, pois exige oito assinaturas de federações e mais cinco de clubes para candidaturas.

A crise de corrupção é a face mais vísivel de um profundo problema estrutural, que travou o desenvolvimento do futebol brasileiro em todas as suas dimensões.

Conclamamos a Procuradoria Geral da República, a Polícia Federal e a Receita Federal a não deixar impunes quem corrompeu ou quer continuar a corromper o futebol pentacampeão mundial.

Aos clubes e federações, pedimos que se paute e vote a alteração de pontos estatutários necessários para a democratização e desenvolvimento de nossa maior paixão, inexorável e sem volta.

De nossa parte, signatários deste manifesto, acreditamos que, caso as mudanças sejam iniciadas, os novos mandatários da CBF, juntamente com os muitos personagens capacitados e honrados da comunidade do futebol saberão criar as condições para a reconstrução da credibilidade, confiança e retomada do protagonismo esportivo do futebol brasileiro, de seus jogadores, da alegria do jogo e, principalmente, dos torcedores.”

Pitaco do Chucky. O fofo Ronaldo é mesmo um fenômeno: a barriguinha proeminente mostrada numa foto ganhou a mídia internacional. Até perguntaram se havia engolido uma melancia.

Bem, amiguinhos. As gloriosas federações estaduais abocanharam R$ 12 milhões dos clubes ao longo do Brasileirão. Com cinco times na elite, a FPF liderou o ranking do vergonhoso pedágio, bancando R$ 4,6 milhões. De acordo com o ‘sr.goool’, a Ferj ficou em segundo, com R$ 2,4 milhões para a xepa, R$ 900 mil a mais que a federação mineira.

Sugismundo Freud. O menos ruim já foi bem pior. 

Bem, diabinhos. Mais uma castanha saborosa na ceia de Natal do presidente do Peixe, Modesto Roma Júnior: a empresa que cuida da imagem de Pelé, a Sport 10 Licenciamentos do Brasil, cobra uma dívida de R$ 2,3 milhões. Resultado: o clube teve o aquário da Vila Belmiro penhorado. O contrato para o Santos usar a imagem do ‘rei’ foi assinado pelo ex-chefão Odílio Rodrigues por meio século. Amigos, amigos… negócios na Justiça.

Zé Corneta. China: independência financeira, extrema-unção profissional.

Rei Midas. Aos 52 anos e aposentado, Michael Jordan, o ‘Pelé do basquete’, engordou sua fortuna em US$ 100 milhões no ano passado. Jordan nunca faturou tanto numa temporada como jogador. Ele acumula uma fortuna de US$ 1 bilhão. É o 513º homem mais rico dos EUA.

Dona Fifi. Juninho Pernambucano cansou de ouvir desculpas e entrou na Justiça contra o Vasco. Cobra R$ 1,5 milhão de luvas atrasadas e prêmios.

Gilete press. De Lauro Jardim, no ‘Globo’: “A transmissão das lutas do UFC rendeu à Globo nove pontos de audiência, de acordo com dados do Ibope para São Paulo. De cada 100 aparelhos de TV ligados no horário, 49 sintonizavam os embates. No Rio, alcançou 11 pontos. A luta entre José Aldo e McGregor, isolada, manteve essa média. Os dados mostram que, apesar de alavancar a audiência na madrugada, o MMA já não empolga tanto o público. Em relação às duas últimas lutas transmitidas nesse horário, o Ibope caiu 40%. Quando Anderson Silva retornou ao octógono, em fevereiro, com Nick Diaz, conseguiu 15 pontos, o mesmo que o combate de Bethe Correia e Ronda Rousey, em agosto.” Plim-plim.

Caiu na rede. Urgente: Flamengo desiste do estadual… não quer encontrar mais o Vasco pela frente.

Tititi d’Aline. Acredite se quiser: em meio ao ótimo momento da economia brasileira, o ministro Joaquim Levy gosta de falar sobre futebol, principalmente sobre seu time de coração, o glorioso Botafogo.

Você sabia que… o nobre parlamentar Eduardo Cunha é amigo de fé e irmão camarada de Del Nero?

Bola de ouro. Gabriel Jesus. O moleque do Palmeiras é o único brasileiro que aparece na lista das 10 maiores promessas sul-americanas da revista inglesa ‘FourFourTwo’. O clube detém 30% dos direitos econômicos do garoto.

Bola de latão. Almir. Depois de sete meses, 11 jogos e nenhum gol, o meio-campista deixou o ninho do Urubu. Retornará ao Bangu. Ninguém sentirá falta.

Bola de lixo. Fred. O meia brasileiro do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, pegou um ano de gancho por causa do doping na Copa América. Ele foi suspenso pela Conmebol e não poderá participar de nenhuma competição organizada pela confederação até 26 de junho de 2016.

Bola sete. “O consórcio que administra o Maracanã mandou aviso prévio a quase todos os seus funcionários. Ficarão só três para entregar as chaves. Em fevereiro, o consórcio devolverá o estádio ao governo do Rio” (de Ancelmo Gois, no ‘Globo’ – a conferir).

Dúvida pertinente. O que Zé da Medalha pedirá ao Papai Noel?  

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Às viúvas de Felipão: humilhação da Copa resistirá uma eternidade

As viúvas do ‘sargento’ Felipão já estão saindo da toca. Após a classificação do Guangzhou Evergrande para as semifinais do Mundial da mamãe Fifa, sugerem que o ‘professor’ começou a recuperar o prestígio perdido no histórico vexame da Copa de 2014.

O time chinês se classificou ao despachar o América do México, por 2 a 1, com um gol do ex-corintiano Paulinho na bacia das almas, e vai encarar o Barcelona.

Sem dúvida, um feito. Principalmente para um país que só agora parece ter aberto os olhos para o esporte bretão. Mas há que se considerar: os mexicanos abusaram da soberba. Rebolaram e dançaram. Sentiram-se os reis da cocada antes de a bola rolar e, depois, deixaram a panela queimar.

Certamente Felipão e seu fiel escudeiro Murtosa engordarão, e muito, a poupança na volta à China. Nem o presidente do clube esperava ver a equipe entre as quatro melhores do torneio. Missão cumprida, com louvor.

Que venha o sonho: eliminar o poderoso Barcelona e decidir o título no Japão. Se conseguir tal façanha, Felipão será guindado a herói. Merecidamente.

No entanto, ainda será muito pouco, quase nada, para apagar a inesquecível humilhação proporcionada pela amarelinha desbotada em BH, quando os alemães transformaram Felipão e sua tropa de soldadinhos de chumbo em gato, sapato e tamborim.

Devagar com o andor que o santo é de barro. O caminho é longo. A procissão para chegar à redenção ainda vai demorar… uma eternidade. Por muito menos, o goleiro Barbosa foi condenado ‘à prisão perpétua’ depois da Copa de 1950.
                                     ############

Sugismundo Freud. A precisão supera a força. 

#OcupaCBF. O Bom Senso, movimento de libertação do ludopédio nacional, promove nesta terça um ato de protesto contra o Circo Brasileiro de Futebol, no Rio. Já confirmaram presença Raí, Alex, Paulo André, Afonsinho, Djalminha, Paulo Autuori e Paulo Cézar Caju. Na ordem do dia, repudiar a corrupção na CBF, com a renúncia imediata de Marco Polo Del Nero; condenar a manobra do grupo de Del Nero para que se mantenha no poder; defender eleições livres e democráticas para a presidência da CBF, com o fim da cláusula de barreira, que impede o surgimento de oposições independentes.

Dona Fifi. O Flamengo informa: Guerrero só deixará o clube se aparecer alguém com US$ 20 milhões, valor da multa contratual.

Bem, amiguinhos. O hermano Maradona adora mesmo provocar os brasileiros. Em meio aos protestos contra o governo no domingo, El Pibe disparou nas redes sociais: ‘Quero enviar meu apoio à senhora Presidenta Dilma Rousseff. Meu coração está com você.’ PT saudações.

Zé Corneta. Renovação no Furacão: Petraglia, mais quatro anos mandando prender e soltar.

Bem, diabinhos. A simpática Conmebol esfrega as mãos de felicidade: logo, logo voltará a pingar nos cofres os 10%, limpos, das rendas da Libertadores. O Circo Brasileiro de Futebol beliscará 5%, e a federação local, mais 5%. Arbitragem, bolas e outros ingredientes ficarão por conta dos milionários clubes. Ninguém é de ferro.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Com 13 segundos, reprise da luta de José Aldo será transmitida no Instagram.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’: “Dunga criticou os que não comparecem, quando convidados, aos eventos realizados pela CBF, pois, segundo ele, são oportunidades para ajudar o futebol brasileiro. Não aceitei ir a encontros entre campeões do mundo, comentaristas e a comissão técnica porque quero manter distância da CBF e porque não acredito em reuniões esporádicas, em que todos se abraçam, se elogiam, e cada um diz uma frase, geralmente um lugar-comum. É muito blá-blá-blá e pouca ação. O que o futebol brasileiro precisa é de profissionais competentes, independentes e transparentes, para exercer os cargos técnicos e de gestão.” No queixo.

Tititi d’Aline. O nobre presidente Paulo Nobre recusou proposta de R$ 9,5 milhões pelo atacante Cristaldo. O palmeirense pediu R$ 12 milhões ao Rubin Kazan, da Rússia. O hermano foi contratado por R$ 8 milhões. Nobre detém os direitos de Cristaldo, Tobio, Allione e Mouche, dados para pagar dívida do clube com o cartola.

Você sabia que… o meia Lucas Lima também pode pegar o avião para a China, com o Peixe recebendo R$ 70 milhões.  

Bola de ouro. Serena Williams. A tenista americana foi eleita a esportista do ano pela revista ‘Sports Illustrated’. Ela superou Messi, Usain Bolt, Ronda Rousey e Stephen Curry, entre outros atletas.

Bola de latão.  Cardenas. Pelos ótimos serviços prestados ao Galo, o colombiano será devolvido ao Atlético de Medellín. Ele disputou 29 jogos e não marcou nenhum gol. Se quisesse ficar com Cardenas, o time mineiro teria de pagar a bagatela de R$ 10 milhões.

Bola de lixo. Basquete brasileiro. Envolvido numa terrível crise, principalmente no feminino, está à beira de uma gloriosa cesta de… lixo.

Bola sete. “As eleições na confederação brasileira ou são vencidas pelos mais velhos ou pelos mais velhacos” (de Mauro Beting, no ‘Lance’ – no alvo).

Dúvida pertinente. CM Aidar ou Rogério Ceni, quem merece mais crédito no soberano São Paulo? 

O que você achou? jr.malia@bol.com.br