Jingle bells: desemprego, violência, pedaladas e corrupção roubam a bola

Não foi nada fácil a visita de Papai Noel a uma favela. Primeiro, por não encontrar chaminé nos barracos. Segundo, porque não havia sequer meia furada pendurada na janela à espera de um mimo.

Um garoto de 12 anos, por exemplo, aguardava ansioso pelo sucesso da cartinha que mandara aos cuidados do bom velhinho.

Sonhava com uma simples bola de plástico, mas ficou de mãos vazias e pés descalços. Porém de cabeça cheia de tantas explicações do querido Papai Noel para o infortúnio.

Uma delas: não havia mais lugar no saco. Prendes mais importantes se impuseram e tomaram conta do pedaço.

A saber: inflação, desemprego, violência, educação às traças, saúde na UTI, pedaladas sem bike, corrupção, passeatas intermináveis de zika vírus e chikungunya, lama assassina, real sem um pingo de prestígio, país a caminho da bancarrota…

‘Cheeeega. Não quero ouvir mais nada’, berrou o menino. ‘Fica para o próximo Natal… se eu sobreviver até lá’.

############
Pitaco do Chucky. Incrível: o deputado federal (PT) e primeiro-ministro corintiano Andrés Sanchez apareceu mais na mídia nos últimos dias que Papai Noel.

Bem, amiguinhos. O Galo está num beco sem saída. Pretende manter o centroavante André, mas terá de abrir o cofre. O contrato do atleta, que recuperou seu prestígio no período em que esteve emprestado ao Leão da ‘Ilha de Lost’, se encerra no final de junho de 2016. Ou seja, André poderá assinar um pré-contrato com outra equipe em janeiro. O Corinthians acompanha o imbróglio com muito interesse.

Zé Corneta. O ludopédio é uma caixinha de surpresas: soberano São Paulo numa tremenda dureza e Flamengo com grana.

Bem, diabinhos. Investigado pelo comitê de ética da mamãe Fifa, o imperador ostentação Del Nero dificilmente escapará da guilhotina no primeiro trimestre de 2016. As acusações: corrupção, gestão desleal e violação de regras de conduta. De cara, o cartola deve tomar um gancho de três meses. Depois da apuração dos fatos, Del Nero, se condenado, poderá pegar uma memorável suspensão.

Sugismundo Freud. Filosofia: respostas obscuras para questões insolúveis.

‘Mata-leão’. Em baixa no mercado tupiniquim, UFC tenta despertar novamente a paixão da torcida brasileira pela troca de carícias no octógono e confirma a volta de Anderson Silva em 27 de fevereiro, na luta principal do UFC de Londres. O brasileiro cumpre gancho de um ano por ter sido flagrado no antidoping. Ele enfrentará o cipriota Michael Bisping, número sete do ranking. Que mandou um recado a Anderson Silva: ‘Deixe o Viagra de fora’. Explica-se: o brasileiro atribuiu o doping ao uso do medicamento. A mídia caolha vai se apegar ao azulzinho para encher linguiça até o combate.

Caiu na rede. Grupo do Flamengo na Libertadores: Buenavista, América e Vuelta Redonda; chave da Raposa: Villa Nueva, América Mineijo e Buena Esporte.

Gilete press. De Maria Fortuna, no ‘Globo’: “A crise política respingou nos Jogos Rio 2016. É que a Carta Olímpica obriga o chefe de estado do país anfitrião a declarar aberta a competição. Preocupados com a chuva de vaias que poderá vir, o Comitê Organizador e o COI estudam a possibilidade de um nome alternativo para a função. Ele está sendo guardado em máximo segredo.” PT saudações.

Dona Fifi. Aleluia: Ministério do Esporte prometeu pagar duas parcelas atrasadas do Bolsa Atleta até a virada do ano. Aí ficarão faltando somente cinco.

Tititi d’Aline.  O mimo de Natal de Adriano de Souza, o Mineirinho paulista,  chegou muito bem emborrachado: um Pajero, avaliado em R$ 185 mil. Presente de um de seus patrocinadores.

Você sabia que… o ‘trem olímpico’ (Supervia) começa a funcionar a partir desta segunda, na Cidade Maravilhosa das balas uivantes, com reproduções de Cândido Portinari e fotos de atletas brasileiros que se destacaram na história dos Jogos?

Bola de ouro. Corinthians. O melhor time da temporada, de acordo com os jogadores do Brasileirão/15 ouvidos pelo ‘Uol’. Obteve 65,3% votos, contra 7,3% de Galo e Grêmio. O Peixe ficou em quarto (6,4%), à frente do Palmeiras (5,5%).

Bola de latão. São Paulo. Enquanto os coirmãos vão às compras (o Palmeiras já acertou com sete), o soberano fica só no ‘leco leco’, à espera da sobra.

Bola de lixo. Agentes. Vale tudo para colocar a mercadoria na vitrine: o empresário Sérgio Leismann garantiu que o Saci colorado recusou proposta de R$ 25 milhões pelo meio-campista Anderson. O interessado seria um clube chinês. Fala sério!

Bola sete. “Quando vejo o Barcelona trocar passes, lembro-me do Santos de Pelé, que fazia o mesmo, cadenciava a partida, parecia lento e, de repente, acelerava até fazer o gol” (do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’ – é vero).

Dúvida pertinente. Hoje é um novo dia, de um novo tempo?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s