Corinthians chia e Conmebol aumenta premiação. Te cuida, Champions!

O deputado federal (PT) e primeiro-ministro do Corinthians, Andrés Sanchez, cantou de galo, ameaçou tirar o time de campo e conseguiu abalar os alicerces da samaritana Conmebol: os clubes receberão mais café no bule para participar da Libertadores.

Um reajuste fantástico. Agora, o campeão da América embolsará nada mais que US$ 7,2 milhões (R$ 29 milhões). Azar do San Lorenzo, último vencedor do torneio, que beliscou somente US$ 6,1 milhões (R$ 24,4 milhões).

Na fase de grupos, cada equipe receberá US$ 1,35 milhão (R$ 5,4 milhões) nesta temporada – US$ 450 mil (R$ 1,8 milhão) por jogo como mandante. Ano passado, a fatia girou em torno de US$ 350 mil.

A porta da esperança em 2016:

Primeira fase: US$ 400 mil (R$ 1,6 milhão) + bônus de US$ 100 mil (R$ 400 mil) aos eliminados
Fase de grupos: US$ 1,35 milhão (R$ 5,4 milhões)
Oitavas de final: US$ 750 mil (R$ 3 milhões)
Quartas de final: US$ 950 mil (R$ 3,8 milhões)
Semifinal: US$ 1,25 milhão (R$ 4,9 milhões)
Vice-campeão: US$ 1,5 milhão (R$ 6 milhões)
Campeão: US$ 3 milhões (R$ 11,9 milhões)

Grana que certamente deve provocar a maior inveja nos europeus. Segunda competição mais importante do continente, a Liga Europa recompensa o grito de campeão com módicos 9,7 milhões de euros.

Na Champions, a situação é bem mais dramática. De cara, cada um dos 32 times da fase de grupos coloca no cofre 8,6 milhões de euros (R$ 29,6 milhões) para o café da manhã. E o campeão, 37,4 milhões de euros (R$ 128,7 milhões) por baixo. Não deve ser mesmo nada fácil sobreviver futebolisticamente no Velho Continente.

Por falar em dindim… A simpática Conmebol tunga a arrecadação de cada partida em 10%. O Circo Brasileiro de Futebol leva 5%, e a federação local, mais 5%.

Ou seja, de uma renda de R$ 4 milhões, o fantástico time dos engravatados de colarinho branco saboreiam uma ótima cereja: R$ 800 mil.

                                       ############

Pitaco do Chucky. O ministro do Esporte, George Hilton, mandou uma brilhante mensagem de Natal aos atletas: não tem a mínima ideia de quando serão pagas as sete parcelas atrasadas da Bolsa Atleta. Ho ho ho!

Sugismundo Freud. Só o lixão abre os braços para a podridão.

Rei da cocada. Com 46% dos votos, o meio-campista Renato Augusto, do Corinthians, foi eleito o melhor do Brasileirão/15, em pesquisa do ‘Uol’ com 108 atletas. Jadson, companheiro de Renato Augusto, ficou em segundo, com 26,6%. Os santistas Lucas Lima e Ricardo Oliveira, com 5,5%, dividiram o terceiro lugar. O corintiano Elias fechou o top 5.

Zé Corneta. Mercado superaquecido: Edu Dracena deixa o Corinthians para acertar com o Palmeiras

Troca-troca. O Fluminense recusou a proposta do Palmeiras pelo volante Jean: uma grana, mais Alecsandro, Amaral e Leandro Almeida. A negociação está complicada porque a Unimed, antiga patrocinadora do Tricolor, detém 50% dos direitos econômicos do atleta. O Flu é dono de 35%, e Jean tem 15%. Em situação financeira complicada, a Unimed só quer saber de café no bule.

Dona Fifi. O grupo do Palmeiras garante estar mais fechado que porta de submarino para a disputa da Libertadores.

Bem, amiguinhos. O galês Gareth Bale enfeitou a árvore de Natal de sua mansão com a bola da goleada do Real Madrid sobre o Rayo Vallecano, por 10 a 2, pelo Campeonato Espanhol. A gorduchinha reina no topo da árvore. Bale marcou quatro vezes.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil’). Gremista de 12 anos pede título em carta a Papai Noel.

Bem, diabinhos. Quem dorme no ponto é poste: o Palmeiras elabora plano para faturar uma grana com visitas à mansão Allianz Parque durante as férias. Objetivo: atrair pelo menos 10 mil pessoas. Nos últimos meses, o tour pelo ninho dos periquitos reuniu quatro mil a cada 30 dias, em média.

Gilete press. De Ancelmo Gois, no ‘Globo’: “Neymar, o nosso querido craque, está de olho em um novo modelo de lancha. Trata-se do Azimut 100 Leonardo, de 30 metros. Um investimento alto. Na negociação, o jogador do Barcelona ofereceria a sua atual lancha, avaliada em R$ 15 milhões, de entrada. É que para adquirir o seu novo mimo, ele terá que acrescentar mais R$ 12 milhões.” Que dureza!

Tititi d’Aline. Algumas estrelas globais estão morrendo de inveja de Paolla Oliveira. Explica-se: o ‘amigo secreto’ Neymar comprou para a atriz um par de brincos da grife Rabat, avaliado em R$ 12 mil.

Você sabia que… o Corinthians investiu R$ 4 milhões na compra de 50% dos direitos econômicos do meia Marlone?

Bola de ouro. Adriano de Souza, o Mineirinho. Uma recepção de gala no aeroporto. Mais que merecida. É o surfe passando as chuteiras para trás.

Bola de latão. Edu Dracena. O zagueiro de 34 anos aterrissou cheio de pose no Corinthians, com salário de R$ 300 mil, mas foi engolido por Felipe e agora rescindiu contrato. Não deixará saudade.

Bola de lixo. Felipe Melo. O brasileiro da Inter de Milão foi premiado com três jogos de gancho por ter dado um pontapé no pescoço de Biglia, da Lazio, nos minutos finais do embate pelo Calcio. Poucos minutos antes, o volante havia cometido um pênalti. Partidaço.

Bola sete. “O Brasil precisa acreditar mais em seus atletas. O reconhecimento também deve acontecer na derrota. O povo tem de torcer e vibrar, mesmo quando as coisas não vão bem” (do novo rei da prancha, Adriano de Souza, o mineirinho – é vero).

Dúvida pertinente. O Papai Noel está de saco cheio dos cartolas?

O que você achou? jr.malia@bol.com.br

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s